História The Green Eyes - Capítulo 59


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Ally, Brooke, Cabello, Camila, Camren, Dinah, Fifthharmony, Jane, Jauregui, Kordei, Lauren, Normani, Norminah
Exibições 177
Palavras 3.116
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 59 - Fifty Nine


- Você não vai mais comer? - Lauren perguntou depois de ter voltado para o quarto e encontrado a bandeja com o café da manhã sobre a cama, Camila sentada perto da janela observando as ruas do centro, que ficavam cada vez mais movimentadas mesmo que ainda fosse bem cedo.

- Ahh... Eu estava esperando você voltar. Não gosto de comer sozinha. - Camila levantou e se enrolou no roupão de Lauren, que ela tinha achado jogado em uma poltrona perto da entrada do banheiro. - Você se importa? - Perguntou olhando para o roupão no próprio corpo.

- Claro que não. - Lauren piscou os olhos rapidamente e abriu um pequeno sorriso. - Ele fica bem melhor em você.

As duas se sentaram na cama e Camila esperou que Lauren pegasse sua xícara com café para novamente voltar a comer. Não era como se ela não gostasse de comer sozinha, ela havia feito isso mais vezes do que podia contar, mas ela certamente não iria perder a oportunidade de passar mais algum tempo ao lado de Lauren. 

O café tinha o mesmo gosto do que elas costumavam tomar anos atrás e Camila teve que admitir que as panquecas da morena eram bem melhores que as dela, mesmo que agora ela já soubesse a receita certa. 

Elas conversaram sobre besteiras e Camila apontou alguns objetos no quarto da de olhos claros, dizendo que os mesmos pareciam com os que ela tinha em casa ou os quais ela gostaria de ter. Durante todo o café Lauren não pôde tirar os olhos sobre Camila e quando a mesma percebia esse olhar, um sorriso brilhante brotava de seus lábios. E elas nem podiam mais negar para si mesmas, o tempo só havia aumentado algo guardado com carinho durante anos. O amor ainda estava ali, crescendo como uma árvore, como o carvalho em que Camila costumava sentar sobre as raízes para pensar sobre o mundo.

- Lauren? - Matheus bateu na porta de leve. Ela quase se engasgando com o café e Camila franziu o cenho. Lauren pareceu ficar desesperada.

- Só um minuto. Estou trocando de roupa. - Ela levantou e caminhou até a porta. Parou, olhou para Camila que estava com um sorriso confuso no rosto, então abriu a porta e desapareceu rapidamente. - O que?

- Eu estava pensando que... Você estava comendo o que? Ahhh Lauren! Você não me chamou pro café de novo. - Matheus a empurrou pelo ombro e Lauren sorriu.

- Você dorme demais, Math. E eu estava só tomando um café. Tem panquecas e café na cozinha. Eu não esqueci de você. - Ela bagunçou o cabelo dele e o mesmo fez uma careta enquanto tentava arrumar novamente o cabelo. - Sobre o que estava falando mesmo?

- Ahh! Claro. Eu estava com aquele projeto sobre algumas rodovias um tempo atrás, você lembra? Claro que lembra, eu falei sobre isso durante semanas. Enfim, eu estou pensando em levar a Dinah para as fotos. - Ele disse finalizando com um sorriso enorme.

- Ahmm... Legal? - Lauren sorriu confusa.

- Sim, legal. Você acha que ela viria? - Um barulho veio de dentro do quarto e era como se vidro tivesse caído no chão e quebrado em mil pedaços. - O que foi isso? - Matheus tentou passar por Lauren e entrar no quarto.

- Não foi nada. Eu deixei a xícara na janela, deve ter ficado em cima da cortina e o vento bateu e derrubou. Só isso. - Ela o empurrou para onde ele estava e ele pareceu duvidar do que ela havia dito. 

- Certo. Eu vou comer algo. Meu estomago está me matando. - Matheus saiu em direção a sala e sumiu depois do fim do corredor. Lauren agradecendo por ele não ter insistido em entrar no quarto.

- Camila... - Lauren disse quase em um sussurro e foi até onde a menor estava abaixada no chão tentando recolher os pedaços pequenos de vidro espalhados no chão. 

- Desculpa! Eu fui levantar e a xícara escorregou da minha mão e... me diz que não era a sua favorita, por favor. - Ela parecia estar extremamente preocupada, o que fez Lauren dar uma pequena gargalhada e negar com a cabeça. - Eu posso comprar outra pra você. 

- Não é preciso, Camz. Está tudo bem. - Quando Lauren olhou para Camila novamente, os olhos castanhos dela estavam com um brilho mais forte e o sorriso agora nos lábios da menor eram maiores do que os que Lauren tinha segundos atrás. - Desculpa, eu não vou te chamar assim novamente. 

- Nãoo! Pode chamar. Quer dizer... eu realmente não me importo que me chame assim. Só você costumava me chamar assim e eu meio que... eu não sei. Talvez tenha sentido saudades. - As duas ainda estavam abaixadas tentando recolher todo o vidro. O sorriso reinando no rosto das duas. Camila encantada com a forma como Lauren tentava se distanciar dela mesmo que não conseguisse muito e Lauren apenas tentando bloquear a mente para não puxar Camila para perto e beijar os lábios mais que convidativos dela.

Depois de apanhar todos os pedacinhos de vidro do chão, as duas foram ao banheiro e Lauren pegou um pedaço de papel para enrolar os cacos para poder jogar no lixo. Camila sempre observando os gestos da maior e seguidos seus passos. Lauren pediu para que ela esperasse no quarto enquanto ela levava a bandeja do café da manhã de volta para a cozinha. Ela não queria que Matheus surtasse logo cedo por algo que não era necessário e mesmo que Camila tentasse encontrar uma fresta para conversar melhor com Lauren, a maior parecia querer empurrar o assunto que as seguiam até agora para bem longe. 

- Por que diabos você estava com duas xícaras, dois pratos, dois talheres? ... - Matheus perguntou observando Lauren despejar a louça dentro da pia e separar a bandeja para o lado.

- Só tem uma xícara aqui, Math. - Lauren deu de ombros.

- Sim, mas se a outra quebrou no quarto, então você tinha duas. Eu não sou muito inteligente, mas ainda posso contar. - Ele piscou e Lauren riu. - Tem alguém no seu quarto?

- Não. Claro que não. Essas coisas estavam lá desde ontem. Eu fui...

- Lauren, a Camila desapareceu ontem do hotel. Você volta do seu quarto com uma bandeja de café para dois, a xícara quebra no quarto sozinho? - Ele arqueou a sobrancelha e bateu de leve no ombro da amiga. - Pode dizer que ela está no seu quarto. Eu não vou surtar nem nada. 

- Como sabe que ela sumiu do hotel? - Lauren se afastou um pouco e deu a volta no balcão da cozinha, agora ficando de frente para o amigo.

- Dinah Jane. Também conhecida como melhor amiga da Camila ou minha amiga e musa também. - Matheus deu um sorriso suave e novamente ergueu a sobrancelha. - Ela está lá, certo? 

- Talvez. - Lauren riu de leve. - Agora cale a boca e fique na sua. Ela chegou tarde e precisava de um lugar para dormir. 

- Vocês dormiram na mesma cama? - Ele apoiou a cabeça sobre as mãos e fez uma expressão apaixonante.

- Não. Eu deixei que ela dormisse na minha cama e eu coloquei um colchão no chão. Não foi muito confortável, mas ela conseguiu dormir bem durante a noite. - Também apoiou a cabeça na mão e depois escondeu o rosto entre as mesmas. 

- Lauren, eu sinto muito em informar, mas você é burra. Como você deixa Camila Cabello dormir sozinha na sua cama e você se joga em um colchão barato no chão, quando podia estar esquentando o próprio corpo ou o dela naquela cama enorme? - Matheus disse negando com a cabeça e Lauren gargalhou dando alguns tapas no braço dele. - Você é estupidamente burra.

- Cale a boca, por favor. Ela tem namorado. - Ela olhou para trás para ter certeza de que Camila não havia saído do quarto. 

- Isso não te impediu de transar com ela noites atrás...

- Math!! - Ela o empurrou e ele quase se desequilibrou no banco. Matheus gargalhando alto. Lauren corou por leves segundos. - Eu vou ver se ela precisa de algo. E você não ouse em falar nada ou entrar naquele quarto.

- Tudo bem. Eu não preciso ver vocês se pegando... ou preciso. Eu não sei. - Ele jogou a cabeça para trás de passou a mão pelo cabelo. Lauren sorrindo e desaparecendo em direção ao corredor.

Camila tinha ido tomar banho. Ela procurou por alguma toalha no armário do banheiro, mas não achou nenhuma que não fosse toalha de rosto, então acabou usando a que estava pendurada perto da banheira, provavelmente a de Lauren. Ela tinha saído do banheiro e ainda estava enrolada na toalha quando a de olhos verdes entrou no quarto.

- Ohh droga! Desculpa, eu devia ter batido. - Lauren encarou a porta e esperou que Camila dissesse algo, em vez disso a menor apenas soltou uma pequena gargalhada.

- Você não precisa bater. O quarto é seu. - Talvez a voz de Camila tivesse mudado e saído um pouco mais sexy do que o necessário. Lauren engoliu a própria saliva e respirou fundo fechando os olhos.

- É que... bem... Você estava... Eu não sabia que tinha ido tomar banho. - Ela continuou com os olhos fechados até perceber que Camila estava tão próxima que ela podia sentir a respiração da menor bater contra seu ombro.

- Você lembra como costumávamos ser? De como uma toalha a menos não era um problema e sim uma solução? - As mãos dela foram de encontro com os ombros da maior e Lauren novamente respirou fundo tentando não ceder tão facilmente, mal sabendo ela que já estava totalmente perdida.

- Camila... - Um beijo molhado foi deixado contra o ombro de Lauren e a respiração pesou. Camila subiu mais dois beijos até o pescoço da maior e era como se Lauren delirasse por viver aquilo novamente, era claro mais uma vez que nenhuma das duas poderia negar o que existia entre elas. 

Em um movimento rápido, Lauren virou de encontro com Camila e sem hesitar mais, os lábios delas se chocaram em um beijo brevemente suave e transformador mostrando todo o desejo que havia ainda guardado em ambas. As mãos de Camila apertaram a blusa da maior enquanto Lauren puxava e empurrava ao mesmo tempo Camila para mais perto dela e para a cama.

Lauren tentou dizer algo entre o beijo, mas foi a vez de Camila a puxar para mais perto e as duas caíram sobre a cama. Camila continuava puxando cada vez mais forte a blusa da maior e Lauren estava quase perdendo toda a noção do certo e errado do momento. Ela havia dito varias vezes para si mesma que não faria isso novamente, pois sabia que Camila estava com Brant, enquanto isso, a menor apenas queria ter seu corpo cada vez mais próximo da única pessoa que já havia amado. Elas estavam totalmente imersas no beijo que continuava aquecendo seus corpos e fazendo com que o nível de sanidade fosse perdido pelas duas.

A toalha que Camila estava enrolada voou para longe da cama segundos depois, quando Lauren a desenrolou com força e a virou de costas na cama. Ela tentou fazer com que Camila seguisse seus passos, mas a menor não cedeu tão facilmente ao domínio de Lauren e a empurrou pro outro lado da cama, ficando por cima do seu corpo. 

- Você sempre com roupa demais, Laur. - Camila sussurrou enquanto mordia suavemente o lóbulo da orelha direita de Lauren e imprensava seu corpo contra o dela.

Lauren sentou na cama com Camila sentada sobre suas coxas e a menor a ajudou a se livrar rapidamente da blusa grossa preta que vestia. Ela estava sem sutiã, o que facilitou o trabalho para Camila descer beijos rápidos até um dos seios dela e sugar com força o mamilo da morena, que tombou a cabeça para trás e deixou um gemido rouco escapar pela boca. 

A sensação que Camila sentia por sentir o gosto da pele de Lauren em sua boca, fazia com que seu corpo tremesse mesmo que ela não percebesse e ela não podia pensar em mais nada no momento. O modo como ela se entregava completamente a Lauren, nunca iria ser alcançado por outra pessoa. Era como se apenas isso fosse o certo para ela.

A respiração de Lauren estava pesando cada vez mais e ela puxou o cabelo de Camila, fazendo com que a menor a deixasse ser guiada de volta para um beijo. Lauren precisava sentir isso cada vez mais, e sentir que os beijos ficavam cada vez mais intensos. 

Camila não cederia aos comandos da maior. Não dessa vez. A necessidade maior agora era dela. Ela precisava ter Lauren como costumava ter antes e não se entregar como aconteceu no carro noites atrás. Ela precisava sentir que Lauren também era sua como ela era dela. 

Ela dominou o beijo por mais alguns segundos, quando decidiu que não poderia mais esperar e enquanto descia beijos, mordidas e chupões pelo pescoço e seios de Lauren, suas mãos trabalhavam para se livrar das roupas de baixo da maior. Lauren não deixou de ajudar e chutou a calça rapidamente para longe. Camila voltando ao controle novamente quando sem aviso ela desceu a mão e sentiu o quão molhada Lauren estava para ela. Ela sorriu forte contra a pele da barriga de Lauren e a olhou, observando o peito da maior subir e descer pesadamente com a ansiedade. 

Os olhos verdes estavam fechados, não podendo ver que Camila estava observando seu rosto. Dois dedos foram introduzidos em Lauren e a mesma soltou mais um gemido rouco seguido pela respiração pesada e um olhar fixo no rosto de Camila, que sorria agora maliciosamente. 

- Eu sabia que ainda podia te deixar molhada assim. - Camila disse beijando a barriga da maior e Lauren fechou os olhos para sentir melhor toda a sensação que Camila enviava ao seu corpo. Os dedos entrando e saindo provocativamente, fazendo com que ela movimentasse o quadril para ter um contato mais forte e rápido, apenas para fazer Camila se sentir totalmente como esperar se sentir. 

Ela estava em um nível de felicidade que ultrapassaria qualquer outro. Sentir que Lauren estava buscando algo mais dela e que o corpo dela estava sendo totalmente entregue e desejando por mais era enlouquecedor. Camila nunca havia sentido isso com Brant. Era como se ele sempre se importasse com ele e a deixasse de lado, e mesmo quando Camila se esforçava para fazer algo para agradá-lo, ele ainda só olhava para si mesmo. Como se não existisse a mesma necessidade de entrega entre os corpos deles. Com Lauren tudo voltava a ser extraordinário.

- Cami...- Lauren gemeu um pouco antes de os lábios da menor colidirem novamente com os dela. 

- Shiii... - Camila acelerou os movimentos e deixou alguns beijos pelo rosto e pescoço de Lauren, que continuava seguindo os movimentos de vai e vem de Camila com o quadril.

- Lauren! - Matheus bateu na porta. Quando Camila estava prestes a parar os movimentos, Lauren segurou sua mão onde estava e abraçou o corpo dela. Camila sorrindo contra seu pescoço. - Lauren!!

- Vá embora!! - Ela gritou e apertou os braços ao redor de Camila para que ela permanecesse ali.

- O telefone é pra você! - Ele gritou de volta, mas Lauren pareceu não se importar. - LAUREN!!

- VÁ SE FODER!! - Lauren deixou um gemido escapar junto com o grito e Matheus arqueou a sobrancelha do lado de fora do quarto. Ele havia acabado de perceber o que estava rolando lá dentro. 

- Eu vou pedir para ligarem mais tarde. - Deu meia volta e saiu rindo pelo corredor, tentando controlar a si mesmo para não ligar para Dinah e contar o que supostamente estava acontecendo do outro lado da porta.

Camila introduziu mais um dedo em Lauren e a mesma gemeu mais alto contra o ombro da menor, puxando seu cabelo mais uma vez com força. Camila se afastou um pouco para ganhar mais espaço para aumentar a velocidade dos seus movimentos, Lauren puxando os cobertores da cama para perto do seu rosto e tentando abafar os gemidos que ficavam mais altos. 

Ela estava ficando louca apenas em ouvir os gemidos de Lauren. A necessidade de satisfazer o próprio corpo aumentando cada vez mais. Depois de alguns segundos, ela encaixou o próprio corpo entre as penas de Lauren. O atrito agora entre seus sexos. Camila de costas para Lauren e deitada sobre uma das pernas da maior, enquanto Lauren tinha uma visão agora que a deixava cada vez mais fora de si.

A mão de Lauren foi de encontro com a pele de Camila, acertando um tapa forte em sua bunda. Ela apertou a pele agora vermelha com a marca dos seus dedos e trouxe Camila para mais perto de seu corpo, ajudando a aumentar o atrito rápido no ponto certo para as duas. 

O quarto foi invadido por gemidos e Camila não pôde segurar um grito quando novamente Lauren a acertou na bunda com um tapa mais forte. Matheus podendo ouvir da sala. Ele gargalhou e se afundou no sofá com a xícara de café nas mãos. Dinah certamente saberia disso mais tarde.

Lauren se apoiou em um braço para poder observar melhor Camila sobre seu corpo. A menor tentando abafar os gemidos agora contra o colchão de Lauren, que quase havia gozado com a sensação que chegou ao seu corpo em ver tudo aquilo que estava acontecendo. Era diferente observar tudo isso agora e lembrar todas as vezes em que Lauren teve de acordar no meio da noite totalmente molhada por ter sonhado algo pervertido com Camila. E quantas vezes ela já havia sentado na poltrona perto do banheiro e olhado para a cama imaginando ela e Camila na cama, exatamente como estavam agora. 

- Lauren... eu te... - Camila tentou falar algo, mas foi interrompida por Lauren apertando suas coxas e ajudando mais uma vez nos movimentos para aumentar o contato entre seus sexos. Elas precisavam gozar.

- Vamos, Camila. Eu estou quase lá. – Disse dando outro tapa agora contra a coxa da menor e Camila a obedeceu, aumentando a velocidade enquanto Lauren a ajudava a manter o controle do atrito. 

Depois de mais alguns minutos e gemidos abafados contra a cama, elas chegaram no clímax ao mesmo tempo. O corpo de Lauren caindo de volta para a cama e Camila tentando manter a respiração em ordem. A cabeça da menor estava tão cheia de palavras prontas para sair antes e agora era como se tudo tivesse ido embora. Elas sabiam que tinham errado, mas pareciam não dar a mínima. Talvez isso fosse ser o certo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...