História The Green Eyes - Capítulo 60


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Ally, Brooke, Cabello, Camila, Camren, Dinah, Fifthharmony, Jane, Jauregui, Kordei, Lauren, Normani, Norminah
Exibições 194
Palavras 2.807
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 60 - Sixty


- Eu preciso de um banho e você precisa ir embora. – Lauren disse saindo da cama e recolhendo as roupas no chão. Ela entrou no banheiro enquanto Camila a observava ainda deitada na cama.

- Você vai me mandar embora assim? – Camila perguntou enquanto se sentava na cama e enrolava o próprio corpo em um cobertor para se manter aquecida.

- Você precisa voltar pro hotel. A Dinah não sabe onde você está e... O Brant também não. – Ela ligou o chuveiro e deixou que a água esquentasse para finalmente se jogar embaixo do chuveiro.

- Eu falo com a Dinah depois. E eu já disse que vou terminar com o Brant. Você não ouviu o que eu disse noite passada? – Camila apareceu na porta do banheiro e ficou assistindo Lauren debaixo d'agua, ela parecia nervosa.

- Você pode fazer o que quiser. Eu não me importo. 

- Não se importa? O que diabos aconteceu com você? Noites atrás você estava dizendo que eu pertenço a você e agora depois do que aconteceu na sua cama ainda vai me mandar embora como se nada importasse? Lauren, você me quer tanto quanto eu te quero. – Camila entrou no banheiro e ficou parada de frente para Lauren, que respirou fundo e lavou rapidamente o rosto. 

Ela não disse nada em resposta a Camila, apenas terminou o banho mais rápido do que deveria e saiu do banheiro voltando para o quarto para pegar a toalha no chão. Camila a deixando ir. 

- Você pode tomar banho e vestir qualquer roupa. Eu não me importo. Eu vou sair e não sei quando vou voltar, então se já estiver ido... Tchau. – Lauren disse enquanto vestia qualquer roupa facilmente e calçava suas botas para sair. Camila ainda no banheiro.

- Eu te amo, Lauren! – Ela disse em voz alta e Lauren parou um pouco antes de abrir a porta, fechou os olhos e respirou fundo. Ela simplesmente se foi.


...

- Jauregui, Srta. Jane nos convidou para esse jantarzinho amanhã à noite. Você tem que ir. Vai ser minha acompanhante. – Matheus jogou o convite nas pernas da amiga e se sentou ao lado dela no sofá.

- Não, obrigada! – Ela respondeu devolvendo o convite depois de ter lido o suficiente para nega-lo. 

- Como assim? Eu não estou te convidando. Você vai comigo. Isso é só um comunicado, querida. Esteja pronta amanhã às 19h. Espero que tenha ouvido bem. – Ele beijou a bochecha dela e levantou do sofá levando o convite com ele e sumindo para a cozinha. 

- Math, eu não posso ir. O pai da Camila vai estar lá e certamente...

- A Camila e o Brantzinho e todo aquele pessoal que você não gosta, fora a Dinah Jane que é minha rainha. Eu vou falar novamente caso não tenha prestado atenção. Isso é um comunicado. Você vai comigo e tchau. – Matheus gritou da cozinha e Lauren respirou fundo para não voltar a dizer algo e apenas tentou focar no filme que estava assistindo. 

Ele demorou algum tempo para voltar à sala onde Lauren estava. Ela realmente queria ter prestado atenção no fim do filme, mas imaginar ela estando na mesma mesa com Alejandro, Camila e Brant, não parecia tão confortável assim, uma vez que Alejandro certamente lembraria dela e Brant ficaria ciente de quem Lauren era na vida de Camila.

- Amor, Dinah vai mandar sua roupa amanhã às 9h. Você estará aqui? – Matheus perguntou voltando da cozinha com o celular nas mãos.

- Math, eu não sei se é uma boa idei...

- Vai estar ou não Jauregui? – Ele perguntou novamente.

- Sim. – Lauren respondeu e ele sorriu voltando a atenção ao celular.

- Tudo pronto, baby. Amanhã às 9h seu vestido vai estar lá embaixo esperando por você. – Ele guardou o celular no bolso da calça moletom e bateu palmas animado.

- Math, eu te odeio. – Lauren disse jogando uma almofada nele. 

- Eu também te amo Lolo! – Ele desviou e saiu gargalhando pelo corredor. 


...

- Obrigada, Roger! – Lauren agradeceu ao entregador e fechou a porta segurando uma caixa grande. Eram exatamente 9h 03min. Matheus havia saído para pegar o terno que havia comprado na noite anterior e pedido para ajustar ao seu tamanho. – Math, eu vou te matar algum dia. 

Ela colocou a caixa sobre a mesa de centro do apartamento e a abriu. Dinah havia escolhido muito bem o vestido de Lauren, e ela não poderia dizer que não havia gostado. A amiga sabia bem como Lauren gostava de se vestir para eventos assim. 

- WOW! Você está linda! – Matheus disse assim que entrou no apartamento e encontrou Lauren vestida com o vestido que Dinah havia enviado. – Mas querida, ainda são 3h.

- Eu sei. Só estou vendo se o vestido está bom. – Ela deu de ombros e voltou para o quarto. 

- O vestido está ótimo. Tudo fica ótimo em você. Eu queria tanto ser hetero para poder te foder do jeito que você merece. Ahh não!! Desculpe, lembrei que nós somos gays. – Ele disse sorrindo e Lauren o empurrou.

- Você é muito idiota. Como eu posso ser sua amiga? – Ela tirou o vestido e o colocou sobre a cama.

- Você me ama também. Eu sei. – Ele mandou um beijo no ar para ela e ela revirou os olhos enquanto sorria. – Me diz que você fez ou pediu comida, por favor. Eu estou faminto. Acho que devoraria um mamute inteiro agora. 

- Tem comida no micro-ondas. – Disse terminando de arrumar o vestido sobre a cama e ele saiu do quarto correndo para a cozinha. Lauren rindo da idiotice do amigo. 

As horas seguintes passaram mais rápidas do que Lauren esperava. Ela havia terminado de arrumar o cabelo e a maquiagem quando Matheus entrou no quarto já vestido e pronto para sair. 

- Lauren, coloque seu vestido agora e vamos embora. Ultimo aviso. – Parou na frente dela e sorriu fraco. – Você está tão linda que eu viraria não gay para poder te beijar hoje. 

- Meu Deus!! Eu não aguento mais você dando em cima de mim desse jeito. Talvez nós devêssemos ser ambos não gays e namorar um ao outro. – Falou entrando na brincadeira dele.

- Sim! E nós teríamos 7 filhos lindos e ricos e lindos e de olhos claros e... Oh meu Deus!! Eles seriam artistas como nós! Eu preciso que me dê pelo menos um filho artista, Lauren. – Matheus puxou a mão da amiga e ela se levantou, ficando em pé na frente dele.

- Nahh! Você quer 7 filhos e eu quero 2. Acho que não iriamos dar certo. – Ela soltou a mão dele e correu para o outro lado da cama para pegar o vestido. 

- Tanto faz. O que você tem entre as pernas, não é exatamente o que eu gostaria de... Enfim, você consegue terminar isso em menos de 3 minutos? – Ele deu de ombros e caminhou até o espelho do quarto para checar o próprio reflexo. – Eu deveria namorar a mim mesmo. 

- Talvez. Vamos, eu coloco os saltos no carro. – Lauren ajustou o vestido ao corpo e apanhou os sapatos no chão. Parando uma ultima vez ao lado do amigo para também verificar o reflexo. – Você dirige.

- Claro! – Eles caminharam para fora do quarto e Matheus apanhou as chaves do carro que estavam penduradas próximas a porta de entrada do apartamento.

Lauren pareceu ir ficando nervosa durante o caminho até o restaurante. Ela estava mexendo nas mãos mais vezes que o necessário. Alejandro a reconheceria. Ela estava certa disso. Matheus parou o carro em frente ao restaurante e entregou as chaves para que estacionassem o veículo. Lauren parando na entrada ao lado dele e respirando fundo uma ultima vez antes de entrarem para o salão principal.

Lá estavam todos eles. Dinah deslumbrante como sempre, assim que avistou os dois amigos, levantou da mesa e seguiu para os encontrar. Ela agradeceu a presença dos dois e os levou até a mesa. 

Matheus foi o primeiro a cumprimentar todos. Camila pareceu extremamente surpresa em ver Lauren ao seu lado na mesa. Ela apenas acenou para alguns convidados e aproveitou que Alejandro parecia empolgado em uma conversa e apenas se manteve quieta ao lado de Camila e Matheus.

O jantar foi servido minutos depois. Matheus parecia ter ficado encantado com um dos convidados de Dinah e o outro homem pareceu não querer tirar os olhos dele também. Lauren se manteve calada até Alejandro finalmente a reconhecer.

- Srta. Jauregui! – Ele sorriu fraco e tentou olhar Lauren por cima de Brant e Camila. – Não esperava a encontrar aqui. Tanto tempo se passou.

- Sim, Sr. Cabello. Muito tempo. Espero que esteja bem. – Ela arqueou uma sobrancelha e sorriu de volta para ele. Camila manteve a cabeça baixa. 

- E o que lhe trouxe a esse jantar? – Alejandro perguntou levando a taça de vinho aos lábios.

- Dinah Jane! Não foi ela quem trouxe todos aqui essa noite? – Lauren olhou para a amiga e sorriu. 

- Sim. Certamente sim. Dinah é simplesmente um dos orgulhos que tenho. Eu a conheci pequena, ela sempre foi amiga da minha filha, Camila. Eu sei o quanto Dinah se esforçou para chegar onde está hoje. A inauguração da própria marca já é um sucesso e espero que continue assim por bastante tempo. – Ele levantou a taça e todos o seguiram fazendo o mesmo.

- Obrigada, Alejandro. – Dinah agradeceu e levantou. – Eu gostaria de anunciar agora, que minhas duas estrelas principais e primeiras garotas propagandas da minha marcar, serão...

- Não, Dinah. Não! – Lauren repetiu na mente e quando estava preste a fechar os olhos, Dinah continuou.

- Lauren Jauregui e Camila Cabello. Elas são umas das minhas melhores amigas e como infelizmente Normani e Ally não puderam comparecer nem para o jantar e nem aceitaram o convite... Vocês duas ganharam a disputa. – Dinah e todos os outros bateram palmas. Lauren e Camila com sorrisos nervosos no rosto.

- Não vão dizer nada? – Matheus disse empolgado.

- Sim! Por favor! – Dinah sorriu e voltou a se sentar.

- Ahmm... - Lauren olhou para Camila, que parecia tão mais nervosa agora quanto ela. – Eu acho que temos que agradecer a Dinah por ter nos escolhido como...

- Modelos para a campanha do lançamento da marca dela e... – Camila continuou.

- E obrigada a todos. – Lauren completou e todos bateram palmas novamente. 

- Dinah. Eu. Te. M-a-t-o. – Camila disse em silencio para a amiga e Dinah gargalhou depois de fazer leitura labial para entender o que Camila estava querendo dizer. 

- Eu também te amo, Mila! – Dinah disse em voz alta e Matheus e os outros convidados sorriram para elas.

O prato principal ainda estava sobre a mesa. Lauren observou que uma das mãos de Brant estava sobre a coxa direita de Camila. Ela se sentiu totalmente desconfortável e deu um grande gole do vinho em seu copo.

- Com sede, Srta. Jauregui? – Alejandro perguntou observando-a. 

- Um pouco. Você não? – Ela perguntou de volta. Camila olhando rapidamente entre eles. 

Alejandro sorriu e pediu mais uma garrafa de vinho. Um dos convidados atraiu a atenção de Alejandro e Brant com algum assunto totalmente comercial. A mão de Brant agora livre da coxa de Camila, que continuou olhando para a própria comida e parecia estar totalmente perdida durante o jantar.

- Camila, me passa o molho? – Lauren colocou a mão direita sobre a coxa esquerda de Camila e a menor se mexeu rapidamente na cadeira quando percebeu a mão de Lauren sobre sua coxa. 

- Aqui. – Camila colocou o molho perto do prato de Lauren e a de olhos claros sorriu perversamente para ela.

- Obrigada. – Lauren usou a outra mão para colocar molho na comida. Ela estava mais preocupada com o que faria com a outra mão agora.

A mão dela deslizou vagarosamente até o fim do vestido de Camila, que não era realmente longo, finalizava um pouco acima da metade da coxa. Camila respirou fundo e bebeu um pouco da agua que estava em seu copo.

- Dinah, iremos fazer algum ensaio fotográfico? – Lauren tentou desviar a tensão que Camila aparecia sentir, mas continuou com a mão sobre a coxa da menor. Ela estava levemente torturando Camila com aquilo.

- Ahh, claro. Math vai marcar algum dia com vocês e nós entramos de vez nessa campanha que certamente será nossa favorita. Certo, Math? – Dinah disse totalmente empolgada.

- Certo Diva! – Matheus disse e alguns convidados mais próximos riram. 

Era impressionante como Lauren parecia não dar a mínima para todos que estava no jantar ou no restaurante. Ela simplesmente seguiu em frente com o que estava fazendo. Ela continuou fazendo perguntas a Dinah e a Matheus enquanto deslizava a mão mais para dentro das pernas de Camila, que tentava manter o controle e entrar no jogo perigoso em que Lauren a levava.

- Droga! – Camila se mexeu um pouco forte na cadeira, quase como um pulo e sorriu quando algumas pessoas olharam para ela. Lauren havia conseguido colocar os dedos onde queria.

- Math, você acha que aquele galpão do norte ficaria legal para as fotos? – Lauren estava sendo totalmente sínica com todos a mesa e continuou jogando perigosamente com Camila.

- Claro. Mas talvez pudéssemos olhar outros também. – Matheus respondeu e Lauren movimentou mais uma vez os dedos sobre o sexo molhado de Camila, que agora enchia o copo de vinho e dava um enorme gole na bebida.

- Querida, vá com calma. Você não costuma beber assim. – Brant disse quando notou que Camila parecia beber o vinho rápido demais.

- Eu estou bem. – Ela piscou para ele e Alejandro tentou observar Lauren, mas quando ele notou que ela estava conversando com Matheus, sua atenção e de Brant voltaram a conversa em que mantinham antes.

- Lauren, você pode me passar o sal? – Alejandro pediu depois de algum tempo e Lauren tirou a mão que estava em Camila. Ela lambeu os dedos e passou o sal para o pai da menor. Camila se engasgando com a comida quando percebeu o que Lauren tinha feito.

- Olha, eu vou ter que confessar. A comida desse restaurante está fantástica. Vocês não acham? – Ela disse olhando para Camila, Brant e Alejandro. 

- Sim. Um dos melhores restaurantes da cidade. – Alejandro concordou e Brant afirmou com a cabeça.

- Fantástica é a palavra certa. – Brant continuou. Lauren sorriu para Camila e a mesma olhou novamente para o próprio prato.

- Eu preciso ir ao banheiro. – Camila disse enquanto levantava da cadeira. Brant levantando logo em seguida. – Eu estou bem.

- Tudo bem. Se precisar de algo... Você sabe. – Ele disse voltando a se sentar e voltar a conversa em que estava. 

- Devem estar em um assunto interessante, não acha? – Matheus perguntou a Lauren quase em um sussurro. 

- Sempre assuntos interessantes, Math. Sempre! – Lauren sorriu e piscou para ele. – Eu vou dar um pulo aí. Acabei de avistar um amigo do meu pai e vou o cumprimentar. 

Lauren levantou da mesa e seguiu na mesma direção em que Camila havia desaparecido. Alejandro sendo o único a observar Lauren até que ela sumisse de vista. Ele não estava gostando nada do que estava acontecendo.

- Camz! – Lauren disse abraçando Camila por trás enquanto a menor lavava as mãos no banheiro.

- Para, Lauren. Você não pode fazer isso. – Ela disse tentando empurrar Lauren para longe, mas sem sucesso algum. 

- Não posso fazer o que, Camz? – Lauren disse beijando o ombro dela.

- Isso! Isso o que você está fazendo agora, isso o que você fez na mesa. Por que você... Lauren, para! – Ela empurrou novamente e Lauren a soltou.

- Você não pareceu reclamar antes. – Falou enquanto fixava o olhar nos lábios de Camila.

- Me diz se você me quer ou não. Eu não posso ficar fazendo isso só quando você quer. Nós precisamos sentar e conversar sobre tudo isso o que está acontecendo. Eu não quero ficar nesse seu joguinho. Por favor. Eu não quero me...

- Você não quer se magoar? – Lauren perguntou com a sobrancelha arqueada. – É isso?

- Eu nunca quis te magoar. Desculpa. – Camila tinha uma expressão triste e preocupada. Lauren permaneceu séria. 

- Eu sei que não, mas você me magoou e eu não consigo... Camila, eu juro que eu tento, mas não é tão simples assim.

- Você ainda me ama? – Ela perguntou olhando diretamente nos olhos da maior e Lauren respirou fundo. – Lauren, você me ama? 

- Camila...

- Só diz. A gente poderia tentar de novo. Esquecer tudo o que aconteceu e recomeçar. Não precisa ser como antes, mas a gente poderia tentar. Por favor. – Camila deu um passo a frente e Lauren desviou o olhar dela.

- Não é tão simples. Eu não posso...

- Você me quer ou não? – Camila perguntou empurrando Lauren contra a outra bancada de pias do outro lado do banheiro. – Sim ou não?

Lauren ficou em silencio e permaneceu com o olhar fixo nos olhos da menor. Camila também não desviou. Ela precisava de uma resposta e precisava que fosse agora.

- Eu não posso esperar para sempre. Me diz, porque se não eu...

- Sim. – Lauren disse desviando o olhar para os pés e de volta para os olhos castanhos de Camila. – Sim, Camila. Eu te quero!


Notas Finais


Vai ser sim ou não, ou não, ou não, ou não. ... Eu quero ver se você vai aguentar, a noite inteira sem poder me tocar kkkkk cantei Anitta mesmo, se reclamar eu canto Little Mix. 🙌


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...