História The Green Eyes - Capítulo 62


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Ally, Brooke, Cabello, Camila, Camren, Dinah, Fifthharmony, Jane, Jauregui, Kordei, Lauren, Normani, Norminah
Exibições 176
Palavras 2.699
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 62 - Sixty Two


- É bom que tenha uma ótima desculpa para tão ter voltado para o hotel ontem, Camila. – Alejandro disse em tom sério assim que Camila entrou no restaurante do hotel e se juntou a ele e Brant na mesa do café da manhã.

- E eu tenho. – Camila sorriu. – Eu vou sair do hotel. Vou pegar minhas malas e pronto. 

- Como assim? Vai sair para onde? Você ficou louca? – Brant perguntou também parecendo furioso.

- Vou embora. Não quero mais ficar nesse hotel. – Ela jogou o cabelo para trás e respirou fundo.

- E em qual hotel você quer ficar? Onde você dormiu ontem? – Ele perguntou novamente.

- Camila, onde dormiu ontem e por que não voltou para o hotel? – Alejandro disse agora mais sério do que antes, se isso for possível. 

- Não importa onde eu dormir ontem. Vocês não tem nada a ver com isso. A vida é minha e eu faço o que quiser. – Camila bebeu um pouco do suco que estava em um copo sobre a mesa. – Esse suco está horrível. 

- Você é minha noiva, eu preciso saber onde esteve ontem a noite. – Brant disse quase em um sussurro.

- Eu vou repetir de novo. Não. Sou. Sua. Noiva. – Ela disse pausadamente. – Brant, eu nunca aceitei casar com você, pare com isso. Você parece um louco falando asneiras sobre o que nunca aconteceu. 

- Camila, o Brant te pediu em casamento várias vezes e todos nós sabemos que... – Alejandro estava falando quando a menor o interrompeu.

- Quer tanto esse casamento com o Brant. Por que não se casa com ele você mesmo? – Camila disse cruzando os braços.

- É melhor falar direito comigo. Eu não lhe ensinei esses modos. – Ele a advertiu e serrou os dentes. Brant com expressão chateada.

- Você me ensinou poucas coisas e realmente eu não lembro de ter me ensinado modo algum. Talvez seja por isso que eu esteja falando assim agora, papai. – Camila se espreguiçou na cadeira e sorriu para uma garotinha do outro lado do restaurante do hotel.

- Camila! Basta! – Alejandro aumentou o tom de voz e Camila arqueou as sobrancelhas e riu. – É bom subir para o seu quarto agora mesmo. 

- Tudo bem, eu ia mesmo subir. Vou arrumar minhas coisas. Adeus pra vocês. – Ela levantou da cadeira e desapareceu do restaurante. Brant encarando Alejandro surpreso.

- Eu vou atrás dela. – Ele disse segundos depois e também desapareceu, deixando-o sozinho a mesa. 

Camila estava quase no quarto quando ouviu Brant gritar seu nome, ela não deu a mínima e continuou, até estar dentro do quarto. Jogou algumas coisas sobre a cama e começou a jogar outras dentro da mala.

- O que está fazendo? – Brant perguntou batendo a porta do quarto, ela não parou o que estava fazendo. – Camila, estou falando com você. 

- Vá à merda! – Camila disse correndo para o banheiro e voltando com mais algumas de suas coisas e as jogando também na mala.

- O que disse? – Perguntou confuso. 

- Eu mandei você ir à merda. Eu não sou sua noiva e não sou mais nada sua. Nós terminamos. – Ela disse olhando rapidamente nos olhos dele e ele engoliu o seco e arregalou os olhos.

- Está terminando comigo? – Perguntou depois de alguns segundos.

- Sim. Estou fazendo o que devia ter feito há muito tempo. Você já percebeu que tudo o que eu sou para você, é na verdade tudo o que você quer enxergar? Você nem ao menos me conhece mais. Quando começamos a namorar você era totalmente diferente, depois que se aproximou mais do meu pai, acabou virando alguém igual a ele, e não sei se você sabe ou não, mas eu não gosto muito daquele cara velho lá embaixo. – Camila continuou jogando roupas e objetos na mala. Brant ainda no mesmo lugar.

- Você ficou louca ou o que? – Ele perguntou se aproximando dela.

- Não chegue perto de mim. Eu estou cheia de você e essa sua personalidadezinha de merda. Não sei como fui tão cega para ter um dia me interessado em você. – Ela parou e olhou para ele.

- Por que está fazendo isso agora? Eu sabia. É o Austin. Ele está vindo para Nova Iorque e você vai tentar voltar pra ele com aquela sua musicazinha infantil. – Ele penteou o cabelo para trás e começou a andar pelo quarto enquanto parecia pensar. Camila gargalhando logo em seguida.

- O Austin? Por Deus! Eu não tenho e nunca tive e nunca terei nada com ele. Eu já disse que aquela musica não é sobre ele. – Mais algumas coisas e ela estava fechando a mala.

- Por que está indo embora então? – Brant perguntou parando ao lado da porta quando Camila pareceu querer sair.

- Isso não está dando certo, Brant. Tudo o que eu quero e gosto é o que você não quer e não gosta. Isso nunca poderia ficar pior do que está hoje. E eu estou indo embora. – Ela abriu a porta e Brant entrou no meio.

- Camila, por favor. Não faça isso. A gente pode mudar e...

- E você vai ser uma pessoa melhor? Não, Brant. Você me fez perder a pessoa que eu amo um tempo atrás, e agora que eu a tenho de volta... É melhor você sair do meu caminho literalmente. – Camila disse encarando os olhos azuis dele e ele respirou fundo.

- Está me deixando por outro cara então? – Ele negou e sorriu olhando para baixo.

- Não estou te deixando por outro cara. Eu estou voltando para quem eu nunca deveria ter deixado ir. – Camila o empurrou para o lado e passou por ele. Brant apenas a assistindo desaparecer do corredor para dentro do elevador. Ele não foi atrás dela. Ele não saiu do lugar. Ele permaneceu com a mesma expressão. Ele parecia normal.

"Eu fiz! Eu finalmente fiz!!!! Estou chegando" Camila digitou a mensagem e a enviou para Lauren assim que ela entrou no taxi. 

- Ohh meu Deus, Math!!! Ela está vindo. Ela terminou com ele. – Lauren disse gritando e correndo pelo apartamento. Matheus totalmente surpreso pela reação da amiga. Ele nunca tinha visto Lauren tão feliz desde que ele havia a conhecido. 

- Lauren, você está bem? – Ele perguntou sentado no sofá e ela ainda pulando de felicidade.

- Eu nunca estive tão bem na vida. – Ela se jogou sobre ele no sofá e o abraçou.

- WOW!! Você está me esmagando. – Matheus a empurrou para o lado e ela gargalhou. 

- Você pode imaginar? Camila Cabello e Brant Daughert terminaram e... E a Camz é minha! Meu DEUS!! A Camz é minha, Math! Só minha!!! – Ela escondeu o rosto nas mãos e riu. Se Lauren fosse um emoji agora, ela seria o hearteyes ou qualquer um outro que estivesse totalmente apaixonado e alucinado.

- É melhor manter a calma até ela chegar. Você vai acabar assustando ela, Jauregay. – Matheus piscou para ela e ela o empurrou no ombro.

- Não acabe com minha felicidade. – Lauren levantou do sofá e arrastou alguma bagunça de louças que o amigo havia deixado espalhado pela sala. Matheus apenas riu e voltou para as mensagens de texto que havia mantido com Oliver, o convidado de Dinah no jantar da noite passada. Eles realmente estavam se conhecendo melhor agora depois de uma noite cansativa. 

Camila demorou cerca de 20 minutos até chegar ao apartamento de Lauren. O transito estava bem pior naquele dia e o taxista teve dificuldade em dirigir com todos os engarrafamentos. Os olhos castanhos não se desanimaram em nada. O tempo parecia flutuar quando tudo o que Camila podia pensar era correr para os braços de Lauren. Ela havia imaginado tantas vezes como seria finalmente voltar para os braços que haviam a guiado para novos mundos, mas nenhuma das suas imaginações poderia deixar ela menos excitada que agora. A excitação não era sexual, era algo mais comparado a paz que a presença de Lauren trazia a sua alma. 

Elas haviam lido uma vez durante a aula de literatura, que quando duas pessoas estavam destinadas a ficar juntas, então o tempo uniria elas de qualquer jeito. Talvez esse tenha sido o jeito delas de fazer com que tudo voltasse a ficar bem. Talvez no fim, elas precisassem dessa distancia para finalmente perceber que suas vidas não poderiam prosseguir uma estando longe da outra. Era o rosto de Lauren que Camila esperava ver ao amanhecer e eram as gargalhadas e piadas sem graça de Camila, que Lauren estava sentindo falta em sua vida. Isso era para ser eterno. Sempre foi. Talvez já estivesse escrito em algum lugar. 


...

- Eu mal posso acreditar que você está mesmo aqui. – Lauren sorriu tirando uma mecha do cabeço de Camila que estava caído sobre seu rosto. 

- Eu já estive aqui antes, Laur. – Camila fechou os olhos e apreciou o carinho que Lauren fez em seu rosto. As duas deitadas sobre a cama da maior.

- Sim, eu sei. Estou falando sobre você está aqui, assim. Você não está com... com mais ninguém. – Ela desenhou cada detalhe do rosto da menor com a ponta do dedo. 

- Você lembra do que disse para mim dentro do carro naquela noite? – Camila abriu os olhos e focou nos de Lauren.

- Você esteve no meu carro mais de uma vez. É difícil lembrar tudo o que eu disse. – Ela continuou traçando os detalhes suavemente no rosto dela.

- Você disse que eu era sua. Eu acho que não tinha nenhuma outra escolha a não ser estar aqui agora, certo? – Lauren gargalhou baixo e beijou a testa da menor.

- Não, você não teria outra escolha. – Ela desceu o beijo para a ponta do nariz da menor e Camila sorriu com a língua entre os dentes como costumava fazer. – Preciso terminar de arrumar essas coisas da exposição e enviar uns emails. Você pode ficar a vontade, agora o Matheus já sabe mesmo que está aqui. 

- Claro. Você está com fome? Eu posso preparar algo enquanto termina tudo isso. – As duas levantaram da cama e Lauren sorriu enquanto olhava Camila do outro lado da cama. Ela parecia estar longe. – Lauren?

- Sim. Eu gostaria de alguns waffles com chá. – Respirou fundo e Camila fez careta. – O que?

- Você é melhor na cozinha do que eu. – Camila cobriu a boca e Lauren gargalhou.

- Você pode fazer qualquer coisa. Eu ficarei feliz em comer o que você me der. – Lauren deu a volta na cama e as duas se dirigiram para a porta do quarto.

- Então você mal pode esperar para o que eu tenho planejado para você esta noite. – Camila puxou Lauren e colou seu corpo no da maior enquanto sussurrava pervertidamente na orelha dela. 

Lauren riu e empurrou Camila contra a porta a fechando quando a menor havia quase a aberto para sair. Ela encarou os lábios de Camila e os beijou. O sabor dos beijos de Camila ainda eram seus favoritos. 

- Eu realmente mal posso esperar. Talvez eu pudesse fazer uma degustação do que você tem para mim no jantar, mas infelizmente não tenho tempo. – Ela mordeu o lábio inferior da menor e o puxou entre os dentes.

- É bom você reservar um pouco de energia para mim, Lauren. – Camila deu um beijo rápido nela e saiu do quarto. Lauren rindo enquanto dava meia volta e observava rapidamente a cama. Um arrepio percorrendo seu corpo e ela tentou expulsar todas as imaginações sujas que tinha acabado de passar por sua mente.

Camila estava terminando o café quando Dinah tocou a campainha do apartamento. Matheus, que já estava na sala, correu para atender a porta já sabendo quem era. Dinah quase gritou quando o viu e os dois se abraçaram como torcedores de futebol se abraçam no estádio quando seus times saem campeão de um campeonato importante. 

- Onde elas estão? Já saíram do quarto? – Dinah perguntou enquanto tentava espionar dentro do apartamento. 

- Camila está na cozinha e Lauren está terminando algumas coisas para a exposição em Londres e Paris. – Matheus falou a puxando para dentro e fechando a porta.

- Pensei que estivesse brincando quando deu suporte a saída da Lauren no jantar ontem. Isso é sério mesmo? – Dinah perguntou colocando a bolsa sobre a poltrona da sala.

- Sim. Ela tem tempo, mas agora que a Camila está aqui, certamente ela acabaria esquecendo e decidiu terminar tudo de uma vez. – Ele a guiou até o sofá e esperou que ela se sentasse.

- Okay. O trabalho dela está indo para fora. Isso é ótimo. A Camila sabe? – Dinah perguntou se sentando no sofá, ele a acompanhando. 

- Eu não sei. Por que a pergunta? – Matheus pareceu confuso e Dinah jogou o cabelo para fora do ombro.

- Se ela vai expor na Europa, certamente ela vai ter que viajar pra lá. – Dinah falou observando o ambiente.

- Eu não tinha pensado nisso. E qual seria o problema? – Novamente ele pareceu confuso e curioso.

- Camila vai sair em turnê no inicio do ano. Estou falando em turnê nacional. – Agora Matheus tinha entendido onde Dinah queria chegar. As duas certamente ficariam algum tempo longe se Lauren fosse para a Europa.

- Bem. Elas resolvem. – Ele colocou a mão no ar como se pedisse para Dinah encerrar o assunto e ela riu.

- Sim, como sempre. – Dinah gargalhou e Camila surgiu da cozinha com uma bandeja nas mãos. – Hey srta. Solteira!

- Hey srta. ... Desculpe, estou sem criatividade hoje. – Camila respondeu sorrindo.

- Lauren te pegou tão forte assim que fez você perder a cabeça? Você é melhor em apelidos do que eu. – Dinah perguntou fixando o olhar na amiga.

- Meu Deus, Dinah. Eu me perguntou se é sobre isso que você e o Matheus conversam quando eu e Lauren não estamos por perto. Nossa relação sexual não é a coisa mais importan...

- Sim. Cale a boca. Você encheu os meus ouvidos reclamando do Brant na cama. Agora eu quero ver se a srta. Olhos verdes lá dentro ainda sabe te fazer feliz na cama. Eu não posso? – Dinah arqueou as sobrancelhas enquanto Matheus gargalhava.

- Tudo bem. Mas por favor, só até o fim da semana. Sorte sua hoje ser domingo. – Camila serrou os olhos e Dinah bateu na mão de Matheus. Os dois rindo. – Já conversaram sobre como a noite animada do Matheus foi? Ele parece exausto.

- Oh. Meu. Deus! Tinha totalmente esquecido. Por favor, Math, sem detalhes explícitos. Não tenho nada contra, mas eu realmente prefiro ouvir como a Camila adora que a Lauren enfie seus dedos nela do que ouvir... você sabe. Mas me conte como foi. AGORA! – Dinah empurrou o amigo para trás e pareceu totalmente esquecer a presença de Camila atrás dela. 

Camila entrou no quarto onde Lauren estava. Ela tinha Matheus para fotografar seus quadros, mas os dois tinham diplomas de fotografia, então ela poderia fazer isso tanto quanto ele. Lauren estava dando alguns clicks sobre suas telas, depois tinha que as enviar para o organizador da exposição. Ele queria apenas uma copia do que estaria sendo exposto no dia.

- Oi! – Camila disse suavemente enquanto deixava a bandeja ao lado do notebook de Lauren no chão.

- Hey! Venha aqui. – Lauren a chamou e Camila se aproximou da morena. – Qual você acha que... espera, fique bem ai onde está. Não se mova.

- Tem algum inseto em mim? Por Deus, Lauren. Tire isso de mim. – Camila disse assustada. 

- Não. Não tem absolutamente nenhum inseto em você. Eu só preciso que fique parada. A luz que entra pela janela está batendo perfeitamente sobre seu rosto. A iluminação está ótima. – Lauren mirou a câmera na direção da menor e disparou o click. – Agora faça uma pose.

- Assim está bom? – Camila fez pose e gargalhou. Lauren continuou fazendo fotografias da menor. Ela certamente iria gostar de ter de selecioná-las mais tarde. 

Lauren terminou seu trabalho com os quadros e enviou os emails. Ela e Camila passaram mais algum tempo no quarto de artes apenas conversando sobre seus projetos futuros. Camila ainda não sabia se Lauren iria mesmo para Londres e Paris, então nada sobre o assunto foi comentado mais detalhadamente. Elas foram para a cozinha um tempo depois e Camila decidiu que prepararia o jantar. Dinah fazendo brincadeiras sobre como o gosto da comida da amiga ficaria horrível, já que ela não ia muito para a cozinha em sua casa com Brant. Camila prometeu dar seu melhor e Lauren a apoiou totalmente, a dando uma ajuda em qualquer coisa.


Notas Finais


Gente, a fic está chegando ao fim.. 💔💔 infelizmente, TGE não tem uma segunda temporada como Her teve, então teremos só mais alguns capítulos até o fim.
Se cuidem!
Espero que estejam bem
2bjos
Emma
Amo vocês!!!!❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...