História The Guardian - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Drama, Justin Bieber, Romance, Sexo
Visualizações 955
Palavras 3.418
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Pegando Pesado , Bieber.


23:55 PM – Residência Pattie Mallette  - Fim de noite.

 O fim da noite para mim com certeza não foi dos melhores , mesmo depois que voltamos para o jantar , Kaity fez questão de sentar ao lado de Justin e chamar sua atenção de todas as maneiras e logo depois quando fomos todos para a sala , ela se sentou ao lado de nós dois no sofá , tagarelando como um papagaio com sua voz fina e estridente , mais Justin parecia ter assuntos infinitos pois sempre dava corda para que ela falasse mais e mais. A ultima coisa que lembro foi de me recostar no braço do sofá da sala e escutar os murmúrios altos de todos falando ao mesmo tempo na sala e então fechei os olhos e simplesmente dormi.

 Acordei novamente com o despertador irritante gritando em meus ouvidos, 7:00AM , não me lembrava de ter acordado esse horário ontem. A porta do quarto mais uma vez foi aberta e então Justin entrou de moletom  como ontem , com o peitoral definido nu em minha frente mais uma vez , fechei os olhos respirando fundo.

— Tenho uma novidade que esqueci de contar. – Justin comentou sério –

— Sim ?

— Você começa no novo colégio hoje , daqui a uma hora e logo após o colégio você começa os seus treinos.

— Mas...

— Levante , seu uniforme escolar esta dentro do closet em ... em algum lugar.

Justin não parecia ter acordado no melhor dos dias então apenas me calei , levantei indo direto para o banho e assim que terminei coloquei a calça e o tênis all star preto fui atrás da camiseta , e logo a encontrei não tinha erro , era polo branca com vermelho e o logotipo do colégio no peito , comum e elegante , penteei o cabelo deixando-os soltos e vi a mochila preta em cima da poltrona , á abri , vendo caderno e estojo lá dentro então desci já com ela nas costas.

  Me sentei na mesa , jogando a mochila no chão e Justin logo se sentou ao meu lado ao terminar de fazer os ovos mexidos , não pude deixar de reparar que ele já usava seu devido terno e gravata , voltando totalmente a sua postura anterior , sério.

— As aulas serão de 8:00AM as 15:00PM , você só sai do colégio com a minha presença ninguém mais , ninguém menos que eu , entendido ?

— Porque ? – Perguntei indignada –

— Porque isso aqui não é uma brincadeira de criança Angel , estamos no mundo real e ninguém terá pena de você se lhe pegarem.

— Mas eu sou apenas uma adolescente Justin.

— Só não uma adolescente comum. Esta na hora , precisamos ir.

Eu poderia dizer que não fiquei magoada com “Só não uma adolescente comum” ,mas na verdade aquilo havia me incomodado profundamente , pois eu não tinha culpa de nascer assim eu não havia escolhido isso , o caminho até a nova escola foi incomodo pois o silencio reinava dentro do carro , Justin parecia apertar o volante toda vez que puxava o ar com força , oque o incomodava ? Minha presença ?.

— Estarei aqui na hora certa , pegue seus livros antes de ir para as aulas na coordenação , o cronograma de aula é o mesmo do colégio antigo , boa aula. – Ele falou antes que eu saísse do carro sem se quer me olhar , olhava fixamente para frente –

— Tchau – Bati a porta do carro com força e o escutei resmungar algo –

Passei pelo segurança da entrada , acenei falando um Bom dia e ele respondeu educadamente, eu estava apreensiva , nunca fui boa com lugares novos , passei meus olhos pelo colégio , era típico como todos os outros com bandeiras na frente e o nome em um letreiro grande na porta de entrada. Dois toques na porta e a moça me recebeu educadamente , peguei os livros , a chave do meu armário e o cronograma de aula e salas e como Justin havia dito , era o mesmo cronograma de aula de antes.

— Oi , com licença – Olhei para o lado , uma menina um pouco mais alta que eu , com um sorriso bonito e amigável , o cabelo me chamou atenção ,com as pontas azul vivo –

— Olá – Sorri sem graça –

— Prazer sou Mindy James , sou sua vizinha de armário , você é nova por aqui ?.

— Prazer sou Angel , Parece que sim , as pessoas aqui já estão tao enturmadas – Falei observando todos em grupos conversando –

— É , eu cheguei faz uma semana também mas se você for tagarela como eu é um local bom de fazer amizade , só saber conversar com as pessoas certas.

— É eu sei bem disso

— Você é de qual turma ? – Ela falou pegando o cronograma de minhas mãos sem que eu deixasse – É da mesma turma que eu , minha sorte , acredita que eu ainda não conheci ninguém  da nossa turma , só tem nerds e pessoas fúteis.

— Entendo.

Caminhei com ela até a sala aonde teria a aula , observei tudo e todos e para minha infelicidade fui o foco de todos por onde passava , Mindy disse que era por ser aluna nova ,todos esperavam alguém espinhento e feio , os meninos de time de futebol assobiaram e jogaram piadinhas sem graça. As aulas passaram praticamente voando e assim como minha cabeça também estava voando durante todas as aulas , minha mente girava em torno de Justin e isso me era estranho , nunca pensei em alguém desta maneira como agora.

— Você está bem ? – mindy perguntou assim que sentamos no refeitório , eram 12:20PM e nós havíamos acabado de sair das aulas –

— Eu acho que estou sim.

— Quer con...

— Meninas lindas – Escutei uma voz e olhei para o lado , 3 meninos se sentaram em nossa frente –

— Oi Collin. – Mindy cumprimentou o menino sorridente – Bom gente , essa é Angel , e Angel esses são Collin , Derek e Flynn os melhores amigos para todas as horas.

— Olá – Os dois falaram ao mesmo tempo , um mais galanteador que o outro, o terceiro que aparentemente era Derek continuou calado –

— Olá – Respondi envergonhada –

— Pode me ligar se quiser um amigo , um namorado. – Collin falou cheio de gracejos , dando-me aparentemente seu melhor sorriso-

— Deixa ela idiota , esta assustando a menina – O menino que parecia mais novo até do que eu , sua carinha de bebê e o sorriso envergonhado , ele era o Flynn –

— Tudo bem , não estou assustada.

— Seus idiotas , calem a boca , não viram que Angel não esta muito bem ? – Mindy falou aparentemente irritada -

— Eu estou bem Mindy , depois conversamos sobre isso.

— Não , quero saber também – Flynn falou nos observando atentamente –

— Esta tudo bem gente. Então vocês estudam aqui a muito tempo já ?

— Sim , desde muito novos , nos conhecemos a mais ou menos 7 anos.

— Nossa....

Conversamos durante todo o intervalo , comemos e depois voltamos as aulas novamente , só algo me foi estranho , Derek , não pronunciou nada apenas nos olhou atentamente durante todo o intervalo. Descobri que Collin , Derek e Flynn  eram de turmas diferentes e idades diferentes , Collin o palhaço com 16 anos , Derek o calado com 15 anos e Flynn como aparentava o mais novo com apenas 13 anos.

Parada no portão do colégio , Collin foi embora com Mindy , Flynn foi embora com sua mãe e eu fiquei parada esperando ver o carro de Justin aparecer para me buscar.

— Oi – A voz atrás de mim fez com que eu virasse surpresa –

— Derek certo ? – Perguntei surpresa , ele sorriu envergonhado e passou a mão nos cabelos –

— Sim.

— Achei sinceramente que fosse mudo – Ele corou envergonhado –

— Não sou muito.. digamos que sou um pouco vergonhoso.

— Você esta mais vermelho que eu quando... – Pensei em Justin e parei de falar – Bom , você esta esperando alguém ?

— Na verdade só vim falar com você mesmo , não lhe cumprimentei durante o intervalo

— Educado da sua parte. Mas porque não falou ?

— Não gosto muito de falar , Collin e Flynn roubam toda a cena.

— Eles sã...

— Acho que tem alguém lhe esperando – Cortou-me a fala olhando atentamente para trás de mim –

— Preciso ir. Até amanha.

Corri para longe dele , vendo a carranca de Justin assim que entrei no carro , ele se quer me cumprimentou , apenas saiu rapidamente com o carro o olhei por alguns minutos , seus dedos presos firmemente ao volante , seu maxilar travado.

— Justin – Chamei sua atenção e ele me olhou rapidamente , voltando os olhos para frente – Qual o problema ? Você esta dessa maneira desde o momento em que acordei.

— Problema nenhum Angel. – Seu tom foi de quem queria encerrar o assunto por ali mesmo –

— Justin eu to ficando realmente bolada com isso , você pode me dizer que porra esta acontecendo ?

— O dia só esta sendo cansativo e longo.

Me calei imediatamente , eu sabia que ele não falaria. Pouco depois ele parou o carro , olhei em volta , vendo o nome CIA enorme no letreiro do prédio espelhado e segui Justin quando ele começou a andar para o lado oposto de onde ficava a porta eu corri em sua direção na esperança de que ele falaria algo sobre aquilo , mas parei desistindo assim que ele entrou no meio da floresta que cercava a CIA.

— TUDO BEM , SE VOCÊ ESTA INCOMODADO COM MINHA PRESENÇA POR PERTO EU FICO LONGE DE VOCÊ , MAS ISSO JÁ ESTA ACABANDO COMIGO EU NÃO QUERO VIVER ASSIM... – Ele parou e eu escutei um longo suspiro de sua parte ainda de costas para mim – ME LEVE PARA CASA POR FAVOR.

Justin andou em minha direção ainda calado , não entendi o porque ele chegava tão perto , mais assim que ele agachou e me colocou pendurada em seu ombro como um saco de batata , andou mais para dentro da floresta ignorando todo meu escândalo.

— JUSTIN , ME COLOCA NO CHÃO AGORA. – Gritei inutilmente – POR FAVOR , ME BOTA NO CHÃO , ME COLOCA NO CHÃO – Bati as pernas no ar enquanto ele segurava meu corpo pela cocha –

Ele andou um longo caminho , como uma trilha imaginaria e eu parei de gritar me sentindo invisível para Justin. Assim que ele parou tudo que eu pude continuar vendo foram as arvores , tentei olhar para onde ele olhava e não pude pois não conseguia me virar. Ele me colocou no chão e ajeitou o terno no corpo.

— Acabou o show ? – Sua voz sexy e suave me fizeram bufar –

— Não estava dando show. Só quero saber qual seu problema comigo Justin ? – Suspirei deixando meus ombros caírem , decepcionada  e vi ele virar a cabeça um pouco , deixou seus olhos fecharem lentamente enquanto ele suspirava-

— Vamos , tem pessoas nos esperando. – Falou suavemente , mudando novamente de assunto –

Me virei para observar oque estava atrás de mim e pude ver um mini prédio , bem estruturado e espelhado como a CIA mais de apenas dois andares oque parecia ser necessário para estar camuflado por entre as arvores , segui Justin e entramos após ele passar o cartão na porta, o local era incrível , todas as salas tinham paredes transparentes tendo total visão do que ocorria lá dentro assim que entramos no elevador ele foi para o segundo andar rapidamente, vi pessoas andando por ali , em cada sala alguém fazia algo provavelmente impotante.

— Oque teremos hoje ? – Perguntei curiosa enquanto andávamos para o fim do corredor do segundo andar –

— Voce não esta irritada ? – Ele parou em frente a porta de madeira da ultima sala – nada melhor do que colocar isso um pouco para fora.

Justin abriu a porta sem se quer bater e lá eu vi a moça , mais ou menos do tamanho de Justin , o cabelo loiro em um corte curto como de apenas uma franja , haviam obstáculos por entre a sala em cima dos tatames e então ela correu sem perceber nossa presença , dando saltos e piruetas incríveis e quando chegou ao final sem se quer olhar diretamente para a parede facas foram atiradas a um ponto fixo e ela conseguiu acertar incrivelmente o meio do círculos de arco e flecha  na parede.

— Bieber – Ela sorriu vindo com seu corpo perfeitamente desenhado em nossa direção –

— Anna – Ele a cumprimentou ainda sério – Essa é Angel.

— Prazer , serei sua “professora” de artes com estes tipo de objetos que acabou de ver.

— Tem algum perigo daquela faca me acertar e eu morrer aqui mesmo ? Porque ultimamente esse seria um ótimo ocorrido. – Falei sem pensar , Justin me observou alguns instantes e a moça sorriu –

— Não , tomarei cuidado para que isso não aconteça , agora coloque a roupa que esta na cadeira e volte já ara ca.

Caminhei até a cadeira e logo depois ao banheiro , coloquei o tope preto que esmagaram meus seios não muito grandes e a calça legging preta prendi o cabelo em um rabo de cavalo ridículo e logo sai do banheiro segurando minhas roupas de antes nas mãos , Justin e a moça , Anna , conversavam normalmente mais Justin ainda mantinha a mesma postura que antes. Observei enquanto me aproximava e vi que pela primeira vez eu via uma moça que não se importava de estar perto de um homem tão lindo quanto Justin , ela se quer o observava com tal desejo como as outras.

— Então , vamos começar ? – Assenti vendo Justin se distanciar

— Vou ter que dar uma saidinha , até logo – Justin comentou antes de sair e então pude vê-lo sumir –

Suspirei sem saber oque estava acontecendo e quando voltei os olhos para Anna ela me olhou sorrindo , com certeza vendo minha cara de decepção ao ver Justin sair do local.

— Você esta bem ? – Ela perguntou me olhando atentamente enquanto andava até o quarto e retirava as facas grudadas ali –

— Digamos que sim.

— Segure – Ela me entregou uma das facas -  Porque “digamos que sim” ?

— Porque Justin é um idiota.

— Foque no centro daquele circulo. – Fiz isso – Qual o problema entre vocês ?

— Ele não entende o quanto é ruim , não ser uma adolescente comum.

— Fique nessa posição , erga o braço assim – Ela parou atrás de mim e posicionou meu braço e a faca afiada em minha mão, senti seu corpo um pouco perto de mais , uma de suas mãos em minha cintura enquanto a outra segurou minha mão com a faca no ar –  Justin é uma pessoa centrada , ele deve estar preocupado ou chateado com algo.

— Chateado ?

— Inicialmente você aprendera a atirar as facas apenas com a posição depois terá que ser um pouco mais rápida com movimentos. – Ela puxou minha mão para trás e então quando voltou para frente a faca havia sido atirada no circulo , ela continuou segurando-me pela cintura mesmo depois da faca acertar um pouco longe do centro do circulo – Quando Justin esta chateado com algo , ele foca em tudo que não é este algo que o magoa.

— Mas estava tudo bem ontem , pelo menos para ele estava ótimo até demais.

— E depois , oque houve ? – Ela me entregou a segunda faca e voltou a segurar-me agora um pouco mais estranha do que antes –

— Eu não me lembro.

Me afastei dela um pouco envergonhada por ela tocar minha pele nua com seus dedos macios e leves , querendo ou não aquele toque me arrepiava.

[...]

Já estávamos treinando a 3 horas seguidas , o céu já havia caído , eram19:00 da noite e Justin não voltou em momento algum para aonde estávamos , eu já sentia meu braço doer de tanto acertar aquele alvo infernal.

— Vem , sente ai , vamos descansar Justin já deve estar voltando. – Ela faliu se sentando no tatame do chão –

— Aonde ele foi ?

— Espairecer. – Ela falou apenas , estendendo a garrafa de agua para mim –

— E aonde ele “espairece” ? – Ela apenas sorriu –

— Oque esta havendo entre vocês ?

— Nada, literalmente nada , pois até brigar eu brigo sozinha.

— Você queria que estivesse acontecendo algo.

— Sinceramente , eu sou um poço de ingenuidade então não fale em código comigo.

— Tudo bem , você gosta de Justin o suficiente para beija-lo ? – Pensei um instante –

— Eu não sei , eu não sei oque é gostar e eu nunca beijei ninguém.

— Nunca beijou ninguém ? – Ela me olhou surpresa – Quantos meninos já gostou ?

— Nenhum , minha vida sempre foi escola e casa , nunca nem convivi com homens que não fossem o meu pai, talvez seja por isso que eu fique tão desconfortável perto de alguém como Justin.

— Porque?

— Porque quando passamos na rua todas as mulheres caem ao seus pés , eu não sou acostumada com isso tudo , é algo tão novo para mim. – Ela me olhou com um olhar curioso –

Me levantei já irritada de ser fitada por seus olhos azuis e observei através da parede de vidro o céu , as arvores balançavam fortemente e o vento lá fora parecia frio , o céu escuro aparentava que em breve cairia um pé d’água , suspirei. Andei em direção ao meu uniforme e o peguei  , orando para que Justin chegasse logo , a chuva seria forte e as estradas ficariam visivelmente perigosas.

— Se quiser pode trocar de roupa aqui – Ela falou sorrindo e eu neguei com a cabeça –

Assim que troquei do roupa sai do banheiro com o pensamento idiota de que Justin já estaria ali , mais infelizmente não estava , apenas eu e Anna novamente minha cara de decepção com certeza foi vista ao longe , bufei irritada.

— Vai cair um pé d’água.

— Vamos atrás de Justin garota – Ela falou sorrindo e eu quase dei pulinho de felicidade –

— Vai ter que me recompensar por isso depois.

— Claro – Sorri sem me importar com oque ela iria querer de recompensa –

Anna colocou apenas uma camisa por cima da roupa que estava e um casaco , pegou sua mochila e então a segui para fora da sala , andamos pelo corredor e então ela parou na primeira sala antes de chegarmos até o elevador , ela me virou para a sala atrás de mim e a visão que tive foi impecável. Justin estava sem camisa , seu terno , gravata e a camisa social estava jogados no chão , ele usava apenas a calça que talvez fosse social colada no corpo preta, o local era mais uma academia e o foco de Justin era o saco de treinar box a sua frente , sua postura perfeita e seu foco me deixara impressionada , ele batia freneticamente no saco , esquerda , direita , depois esquerda de novo , ele parecia descontar toda sua raiva ali.

— Vai lá garota , precisa chama-lo para ir , a chuva já começou até talvez amanha.

— Tchau Anna.

Ela sorriu amigavelmente e entrou no elevador , abri a porta calmamente sem fazer barulho e coloquei metade do meu corpo para dentro escorando na própria porta e observando-o , ele parou imediatamente e me olhou assustado , o suor pingava em seu corpo mais seus músculos definidos me fizeram perder o folego , eu nunca havia sentido isso antes. Seus lábios entreabertos denunciavam o cansaço e o quanto ele buscava por ar , entrei calmamente peguei sua garrafa na cadeira perto da porta e levei até que aceitou de bom grado sorrindo de lado para mim.

— Precisamos ir , já esta chovendo.

— Me desculpa , perdi a hora.

Ele pegou sua roupa do chão e pareceu não se importar em coloca-la , eu sai em sua frente , o caminho até o carro foi amedrontador , estava terrivelmente escuro e apenas nós estávamos por ali , pensei em como Anna deve ter se sentido passando por ali sozinha , a chuva molhava nosso corpo não tão forte mais parecia que aumentava a cada momento e quando entramos no carro eu senti meu corpo encharcado.

— Mas que droga – Resmunguei e justin me entregou seu terno –

— Coloque isso – Mandou sem me olhar –

— Não , obrigada.

— Coloca logo Angel.

— Não Justin , Obrigada – Retruquei –

—Porque você tem que ser tão birrenta , mais que inferno.

—Porque você não pode me contar oque esta acontecendo , mas que inferno.

— Porque não é da sua conta , Angel.

— Pegou pesado , Bieber.


Notas Finais


Obrigado pelos comentarios , adorei.

Quem quiser entrar em contato comigo:
Twitter: https://twitter.com/SOULTROUXA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...