História The Guardian - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Drama, Justin Bieber, Romance, Sexo
Visualizações 903
Palavras 4.396
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Me rendo!


Quarto de treinamento – Casa do Bieber.

Eu ainda estava assustada , realmente não sabia oque havia acontecido , mais duas coisas eu tinha certeza , uma , eu havia gostado daquilo sem duvidas , o formigamento entre minhas pernas continuou mesmo depois de me afastar dela e eu estava assustada com esse fato de ter gostado  , dois , aquilo na minha cabeça era totalmente errado por mais que eu tivesse gostado.

Eu estava envergonhada , não queria ver Justin pelo resto da noite , pena que jantamos na mesma mesa , na mesma cozinha e  tive que vê-lo me olhar com aquele olhos curiosos e eu sabia que era sobre o que acontecerá com Anna , sabia também que até eu tocar no assunto ele não falaria sobre isso. Fui para o meu quarto sem tocar no assunto , mesmo com o assunto preso na ponta da minha língua.

Por horas rolei na cama sem conseguir dormir até finalmente levantar meu corpo decidida em ir até o quarto de Justin e acorda-lo , parei em sua porta , decidida a fazer aquilo e então bati , três vezes mas não obtive resposta , bati novamente e então a porta foi aberta.

— Oh Meu Deus – Coloquei a mão na boca –

Justin estava visivelmente seminu , apenas com uma cueca branca nada descente e o que mais me impressionou foi o seu ... seu .. “membro” em um formato exato na cueca quase transparente era grande e eu caminhei meus olhos pelo resto do corpo mais ainda sim não pude deixar de voltar os olhos para sua cueca. Justin não pareceu incomodado com aquilo , colocou a mão no membro não cobrindo quase nada e eu levantei os olhos para seu rosto , o rosto estava amassado e os cabelos bagunçados , os olhos estavam pequenos certamente com cara de quem dormia.

— Tudo bem ? – Justin perguntou , franzindo o cenho –

— Não consigo dormir – suspirei frustrada –

— Entre , deite na minha cama , vou fazer chocolate.

Justin não se importava por estar praticamente pelado em minha frente , ele desceu e eu entrei em seu quarto receosa , o quarto era elegante e lindo , em uma parede havia prateleira com diversos livros , do outro lado uma escrivania , uma porta de vidro com uma cortina branca fazia passagem para a sacada do quarto , e a cama , literalmente era três da minha e olha que eu havia achado a minha grande o suficiente , me sentei nela , sentindo a macies do colchão de todas aquelas cobertas eu me recostei na cabeceira sentindo o cheiro de Justin em todo o quarto e fechei os olhos.

— Aqui esta – Ele entrou no quarto , fechando a porta logo em seguida –

— Obrigada – Justin me entregou a xicara de chocolate e se sentou ao meu lado se encostando na cabeceira da cama também-

— Insonia ? – Ele bebeu seu chocolate quente e eu fiz o mesmo antes de responde-lo-

— Na verdade não, só estou incomodada.

— Com oque ?

— Com oque aconteceu entre mim e Anna , eu não sei oque aconteceu.

— Anjo , tem pessoas que não gostam de pessoas do sexo oposto , como a ana , ela é lésbica e ela não sente atração por mim porque ela gosta de mulheres.

— Eu não sinto atração por meninas , mais foi ... gostoso. – Justin me olhou surpreso por eu ter afirmado aquilo –

— Existem pessoas que são bissexuais , sentem prazer tanto com homens quanto com mulheres.

— E oque eu sou afinal ?

— Apenas uma recém adolescente conhecendo o mundo , meu anjo , você nunca tinha nem beijado antes e do nada leva essa rajada de “emoções“ daqui um tempo , isso ficará mais claro em sua cabeça.

— Espero que fique , foi estranho , eu não esperava por aquilo.

— Eu sei – Ele sorriu de lado e eu retribui o sorriso –

Ficamos um tempo calados, tempo o suficiente para que eu corasse de vergonha com os olhos de Justin sobre mim , toda minha coragem havia ido embora , eu quis levantar e correr para meu quarto e me esconder embaixo das cobertas ergui meus olhos para observar os dele e pude ver o brilho dos olhos cor de mel , a única coisa que iluminava o quarto era os dois abajur em cima de cada criado mudo ao lado da cama, coloquei minha xicara ali em cima e virei-me para ele.

— Justin ... sobre oque aconteceu ontem – Ele colocou sua xicara ali em cima também e eu escorreguei na cama deitando na mesma –

— Oque tem ? – Justin deitou ao meu lado e cobriu-me olhando para o teto –

— Foi...

— Bom ? – Ele perguntou sorrindo , virou-se para mim

— Uhum – Murmurei envergonhada-

— Você pode dormir aqui hoje se quiser , prometo manter distancia.

Apenas sorri para ele , me virando para o lado , fechei os olhos sentindo um total desconforto por saber que Justin estava tão perto mais não me incomodei , ele apagou o restinho de luz que iluminava o quarto e vi a completo escuridão que ficou , senti seu braço subir em minha cintura e me abraçou não colou o corpo muito junto ao meu talvez por estar apenas de cueca e eu me ajeitei e deixei que o sono tomasse conta de mim.

Acordei sentindo minha cabeça doer , olhei para o despertador ao lado e já marcavam 10:00 , mas que droga perdi o colégio , olhei para o lado e não vi Justin como já deveria ter esperado , Justin nunca acorda tão tarde , me levantei observando o quarto já claro por mais que as cortinas tampassem o vidro da porta o quarto clareava ao amanhecer , ainda chovia lá fora , tomei banho , troquei de roupa colocando uma calça branca seguido de um tênis branco também , o casaco branco Gap colado ao corpo sem se quer colocar uma blusa por baixo.

— Bom dia – Sorri ao ver Justin na cozinha , apenas de calça moletom – Perdi o colégio. – Falei fazendo bico –

— Tem uma parte que eu esqueci de contar ontem – Ele falou prestando atenção nos omeletes no fogo –

— Oque ?

— Você e seus amigos foram suspensos por três dias , e hoje teremos que ir ao colégio em uma reunião com o diretor.

— Mas que droga, eu nunca tive problema na escola, acabou meu histórico perfeito. – Falei chateada –

— Só uma suspensão Anjo , eu já tive umas mil e ainda consegui fazer faculdade. – Ele sorriu e eu o olhei curiosa –

— Você ? suspensão ?

— Ah Angel , todos tivemos adolescência e nem todos foram tão santos quanto aparenta.

Dei de ombros e me sentei , o café da manha foi agradável , Justin contou um  pouco sobre sua adolescência apesar de não ter falado tanto quanto eu estava curiosa para saber mas ainda sim ele me contou da vez em que fugiu de casa com os amigos , eu ri quando ele disse que voltaram duas hora depois lembrando que não haviam pegado nada nem mesmo dinheiro , eles tinham apenas 10 anos e o local tão incrível aonde iriam se esconder era no shopping de jogos.

Após tudo aquilo a hora passou voando e quando deu 13:00h saímos de casa em direção ao colégio , Justin havia tomado toda sua postura séria novamente e eu , eu me perguntava como aquele homem conseguia ser tão idiota e tal sério ao mesmo tempo. Assim que o carro parou em frente ao colégio nós descemos , quase no mesmo momento vi as mães de Collin , Mindy , Derek e Flynn chegarem , elas não pareciam felizes por estarem ali.

— Prazer , sou Justin Bieber responsável de Angel – Justin falou cumprimentando as mães que pararam ao nosso lado , cada uma babando mais que a outra –

— Desse jeito ela vai deixar a baba cair Mindy – murmurei e mindy revirou os olhos –

— Mãe! – Ela chamou a atenção da mãe que pouco se importou –

Entramos todos calados , os nossos responsáveis em nossa frente , o clima estava bem “tenso” , todos nos olhavam enquanto passávamos pelo corredor , com certeza a noticia já havia se espalhado , na verdade estava na televisão , encarei meus pés sentindo-me constrangida e assim que levantei os olhos vi Justin caminhando a pouco centímetros de nós , as moças o olhavam encantadas assim como as alunas do colégio que paravam para olhar nossa passagem. Até parece que nunca tinham nos visto antes.

Sentamos todos na sala de espera da diretoria , a secretaria que tinha o caso com o diretor encarava Justin sem parar, vadia , Justin lançou um sorriso sexy para ela e ela retribuiu o copo da mesa de centro da recepção voou em sua direção , arregalei meus olhos como todos que estavam na casa e a moça abaixou rápido escutei o barulho do próprio copo batendo na parede e se despedaçando. Justin me olhou sem expressão alguma , me levantei indo em direção ao bebedouro ignorando oque havia acabado de acontecer.

— Como você fez aquilo ? – A voz sussurrada atrás de mim me fez virar para Mindy –

— Eu não fiz nada – Respondi bebendo o copo de agua em minha mão –

— Qual é Angel , é impossível , ontem quando você viu Justin gritar você acabou com os homens sem precisar de ajuda , ele estava na sua cara praticamente, e do nada foi como se uma rajada de vento tivesse passado e o arrastado para longe , os outros dois , eles estavam distantes de você mais aconteceu a mesma coisa e você andou entre eles como se nada tivesse acontecido. Agora o gostosão ali estava paquerando a secretaria e do nada um copo , que estava em sua frente voa na direção dela.

— Não teve nada haver comigo Mindy , acredita em mim , vai ser melhor para vocês todos esquecerem isso. – Falei suave , sorri sem mostrar os dentes para ela que suspirou e eu sai –

— Angel. – Me virei para ela novamente – Sabe que sempre que precisar estaremos aqui , não é ?

— Sempre!

Sentei-me ao lado de Justin novamente e ele me olhou estranho o suficiente para que eu voltasse a focar meus olhos no copo de plástico em minha mão , vimos o diretor sair de sua sala , nos convidou á entrar e assim fizemos.

— Então , sabem o porque estão aqui – O diretor falou , sentando em sua mesa –

— Sabemos sim e por isso preferíamos estar em casa.

— Senhorita James – Ele chamou a atenção de Mindy – oque tenho a falar é algo importante , por desobedeceram uma regra rígida do colégio , você poderiam tomar uma das nossas piores punições que seria a expulsão do nosso colégio. – Olhei para Justin que parecia entediado por passar por aquilo – Porém , tivemos uma conversa em grupo , eu e o professores.

— E oque decidiram ? – A mãe de Collin perguntou –

— Como já foi dito , os alunos receberam suspenção de 3 dias , começando por amanha , após voltarem as aulas farão detenção por uma semana inteira , ficando duas horas após a aula.

— Ta de sacanagem com a minha cara ? – Mindy se pronunciou batendo o pé –

— Senhorita James , apenas para avisar , o caso de expulsão ainda esta em aberto.

— Senhor Diretor , o senhor é casado ? – Perguntei , todos os olhos da sala se voltaram para mim , vi Justin prender o riso e ajeitar a própria gravata –

— Como eu estava falando – Ele ajeitou a gravata nervoso e eu sorri amigavelmente cínica para ele – e eu quero começando neste sábado , que façam trabalhos voluntários para o colégio , neste sábado e no próximo.

— Qual horário ? – Perguntou Collin –

— Pela manhã , das 8:00AM as 11:00AM.

Eu não estava acreditando naquilo , Justin estava completamente entediado olhando para a cara do homem como se prestasse atenção em tudo e o diretor tentou inutilmente manter a postura perto das vistas firmes e julgativas de Justin. Nos despedimos e eu e Justin continuamos na sala após os nossos responsáveis assinarem as detenções , Justin iria conversar com os professores , o diretor nos encaminhou até a sala dos professores e eu fiquei sentada na recepção de antes , apenas observando as expressões nos rostos de cada um e de Justin.

 Ele conversou com os professores que haviam me dado aula nos meus únicos dois dias de aula, eu tentei de todas as maneiras escutar mais tudo que eu via era Justin sério e pensativo enquanto escutava e quando falava os professores pareciam desconcertados.

— Vamos – Justin chamou saindo em mim frente sem esperar nem que eu levantasse –

Corri para alcança-lo e assim que o fiz entrei no carro rapidamente , vendo-o ligar o carro , eu odiava quando ele sabia que eu estava curiosa e ficava daquela maneira , calado , como se fosse mudo sabendo que eu me ruía por dentro.

— Porra Justin – Protestei e ele me olhou sorrindo de lado –

— Fique tranquila , seus professores acham você uma menina inteligente , todos disseram a mesma coisa.

— E porque queriam conversar com você ?

— Porque todos eles perceberam a sua distração na aula , em todas as aulas e ficaram preocupados para saber se estava acontecendo algo mas disseram que isso não ira atrapalhar você nos estudos , pois todas as perguntas que fizeram durante as aulas mesmo desligada você ás respondeu.

—Menos um problema – Murmurei deixando meu corpo encolher-se no banco -

— Angel – Justin chamou minha atenção e eu o olhei - Uma de suas professoras , disse que sua distração era comum na adolescência e que acreditava que isso era por você estar apaixonada. – Quase me engasguei com minha própria sáliva , meus olhos se arregalaram –

— Porque ela disse isso?

— Não sei – Justin deu de ombros –

Nos calamos sobre aquilo e eu fiquei totalmente envergonhada , eu não estava apaixonada , só andava um pouco sem cabeça para aulas e coisas chatas que eu já sabia , Justin virou a rua diferente de onde ficava sua casa e eu franzi o cenho.

— Dona Pattie nos chamou para jantar com a família , nos intimou na verdade.

— Mas.... – Suspirei frustrada , tudo de novo , mais uma noite daquelas –

— Ela disse que chamou alguns amigos meus de infância , que por acaso são vizinhos dela. – Ele disse tão desanimado quanto eu –

— Tem alguma chance de que eu passe mal e nós tenhamos que ir embora ? – Perguntei sem jeito e ele apenas sorriu saindo do carro –

Quando entramos tinham apenas Pattie , Joe e Kaity na casa e eu me senti completamente mal ao ver que a menina sorriu abertamente como uma adolescente apaixonada ao ver o amor da sua vida , me sentei no sofá enquanto Justin foi cumprimentar Kaity e Joe e por lá fiquei olhando a televisão com os pensamentos na lua.

Justin não era nada além de meu tutor e responsável , ele tinha o direito de conhecer meninas bonitas e da sua idade como Kaity que visivelmente faria muito bem para ele , suspirei sozinha e fechei os olhos jogando minha cabeça para trás e relembrei do meu primeiro beijo que por acaso havia sido com Justin , seus lábios sobre os meus , sua língua se enroscando com a minha em uma dança incrivelmente sexy e sua mão , sua mão tocando minha pele quente e fazendo-a se arrepiar. Senti um beijo leve em minha testa e rapidamente abri os olhos

— Justin ? – O olhei confusa e ele sorriu , ainda com os braços apoiados ao lado dos meus ombros e o rosto baixo olhando o meu. –

— No que pensa meu anjo ? – Observei seus lábios se entreabrirem enquanto ele falava e mordi os meus –

Talvez eu tenha perdido um pouco o fio da meada quando parei para observar seus lábios , pequenos e convidativos á qualquer pessoa para beija-los , eles se abriram em um lindo sorriso e eu quase suspirei , mais apenas fechei os olhos novamente deixando todas as lembranças de Justin sorrindo dominarem a minha mente , a voz enjoada soou em meus ouvidos e julguei ser de “Kaity” chamando o nome de Justin e assim que abri os olhos como esperava Justin não estava mais perto de mim , suspirei chateada por ser “trocada” e continuei ali , sozinha.

— Tudo bem ? – Abri os olhos vendo Pattie me olhar curiosa –

— Tudo sim tia Pattie.

— Não parece , parece tão tristinha.

— É apenas cansaço.

— Estranho porque eu achei essa carinha tão apaixonadinha.

— Meu Deus , oque deu em todo mundo hoje ? – Murmurei chateada com aquilo e escutei ela gargalhar –

— Não quer vir para a cozinha , ficar conosco.

— Daqui apouco eu vou. – Sorri para ela e ela saiu –

Escutei a campainha tocar e com um grito de tia Pattie me levantei para abri-la , três belos homens , bonitos como Justin , não chegava ser ele , mais eram bonitos sorri largo vendo-os me olhar de cima abaixo juntos e corei.

— Olá – Um deles falou entrando –

— Olá , entrem , tia pattie esta na cozinha.

— Prazer , sou Ryan – O menino sorridente pegou minha mão beijando-a –

— Solte-a Butler – Escutei a voz de Justin grossa e logo chegou perto de nós –

— Eai Bieber – Os outros dois fizeram toque com Justin –

— Eai Justin , não sabia que estava namorando.

— Não estou namorando , esta é Angel Turner. Anjo , esses são meus amigos de infância , Christian , Chaz e o bobão aqui , Ryan. – Apenas sorri , sentindo os olhos de Ryan sobre mim demoradamente –

Voltei a me sentar no sofá que no momento era meu melhor amigo , vi Justin conversar com os amigos e logo depois disso fechei os olhos novamente eu sentia minha cabeça doer e voltei a deixar os pensamentos dominarem minha mente novamente , todos sobre ninguém mais ninguém menos que , Justin. A campainha tocou novamente depois de mais ou menos uma hora , os avós de Justin entraram sorridentes quando Joe abriu o porta e eu sorri também quando ambos acenaram para mim como um cumprimento , corri meus olhos por ali e encontrei Justin e um dos meninos que eu acho que era Chris conversarem com Kaity sorridente.

— Olá , de novo – Olhei para cima e vi Ryan , ele se sentou ao meu lado –

— Oi.

— Você esta bem ? – Ele sorriu para mim e eu retribui –

— Sim e você como esta ? – Ele se levantou e pude ver que ele usava uma calça caída como as que Justin usou uma vez , um trênis preto e uma blusa branca –

— Estou bem , vamos dar uma volta , você esta sentada ai á horas – Ele estendeu a mão para mim e eu a peguei –

— Vamos , é que esse não é muito meu ambiente – Suspirei enquanto saiamos pela porta dos fundos , indo para o mesmo local de quando viemos da ultima vez –

— E qual é o seu ambiente ?

— De preferencia em um local aonde eu tenha amizade com alguém – Deu uma risada baixa e ele me acompanhou –

— Eles são o melhor tipo de pessoa para se fazer amizade , como não conseguiu se enturmar ?

— Digamos que eu seja antissocial – Fiz bico enquanto andávamos em direção a piscina pelo gramado molhado pela chuva – Todos me receberam muito bem ,mais sabe como é ...

— Sei , sempre que vou na casa do meu padrasto me sinto assim , é bem complicado , a única pessoa com quem tenho amizade é minha mãe – ri novamente e ele se sentou nas cadeiras ali , me sentei na outra em sua frente –

— A única pessoa com quem tenho amizade é Justin , afinal , moramos juntos né – Falei como se fosse óbvio –

— E porque não fica próxima dele ?

— Ele esta conversando com Kaity  , não gosto de atrapalhar.

— Acredito que uma menina tão bonita como você não atrapalharia ninguém.

A conversa rendeu longas risadas e vergonhas , Ryan era um homem legal , inteligente e bem palhaço sabia oque falar nos momento certos , observei quando Justin , Kaity , Christian e o outro que era Chaz saíram da casa , os olhos de Justin focaram em nós e eu desviei meus olhos dele rapidamente.

— Justin é um cara protetor , não é ?

— Não sabe o quanto – Bufei –

— Sei bem , ele sempre foi o mais responsável de nós , apesar de se meter em muitas roubadas conosco.

— Ele é uma pessoa boa apesar de pegar no meu pé.

— Justin nunca teve alguém com quem se importar , nunca namorou sério , muito menos casou com alguém , não sei nem de onde ele tirou a ideia de receber de tanto grado a sua guarda, mas ele esta feliz.

— Ele é jovem , não quero atrapalhar a vida dele.

— Você atrapalhar a vida dele ? Justin ama sua presença Angel , parece que quando você finalmente veio morar com ele , ele começou a ter alguém para se importar , alguém para ter a preocupação dele e alguém que faça ele sair daquele trabalho infernal dele , a anos que Justin não vem em um jantar de família e olha que sempre tem jantar de família aqui.

— Ele é uma pessoa boa – Sorri o observando de longe –

— E tem sorte de ter uma menina tão linda como você por perto – Ele apoiou a mão em minha coxa e nesse momento pude ver os olhos de Justin focar em nós como um raio –

Ryan mudou de lugar rapidamente se sentou ao meu lado e eu estava um pouco hipnotizada em seus movimentos , seus dedos foram para meu rosto e alisaram minha bochecha por mais que ele ainda mante-se distancia. Tudo que vi foi quando Justin puxou Ryan pela camisa , levando-o para longe de mim , Ryan foi assustado com a fúria de Justin e todos lá do outro lado olharam a cena da mesma maneira que eu com os olhos arregalados.

— Você ta maluco – Pude escutar Justin falar , mesmo sussurrando ele parecia gritar –

— Calma Justin , estávamos apenas conversando.

— Fica longe dela – Justin o empurrou soltando sua camisa –

— Não tem pra que isso Justin , somos amigos cara.

— Ela só tem quatorze anos Ryan.

— Ela tem uma idade boa para saber oque quer Justin , oque você vai fazer , bater em todos os caras que chegarem perto dela ? – Ele falou calmamente e vi Justin ignora-lo saindo e entrando na casa furioso –

Me levantei sem saber oque fazer naquele momento , olhei para os meninos e a menina parada na porta me olhando e Ryan , procurava respostas do que fazer no olhar de algum deles , Ryan passou a mão na cabeça respirando fundo e eu passei por ele com um olhar de Desculpas , entrei na casa atrás de Justin e não o encontrei.

— Oque aconteceu Angel ? Justin subiu correndo. – Tia Pattie perguntou –

— Nada , esta tudo bem , vou ir falar com ele.

Subi as escadas correndo atrás de alguma porta nem que fosse um pouco aberta e encontrei a terceira porta do corredor encostada á empurrei sem me importar com a invasão á uma casa que eu nem conhecia e vi Justin parado na sacada do quarto masculino, era um quarto impecavelmente lindo , nas prateleiras carrinhos de coleções , nas paredes pôsteres de basquete , na porta uma cesta de basquete e no centro do quarto em cima de um lindo tapete de veludo a cama de casal.  Parei perto da porta de vidro e o observei apoiado com a cabeça abaixada na grade.

— Justin , oque houve ? – Perguntei calmamente –

— Me desculpe pelo oque houve lá embaixo , apenas perdi a cabeça.

— Porque ficou daquela maneira ? , eu e Ryan estávamos apenas conversando.

— Ele ia te beijar Angel.- Ele se virou para mim e pude ver os olhos cor de mel apagados –

— Eu não ia deixar Justin , já chega de pessoas me beijando de surpresa o tempo int... – Seus lábios tomaram os meus rapidamente e eu quase perdi o folego –

— Oque disse ?

— Nada!

Seus lábios voltaram a beijei os meus novamente , suas mãos segurando minha cintura levemente e eu com os braços envoltos em seu pescoço puxando-o mais para o beijo , sua língua brincou um pouco mais rápido com a minha e senti meu corpo sendo levemente empurrado para trás em direção ao quarto , não me importei sendo guiada por ele , senti minhas pernas baterem na cama e eu cai deitada me afastando do beijo de Justin , observei , ele tirou o terno e afrouxou a gravata e então voltou para cima de mim mais dessa vez seus dedos seguraram meu queixo delicadamente e ele beijou meu pescoço, contorci-me por inteiro colocando minhas mãos em seu peito e apertando sua camisa.

— Oque foi ? – Ele sussurrou em meu ouvido e então depositou outro beijo naquela região –

— É.. gostoso – Virei mais ainda meu pescoço deixando-o livre para ele –

Ele beijou toda a região calmamente me deixando completamente arrepiada todas as vezes que tocava os lábios lá , mas quando ele chupou aquela região eu senti o gemido  baixo sair de minha garganta , Justin levantou a cabeça e olhou em meus olhos , seus olhos estavam repletos de brilho e seu lábios entortou em um sorriso perfeito , mas quando duas batidas na porta nos chamaram atenção e em seguida ela foi aberta Justin em uma velocidade incrível já não estava mais sobre mim e sim ao meu lado.

— O jantar esta... – Tia Pattie observou nossas feições assustadas , meus lábios inchados e as roupas amassadas de Justin – na mesa. – Ela saiu imediatamente –

— Mas que droga – Justin praguejou , ajeitando sua roupa rapidamente – Vamos.

Vi quando ele saiu do quarto , sem se importar se eu estava indo atrás ou não e eu continuei ali , respirei fundo e contei até dez mentalmente olhando o teto branco.

Eu não podia mais negar , eu estava rendida a todos os toques daquele homem , eu não me importaria se ele me tocasse todos os dias com aqueles dedos leves e másculos , se cobrisse meu corpo com o corpo grande e firme de homem , eu não sabia oque era aquilo , mais se eu precisasse dar um nome , eu diria que estava completamente excitada por aquele homem.


Notas Finais


Gente estou hiper , mega feliz com os comentários , é ótimo saber oque as pessoas estão achando então NÃO SEJAM FANTASMAS , eu não mordo podem falar comigo e se tiverem amigos que gostam de ler fanfics indiquem para eles também :)

Twitter: https://twitter.com/SOULTROUXA
Tumblr: http://helikebieber.tumblr.com/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...