História The Guardian - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Drama, Justin Bieber, Romance, Sexo
Visualizações 894
Palavras 3.847
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Adolescência, Sinto muito.


03:00 – Residência Pattie Mallette.

— Vocês não podem ir nesse temporal Justin , seria muita irresponsabilidade. – A voz da tia Pattie me chamou a atenção chegando cada vez mais perto de nós na sala –

— Mãe , não moramos tão longe , não há perigo algum irmos.  – Ele falou calmamente –

— Por favor Justin , não me contrarie , vocês dormem aqui e ponto final.  Joe coloque o colchão no quarto de Justin por favor.

— Mais não tem uma cama de casal lá ? – Justin perguntou –

— Sim , mais não seria conveniente para uma adolescente de quatorze anos dormir com um homem Justin , acredito que Angel se sentiria constrangida.

Eu estava de olhos fechados havia acabado de voltar ao mundo real , antes dormia feito um anjo , acordei apenas com o falatório de Pattie e Justin sobre algo do tipo dormir aqui ou não , mais não me importei completamente com aquilo já que meus olhos pesavam e meu corpo estava completamente dolorido. Fui pega no colo e minutos depois senti meu corpo ser depositado em algo fofo e aconchegante , forcei meus olhos a abrir mais não deu certo já que se abriram e após sentir a claridade se fecharam sem pensar duas vezes e eu dormi novamente.

Abri os olhos no susto , olhei em volta procurando por pelo menos uma fresta de luz e não encontrei , tateei a procura do abajur e assim que encontrei o acendi , escutei o barulho de chuva lá fora e logo após o barulho irritante do trovão assustador, olhei rapidamente em volta e não encontrei Justin seu colchão no chão estava remexido mais ele não estava ali , me levantei sentindo meu coração bater um pouco forte pelo medo do escuro e abri a porta colocando apenas a cabeça para fora, olhei não vendo luz nenhuma e então desci preparada para correr caso algo acontecesse , fui tateando as coisas para não bater em nada.

Assim que encontrei a bancada da cozinha uma pequena luz e um grunhido estrangulado me chamaram atenção no canto , meus olhos se arregalaram rapidamente e meu coração bateu tão acelerado que eu jurava que podia senti-lo, olhei para o interruptor pensando se oque eu deveria fazer era correr ou ficar , mais sem ter controle sobre algo o interruptor pareceu descer rapidamente fazendo com que a luz forte da cozinha acendesse , meus olhos se arregalaram e meu corpo pareceu se paralisar inteiro.

— Angel ? Angel sai daqui – A voz assustada gritou do canto da cozinha e eu se quer consegui mover um dedo –

— Oque ela ta fazendo acordada ? – A voz fina e constrangida me deixou vermelha , talvez de vergonha por estar vendo aquilo , talvez de raiva pois meu coração em questão de segundos voltou a bombear forte no peito como nunca antes –

— Angel eu já disse para sair daqui.

Eu não sabia oque havia acontecido , eu não sabia oque estava acontecendo comigo , a imagem a minha frente não poderia ser pior , no canto da bancada quase imperceptível Kaity estava sentada completamente nua , o corpo incrivelmente desenhado e os cabelos longos caídos sobre as costas um pouco molhados pelo suor e a pessoa entre suas pernas não precisava ser advinha para saber quem era , Justin obviamente estava completamente nu parecia em extase uma de suas mãos estavam agarradas nos cabelos da nuca de Kaity , a outra mão apertando sua cintura aproximando-a mais dele , seu corpo incrivelmente escultural estava repleto de suor e seus cabelos bonitos estavam grudados na testa e os lábios inchados entreabertos buscando todo o ar do local enquanto me pedia gritando para que eu sumisse da frente dele.

 Senti uma corrente elétrica percorrer meu corpo e o próprio inteiro tremeu , as coisas de vidro a nossa volta se despedaçaram fazendo barulhos horríveis de um batalhão de taças e copos se trincando e voando para todos os lados ao mesmo tempo , pude ver Justin tentar cobrir o corpo de Kaity com o seu assim que o vidro voou despreocupadamente para todos os lados da cozinha e eu apenas fiquei parada , vendo o restante dos vidros voarem para fora dos armários e prateleiras , eu não tinha sentimento a demonstrar naquele momento apenas virei as costas e andei calmamente em direção as escadas sabendo que o olhar de Justin me acompanhava.

Me deitei no meio da cama grande o suficiente para três pessoas e encarei o teto branco sentindo meu coração apertar de um modo indecifrável , meu estomago parecia que queria colocar tudo que eu havia comido durante o jantar para fora e meu corpo apenas queria ficar ali daquela maneira deitado tentando entender oque ele mesmo sentia.

Obviamente naquela noite eu não dormi apenas observei o teto branco que após algum tempo que eu estava deitada virou uma pista de carros , peguei toda a coleção de carrinhos antigos de Justin mesmo sem me levantar , apenas com um dedo e os coloquei no teto acima da cama cada um correndo para um lado e pela primeira vez na noite senti uma lágrima fujona descer pelo canto do meu olho tentei ignora-la mais as próximas vieram como um batalhão desembestado descendo raivosamente por meu rosto e deixando minha vistas embaçadas. Eu não sabia como mais escutei passos ao longe subindo as escadas , limpei os olhos rapidamente os fechei jogando a cabeça para o lado como se estivesse dormindo , não me importei em tirar os carrinhos de onde estavam não faria diferença.

A porta do quarto abriu sem se preocupar com o barulho que iria fazer e escutei quando Justin entrou em passos silenciosos ou não tão silenciosos assim , a cama ao meu lado afundou e eu sabia que ele havia se sentado ali , me remexi abrindo os olhos apenas um pouco como se estivesse acordando e vi que Justin alisou meus cabelos me observando , me virei para o outro lado e tampei quase metade do rosto com o cobertor fofo , ele pareceu se sentir rejeitado e então se levantou indo para sua cama , eu sabia olhando para o pequeno relógio ali por cima que o dia estava prestes a amanhecer e que eu não conseguiria dormir o restinho de madrugada.

— Bom Dia querida. – A voz de Tia Pattie me assustou –

— Bom Dia – Respondi apenas –

— Meu deus , aonde foram parar...

— Aconteceu um mal entendido durante a madrugada , já encomendei tudo novo para a senhora não se preocupe. – Justin falou chegando na cozinha –

— Tudo bem então né. – Ela comentou observando a feição séria de Justin – Aconteceu algo muito sério que eu não esteja sabendo ?

— Não senhora. – Ele respondeu e eu apenas concordei – Vamos Angel , passamos em uma cafeteria.

— Temem café conosco , Joe e Kaity já devem estar descendo.

— Infelizmente não poderemos. Tchau.

— Mas...

— Tchau Tia.

— Volte mais vezes Angel para conversarmos – Ela piscou para mim e eu sorri sem graça –

Quando menos esperei já estava no carro o silencio era mortal , eu não queria e nem iria puxar assunto dessa vez , eu me sentia retraída em relação a Justin nesse momento talvez por ciúmes ou até mesmo por querer ser Kaity naquele momento , suspirei olhando a chuva do lado de fora e vi quando Justin parou no Drive Thru do Mc Donalds e se quer me perguntou oque eu queria apenas fez os pedidos rapidamente sem perder tempo que a propósito saiu rápido talvez por ser cedo e só ter nós dois ali. Justin acelerou o carro em direção a algum local desconhecido por mim e eu segurei a língua para não perguntar aonde vamos.

— Se importa de dar uma volta comigo ? – Justin perguntou ainda sério –

— Mas ... – Olhei para a caixa de lanches em minha frente –

— Leve!

Sai do carro sem acreditar no que vi em minha frente , era tão magnifico , o mar , a areia , era uma praia. Justin puxou os lanches de minhas mãos e eu corri em direção a areia como uma criança que via o mar pela primeira vez e era verdade , eu nunca havia ido na praia, poucas vezes vi em televisão. Parei na beira do mar por estar de tênis em um local aonde não me molhasse e observei sentindo a rajada de vento forte em meu rosto por estar frio , o mar estava agitado.

— Gostou ? – Olhei para trás escutando a voz de Justin se aproximar –

— É incrível. – Comentei e me abaixei brincando com a areia com as mãos –

— Angel , sobre oque houve de madrugada.

— Eu não quero falar disso , por favor. – O Cortei e o escutei suspirar –

— E nós vamos continuar nessa ...

— Não estamos em nada Justin ,  faça seu trabalho , mais também siga sua vida como deve ser apenas isso.

— Anjo...

— Precisamos ir.

Me levantei indo em direção ao carro e Justin veio logo atrás , eu não gostava daquele clima , querendo ou não eu havia criado uma amizade com Justin ele era a única pessoa que estava comigo agora , nesse momento , me protegendo , me aturando , me “criando” e eu não queria ficar nesse clima com ele , mais atualmente , eu não podia fingir estar mil maravilhosas eu não estava , por mais que não tivesse motivo , eu não estava bem.

Justin comeu enquanto dirigia , eu comi calada , não trocamos uma palavra se quer durante o percurso até a CIA e nem tínhamos oque conversar , varias frases se passavam por minha mente , varias perguntas curiosas para começar um longo assunto , mais não valia apena , não era da minha conta.

— Anna esta aqui hoje ? – Perguntei curiosa , o local estava mais cheio que o normal , assim que saímos do meio das arvores pude ver dois seguranças três vezes maiores que eu parados na porta –

— Sim. Você terá aulas com ela até as 11:00.

Foi apenas oque falamos até entrarmos , pude ver o local enfestado de pessoas desconhecidas para mim. Justin explicou que até os dias que eu voltaria as aulas eu iria passar a ter treino com todas aquelas pessoas que estavam ali dentro das salas mais importantes , as outras pessoas eram apenas equipe. Ao total eu passaria com seis “professores” por dia se eu não estivesse enganada. Segui Justin sentindo alguns olhares sobre mim quando corri para alcança-lo e novamente fomos para a “sala” de Anna como havíamos vindo no outro dia.

— Anna. – Justin chamou sua atenção -

— Bieber – Ela sorriu para ele e logo após olhou para mim , senti minhas bochechas queimarem – Angel.

— Oi Anna. Vou trocar de roupa. – Falei já avistando aonde estava minhas roupas e corri até o banheiro –

Assim que sai do banheiro Anna olhava feio para Justin , ele parecia visivelmente incomodado com aquilo. Assim que começamos ele se retirou da sala sem se quer se “despedir” não me importei voltando a prestar atenção em mim tentando plantar bananeira.

— Oque houve ? – Ela perguntou segurando minhas pernas encostadas na parede –

— Nada.

— Não minta Angel.

— Peguei Justin em momento íntimos com a sobrinha do padrasto dele.

— E como vocês esta ?

— Estou bem , aparentemente.

— E interiormente  ?

— Sinceramente , eu nem sei , tudo que eu sei é que ele tem o direito de se relacionar com alguém , não quero que ele fique preso por apenas ter que cuidar de mim durante um tempo.

—Durante um tempo ?

— Sim , eu não quero atrapalhar a vida de Justin ,Anna , assim que eu poder eu vou para um orfanato ou algo do tipo.

— Justin nunca aceitaria isso.

— Justin precisa ter uma família ... – Falei voltando a ficar de pé com a ajuda de Anna – casar , ter filhos , uma família de verdade e eu não quero ser um obstáculo na vida dele.

— Justin tem um apego muito grande por você, ele nunca te deixaria ir.

— Talvez seja necessário. – Sorri sem graça para ela sentando-me no chão  e ela sentou-se a minha frente –

— Angel ... – Ela mordeu o lábio – sobre eu ter te beijado aquele dia ,me desculpa por ter te pego desprevenida.

— Tudo bem , aparentemente as pessoas deram para me beijar desprevenida assim ultimamente. – Ela sorriu – Com você foi estranho , porque ...

— Você é inocente , nunca havia beijado direito antes e foi pega totalmente de surpresa por ter uma mulher beijando você.

— Tirou as palavras da minha boca – Corei –

— E oque vocês achou da experiência nova ?

— Eu ... gostei – Falei pensativa e vi os olhos dela arregalarem –

— Sério ? Você é tão nova e já gosta dessas coisas.

— Opa , não que eu não goste de homem só que beijar você também foi bom.

— Bissexual mirim ? – Eu gargalhei –

— Não. – Eu me juntei a ela em uma gargalhada e ela se levantou estendendo a mão para mim –

Peguei sua mão e ela me puxou para cima com tanta força que voei em sua direção , cheguei até a pensar que oque ela fez de proposito principalmente quando meu corpo chocou-se contra o seu e ela roubou-me um selinho demorado.

— Melhor você parar com isso – Falei tentando afasta-la de mim –

— Você não disse que gostou ?

— Justin pode chegar Anna.

— Esquece o Justin , Angel.

Seus lábios voltaram a beijar os meus antes mesmo que eu pudesse pensar naquilo , eu apenas retribui o beijo um pouco desnorteada , era estranho aquilo , seu beijo me fez lembrar o de Justin e aquilo quase me fez chorar ali mesmo após lembrar que o corpo que eu tanto queria junto do meu estava junto de Kaity ontem, mas assim que pude desliguei minha mente daquilo totalmente focando apenas em Anna em minha frente , com os lábios beijando-me vorazmente , sua língua brincando com a minha em uma agilidade impressionante , a empurrei um pouco assustada.

— Olha , isso ta ficando muito bizarro. – Falei passando o dedo em meus próprios lábios –

— Você não queria ?

— Anna ,é bom , me deixa meio ... quente, mas ainda é estranho eu gosto de homem.

— Tudo bem , vamos voltar.

O resto do treino foi interessante , finalmente consegui me equilibrar sobre os braços sozinha e logo começamos com as estrelinhas que me fizeram quebrar umas três unhas não sei como. Quando Justin finalmente voltou já eram quase meio dia ele havia se atrasado , coloquei minha roupa comum novamente e saímos quietos da sala , recebi um sorriso amigável de Anna e uma piscadela safada oque me fez rir.

— Aonde vamos ? – Perguntei casualmente –

— Vamos encontrar Josh e Olly.

— Josh ? Olly ?

— Cientistas.

Justin segurou a maçaneta da porta de vidro e abriu , fazendo sinal para que eu entrasse antes dele. Fiquei em pé , observando aquelas mulheres bonitas , com saltos finos e roupas elegantes , um sorriso encantador e os lábios um batom ambas com o mesmo tom de vermelho. Vieram em nossa direção , abraçaram amorosamente Justin sorrindo e eu caminhei para longe dali , com os braços cruzados.

— Olá senhorita Turner. – Um dos homens falou , chamando minha atenção-

— Desculpe a falta de educação , Bom dia. – Sorri –

— Prazer sou Josh ,  ele é Olly somos os cientistas que trabalharemos nessa caminhada com vocês. – Ele estendeu a mão e eu a peguei ,levou meus dedos até os lábios galanteador e eu sorri –

— Olá , sou Olly – Beijou meus dedos também , sorrindo amigavelmente para mim –

Vi Justin se aproximar logo depois disto , chegou perto de nós sorrateiramente , com os braços para trás do corpo apenas observando. Os rapazes aparentavam ser novos ,Olly aparentemente tinha seus 25 anos , Josh uns 28 , ambos com aparência bonita e bem tratada. As moças se assanhavam todo o tempo para o lado de Justin que de vez em quando sorria sozinho encarando o chão , me sentei na cadeira que havia perto dos computadores esperando que eles terminassem oque faziam.

Olhei para toda a sala , analisando cada parte dela e então meus olhos encontraram-se aos de Justin encostado na parade, atento a tudo que faziam nossos olhares se cruzaram e ele deu um pequeno sorriso antes de voltar a ficar sério novamente , me assustei assim que Olly apareceu em minha frente , Josh estava ao lado da cadeira com alguns fios nas mãos.

— Eu peço licença para oque vamos fazer agora senhorita Turner , mais é necessário para os exames.

— Oque vão fazer ? – Perguntei com os olhos um pouco grandes e então vi Justin se achegando , atentamente –

— Precisaremos tirar sua blusa.- Olly falou meio receoso -

— Que história é essa ? – A voz grossa de Justin soou então até eu engoli seco – Por que as moças não colocam ?

— Elas não sabem o ponto certo senhor Bieber.

Levantei o moletom envergonhada , vendo Justin se remexer desconfortável ao meu lado , bufou algumas vezes e então eu levantei a blusa , deixando-a escorregar por minha cabeça e braços e desvendar meu sutiã de renda vermelho. Os olhos de Olly pularam até meus seios assim que eu deitei olhei envergonhada para Justin , que fuzilava Olly com os olhos.

— Podem fazer isso rápido. – Justin falou autoritário , quase um grito –

— Calma senhor.

Olly saiu de perto coçando a cabeça desconcertado , então Josh levantou um pouco meu sutiã sem desvendar totalmente meu seio , apenas colou o fio redondo gélido perto do local aonde se dirigia o coração , então colou do outro também e se afastou , olhei para cima , o teto branco comum como de todos os lugares que eu conhecia. Respirei fundo , e então enquanto Olly digitava coisas no computador , Josh fazia algo no notebook, ambos concentrados , levantei os olhos para Justin e o vi concentrado em meu corpo , desviei os olhos envergonhada com seu olhar que percorria meus seios.

— Isso não acaba não ? – Justin perguntou sério , andando para longe de mim –

— Sim senhor. Acabamos. – Josh falou vindo em minha direção , tirou os fios , me levantei imediatamente endireitando meu sutiã e então coloquei apenas o moletom ao não encontrar minha blusa.

Justin praticamente me arrastou para fora da sala após Olly falar algo com ele , algo que nós que estávamos longe não pudemos escutar mais assim que saímos da sala Justin estava nervoso , mesmo sem querer demonstrar. Fomos em direção ao carro calados , não tinha necessidade de conversarmos , não tinha oque na verdade , o celular dele tocou mais ele apenas olhou e desviou o olhar , ignorando-o.

— Esta tocando.

— Sabemos! – Respondeu observando dirigindo para a saída –

— Porque não atende ?

— É Kaity. – Olhei para ele e depois para o célular,  fui mais rápida , peguei o celular e atendi rapidamente vendo Justin travar o maxilar , fiz sinal para que ele falasse –

O Silencio reinou durante alguns minutos ,a voz meiga de Kaity soou no alto falante do carro e eu sabia o tanto de raiva que Justin estava de mim , coloquei o celular de voltar no local de antes e vi Justin olha-lo , pude imaginar se ele pensava em desligar na cara da moça.

— Olá , Kaity.

— Justin , finalmente , estou tentando te ligar desde mais cedo.

— Ando ocupado.

— Hum... Como você esta ?

—Atualmente bem. – Ele cortava o assunto sem se importar com os sentimentos dela , encarei a estrada a nossa frente –

— Justin , sobre oque aconteceu ontem de madrugada.

— Esta tudo bem, vamos esquecer aquilo , sera melhor.

— Mas ... Quer tomar um café amanha a tarde , poderemos conversar melhor.

— Okay , as quatro.

— Hum... Como esta Angel ?

— Maravilhosa. – Seu tom de voz mudou e eu tentei não observa-lo para ver sua expressão –

— Como ela ficou depois de ontem ?

— Terei de desligar , meu anjo. – Meu Anjo ? Ta de sacanagem -

Meus olhos, minha cabeça , não pude evitar de me virar para ele rapidamente , a raiva esvaísse por minhas narinas e eu não pude evitar aquilo , Justin pareceu não se importar , apenas olhou para mim enquanto se despedia da moça e desligou o celular.

Não pronunciei uma palavra se quer mais o ar de risada que saia dos lábios de Justin me deixavam atordoada , seu deboche me enlouquecia , assim que paramos em frente a um restaurante eu não pude deixar de sair e bater a porta fortemente , mesmo contra minha vontade eu não podia evitar de deixar de pelo menos uma vez parecer uma adolescente irritada. Ele andou atrás de mim calmamente , as mãos no bolso e o rosto sério com certeza escondendo toda sua vontade de gargalhar da minha cena infantil , o almoço correu silencioso como esperado e assim que entramos no carro novamente eu estava aponto de surtar com todo aquele silencio perturbador.

— Tudo Bem ? – Justin ousou perguntar com um resguisio de riso –

— Sim , Justin.

O silencio reinou novamente até ele parar novamente na CIA , em frente aquela enorme floresta sem fim , puxei a maçaneta da porta na intenção de sair rapidamente do carro e vi quando Justin trancou , antes mesmo que eu pudesse abri-la , me recostei no banco novamente e me calei , esperando pacientemente para saber oque ele tinha a falar. Justin virou-se para mim e me observou atentamente , corei  com seu olhar mais me mantive quieta como antes.

Justin elevou a mão segurando nos fios de meus cabelos e brincou com eles durante uns minutos , meu corpo inteiro enrijeceu , seus dedos afastaram o cabelo ousando tocar a pele nua de meu pescoço de um modo tentador fazendo-me sentir o arrepio descer por minha espinha e ele percebendo isso continuou acariciando aquela região.

— Angel.

— Hum ? – Murmurei , ele subiu os dedos para minha nuca e adentrou meus cabelos fazendo-me quase gemer ao sentir meu corpo inteiro irrigecer –

— Quer sair hoje a noite ? Comigo ? – Eu não pude raciocinar quando seus dedos puxaram levemente meus cabelos para trás fazendo-me fechar os olhos -

— Nã..não. – Ele soltou uma risada gostosa ainda sem tirar seus dedos dali –

— Vamos dar uma volta , apenas uma pizza ?

— Chame Kaity , seu anjo. – Tirei força de toda minha raiva e afastei suas mãos de meus cabelos , ele pareceu surpreso –

— Esta com ciúmes Angel ?

— Não estou com ciúmes Justin , só não quero mais que me beije ou algo do tipo , você esta com Kaity , continue com ela , ela gosta de você.

— Não estou com ela , Kaity é uma boa pessoa , mais não sinto nada por ela além de carinho.

— Já era de se esperar , afinal , por quem você realmente sente algo ?

— Porque sentir algo por alguém , tudo é uma eterna decepção , meu anjo.

— Acho que decepção pior do que a primeira decepção da adolescência não tem.

— Adolescentes , Jovens , Adultos , todos nascemos para isso.

— Não pretendo fazer parte desse mundo.

— Sinto muito , você já esta fazendo parte.

{...}


Notas Finais


Acreditem , São 17:15 da tarde , tenho dois testes amanhã no colégio e vim postar fanfic. Espero que gostem , amei os comentários anteriores continuem nesse pique é ótimo saber oque acham NÃO SEJAM FANTASMAS. Espero que gostem do capitulo.

Twitter: https://twitter.com/SOULTROUXA
Tumblr: http://helikebieber.tumblr.com/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...