História The Guardian - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Drama, Justin Bieber, Romance, Sexo
Visualizações 900
Palavras 3.705
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey gatas, acho que o capitulo ficou meio pequeno, mais tem partes Hots , espero que gostem.

Capítulo 9 - O Perigo está em toda parte.


22:00 PM – 3° Quarteirão 

— Eu achei que tivesse só você. – Olhei para Justin sem coragem para explicar nada -

— Mindy ? – Olhei para trás de Justin e vi Christian , seus olhos estavam completamente arregalados –

— Christian? – Mindy sussurrou um pouco nervosa, sua mão que estava em minha perna segurando a minha a apertou levemente –

— Pelo amor de Deus oque houve ?  - Justin perguntou nervoso e nos olhou atentamente esperando que alguém se pronunciasse –

—  Só nos tire daqui por favor. – Mindy pediu cabisbaixa , -

Entramos todos no carro apertados, eu por exemplo estava no colo de Mindy que encostou a cabeça em minhas costas enquanto eu encostei a cabeça no banco em minha frente , a verdade é que todos estávamos assustados e amedrontados com aquilo ainda , meu coração batia freneticamente e eu não podia fazer nada a não ser querer que tudo aquilo tivesse sido um pesadelo. Christian não se pronunciou mais, ele observava Mindy e cada minuto que podia aparentemente preocupado, mais ao mesmo tempo sua carranca era profunda assim como a de Justin para mim, quis argumentar com Mindy perguntando de onde ela conhecia Christian , mas aquele momento não era para aquilo.

Quando paramos em frente a CIA e Justin e Christian desceram abriram a porta e fizeram sinal para que o seguíssemos, o lugar era pouco habitado aquele horário, dois seguranças faziam guarda por fora e por dentro mais dois armados, lá estavam poucas pessoas , ainda calados seguimos os dois , que nos levavam até o escritório de Justin sem olhar para ninguém que passava , Mindy em momento algum se desgrudou de mim , já os meninos tinham a postura mais séria perfeitamente intimidados com a presença de homens como Christian e Justin por perto.

— Sentem – Justin ordenou e todos nos sentamos, um ao lado do outro no sofá - Eu não sei nem por onde come... Oque é isso? – Ele apontou para a mão de Derek percebendo oque ele segurava –

— Me desculpe Senhor Bieber – Derek estendeu o álbum para Justin se sentindo devidamente intimidado –

— Oque estavam fazendo no meu escritório? Afinal, oque eu disse sobre abrir a porta Angel, pelo amor de Deus.

— Me desculpa Justin, eles chegaram lá molhados , estava chovendo e frio. – Falei sem encarar seus olhos –

— Não a culpe Senhor Bieber – Mindy se pronunciou mesmo com os olhos perdidos em Christian que evitava olha-la – Eu que a fiz abrir a porta.

— E nós que entramos em seu escritório por curiosidade, Angel nos proibiu de entrar lá, mais enquanto ela estava ocupada entramos. – Collin falou encarando Justin como um perfeito homem e eu suspirei , sabendo que as regras eram rígidas –

— Não tentem argumentar por favor, isso foi perigoso não só para Angel , mais para todos vocês , tem noção de que passaram perto o suficiente de morrerem.

— Sim senhor – Respondemos juntos –

— Mas afinal porque aquela bomba estava lá, ela queria acertar Angel? – Derek perguntou curioso, mais quando Justin botou os olhos sobre ele , ele se arrependeu daquilo–

— Os pais de vocês sabem que estão na rua esse horário? – Justin cruzou os braços –

— Por Deus, minha mãe vai arrancar meu pau antes mesmo que eu perca a virgindade. – Flynn falou aflito e pela primeira vez não podemos deixar de rir baixo do seu desespero –

— Não precisávamos saber das sua virgindade Flynn. – Mindy sussurrou para ele que corou –

— Então nenhum dos pais sabem que estão fora, ótimo. – Justin andou até a sua mesa ameaçador e senti Flynn tremer ao meu lado–

— Minha mãe acha que vou dormir com Angel. – Mindy falou envergonhada –

— Ahn ? – A olhei confusa, e escutei Justin suspirar –

— Pelo amor de Deus não liga para minha mãe , vou ficar de castigo novamente. – Collin  resmungou –

— Esta tarde para preocupar os pais de vocês com algo do tipo.

—Eu peço para o motorista leva-los. – Christian se pronunciou pela primeira vez  -

—Claro , Mindy como já havia avisado a mãe pode ficar conosco essa noite. – Ela suspirou aliviada e se recostou em mim –

Christian saiu com os meninos , deixando um clima tenso entre mim e Justin , Mindy aparentemente estava perdida observando a porta por onde Christian havia saído anteriormente , observei atenta cada movimento de Justin que colocou o álbum em cima de sua mesa e o observou alguns minutos e então suspirou.

Me levantei meio receosa e Mindy pareceu não se importar , caminhei calmamente até Justin e parei ao seu lado quando ele já estava perto da parede de vidro , algo parecia preocupa-lo.

— Justin , onde nós vamos ficar agora ? – Sussurrei para ele , que suspirou novamente –

— Essa noite iremos para casa de Christian , amanha iremos para uma nova casa.

— Nova casa ? – Perguntei confusa –

— Não se preocupe com isso.

Assim que Justin se calou Christian entrou, um pouco nervoso mais tentou relaxar soltando o ar quando entrou na sala. Quis ser uma mosca para saber oque ele e Justin cochicharam assim que eu me sentei novamente, mas fechei os olhos forçando escutar ao máximo.

— Tudo bem? – Justin o perguntou quase inaudível –

— Essa menina me tira do sério. O tal Collin estava falando sobre ela.

— Vocês estão namorando?

— Não, é algo complicado. – Justin suspirou – Derek falou sobre Angel, disse que ela estava linda em uma das fotos. Quais fotos?

— Deixe isso pra lá.

Justin virou-se para mim assim que eu abri os olhos, ele me encarou alguns minutos.

[...]

Eu e Mindy estávamos sentadas como duas estatuas no sofá, Mindy parecia completamente desconfortável e eu tinha quase certeza que era por Christian.

— Mindy – A chamei e então ela saiu de seus pensamentos –

— Você e Christian...

— Ta eu não vou mentir , o homem que eu falei é Christian sim , porém eu nunca imaginei que ele fosse um agente da CIA e que fosse amigo do Senhor Bieber e muito menos que vocês se conheciam.

— Meu pai dizia que esse mundo é muito pequeno.

— Eu concordo.

— E porque todo esse desconforto?

— Não sei, eu não gostei do modo que ele me olhou assim que chegou, me senti uma ...criança tão acuada.

— Me sinto assim perto do Justin também.

— Me fez perceber que querendo ou não, ao seu lado serei sempre , uma simples adolescente que não sabe nada da vida.

— Mais você não gosta dele? Ele não esta disposto a deixar isso de lado?

— Sim, mais é complicado no inicio até porque de primeira foi um choque para mim. Mas eu estou melhor Angel, obrigada, ah, está na hora de você agarrar o Senhor delicia , ele esta de quatro por você.

— Isso não seria tão fácil quanto parece.

— Veja como ele se morde quando você esta com Derek. – Ela gargalhou me fazendo acompanha-la –

— Você irá dormir com Christian?

— Sim, é a primeira vez que vou dormir com ele. – Ela falou receosa –

— Boa sorte. – Sorri para ela vendo Christian descer as escadas –

Ele passou direto para a cozinha aparentemente com vergonha de nos incomodar talvez por estarmos sussurrando, sorri para ela mais abertamente e ela se levantou pulando como uma pipoca e seguiu para a cozinha. Eu sabia que era melhor eu continuar ali olhando para o nada, afinal Justin havia sumido e eu se quer sabia aonde ficavam os quartos.

— Angel, Justin pediu para que encontre ele no quarto, espero que não tenha problema vocês dormirem Juntos , eu não estava preparado para esse imprevisto.

— Acho que nenhum de nós estávamos – Comentei e sorri para ele – Esta tudo bem.

— Sinta-se em casa.

Vi o sorriso largo de Mindy para mim e logo subiu correndo atrás dele. Respirei fundo e subi sabendo que já havia dado tempo o suficiente para que os dois tivessem entrado no quarto. Corri pelas escadas olhando receosa para o corredor arrumadinho e então fui direto até a porta aberta e vi Justin falar ao celular andando de um lado para o outro , fechei a porta e me recostei nela esperando que ele notasse minha presença.

— Preciso desligar. – Ele anunciou assim que percebeu que eu estava ali – Amanha conversamos melhor.

Fiquei parada observando-o, as janelas estavam fechadas e o quarto estava quentinho, Justin que estava só de camisa agora puxou ela para fora de seu corpo , ficando apenas de calça , olhei em volta e vi que seu casaco estava sobre a poltrona , corei ao focar em suas tatuagens que se espalhavam por todo o corpo.

— Espero que não se importe que eu durma de cueca. – Sorriu de lado para mim abrindo o primeiro botão de sua calça e eu senti minhas pernas tremerem –

— Eu...eu...vou deitar.

— Qual o problema? – Ele abriu o próximo botão –

— Mas que merda. – meu corpo tremia por inteiro , eu não sabia oque estava acontecendo – Não faz isso Justin.

— Mas você já me viu de cueca. – Ele sorriu e eu tinha certeza que estava rindo de mim –

— Posso tomar um banho ? Estou um pouco cansada. – Resmunguei envergonhada e ele apontou para a porta branca – Obrigada.

Não pude deixar de olhar quando Justin arriou completamente a calça , corri para dentro do banheiro depois de ver a cueca azul marinho que ele vestia , meu deus , acho que havia algo grande ali.

Entrei debaixo da agua quente do chuveiro e deixei meu corpo tenso relaxar , Justin havia feito aquilo de proposito e acredito que se Mindy estivesse aqui ela falaria “Chame a atenção dele para você” e com certeza em sua frente eu iria descordar até a morte mas agora , eu estava em uma completa saia justa comigo mesmo , era possível ? Aparentemente sim.

Sai do banho colocando apenas calcinha e sutiã , certo, agora era só sair deixar que ele babe enquanto você deita e finge que vai dormir. Pensei sozinha , sabendo que minhas pernas poderiam fraquejar no meio do caminho , jogueis os cabelos nas costas e suspirei , calma , pronto , você é mulher , você já nasceu com esse dom apenas use-o.

Sai do banheiro vestindo apenas um pequeno conjunto de calcinha e sutiã vermelho com bolinhas brancas , não estava usando-o intencionalmente , mais caiu bem naquele momento , assim que Justin levantou a cabeça enquanto eu andava até a poltrona para colocar minhas roupas ele observou cada parte do meu corpo , cada detalhe e parecia que a qualquer momento iria me atacar como um leão atrás de suas pressa , me deitei ao seu lado após apagar a luz do abajur e virei-me de costas para ele ao esquentar meu corpo com a coberta. Eu tinha a certeza que Justin ainda não havia deitado , pois a cama não mexeu depois que eu deitei , escutei um longo suspiro e a luz do abajur ao seu lado acendeu.

Senti a onda de ar frio adentrar as cobertas quando Justin a puxou para fora do meu corpo , não me mexi , mais sabia que ele estava observando-me com a bunda empinada para ele , assim que algo tocou minha coxa eu fechei os olhos sabendo que aquilo nos levaria a algo pior e que eu não poderia impedi-lo , ele é Homem , tem necessidades.

— Porque você fez isso comigo? – Seu sussurro foi quase inaudível e então seu peito colou em minhas costas – Eu tento meu anjo... – Ele falou com os lábios próximos ao meu ouvido – mas você me deixa louco... – Depositou um beijo em meu pescoço – Eu tento manter-me distante de cair nessas armadilhas e ficar em momentos como este com você, mais eu não consigo, não me torture desse jeito , eu não posso aguentar muito tempo.

— Então não aguente. - Sussurrei e então Justin afastou-se –

Sua mão puxou minha cintura virando-me de barriga para o alto e então pude ver quando Justin se debruçou sobre mim , seu peito colado no meu e ele moderando o peso do corpo apoiado no próprio cotovelo , seu rosto estava próximo o suficiente para que eu o beijasse , mais continuei calada enquanto ele observava meu rosto por completo.

— Como se fosse fácil assim, não posso meu anjo , vê-la arrependida depois acabaria comigo.

— Porque eu me arrependeria?

— Você sabe realmente do que estamos falando? – Eu sorri de lado sem mostrar os dentes e afirmei com a cabeça –

— Sim , porque me arrependeria ?

— As meninas querem isso com alguém especial, eu não sou especial e vê-la arrependida depois seria a pior sensação da minha vida.

— Mais e se eu tiver certeza de que não me arrependerei?

— Você tem? –Mordi o lábio nervosa e ele sorriu cabisbaixo –

— Justin, eu nunca havia pensado nisso antes. – Ele me olhou confuso – Perder a...você sabe a virgindade , eu nunca pensei que um dia poderia me pegar em uma situação como essa. Nunca idealizei nada desse tipo.

— Nunca? Nunca pensou como seria fazer... sexo? – Justin se afastou de mim –

— Para te falar a verdade, nunca pensei em estar semi-nua na cama com qualquer homem quem diria chegar a fazer sexo.

— Porque não?Como?

— Porque não tinha com quem, porque não tinha motivo.

— E agora tem?

— Se sentir uma coisa molhada e formigando entre suas pernas, e você querer intensamente a pessoa que esta por perto são motivos , sim eu tenho motivos.

Justin que agora estava sentado a minha frente sorriu e elevou uma de suas mãos até minha nuca, puxando levemente meus cabelos para trás, arfei quando seus lábios tocaram meu pescoço , sua língua lambeu aquela região antes de mordisca-la com os dentes me fazendo senti o arrepio subir por meus braços , arfei e aquilo pareceu ser gostoso aos ouvidos de Justin que puxou um pouco mais forte meu cabelo , seus lábios deslizaram por minha garganta beijando e mordiscando aquela região até chegar ao outro lado e deu-me um chupão que poderia ficar a marca vermelha mais que no momento eu realmente não me importei.

Seu corpo veio para cima do meu fazendo com que eu me deitasse na cama novamente e Justin por cima de mim analisa-se todo o meu corpo , assim que seus olhos alcançaram os meus ele colocou o dedo indicador sobre a boca me mandando fazer silencio , quis perguntar o porque , porém seus lábios começaram a traçar um caminho delicioso até meus seios cobertos pelo sutiã e logo chegou entre eles , me senti envergonhada quando o assisti morder o lábios e então ele com apenas uma mão abriu o fecho de meu sutiã e sem se incomodar em terminar de tira-lo observou meus seios , pequenos e rosados com os bicos médios e aquilo foi o suficiente para Justin abocanhar , meu grito foi inevitável , senti sua boca tão quente abocanhar aquele local foi um delírio para mim , arqueei o corpo e então ele segurou minha cintura contra a cama com as mãos grandes , gemi alto e Justin pareceu não se importar , seus olhos se levantaram para mim que o observava se deliciar com meus mamilos duros e vendo que eu revirei os olhos quando ele mordiscou-o sorriu.

Sua boca saiu de meu mamilo e deslizou por meu seio completo me causando arrepios , até chegar no outro e começar toda a tortura novamente , agarrei seus cabelos não conseguindo arquear os quadris e os puxei bagunçando-os por completo. Seus lábios largaram meus seios e desceram por minha barriga me fazendo contorce-la por completo e arfar pelas pequenas cocegas , mais assim que seus lábios chegaram ao cós de minha calcinha Justin levantou-se , pondo o corpo por cima do meu como antes seus lábios próximos do meus respiravam ofegantes mais mesmo assim atacaram os meus com voracidade , toquei suas costas com minhas mãos e senti seu membro duro tocar minha perna por mais que Justin tentasse mante-lo afastado me prendendo na cama sem tocar-me com seu membro.

— Não tenta encostar aqui, será perigoso.

— Já estamos vivendo um perigo constante, oque custa mais um. – Sussurrei quando ele se afastou –

— Esse perigo eu não vou deixa-la passar.

Justin voltou para o lugar de onde havia parado , e seus dedos puxaram minha calcinha para baixo rapidamente , livrando-me dela e então suas mãos afastaram minhas coxas uma das outras , me senti completamente envergonhada e exposta , oque era verdade pois Justin observava minha intimidade de uma maneira estranhamente magnifica.

Seus lábios roçaram na parte interna em minha coxa e beijaram aquela região me fazendo arrepiar quando mordia trilhando um caminho até meu clitóris, assim que beijou bem próximo dele eu gemi. Justin brincou com os lábios sem fecha-los naquela região e eu gemi alto, pelo amor de Deus , oque era aquilo?. Assim que sua língua encostou em meu clitóris lambendo-o , e seus lábios o sugaram eu gemi sem me importar com nada , ele pareceu gostar daquilo e segurou minhas pernas abertas para que eu não as fechasse em volta de sua cabeça. Ele não se intimidou com meus gemidos , apenas o incentivou , ele dominou aquela região chupando-a e sugando-a com uma certa habilidade impressionante , senti meu corpo inteiro tremer e os dedos dos meus pés se contorceram , aquilo só poderia ser o céu , arqueei o corpo , joguei a cabeça para trás e revirei os olhos deixando que aquela sensação maravilhosa tomasse conta de mim e então meu corpo se encheu de espasmos , meu sexo se contraia e meu corpo tremia enquanto o gemido louco saia de minha garganta até meu corpo relaxar novamente.

Justin se levantou e sorriu para mim , senti minhas bochechas queimarem e tive vontade de colocar meu rosto no travesseiro e esconder-me.

— Não fique com vergonha de mim. – Sua mão tocou levemente meu rosto –

— Como poderia não ficar ? – Eu perguntei sussurrando e ele sorriu –

— Por hoje , acho que é o suficiente meu anjo.

— Mas...

— Durma. – Justin beijou minha testa e se levantou –

— Aonde vai ?

— Apenas durma.

Justin levantou e mesmo com toda minha curiosidade meus olhos não quiseram se manter abertos , bocejei antes de deixa-los se fechar e assim o fiz acabando por sonhar com todas aquelas sensações causadas por Justin novamente em meu corpo.

Meus olhos abriram rapidamente , retornei a consciência depois de um sono longo e delicioso , olhei em volta e não encontrei Justin apesar de saber que ele havia dormido ali pois ao meu lado estavam as cobertas bagunçadas , bocejei e cocei os olhos  , fui até o banheiro e encontrei lá uma escova de dente fechada com uma pasta ao lado , deduzi que era minha , á abri , fiz minha higiene matinal e prendi os cabelos em um rabo de cavalo. Sai do quarto cautelosamente e logo algo se chocou contra mim. Mindy ?

— Bom dia amiga – Ela sorriu feliz e eu retribui o sorriso –

— Qual o motivo de tanta felicidade ?

— O Christian , ele disse que vai realmente conversar com meus pais.

— Estou feliz por você , ele é uma ótima pessoa.

— Eu sei , ele foi tão carinhoso comigo – Falou corando –

— Vocês ... – corei ao perguntar e ela gargalhou –

— Não – Fez um bico e eu ri – mas fizemos algumas coisas , ele foi definitivamente muito carinhoso.

— Estou feliz por vocês. – Falei e ela me seguiu descendo as escadas –

— E você e Justin ? – A olhei confusa antes de chegarmos na sala –

—Não tem eu e ele.

— Estranho , escutei barulhos estranhos ontem. – Corei e ela gargalhou – Fingirei que não sei de nada.

Chegamos até a cozinha e vi que Christian e Justin conversavam sentados na mesa , Mindy parecia não saber aonde enfiar a cara assim como eu , nos sentamos sentindo os olhos deles sobre nós e continuamos caladas , eu não tinha noção de quem quebraria o gelo , mais eu não seria, assim que Justin acabou de comer ele pegou o celular que estava ao seu lado e pediu licença indo para a sala.

Apesar de querer , não consegui escutar sua conversa e fiquei um tanto decepcionada ,  vi que Christian sussurrou algo para Mindy que sorriu envergonhada para ele e fiquei feliz ao ver os dois juntos por mais que para eles ainda fosse visivelmente estranho assumir aquilo , por mais que fosse para nós.

Escutamos a campainha tocar e vi que Christian levantou-se para atender , assim que ele abriu vi que Justin mudou rapidamente sua postura , Derek , Flynn e Collin entraram , sérios como se fosse uma briga inteira entre homens , eu e Mindy nos olhamos e levantamos rapidamente indo para a sala.

— Derek ? – Perguntei confusa –

— Collin ? – Mindy o olhei como se quisesse mata-lo –

— Flynn ? – Flynn falou dele mesmo e nós o olhamos , não pudemos deixar de gargalhar da idiotice dele –

— Viemos ver como vocês estão – Derek falou vindo em minha direção –

— Estamos bem , agora podem ir embora – Mindy falou , delicada –

— Quanta delicadeza Mindy – Collin a respondeu , perto dela o suficiente para que ela o empurrasse –

— Vocês não vão para o colégio ? – Ele perguntou para ela –

— Não sei , mas ainda esta cedo.

O clima estava visivelmente tenso entre todos ali , Justin assim que desligou o celular pareceu prestar atenção em cada movimento de Derek ao meu lado , Christian parado na porta observava a proximidade de Collin que eu não sabia que poderia ter algo com Mindy.

— Vocês querem tomar café conosco ? – Christian perguntou quebrando o clima tenso –

— Claro. – Flynn respondeu rapidamente sem entender muita coisa –

Collin , christian , Flynn e Mindy foram caminhando para a cozinha , Justin ia logo atrás até perceber que Derek cutucou meu braços pedindo para falar comigo aparentemente em particular , Justin parou esperando por nós.

— Falou com ele ? – Ele murmurou e eu arregalei os olhos –

— Sim , acho melhor esquecermos isso.

— Mas porque ? – Seus olhos tristes me fizeram suspirar e segurar em seu ombro –

— Ele não vai deixar Derek.

— Podemos voltar para a mesa ? – A voz grossa de Justin nos chamou atenção –

— Cla...

— Senhor Bieber – A voz de Derek atrás de mim fez todo meu corpo irrigecer –

—Derek? Certo ?

— Sim , eu queria conversar com o senhor sobre Angel , na verdade pedir permissão para algo. – Justin o olhou com divertimento –
Pode falar.

— Eu queria pedir sua permissão para levar Angel ao cinema...


Notas Finais


Acho que Derek é um pouco louco e não tem noção do perigo kkk.
Bom gente, façam as perguntas que quiserem sobre a fic nos comentarios que responderei todos , estou amando os comentários continuem assim.

Twitter: https://twitter.com/SOULTROUXA
Tumblr: http://helikebieber.tumblr.com/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...