História The Hacker Girl - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Exibições 53
Palavras 1.651
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hey, boa noite! Eu não revisei muito esse capítulo então desde já me desculpem qualquer errinho. Gostaríamos de saber o que estão achando?! xoxo :)

Capítulo 4 - Capítulo III


 

Sem dizer mais muita coisa, Niall saiu disparado dali apenas dizendo que estava atrasado para algo - que ele não disse o que - e falou que no dia seguinte nos falaríamos na escola.

O relógio indicava seis horas da tarde, ou seja, fim de turno. Recolhi minhas coisas que estavam jogadas atrás do balcão e observei Zayn socar sua jaqueta jeans na mochila. Minha atenção é desviada quando meu celular apita, era uma mensagem de Harry. Nada importante, ele só estava me chamando para conversar como fazia sempre que percebia que meu turno na livraria havia acabado. 

Ele insistia sobre a festa de amanhã e começo a digitar furiosa sobre os “n” motivos para eu não querer chegar nem perto de uma. Acabo me distraindo demais, e não noto quando Zayn se aproxima, ele bate duas vezes na tela do meu celular, apertando algumas teclas aleatórias. A mensagem fica bagunçada, então desisto de Harry e viro toda a minha atenção de volta ao moreno.

- Quer comer alguma coisa na praça de alimentação? – pergunta descontraído. – Eu pago!

- Só porque você disse que vai pagar eu aceito – brinco. Ele solta uma risada e abaixa a cabeça, passando um dedo pelos lábios.

- Então vamos. Por favor, primeiro as damas – deu um passo até a porta e a abriu, me permitindo passagem. – O que gostaria de comer? – dei de ombros – O que acha de dividirmos uma pizza?

- Por mim tudo bem - Zayn pediu para que eu escolhesse uma mesa enquanto o mesmo ficaria na fila para fazer a compra.

O local estava cheio, mas felizmente, encontrei uma mesa com dois lugares em um canto. Não demorou mais do que cinco minutos até que o visse se aproximar com uma bandeja com a pizza e dois copos exagerados de refrigerante. Mas devo admitir, eu comia apenas uma barra de chocolate ou biscoito na ida da escola à livraria, então ao fim de todo turno eu estava tão faminta que poderia comer dois desses lanches.

Fez-se um silêncio desconfortável e só o que se ouvia em nossa mesa era o bater dos talheres no prato. Ouço o som de notificação do meu celular e quase que em um desespero o pego nas mãos. Era Harry novamente, ele agora havia mandado um emoji de carinha furiosa junto de uma mensagem reclamando sobre eu ter o deixado sem resposta.

Geralmente as minhas brigas com Harry se resumiam a isso; só pelo fato de um deixar o outro falando sozinho nas conversas pelo celular. Não me lembro de antes já ter brigado com ele tão sério como hoje, e talvez eu tenha sido meio cabeça dura ao colocar um pouco da culpa em cima dele quando o mesmo não havia feito nada.

Sorri enquanto digitava uma resposta.

- Quem é, seu namorado? – Zayn disparou. Que inconveniência.

- O que? – me engasguei com um pedaço da pizza – Não... Claro que não – me enrolei um pouco para falar e peguei o copo de refrigerante para fazer o pedaço descer. 

- Você está bem? – perguntou enquanto ria um pouco.

- Estou – respirei fundo – Foi só uma pergunta que me pegou de surpresa.

- Só estava tentando saber mais sobre você. Sabe, eu ainda não te conheço direito.

- Isso porque você me conhece há dois dias – falei como se fosse óbvio porque isso é óbvio.

- Ok, então me fala sobre você – ele cruzou os braços e se recostou na cadeira.

- Eu não tenho nada para falar, sou uma pessoa pouco interessante – tentei cortar um pedaço da pizza, mas eu estava mais enrolada que o normal com ele me encarando daquele jeito.

- É claro que tem, você é mais interessante do que pensa ser, por exemplo, por que usa essas lentes coloridas? Ou, qual seu livro favorito? Qual lugar do mundo você sonha em visitar? Qual...

- Sim, já entendi, Zayn – dei um sorriso fraco.

- Não, me deixa terminar de falar – ele levantou um dedo – Qual faculdade pretende cursar? – arqueou uma sobrancelha.

- Medicina, talvez – encolhi os ombros e torci a boca. – E você?

- Jornalismo – falou determinado – Na verdade, eu já curso jornalismo há um ano e meio – ele parecia orgulhoso ao dizer isso.

- Uau! Um universitário.  – Depois disso parece que a conversa fluiu tão naturalmente que eu perdi noção do tempo.

+++

- Como vai para a casa? – Zayn perguntou, e começou a buscar algo dentro de sua mochila.

- Ônibus – respondi meio triste. Era um horário ruim, provavelmente eu teria que ir em pé até em casa.

- Quer uma carona? Posso te levar até sua casa – disse enquanto girava a chave no seu dedo indicador.

- Não quero incomodar.

- Se fosse um incômodo eu não teria te oferecido a carona. – Por fim resolvi aceitar sua gentileza. Não preciso dar muitos detalhes do percurso, porque fiquei calada durante o caminho inteiro, apenas abri a boca nos momentos em que ele me perguntava por onde seguir.

- Então, está entregue, milady – ele disse de forma divertida assim que paramos em frente à minha casa.

- Muito obrigada, Zayn – sorri verdadeiramente e encarei meus tênis – Então, até segunda, boa noite – coloquei minha mão na trava do cinto de segurança para soltá-lo. No instante que eu realizava essa ação, senti sua mão puxar minha nuca e Zayn depositar um beijo em minha bochecha.

- Boa noite, Venus – e sorriu com uma normalidade invejável. Por que ele faz essas coisas?

  Balanço a cabeça de leve, tentando ignorar o ato de Zayn.

- Boa noite para você também, obrigada mais uma vez... - resmungo, um pouco perdida e corro para dentro de casa, deixando de lado os chamados de minha mãe na sala e entro no meu quarto jogando-me na cama.

+++

 Acordo naquela manhã com meu celular vibrando loucamente debaixo do meu travesseiro, e ao pegá-lo para ver do que se tratava vi que tinham mais de cinquenta mensagens de Harry. Eu estava completamente ferrada.

Após lanchar com Zayn eu havia totalmente me esquecido de que eu e Harry iríamos nos ver, como toda sexta-feira.

 Eu era definitivamente uma pessoa morta!

Não me dei o trabalho de ler as mensagens uma por uma, a última enviada foi o suficiente para que eu soubesse que agora ele estaria me esperando na sorveteria próxima da minha casa, e caso eu não aparecesse novamente, ele me mataria de verdade.

Corro até o banheiro tomando um banho que não durou mais do que dez minutos e peguei qualquer peça de roupa no armário, vestindo-a depressa e por último calcei meus tênis e fui correndo até a sorveteria em um tempo que - para mim - era recorde.

Ao chegar no pequeno estabelecimento avisto um Harry com a maior cara de bunda do universo sentado em uma das mesas de metal do lado de fora enquanto intercalava seu olhar entre o celular e seus pés.

Ando até lá e me sento de frente para ele, fazendo-o rapidamente levantar o olhar e me lançar uma encarada mortal.

- Oi, Harry... - dou um sorriso de lado e ele dá um soco de leve na mesa.

- Oi? Você só vai me dizer oi? - ele diz alterado - Venus, ontem foi a primeira vez em dois anos que você não apareceu para me encontrar na sexta-feira. E olha que você já foi até com diarreia me ver! - Ele briga comigo e eu não sei se rio ou me sinto culpada, talvez um pouco dos dois.

- Harry, se acalma porra! - digo o empurrando na cadeira para que ele voltasse a se sentar e o mesmo respira fundo, empurrando os cabelos para trás. - Está mais calmo? - pergunto e ele assente. - Muito bem, agora sim nós podemos conversar, primeiramente me desculpe, eu totalmente esqueci que dia era ontem. - encolho os ombros.

- Tem noção de como eu fiquei preocupado, Venus? Pare para pensar que você nunca deixou de vir não importando a situação, não importando mesmo! E do nada você simplesmente para de responder minhas mensagens e não aparece. Eu pensei que algo de muito ruim tivesse acontecido, por favor nunca mais faça isso. - Ele fala de forma embaralhada e confusa, o que demonstrava que de fato ele havia ficado preocupado comigo e isso faz eu me sentir extremamente culpada.

- Mil perdões mesmo! - peço - Ontem depois de sair da livraria eu fui jantar com meu colega de trabalho e acabamos voltando bem tarde... - eu explicava mas Harry me interrompe com um grito.

- ESPERA AÍ, DEIXA EU VER SE EU ENTENDI... Por acaso você está me trocando pelo seu colega de trabalho? - Pergunta indignado e eu reviro os olhos.

- Não seja ridículo Harry, ele apenas disse que pagaria um lanche para mim e eu aceitei, afinal você sabe que eu não recuso comida de graça - explico e ele me encara, interessado - E antes que você reclame que eu voltei muito tarde ele me deu carona.

- COMO É QUE É? - ele grita novamente e eu tampo meus ouvidos.

- HARRY STYLES! - o repreendo - Pare de ser bicha escandalosa, pelo amor de Deus.

- Venus, você arrumou um cara que não é o Niall e não me contou, eu pensei que éramos amigos! - Ele se fazia de ofendido e eu bufei.

- Zayn é só um colega de trabalho... - antes que eu concluísse ele me interrompe de novo.

- Então seu novo boy se chama Zayn!? - Ele arregala os olhos - Depois quero conhecer esse tal de Zayn por quem você está tão apaixonada ao ponto de esquecer de um melhor amigo tão maravilhoso quanto eu. - Eu já estava pronta para corrigi-lo novamente mas ele se aproxima de meu ouvido e sussurra:

- Não olha agora, mas... Mentira, olha sim, acho que seu loiro falsificado está vindo em nossa direção.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...