História The half of the story - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Drama, Romance
Exibições 9
Palavras 745
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Primeiro pov do Ricky! Tentei expressar o sentimentos dele. Espero que vcs gostem!!
BOA LEITURA!📖😘

Capítulo 5 - Chapter four



Ricky POV: 


Eu não acredito! Ela estava ali de novo e bem na minha frente! Nos éramos amigos antes do acidente eu sempre fui apaixonado por ela. Quando ela foi embora para Londres, foi como se ela tivesse levado o meu coração junto com ela! Eu nunca sofri tanto daquele jeito. Depois daquele dia, eu jurei que nunca mais iria me apaixonar, dali em diante foi ao festa e bebida, dormia com uma garota por noite, mas não conseguia tirar ela da minha mente. Ela nunca gostou de mim mais que um amigo, então comecei a malhar e me cuidar melhor. Agora, qualquer garota, da minha escola ou não, adoraria ficar comigo, mas a única garota que eu quero ficar, não quer nada comigo.


- Ricky- ela falou alegre me tirando do meu pequeno transe.


- Emily- Eu falei indo abraçá-la.


- Você conhece ele filha? - a mãe dela, Sarah, perguntou 


- Claro que eu conheço!- ela falou e abri o maior sorriso.
Por um momento eu pensei que ela tivesse lembrado de mim q antes do acidente.


- Eu conheci ele no avião, vindo para cá - ela falou. Meu sorriso desapareceu.


- Fico feliz que vocês já são amigos- minha mãe disse.


Quando Emily estava no hospital, o médico disse que a batida havia sido tão forte, que ela perdeu parte da memória, e infelizmente, eu estava em todos os esses momentos .


- Cheguei- meu irmão, Luke, anunciou, ele disse que precisa anunciar porque não quer ver ninguém se pegando.


- Luke?- Emily fala. O que? Tá brincando?


- Emily!- ele falou indo abraçá-la. Ela lembra até dele e não lembra de mim!


- Vocês se conhecem?- perguntei


-Claro que conheço! Ele era o meu melhor amigo quando eu morava aqui, antes de me mudar- PUTA QUE PARIL


- Ah- falei, tentando não transparecer a minha raiva.


Depois disso, todos os adultos foram para a cozinha deixando eu , Emily e Luke na sala de estar.
Os dois começaram a conversar de um assunto que não quis participar. Mas prestava atenção em cada movimento que ela fazia, às vezes, ela olhava para mim para ver se eu olhava para ela , e eu sempre olhava. Depois, ela sorria. Deus! Como eu amo esse sorriso! Definitivamente essa é a melhor parte do seu corpo, mesmo eu  não tendo visto o resto. Ainda.


-Você vai ficar na cidade quanto tempo- perguntei, sem dar importância ao que o Luke falava.


- Vou ficar aqui até eu terminar o colegial. E depois quero entrar numa boa faculdade de medicina- Medicina. Ela ama medicina desde pequena. Quando eu me machucava , era ela que cuidava de mim. Eu lembro que um dia, eu me machuquei de propósito, três vezes no dia só para vê-la.


- O jantar está na mesa- minha mãe avisa.

 No jantar inteiro nós três ficamos em silêncio apenas ouvindo os adultos falarem de polícia e esportes.
Depois do jantar , tinha de sobremesa sorvete de chocolate. Emily ama sorvete de chocolate. Sinto falta de estar sempre ao seu lado e a apoiar de tudo.
Depois do jantar os adultos foram assistir o jogo e o Luke foi atender um telefonema de uma garota. Típico do Luke. Ficando só eu e ela . Se fosse qualquer outra garota eu já teria a convidado para sair faz tempo. Mas não é outra garota. É a Emily. E estava na hora. Eu ia convidá-la para sair. Mas na hora...


- Você assistiu a maratona de The Walking Dead ontem à noite?- ela começou a falar de quando ama a série, e eu não me conformava que eu simplesmente travei. Como assim travei? Eu nunca travo! Muito menos por causa de uma garota! 


- Acho melhor irmos querida, está ficando tarde- a mãe dela aparece e depois sai.


- Bom eu já vou indo- ela diz. Mas tinha uma coisa que eu precisava pedir.

- Me passa o seu número?-ela assente e pega um pedaço de uma folha de papel e escreve o seu número


-Tá aí , espero te ver mais vezes- falou me abraçando.


- Eu também espero, Em-ela me deu um beijo! Na bochecha.
- Tchau - falei fechando a porta.


Subi correndo para o meu quarto. Tirei a minha camisa e deitei na cama imaginando como seria se eu beijasse aqueles lábios doces e macios. O que eu tô fazendo? Nem eu tô me reconhecendo mais!

O que essa garota fez comigo?
 


Notas Finais


Espero que vcs tenham gostado!!😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...