História The hands of an angel... - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Junghan "Jeonghan", Seungcheol "S.Coups"
Tags Amizade, Hansol Vernon, Jeongcheol, Jeonghan, Jihan, Jisol, Jisoo, Lemon, Romance, Scoups, Seventeen, Traição, Yaoi
Exibições 136
Palavras 1.552
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OIN GENTE, MAIS UM CAP.
ESPERO QUE GOSTEM
XOXO, SARANGHAE <3

Capítulo 4 - So simple and so sexy


Fanfic / Fanfiction The hands of an angel... - Capítulo 4 - So simple and so sexy

POV.COUPS

– Então.... – Disse tentando quebrar o silêncio que reinava naquele ambiente.

– Coups! – Ele disse e eu o olhei, ele me olhou nos olhos – O que achou do quarto?!

– Olhei o quarto ao meu redor, sorri – Está bem melhor que antes.. – Quando voltei meu olhar ao Yoon, ele estava bem próximo a mim, nossas bocas tinham poucos centímetros de distância, fiquei olhando seus olhos, vi ele olhar pra minha boca, puis minha mão direita de leve sobre sua cintura, ele olhou em meus olhos, me aproximei mais esperando algum sinal para que eu pudesse o beijar, ele fechou os olhos lentamente, e aquilo foi a permissão, olhei sua boca e me aproximei quebrando o espaço que havia entre nossas bocas e colando nossos lábios em um selinho demorado, logo depois pedi espaço com a linguá, ele logo cedeu, comecei com um beijo calmo, senti Jeonghan passar as mãos sobre minha nuca e logo agarrar meus cabelos, ele aprofundou o beijo puxando um pouco meus cabelos, logo segurei com as duas mãos em sua cintura e aprofundei o beijo explorando cada centímetro de sua boca, puis minha mão esquerda por dentro de sua camisa alisando suas costas, ele mordeu meu lábio soltando um suspiro e se arrepiando, desci minhas duas mãos até suas coxas e puxei as mesmas pondo suas pernas entrelaçadas com minha cintura, o encostei na parede e comecei a beijar de leve seu pescoço, ele continuava com os olhos fechados e agora arranhava minha nuca, dei um leve chupão em seu pescoço, vi ele ficar com a aparência preocupada, o olhei – Relaxa... Não deixei marca... – Após essas palavras ele me beijou de novo, mordi seu lábio e apertei suas coxas, sabe o interessante disso tudo?! Ele nunca deixou que o Jisoo encostasse em seu corpo, mas comigo, ele não se importava, apenas deixava... Isso significa o que exatamente?!...... Voltei a beijar seu pescoço e mordi de leve o lóbulo de sua orelha, olhei e a porta ainda estava caída, parei de o beijar e o puis de leve no chão finalizando com um selinho – Podem nos ver... – Sussurrei e ele concordou um pouco corado, sorri, o dei outro selinho só que mais demorado, fui até a porta e nós dois começamos a arrumar a mesma, depois que acabamos nos sentamos na cama olhando pro nada, olhei pro Yoon e ele me encarou.

– O que fizemos não foi certo... – Ele sussurrou e olhou pra porta, como que não foi certo?! Porque não foi certo?! Eram tantas perguntas que eu queria fazer a ele, mas tudo que eu consegui responder foi um "Eu sei" e depois disso o silêncio reinou, eu sabia?! Realmente sabia?! Que era errado?! Ou certo?! Tudo que eu queria parecia estar naquele "beijo"  que rolou a alguns minutos antes, mas eu não sabia se era o certo ou o errado.... Droga... Eu queria saber... Realmente queria... Sou tirado dos meus pensamentos com um.. – Mas se não é certo... Porque eu quero mais?! – Sussurrou Yoon, o olhei e ele me encarou corado.

– Eu não sei... – Sussurrei, e novamente o silêncio reinou aquele quarto.

~Algumas horas depois

– Então amor? O que fez de bom enquanto estava no quarto do Coups? – Disse o Jisoo sendo todo meloso e grudento com o Jeonghan.

– Ah..... Nada de interessante... – Disse o Jeonghan, nada de interessante?! Nada de interessante! Como ele tem coragem de dizer isso enquanto eu ainda estou aqui?! Os dois começam a se beijar, desvio o olhar do meu livro e os olho, Jeonghan... Você é feliz com ele não é?! Meus olhos lacrimejam, e do nada Jeonghan abre os olhos e me encara, o encaro de volta, fecho meu livro, suspiro, eu tenho a impressão de ver uma lágrimas escorrer de um de seus olhos, mas deve ser coisa da minha cabeça, me levanto.

– Aqui é uma biblioteca, não um motel! – Disse e sai dali sem deixar que eles falassem algo, eu não iria ficar ali, aguentando aquilo, aquilo me machucava, subo no telhado do colégio, fico debaixo de uma sombra que uma arvore bem grande deixava ali, abro meu livro e vou voltar a minha leitura, quando eu ouço algo tropicar, tiro os olhos do meu livro, tiro um lado do meu fone e olho em volta, de longe vejo Jeonghan quase caindo do telhado só de apoiando em um ferro, suspiro, fecho o livro o pondo do meu lado, me levanto e vou até ele, o encaro – Que faz aqui?! – Disse o encarando.

– Eu..... Vim... Te ver... – Ele sussurra com dificuldade por estar segurando no ferro, suspiro, o estendo a mão, ele segura forte na mesma e eu o puxo um pouco fazendo seu rosto ficar no rumo do meu, olho em seus olhos por alguns segundos, logo ponho minhas mãos em sua cintura.

– Segura no meu pescoço! – Sussurrei e ele o fez, o puxei por completo o colando no meu corpo – Pronto... – Sussurrei e ele continuou abraçando meu pescoço com seus braços, olhei em seus olhos – Se seu namorado souber que você estava atrás de mim ele vai ficar zangado... – Sussurrei pra ele, ele se aproximou um pouco e olhou pra minha boca.

– Eu não me importo... – Ele sussurrou, suspirei e o puis de leve no telhado.

– Eu sei bem disso... – Sai andando pelo telhado, como já estava acostumado, eu andava numa boa no telhado, mas Jeonghan não andava muito bem e saia tropicando em tudo.

– Espera... – Ele tropica – Coups... Espera... – Levanta e vem atrás de mim – O que quis dizer com isso.... – Ele cai de novo – Ai... – Ouço um resmungo vindo dele, olho pra trás e o vejo segurando seu pé, vou até ele devagar, me agacho perto dele.

– Machucou?! – Ele mexe a cabeça positivamente – Aonde?! – Ele aponta pro pé, olho seu pé e pego o pé de leve – Só foi uma torção, é só ir na enfermaria e passar um gel... – O olhei e ele estava com lágrimas descendo – Está doendo muito?!

– S-Sim... – Ele sussurrou gaguejando e soluçando.

– Vem... – Puis um dos meus braços sobre suas costas e o outro na parte de trás de seus joelhos, ele apoiou um dos braços sobre minha nuca, me levantei com ele no colo, o levei até a beirada do telhado, o puis sentado na mesma, desci e o estendi os braços – Você tem que pular daí! – Disse e ele olhou a altura.

– É muito alto! – Ele disse, o encarei.

– Jeonghan! Confie em mim! Não vou te deixar cair! – Ele me olhou e logo olhou a altura – Jeonghan! Não olhe a altura.... Olhe pra mim! Confie em mim! Jamais te deixarei cair e se machucar! – Ele fechou os olhos com força, estendeu os braços e se jogou pra mim, quando ele estava perto segurei sua cintura e ele abriu os olhos logo sorrindo, o desci de leve até o chão e suas mãos firmavam em meus ombros, quando o pé dele tocou o chão nós ficamos nos encarando por alguns segundos, quando do nada ele sorriu novamente – Pelo visto a dor do pé já passou... – Sussurrei o olhando – Porque tanta alegria? – Disse o olhando nos olhos, ele logo corou... Como podia ser tão lindo?!

– Eu só.... Você..... 

– Eu?! 

– Você não me deixou cair... – Ele disse olhando no fundo da minha alma.

– Jamais deixaria... – Sussurrei, ele alisou meu rosto de leve.

– Eu quero muito te beijar agora... – Ele sussurrou pra mim, droga... Porque tão lindo?! Porque tão fofo?! Porque ele mexe tanto comigo?! 

– Então beija... – Sussurrei de volta, ele se aproximou de mim e alisou meu rosto, nessas horas eu agradeço por estarmos atrás da escola.... Olhei pra sua boca e logo depois em seus olhos, o senti segurar forte em minha nuca e me puxar pra ele colando nossos lábios, o empurrei o encostando na parede e segurei firme em sua cintura, senti ele arranhar meu pescoço, ele desce as mãos sobre meu corpo, logo pondo a mão por dentro de minha camisa e arranhando minhas costas, mordo seu lábio e começo a descer os beijos pelo pescoço, senti ele descer umas das mãos até meu membro e o apertar, soltei um gemido baixo, mordi o pescoço dele com força e o vi se arrepiar, droga... Isso estava indo longe demais... Puis meus braços um de cada lado de sua cabeça me apoiando na parede e o encarei – Não faça isso... Você não tem noção do que eu sou capaz... – Sussurrei, ele mordeu seu lábio inferior me encarando, encarei sua boca.

– Me mostra do que você é capaz... – Sussurrou no meu ouvido me fazendo arrepiar, mordi meu lábio forte que até um pouco de sangue saiu, quando ele me olhou eu estava delirando em minha mente, como consegue ser tão fofo e tão sexy ao mesmo tempo?! 

– Jeonghan?! – Ouço uma voz conhecida se aproximar, me distancio de Jeonghan e quando olho pro lado vejo Jisoo virar e quando nos vê faz uma cara de confuso.

– Ele torceu o pé e eu o ajudei a descer do telhado... – Disse e Jeonghan apenas concordou.

– Ai meu deus, vem amor, vamos pra enfermaria... – Jisoo disse pondo um dos braços de Jeonghan sobre seu pescoço e o ajudando a andar, antes de virar Jeonghan olha por cima do ombro e sorri pra mim, logo ele some das minhas vistas, droga.... Porque ele é tão... Tão... Tão ele.....?! Ele é tão adorável mas tão perigoso....



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...