História The Hell Circus - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bendy and the Ink Machine
Personagens Bendy, Boris the wolf, Personagens Originais
Tags Batim, Ozzy X Bendy, Yaoi
Exibições 15
Palavras 1.913
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Kodomo, Terror e Horror, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Fazia tempo que queria escrever uma fic de BATIM espero que gostem e mergulhem na história bjibhos

Capítulo 1 - Capitulo um - enfrentado o chefe


Capitulo um - enfrentando o chefe

    La estava eu fugindo de todas aquelas pessoas com lanças fogo è até mesmo algumas armas eu não tinha nenhuma escolha a não ser sumir daquele lugar e foi oque fiz eu corri e corri até ter certeza de que estava longe da civilização ou como costumava chamar o inferno da terra...fui parar na floresta um lugar muito afastado e foi uma boa escolha afinal aqueles malditos camponeses eram covardes de mais para vir a um lugar tão afastado.

    Acreditava que estava seguro ali mas não por muito tempo, estava confiante de que permaneceria ali o quanto meu corpo aguenta-se, sim era um objetivo perigoso mas eu preferia apodrecer no inferno da natureza do que ser morto por pessoas ignorantes como as que aturei a vida inteira...

    Durei pelo menos 30 dias naquele lugar vagando por aquele infinito de verde, eu jà estava no meu limite comecei a pensar que ter deixado me matarem fosse melhor...mas não tinha volta eu morreria naquele inferno verde querendo ou não, bem pelo menos foi oque achei naquele momento, nunca pensei que teria salvação ali.

    Mas eu tive...naquele fim de tarde eu escutei o som da minha salvação, um trem um enorme trem se aproximou de mim aquela locomotiva passou por mim em alta velocidade, mas mesmo assim pude ver vagoes abertos não pensei duas vezes em entrar naquilo.

    Juntei todas as minhas forças que restavam e corri atrás daquilo jogando-me dentro da enorme locomotiva, acabei por cair de cara no chão, tentei levantar mas alguém me levantou,  um homem não muito alto loiro olhos em um azul profundo intimidador, ele me olhou com odio assim que me vio certamente que me jogaria para fora da locomotiva e seria meu fim, porem um homem talvez mais velho o impedio de fazer qualquer dano a mim.

- Donaud solte ele - o homem cujo estava me segurando soltou um grunido irritado exitando em me soltar - Ponha o garoto no chão! Veja as roupas dele certamente não è alguém ruim

- Arg...tanto faz - resmungou cruzando os braços se afastando de nós -

- He não repare no donaud ele è meio irritado sabe - soltou uma leve gargalhada logo me olhando de cima a baixo - aham...meu nome è Goofy prazer-  esticou a mão em um ato educado estiquei a minha devolvendo o gesto- 

- Sou Bendy e o prazer è todo meu - sorri de leve para o maior que devolveu o sorriso -

- Bem Bendy...eu sei que nem te conheço mas...oque trás alguém como você a um lugar como este? - me encarou arqueando a sobrancelha

- Ah bem...longa historia senhor Goofy - disse meio constrangido escondendo as mãos detrás das costas-

- Ah meu amigo um pouco de historia nunca è demais, vamos la pode contar - sorrio sentando em uma cadeira velha a espera que eu comessase

- ah...tu-tudo bem...ahan...tudo começou quando...- inicie a contar a historia da minha vida miserável com muito medo da rejeição contei tudo tremendo a besa e ao final mostrei minha calda-  sim eu sou metade demonio - disse cabisbaixo esperando a rejeição- 

- Puxa...- Goofy se impressionou-  isso que è historia garoto! - o mais velho bateu em minhas costas - olha Bendy você não precisa se preocupar com nada disso aqui ok? Todos dentro desse trem tem algo a mais assim como você! - sorrio forte - a unica rejeição que precisa ter medo aqui è a do chefe mas não se preocupe com toda certeza ele te aceita-  sorrio-  sinta-se em casa -

- me-mesmo? - perguntei sentindo algo estranho em meu peito seria aquilo gratidão?

- Mas è claro garoto! - Goofy abriu um enorme sorrido para mim naquele momento eu tive certeza de que estava em casa mesmo não tendo nem ideia de onde estava -

- Obrigada senhor Goofy-  segurei a emoção de querer gritar no momento -

- he calminha garoto apenas depois dos testes você podera me agradecer-  disse pondo a mão no bolso -

- testes? - perguntei confuso-

- è você precisa passar neles pra ficar aqui e para chegar no chefe mas não se preocupe acredito que vai conseguir-  apertou meu ombro-  mas agora...esta com fome?

- SIM - sem perceber gritei e senti um leve rubor nas maças do rosto - ops...digo sim...

- Ahya! Certo venha comigo-  Goofy me deu comida e água Goofy me disse algumas coisas sobre o Chefe mas achou melhor explicar tudo pela manhã -

----Avanço Temporal----

     Pela manhã Goofy me acordou percebi que o trem estava parado desci do mesmo e descobri aonde estava...em um circu...no momento em que li a placa não tive duvida de que era o destino, por um tempo encarei aquilo e me joguei em meus devaneios

   Mas logo fui tirados dos mesmos por Goofy que me cutucou me chamando para iniciar os testes eu não tinha ideia do que seria aquilo mas logo descobriria em um dos piores modos.

    Durante toda a tarde limpei fezes de animais cuidei para que ninguém entrasse sem pagar alimentei animais e ajudei em mais varias coisas, no fim da tarde enconstei-me em um poste com a respiração ofegante eu realmente estava exausto.

    Mas algo tirou minha atenção, um homem alto forte longos cabelos negros olhos em um azul muito chamativo, ele tinha algumas olheiras abaixo de seus olhos mas não tirava seu charme, o mesmo estava ajudando um garoto baixo também de cabelos escuros e olhos negros a subir em um cavalo mais alto que ele.

    Fiquei os encarando por um tempo algo naquele homem alto chamou minha intensão eu não sabia oque era, mas não estava afim de descobrir, o garoto mais baixo saio com o cavalo e o Homem que o ajudou foi logo atrás com as mãos nos bolsos percebi algumas crianças indo atrás deles duas delas chamaram minha atenção estavam meio fracas e andavam devagar  o Homem alto voltou e as pegou no colo pondo a mão em suas testas meio preocupado, não pensei duas vezes em conferir afinal eu fiz faculdade de doutorado não cheguei até o fim mas fiz, fui até eles

- eu posso dar uma olhada? - perguntei ao homem que afirmou me aproximei delas e comecei a ver seus sinais vitais de imediato deduzi oque era mas não pude falar muita coisa pois os chamaram e me deixaram la sozinho sem muito oque fazer voltei a me encostar no poste e mais uma vez cai em meus devaneios que foram interrompidos pela voz de Goofy

- Hey Bendy esta na hora de você ver o chefe vamos? - perguntou meio apresado -

- sim claro-  segui o mesmo e andamos por varios vagões passando por varios tipos de pessoas diferentes no caminho Goofy começou a falar

- olha tem algumas coisas a exclarecer, primeiro não fale muito preste atenção no que ele falar não o responda de modo Rude não comente no circo laugim em nenhum momento ele odeia eles - Goofy chegou em um vagão e parou - alguma pergunta?

- sim...ahn...quem è aquele homem alto com cabelo comprido e o outro menor? - perguntei com um pouco de ansiedade- 

- Aqueles são. Oswald e Mickey os irmãos Mause...- disse calmo mas do nada se deseperou - pelo amor de Deus você não pode se aproximar demais deles Mickey è o chodo do chefe e Oswald è o namorado de Ortensia a filha do chefe! Ela odeia que cheguem perto dele alias eles são a atração principal!

- ah...certo - fiquei meio sem muito oque falar pois Goofy me empurou pra dentro do vagão

- boa sorte Bendy! - Disse Goofy fechando a porta passei por um talvez guarda que liberou minha passagem e me levou até o tão conhecido chefe assim que cheguei la ele estava de costas jogando algo com outros homens tudo que pude ver è que ele era bem 'grande' e tinha o cabelo em um preto forte -

- Chefe esse aqui è o novato - o possível guarda me empurrou para frente- 

- O-ola eu sou Bendy-  disse meio trémulo- 

- han...Entao você è o tal novato ham...- disse provavelmente debochando-  agora me diga porque alguém como você passaria o dia limpando merda de cavalo em? Olha Bendy me de apenas um motivo-  disse grosso e rude

- eu não tenho pra onde ir senhor-  disse um pouco mais nervoso -

- ahn...sei...esta me dizendo que alguém da sua classe não tem pra onde ir? Haha que desculpa mais ridicula - virou para mim me encarando com desgosto-  vamos la quale o verdadeiro motivo?

- não existe outro motivo esse è o verdadeiro eu fui rejeitado por uma sociedade inteira! - levantei um pouco a voz ele não ficou muito contente com esse ato -

- Olha aqui garoto, não gosto nada disso! Porque iriam te rejeitar oque foi que você fez?

- Nasci! - disse elevando a voz outra vvez mas desta vez chamei sua atenção-  veja - mostrei minha calda-  eu sou meio demónio

- e...? - não se iinteressou muito - pelo menos alguma vez esteve em um circu?

- Ja no Circu Laugim-  ele fechou a cara esqueci que ele odeia aquele circu-  ma-mas foi horrível! -

- olha aqui garoto...você entra no meu trem sem mais nem menos come a minha comida que era pra ser de pessoas que trabalham aqui a muito tempo e ainda tem coragem de pedir emprego? Tirem ele daqui! - o homem me pegou pelo braço e começou a me puchar-

- espere!! - tentei achar uma desculpa desente - arg...tudo bem pode me expulsar mas saiba que aquelas crianças não vão durar mais que 4 semanas se não forem tratadas! - Ele fez sinal para que parasem - aposto que os Laugim não tem um meio demonio

-...- ele parou por um segundo e logo depois levantou da cadeira indo até mim - como sabe das crianças?

- fiz faculdade de doutorado-  disse arqueando os ombros -

- Como è? - se impressionou um pouco- bem garoto...repensei um pouco e acho que...você pode ficar

- Serio?? - me animei um pouco

- mas è claro!! - sorrio - amanhã você ja começa garoto! E espero que esteja preparado!e a propósito eu sou o Bafo  - me empurrou-  bem Ruan o leve para seu aposento

- Claro chefe - o homem fez sinal para que o seguisse ele me levou por varios lugares passamos por cavalos e chegámos em um quartinho aonde havia um homem alto com o cabelo raspado do lado jogado na frente de seu rosto loiro escuro de olhos laranjas quase vermelhos aquilo era diferente com ele havia um coelinho adormecido-  Cup você tem companhia, seria bom se desse sua cama a ele - disse meio ironico e fechou a porta- 

- Nem fodendo que te dou minha cama - disse meio irritado

- ahm...tudo bem - deitei em um canto que havia ali não era tão duro pois era um colchão-  ola eu sou Bendy, Bendy Machine e você?

- Sou Cuphead e ve se não enche muito meu saco ta oh nanico- 

- Nanico? - aquilo não foi nem um pouco legal quale o problema com meu tamanho? - você não è nada educado sabia

- Sabia e foda-se você è nanico aceita-  resmungo se virando e apagando a luz -

- uff...- deitei também e me acomodei adormecendo

    Não era as mil maravilhas mas já era um começo, pra mim aquilo não era nada ruim pelo menos podia dizer que estava em casa...

---CONTINUA---


Notas Finais


Ate a próxima bjs e eu acho que ficou curto


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...