História The Heroes - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 4
Palavras 659
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Ficção Científica, Romance e Novela, Super Power
Avisos: Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi gente, desculpe pela demora! Vamos interagir com os vilões para entendermos suas histórias, de como se tornaram "vilões"!

Capítulo 11 - O medo dos humanos nos fortalecem!


Mara~on~                  (Base da Patrulha do Crime)           19/04/2010

Hoje entendo todos os motivos de estar aqui, um deles: poder fazer o que quiser, outro: não precisar esconder seus poderes à ninguém. Até hoje não entendo para que lutar pelo bem, para algumas pessoas que acham está fazendo o bem, porém a maioria das vezes estão enganados, por exemplo: se uma mãe onça matar um veado para dar aos seus filhotes o que comer, para o veado está fazendo o mal, porém ela está fazendo o certo, esta fazendo o bem, não deixou que seus filhotes passassem fome.

Nesta manhã amanhecemos mais raivosos,  Sanders reabriu sua empresa, agora tem mais super humanos, ele teme a nós, a mim e meu irmão, ele sabe, que qualquer um de seus alunos não serão mais fortes que nós dois. Éramos seus melhores alunos, destemidos, corajosos e fortes, porém foi tudo uma perda de tempo, Meretrikz nos ofereceu algo melhor: "Liberdade"!

Sabemos agora o que não é se esconder, sabemos o que é ser superiores, vejo agora o medo e pavor nos olhos de cada pessoa, posso me sentir superior,me faz forte, isso me faz ter superioridade, me faz ser uma... Super Humana!

-Irmã vem ver isso, Meretrikz conseguiu invadir algumas câmeras da cidade!-Me chamou Johnny(Johnnatan).

-Mara consegui invadir câmeras, restritas somente a FBI, fica dentro das indústrias Vikre,  e é pra lá que vamos!-Falou Meretrikz apontando o dedo para certo ponto do computador. 

-E se formos pegos?-Veio o garoto do trovão com o seu prato de comida na mão, intrometendo na conversa New York está com mais segurança! 

-Não me diz que está com medo?-Meu irmão sempre sacarstico.

-Cale a sua boca antes que eu jogue uma rajada de trovão em você!- o garotinho ficou bravo.

-Crianças por favor, silêncio!-Exclamou Meretrikz. 

-Cadê o Ouriço e o Metan?-Perguntei. 

-Ainda estão na cama!-Respondeu meu irmão.

-Folgados!-Exclamei.

Mara~off~   

Morfex~on~             19/04/2009 (um ano atrás da data atual de nossa fic)

Aos destroços de uma estrela nasce minha nação, seres feitos de energia cósmica, fui atraído por esse planeta com vida, que os humanos insistiram a tempos atrás à dizer ser o único planeta com vida, mas nunca foi, existem milhares de planetas habitados por seres intergaláticos,  podem pensar que estou louco, mas ao nascer dos destroços de minha mãe, uma estrela, o universo me presenteou com habilidades fantásticas, as informações que precisava já estão em minha mente, vivo a milhares de anos e sei como é vagar pelo espaço a procura de um planeta.

Cheguei a este planeta há tempos atrás, percebi que tudo é diferente, as formas dos seres, a silhueta,  são seres estranhos e horrendos, não são feitos de energia cósmica. Pelo menos encontrei algum ser aparentemente igual a mim: Telepaty, um homem auque decidiu se tornar um habitante da Terra. Os seres deste planeta são chamados de Humanos, eu e meus irmãos somos chamados de Comentrys, os filhos da estrela. Eu e  Telepaty simplesmente queremos o melhor para os humanos: melhores governadores, precisão lutar verdadeiramente por seus direitos, somente isso. Precisão de liderança mais  competente, precisão de justiça , mas os mesmos estão  cegos, não nos querem com governadores. Não entendem que queremos o melhor , nos chamam de aberrações. Por isso, eu e meu amigo decidimos outra coisa, mesmo querendo ou não a nossa liderança, vão ter que nos aceitar, ou por bem, ou por mal!

Morfex~off~

Rodrigo Wan (Gosmento)~on~                19/04/2010              (esgoto)

Vago pelo esgoto, não hhá mais coisas que possa fazer, minha própria família me rejeitou, só queria que soubessem que sou eu, sou eu esse ser humano que se tornou um monsto coberto de piche roxo, sou eu esse ser monstruoso, só queria ter uma vida normal, a minha chance de viver é no esgoto, o lugar foi feito pra mim: fedido, horrível, cheiro tóxico e completamente  sujo, aqui é o meu lugar. Minha família?  Os lagartos e ratinhos são meus irmãos, porém até os bichinhos tem medo de mim, talvez tenha nascido pra viver aqui. Talvez eu, Rodrigo Wan, tenha nascido pra ser... um Revoltado!

Rodrigo~off~


Notas Finais


Gente esse foi o pensamento de alguns vilões a respeito de suas vidas. Mas será que esses vilões são "vilões" realmente? Pra saber é só acompanhar! Bye Bye! Amanhã tem mais!♥♥♥♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...