História The Hills - Suga BTS - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Min Suga, Min Yoongi, Suga, Yoongi
Exibições 213
Palavras 1.190
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi gente! Bom, agora eu oficialmente posso dizer que: as coisas realmente vão começar a ficar "pretas".
Tive tempo agora à pouco, e como eu já tinha tudo em mente, fiz o capítulo em meia hora! Agora escreverei um pouco da próxima, que estou pensando em liberar ela dia primeiro de dezembro. O quê acham?
AH, e finalmente estou liberando meu twitter - está nas notas finais - me sigam lá, que posso criar um grupo só das leitoras na dm, me mandem mention dizendo que lêem, e irei ver se crio ou não.

Agora, boa leitura, e sim gente, as coisas vão começar a ficar ruins.

Capítulo 24 - Desespero


            - Tudo indica que o carregamento de Chansung deve estar saindo em poucos minutos. – Jimin disse analisando o computador.

- Certo, nossos homens já estão no local pra atacar. Espero que Chansung esteja preparado, isso é apenas o começo. – digo fechando as mãos em punho.

            Passou-se alguns dias depois daquela ligação que Chansung havia me feito, onde dizia ter descoberto que eu havia uma nova garota em casa. E nos dias que passaram, deixo Yuno praticamente trancada em casa, não a deixava sair para fora, e também não colocar o rosto em lugares visíveis como a janela. Meio psicodélico, eu sei. Mas independentemente dela ser a enteada de seu irmão ou não, eu não devia deixar ele descobrir ela, como descobriu Dayoung. Não quero perder outra pessoa para esse cretino.

                        Começaríamos com um ataque bem simples: roubo de carga. Assim como ele fez conosco alguns dias atrás, e depois fez uma ligação patética. Faríamos o mesmo. E o próximo passo, seria atacar sua casa. Hani descobriu informações valiosas, e Sana também já tinha entrado em ação. Hani descobriu que Chansung tem cofres espalhados pela casa inteira, e coisas de muito valor. A última descoberta, veio de Sana, que descobriu que a empresa de Chansung vão tem ido muito bem por falta de organização. Atacar sua empresa por agora, seria uma ótima tacada, mas queríamos apenas o desnortear atacando sua casa, e saquear todos os cofres que ali dentro havia.

- Estão entrando em ação agora. – Hoseok diz, após ouvir algo na escuta que carrega em seu ouvido.

- Certo, me mantenha informado. Assim que tudo terminar, me avise pra fazer a ligação pra esse filho da puta. – digo, e ele assente.

            Aguardo mais poucos minutos, e logo me vem a resposta que mais esperava.

- Tudo certo, conseguiram roubar as cargas e estão indo para nosso depósito. – Jimin diz, e assinto vitorioso.

- Finalmente começaremos a ver Chansung caindo... – digo, pegando meu celular, e discando o número do desgraçado.

- Tem certeza do número? Esse filho da puta vive trocando. – diz.

- Algum vai ter de funcionar. – digo, já colocando o celular em meu ouvido, o ouvindo chamar.

            Aguardo a chamada, e não demora muito para o desgraçado atender.

- Ora, ora, ora! A que devo sua ligação? – pergunta sarcástico, e volto um riso vitorioso.

- Seus funcionários incompetentes ainda não lhe avisaram do roubo de carga? – vejo um silêncio se predominar por alguns segundos, e solto novamente um riso vitorioso.

- Você não seria capaz! – diz e solto um riso debochado.

- Eu avisei pra você ficar esperto... um jogo não é um jogo com apenas um brincando, não é mesmo? – pergunto.

- Que bom que você voltou a ativa, velho amigo... assim ativa mais minha ânsia de querer te ver morto! – diz e solto um riso.

- Não sou eu quem vai morrer. – digo.

- Não tente a sorte Min Yoongi. – diz me desafiando.

- Não tente você Chansung. Isso foi apenas o começo, e saiba que eu não irei parar. – digo, e desligo o telefone.

                                   [...]

            Chego em casa, e estava tudo um verdadeiro breu. A essas horas Yuno estaria na sala me esperando chegar, e como sempre, me daria um verdadeiro e sincero abraço, por eu ter chegado bem. Mas não foi isso o quê aconteceu.

            Coloco a chave do carro em cima do criado mudo, e subo em direção ao corredor dos quartos. Ouvi um barulho de música vindo do quarto de Yuno, e quando abro a porta do mesmo, encontro Yuno dormindo em uma cama completamente bagunçada, com seu celular tocando uma calma música. Me aproximo dela. Tão serena dormindo. Parecia um anjo. 

            Resolvo pegar seu celular, desligando a música que tocava, e a ajeito melhor em sua cama, calmamente, para ela não acabar despertando. Apenas Yuno para conseguir fazer me importar até com o jeito que ela estava dormindo. Pego um cobertor mais grosso no guarda-roupa, estava um frio desagradável, e não queria a deixar com hipotermia. Concluo meu “trabalho”, e finalizo lhe depositando um beijo na testa. Era linda dormindo... e ficava mais linda ainda calma, do jeito que estava. Longe de todos os problemas que te aflige, longe de todas as preocupações que possa ter. Eu podia à comparar literalmente com um anjo, de tão serena.

                                   [...]

POV Yuno

            Acordei com o sol clareando o quarto onde eu estava. Peguei meu celular na mesa ao lado da cama, e o relógio batia nove e dez da manhã. Eu queria ter esperado Yoongi ontem, mas eu realmente estava precisando de uma boa noite de sono, e acabei dormindo mais cedo que o normal, colocando uma playlist de músicas calmas para tocar. Me lembro de ter dormido com o celular na cama, e hoje ele foi parar na mesa. Yoongi deve ter passado aqui à noite e ter me ajeitado, pois eu estava totalmente diferente de como eu me recordava. Essas simples coisas me deixavam ainda mais balançada por esse garoto.

                        Logo meu celular começou a vibrar, era uma chamada, mas não uma chamada normal, mas sim feita por algum aplicativo de rede social que eu havia no celular. Era de um perfil estranho, mas mesmo assim resolvi atender.

- Alô? – pergunto, e a pessoa da linha ao outro lado, não responde. – Alô? – pergunto novamente, e o silêncio permanece, mas não por muito tempo.

- Y-Y-Yuno? – eu poderia reconhecer essa voz gaguejando de longe, eu não podia acreditar.

- Mãe? – pergunto incrédula. – Como? – pergunto.

- Eu não acredito. Minha filha você está bem? – ela estava chorando, pude notar pelo tom de sua voz.

- Como você me achou? Seja como for, não me procure. – digo, sendo ríspida.

- Leo viajou, e aproveitei que ele estava longe pra poder investigar você com o seu tio, e acabamos descobrindo que está usando essa conta, totalmente diferente da outra. – diz, e reviro os olhos.

- Então era Leo mesmo que estava te impedindo de me procurar? Mas saiba que estou bem Yoona, totalmente bem longe de você. – digo.

- Me diga onde está, eu não agüento mais ficar longe de você. – diz.

- Seis anos da sua vida você ficou longe de mim, não fisicamente, mas emocionalmente. Me deixa em paz! – digo.

- Eu vou te procurar, Leo está em Seul e...

- O quê? – me desespero por um segundo.

- Eu pedi para que ele lhe procurasse, mas sei que não vai fazer isso, mas todos os dias tenho mandado mensagem para ele, então acho que de tanto o encher, ele pode estar te procurando. – não, não, não, não.

- Eu não quero que ninguém me procure, me deixe em paz! – digo gritando.

- Você precisa voltar, por favor minha filha. – suplica.

- Não mande seu marido me procurar, eu tenho nojo de todos vocês. – digo, prendendo o choro, não... ele não podia estar na... – Onde Leo está aqui em Seul?

- Na casa do irmão, Chansung. Não sei se lembra dele, mas ele trabalha com várias pessoas que vão ajudar em sua busca. – diz, e me desespero, tacando meu celular na parede, podendo ouvir o trinco do mesmo.

                        Não, isso não podia estar acontecendo.


Notas Finais


Meu twitter - finalmente -: @gotsuven
SOU MUITO AHGASE SIM!!!!!!!!!!!!!!!!
Já vou avisando, no twitter eu sou totalmente retardada, e não sou nada séria lá, como sou aqui, KDSALDJA. Me mandem uma DM, vamos ser amiguinhas. <3
Até o próximo capítulo, que creio que sairá para quinta-feira. Agora vou escrever mais um pouco de "Story" e estudar. Amo todas!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...