História The Hisho Delakai (Interativa) Volume 1. - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Aventura, Hentai, Interativa, Originais, Romance, Shoujo, Shounen, Yaoi, Yuri
Exibições 16
Palavras 899
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Crossover, Ecchi, Fantasia, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shounen, Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 8 - Caracters (Yui Salazar)


Rua 24, proxima ao Grillpper's Bar.

Era manhã, 09:00 e eu caminhava pela cidade para comprar pães na padaria quando dei de cara com um demônio de duas caudas rosto de porco e crista de galinha na cabeça, mas embora ele não tivesse braços ele tinha espadas no lugar que usou para tentar me atacar, mas defendi com varios movimentos de espada de forma rapida, sendo a minha velocidade mais rapida comparada com aquele demônio que nunca chegaria ao meu estilo de luta, mas durante a luta uma mulher de cabelos escuros e olhos vermelhos com um kimono e leque na mão andou até mim durante a luta e aquele leque na mão dela se transformou em uma garota pequena, mas sem pupilas ou íris nos olhos e tão pouco o resto, em outras palavras a garotinha não tinha olhos exceto fumaça que saia deles. 

— Quem é você? — Perguntei perplexa e confusa, o porco que eu combatia se cansou e no momento de fraqueza dele cortei a barriga dele o transformando em fumaça. A garotinha abriu a boca e uma imensa lingua saiu dela "Esse ataque lembra o de um Akasashi..." a lingua dela voou em minha direção, mas me defendi com minha espada embora a força daquela garota parecesse querer arrebentar minha arma em pedaços.

— Kimy-Chan, mate ela logo! — A mulher de kimono falou e colocou uma mascara de demônio no rosto.

— Ela tem uma força inacreditavel... — A garota colocou as mãos nas linguas e a rasgou dividindo em três pedaços e controlou os pedaços como tentaculos tentando me atacar de toda forma possivel até acertar meu tronco e puxar dele um pouco de carne. "Droga..."
A garotinha riu com um voz dupla e demôniaca e girou a lingua no ar para tentar me atacar em um momento de falta de atenção, mas uma garota de cabelo roxo disparou uma bala na cabeça dela.

— Hehe! Fatality! — A garota de cabelo roxo riu um pouco e balançou as mãos no ar. — Está tudo bem garota? — Disse ela andando até mim e a mulher de kimono tirou outro leque do bolso e tentou invocar algo, mas um garoto pegou o leque da mão dela e a chutou no joelho.

O garoto tinha um cabelo loiro prateado e embora a mulher com kimono tentasse o acertar com algum golpe após ele ter pegado dela o leque ele desviava dos golpes com uma agildade incrível que parecia demôniaca, mas depois de um tempo percebi que aquela não era uma habilidade somente dele e sim uma soma de habilidades "Tem uma terceira pessoa nesse grupo? Onde ela está?" notei um selo nas costas do garoto que se apagou, mas no ultimo momento o garoto deu um chute no rosto da mulher com kimono e se afastou dela saltando a uma grande distancia para atrás dela, foi então que a terceira pessoa surgiu andando pelo local, ela tinha cabelos vermelhos e longos, olhos roxos e um papagaio branco com olhos vermelhos no ombro.

— Zekzékrango Blade! — O papagaio se transformou em uma espada branca e luminosa e a mulher acertou um unico golpe nas costas da mulher com kimono a partindo ao meio e eu olhei para ela admirada com tamanho poder.

— Q-quem é você? — Perguntei ainda vendo uma grande quantidade de sangue sair de mim.

— O nome dela é Koteno, minha tia... Ela é uma velha. — Disse a garota de cabelo roxo e então Koteno a olhou irritada. — Quero dizer... Ela é uma velha conhecida... — A garota tentou corrigir. — O garoto ali atrás é Dio Amazuka, Koteno notou um grande potencial nele e esta o treinando e o meu nome é Butterfly Ryase.

— O nome dela é só Ryase... — Disse o garoto bocejando.
Fiquei ainda observando o grupo até Ryase me pegar com os braços e começar a me carregar.

— Eu tenho pernas! — Falei.

— Você esta sangrando... — Ela debateu.

— Ryase, leve o Zekranggo. — Disse Koteno que entregou o papagaio branco para ela. — Nós chegaremos no bar logo. — Koteno sorriu e olhou para o garoto com olhos heterocromicos sendo um olho de cor roxa e o outro olho preto, mas com um leve tom roxeado em seu interior.

Ryase começou a correr comigo nos braços e quase fomos atropeladas por um caminhão, mas ela saltou no ar desviando do caminhão e seguiu o caminho com grande velocidade "Esse grupo é humano?" quando chegamos no bar a garota enfaixou meu tronco com uma tala de madeira bloqueando a saida excessiva de sangue e logo em seguida Koteno e Dio chegaram com dois chapéus de vaqueiros na cabeça.

— Eu disse que eu não queria comprar um chapéu, mas a Koteno insistiu e me comprou um. — O garoto bocejou e Koteno puxou a bochecha dele.

Koteno andou até mim e colocou afundou a mão dentro de minha ferida rasgando o curativo e causando uma imensa dor e quando ela tirou a mão vi aquela ferida se preencher sendo regenerada.

— Obrigada! — Falei para a mulher que não falava muito.

— Disponha, percebo que é uma guerreira... Vem de muito longe ou mora na região?

— Moro na região. — Respondi.

— Entendo, seu nome é Yui Salazar certo? — Ela voltou a perguntar.

— Sim... Como sabe? — Perguntei confusa.

— Reconheço membros da familia, já te considero uma já... Bem vinda ao Grillpper's Bar.

"O que um garoto faz em um bar com essa idade... Eu também não deveria estar em um bar com essa idade..."



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...