História The hottest chaste - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bleach
Personagens Aizen Sousuke, Byakuya Kuchiki, Gin Ichimaru, Grimmjow Jaegerjaquez, Hanatarou Yamada, Hinamori Momo, Hisana Kuchiki, Ichigo Kurosaki, Isshin Kurosaki, Karin Kurosaki, Kenpachi Zaraki, Kon, Kouga Kuchiki, Masaki Kurosaki, Nanao Ise, Nelliel Tu Odelschwanck, Orihime Inoue, Personagens Originais, Renji Abarai, Retsu Unohana, Riruka Dokugamine, Rukia Kuchiki, Sado Yasutora, Shihouin Yoruichi, Shuuhei Hisagi, Toushirou Hitsugaya, Ukitake, Ulquiorra Schiffer, Yuzu Kurosaki
Tags Byaluna, Grimmren, Hentai, Ichiruki, Renishi, Renruki, Shuuruki
Exibições 136
Palavras 3.329
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Comédia, Ecchi, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Musical (Songfic), Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Yo! Mais um capítulo..
Desculpem pelos erros.

Boa leitura!

Capítulo 8 - Ouija



O insistente e irritante som do celular de Renji tocava acima da minha cabeça .. Eu não tenho paz nessa casa, eu só queria dormir mais um pouco, eu só queria dormir! Me remexo na cama ainda de olhos fechados e tento cutucar o ruivo que aparentemente não está nem ligando para o barulho irritante do celular. Tento me mecher mas me sinto esmagada pelo seu corpo, esse cara pesa quanto? Eu vou morrer sufocada! Tento sair pela lateral mas ele também está aqui.. Opa.. Duas pessoas ? Mas..

- Mas que porra ta acontecendo aqui!? - Grito empurrando os dois homens que me sufocavam para longe.

- Ain Rukia.. - Diz Renji massageando a bunda - Caralho isso é jeito de me acordar? Cadê o carinho? Cadê o amor? Cadê o beijinho de bom dia? Cadê? Você está ficando muito desumana comigo!

- Porra.. - Ouço uma terceira voz, Renji olha pra mim com um sorriso sugestivo, subimos na cama ficando de joelhos e fitamos um jovem ruivo jogado no chão ainda acordando tentando analisar a situação - Você acorda sempre assim?

- Ah claro que não querido - Digo sarcástica - Só quando eu estou sendo feita de, recheio de sanduíche humano! Vocês queriam o que ? Me matar sufocada? - Ele se levanta e me da um beijo casto na testa

- Bom dia baixinha - Como é que é? Eu já estava pronta para mandar ele ir pro quinto dos infernos com essa juba alaranjada até ver o inesperado, algo que nem em um milhão de anos eu imaginei. Ele se virou para Renji e se aproximou, Kami-sama.. Ele vai beijar o Renji também?

- Aaii viado! - Grita Renji massageando a testa depois de levar um belo tapa ali.. É.. Me enganei - Pra que toda essa agressão ?

- Dói né? Minha cabeça está doendo assim, culpa do seu irritante celular! - Puta que pariu, que cara mais mal humorado - Vou fazer um café!

- Olha só, dormiu aqui uma noite e já está achando que é dono da casa, só pra você saber querido quem faz o café aqui sou eu.. - Diz Renji o encarando severamente

- Mentira! Quem faz o café é a cefeteira - Digo saindo de cena, ou melhor saindo do quarto.

- É assim agora Kiazinha? Vai ficar do lado desse laranja encapirotado? - Renji se levanta e começa seu show matinal, o que eu não estou nem um pouco afim de ver agora.. Na verdade tem uma coisa muito estranha aqui.

- Ei.. - Os dois homens ruivos me olham e eu aponto para o Ichigo - O que você estava fazendo na minha cama? - Renji abre os olhos em espanto percebendo o acontecido só agora, Ichigo se joga no sofá enlaçando os dedos atrás da cabeça.. O que esse homem tem de sexy tem de folgado.

- Dormindo ué - Diz o óbvio! Ai.. Respira Rukia, respira.. Continuo fitando ele esperando por uma resposta mais clara - Vai me dizer que não se lembra do que aconteceu ontem a noite? - Ele arqueou uma sombrancelha e Renji me fitou com aquela cara "De que esse candango está falando?" e eu respondo com a minha cara "Eu sei lá mano" então uma almofada voa em nossa direção, por sorte me desviei a tempo

- Porra Ichigo você está tentando me matar!? Já é a senguna vez eu uma única manhã!

- Eu disse que vocês não deveriam beber antes da brincadeira - Ele vai me ignorar ?

- Brincadeira? - Diz Renji indo em direção a sala fitando algo sobre a mesa de centro, me aproximo também enquanto a idolatrada cafeteira faz o café. Fito um tabuleiro de madeira com o alfabeto e números, ainda na mesa havia velas e pelo chão alguns copos e uma garrafa de uísque vazia

- O meu uísque doze anos naaão.. Eu estava guardando para uma ocasião especial - Choramingo pegando a garrafa.

- O sua tapada, tem um tabuleiro Ouija na nossa sala e você está preocupada com o uísque? - Exaspera Renji

- Mas que merda é isso ai.. O QUÊ?? você fez feitiçaria aqui em casa?

- Claro que não, vocês dois saíram voltaram com isso aí depois beberam e começaram a brincar, eu fui só mais um nesse jogo.. - Renji me olha com aquela cara "Eu te falei que não era pra deixar ele aqui em casa" e eu olho com aquela cara "E agora?"

- Olha só ninguém meche em nada! - Digo fitando os dois - Foi só uma garrafa de uísque Renji se a gente fizer uma forcinha vamos lembrar do que aconteceu ontem - Ichigo sorri me observando, um sorriso que eu ainda não conheci.

- Enquanto vocês lembram o que aconteceu tentem achar uma maneira de expulsar o espirito que vocês invocaram - Mas o que? Renji olha pra mim com lágrimas nos olhos.. Mas como é medroso. Todos ficamos em silêncio até ouvir um "pin" era a cafeteira eu já sabia mas foi o suficiente pra fazer o Renji pular nos braços do Ichigo.

- Ai mano eu vou tomar o meu café, tentar lembrar de tudo o que aconteceu e se tem um espirito aqui mesmo eu já sei quem vai resolver isso.

- Quem ? - Renji questiona ainda agarrado ao Ichigo que parece nem estar respirando.

- O cara entendedor das paradas malignas - Digo fazendo um suspense - O zelador Zaraki.

Ichigo joga o meu amado amigo no chão e se levanta para tomar café. Eu não estou de ressaca e pelo jeito Renji também não então porque não lembro de nada? Fito o líquido escuro na minha caneca e fecho os olhos, começo a sentir uma pontada de dor de cabeça e então bum!

Flashback on

- Cuide de mim Ichigo, mas não espere o meu amor..

- Ai gente, vocês ainda estão nessa novela mexicana? - Diz Renji entrando na casa, subitamente me separo do abraço do ruivo.

- Renji o Ichigo vai ficar aqui por um tempo..  - Ele da um sorrisinho forçado e me puxa pelo braço.

- Com licença Ichigo eu só vou dar uma palavrinha com a nossa Rukia - Diz entre os dentes - Fique a vontade - Diz fechando a porta - Ficou maluca? Rukia eu passei verdadeiros momentos de horror com ele aqui e agora você diz que ele vai passar um tempo aqui?

- Renji.. - Digo fitando o chão - Eu preciso afastar o Ichigo de mim que qualquer jeito.

- Trazendo ele para morar aqui vai ajudar muito né! - Diz sarcástico, um silêncio se instala entre nós enquanto caminhamos pelo corredor - Rukia.. Eu sei que ele está agindo estranho, você não acha que ele está assim porque está passando por algum problema?

- Não sei Renji.. Eu ainda não o conheço o suficiente..

- Não conhece mas quer deixar ele passar uns dias na nossa casa? Engraçado isso - Diz sarcástico e eu dou uma cotovelada em seu estômago, nos sentamos na escadaria do prédio que não é nada assustadora, é até muito bem iluminada e limpinha..

- Eu não sei o que fazer Renji, ele é muito confuso mas eu me sinto bem com toda essa confusão, me sinto protegida, sinto que ele não vai pisar no meu coração.. Mas você sabe que eu me tornei uma pessoa racional e não emocional, e se ele..

- Eu sei que você tem medo, eu conheço suas feridas Rukia.. Mas se você se sente bem com ele.. Se um dia você tiver seu coração destruído novamente.. Vai ter seu coração destruído por um canalha que você achou racional ficar com ele ou pelo amor da sua vida que você o aceitou na sua vida com todo seu coração?

- Profundo isso.. Mas só serviu pra me deixar mais confusa!

- Você pensa de mais .. - Ele diz me abraçando.. Ichigo também falou isso - Você quer mesmo afasta-lo de você?

- Não, mas eu tenho medo!

- Você deveria aproveitar que ele vai ficar aqui em casa por um tempo - Como é? Ele está tentando me ajudar ou piorar a situação? - Não me olha assim - Diz bagunçando meus cabelos - Seja você e proveite para conhecer ele, se depois você achar que ele vale a pena se entregue e esqueça tudo o que você já fez de ruim no passado comece uma vida nova ao lado dele.. Mas se você achar que não vale a pena.. Volte a ser a Rukia Kuchiki que todos temem, ele não tem cara de que vai contar aos outros sobre suas feridas, seus medos.. Está entendendo?

- Sim.. É você tem razão!

- Ótimo, agora se ele ficar agindo como um louco eu chamo um exorcista aqui. Não estou brincando Rukia! - Ele diz e depois as luzes da escadaria começam a ficar fraca, quase apagando e acendendo com força total. Renji me aperta como se eu fosse um ursinho de película, as luzes se apagam totalmente por três segundos eu já estava preparada para correr mas daí tudo se acendeu voltando ao normal, meus olhos encontram os de Renji e nos levantamos, ao ficar de pé vejo um pedaço de madeira no terceiro degrau a nossa frente - Rukia isso não estava aqui quando chegamos, o que está acontecendo?

- Eu que vou saber? Vamos ver o que é isso! - digo pulando dois degraus ficando de frente ao tabuleiro..

- Rukia sai daí - Ele sussurra.

- Olha parece um jogo - Pego o tabuleiro com um triângulo de madeira acima dele após analisa-lo - Vamos levar depois procuramos o dono - Volto em direção ao Renji e ouço ele murmurar algo como "isso ainda vai dar merda" - Oe Ichigo, chegamos! - Digo colocando o jogo sobre a mesa de centro - Trouxe uma diversão para hoje a noite .. - Renji me fita repreensivo e eu dou de ombros

- Ah, eu estava procurando o quarto de hóspedes - Ele diz vindo em direção a sala - Vocês são loucos? Esse é o Tabuleiro Ouija.

- Tabuleiro o que? - Questiona Renji aparentemente mais calmo com a presença do ruivo.

- Ah que legal, você conhece então esse jogo?

- Isso é usado para invocar espíritos! - Que legal, então é um jogo com espíritos..

- Então vamos jogar, eu tenho algumas perguntas para fazer e também..

- Não é bem assim, se o espírito que vier não quiser ir embora, pode ser que

- Espera ai você me interrompeu? - Ele me interrompeu mesmo?

- Você também me interrompeu!

- Renji, pesquisa ai na internet como joga isso, eu vou trocar de roupa - Digo andando em direção ao meu quarto, coloco uma calça de moletom cinza do Renji e uma camiseta branca, quando volto a minha sala esta iluminada por velas e Renji está aparentemente tenso agarrado a uma garrafa de uísque que eu estava guardando para uma ocasião especial.. Achei melhor não dizer nada apenas beber com ele.

- Eu acho que vocês não deveriam beber antes de invocar o espírito - Diz Ichigo, como ele consegue ser tão chato?

- Relaxa ai cara.. - Diz Renji - Vamos lá - bebo um pouco da bebida em meu copo e Renji apaga a Luz - É simples.. - Renji começa a explicar o jogo e começamos.

- ANTES - Ichigo grita me fazendo pular no sofá e Renji dar um gritinho - Desculpe - Ele diz tentando segurar o riso - Antes, não se esqueçam de uma coisa: Se a prancheta começar a desenhar “oitos” no tabuleiro ou contar de Z a A ou de nove a zero, vamos terminar partida dizendo adeus - Ele diz sério

- Por que? - Questiono

- Qualquer uma dessas três coisas acontecendo indica que o espírito está tentando escapar do tabuleiro. É muito importante dizer adeus aos espíritos. Você odiaria ser deixada no vácuo, não é? - Concordo com ele mas pensar que o espirito tentaria escapar me da calafrios.

- Ta, ta bom vamos começar .

Todos nós colocamos o dedo indicador e o médio sobre o triangulo sobre a letra G fazendo uma leve força giramos um pouco afim de esquentar o tabuleiro. Nos concentramos e as velas começam a fazer menção de se apagar, Renji já soltou um gritinho mas não soltou o tabuleiro, fitei Ichigo pedindo com os olhos para ele começar e ele bufou em resposta.

- Tem algum espírito aqui? - Ele questiona cortando o silêncio, nada acontece então eu resolvi me pronunciar.

- Há algum espírito entre nós? - O tabuleiro começa a se mover e vai até o "sim" Renji coloca uma mão nos lábios tentando não deixar escapar um grito e Ichigo fica visivelmente puto pelo espírito não ter respondido a ele.

- Quantos estão com você? - Questiona Ichigo que fica no vácuo de novo.

- Quantos estão com você? - Questiono e ele indica o número zero. Então é um espírito solitário
.

- É um espirito do bem ou do mal? - Renji resolve se pronunciar com a pergunta mais tosca do mundo. E o tabuleiro começa a se mover formando a palavra "bem" o que é ridículo porque ele pode muito bem estar mentindo pra gente

- Você é homem ou mulher? - Questiona Ichigo, por uns segundos o tabuleiro fica parado e Ichigo reformula sua pergunta - Você é um homem? - Foi uma pergunta mas eu senti como uma afirmação, de uma só vez o espírito vai até o "sim"

- Amiga - Renji da um gritinho estérico e eu coloco a mão no coração - Sera que era morador daqui? - Renji questiona pra mim e o espirito responde "sim"

- Melhor parar com isso! - Digo querendo sair do jogo.

- Por que? - Questiona Ichigo visivelmente curioso e puto por algum motivo.

- Quando mudamos para cá o vizinho contou que um rapaz, o antigo morador.. Morreu de overdose aqui no prédio e sua sobrinha que também morava com ele nunca foi encontrada.. e desde então ele atormenta todos os moradores do décimo terceiro andar expulsando eles .. Só que nunca aconteceu nada a normal aqui então achamos que eram lendas - Fito o tabuleiro e respiro fundo - Você é o antigo morador? - Com suavidade ele circula o "sim" meu coração dispara, o tempo todo eu estou vivendo com um espirito na minha casa, sera que ele me viu tomando banho? Ouviu minhas conversas? Sabe dos meus medos?

- Por que você perturbou a todos mas não esses moradores ? - Ichigo pergunta com o cenho franzido provavelmente pensando o mesmo que eu, lentamente o espírito leva o triângulo as letras e começa a escrever.. "R.U.K.I.A" e em seguida o triângulo começa a se mover freneticamente de um lado para o outro, ele estava tentando escapar mas antes que eu pudesse dizer adeus Renji solta o triângulo que cai no chão, instintivamente me jogo nos braços do Ichigo que me leva para o quarto, Renji já estava lá rezando no canto da cama. Ichigo tranca a porta atrás de nós e me deita na cama.

- Onde você vai Ichigo? - Questiono me levantando

- Tenho que fazer alguma coisa ele escapou do tabuleiro..

- Deixa de ser idiota! - Grito puxando ele e jogando na cama - Esse cara já estava aqui todo esse tempo, só que ele resolveu se manifestar.

- Rukia você não percebeu? Ele quer você! - Renji levanta a cabeça e me abraça - E se a gente deixar ele a solta eu não quero nem pensar no que pode acontecer..

- Como assim Ichigo? - Esse cara parece que conhece bem essas tretas

- Ele está solto Rukia, e ele pode achar um hospedeiro e matar pessoas..

- Como assim um hospedeiro?

- Um corpo, ele pode entrar em um corpo e fazer o que quiser
.

- Você me diz isso assim? Eu vou te ajudar..

- Então me de sua mão e não me solte por nada, se estivermos de mãos dadas ele não pode entrar em nenhum de nós!

- E vocês vão me deixar de fora? Pode me dar essa mãozinha aqui porque ninguém vai entrar no meu copinho não! - Renji fala segurando nossas mãos, só ai percebemos que estávamos em circulo e como iríamos passar pela porta?

- Pode fica tranquilo, meu tio não vai entrar no seu corpo Itsugo..

- Quem disse isso? - Renji perguntou o que passava pela minha cabeça, olhei para o Ichigo e atrás dele tinha uma garotinha com um capacete em formato de caveira com cabelos verdes, um vestido verde e uma manchinha rosa cortando a face. Ichigo olhou para trás e depois me olhou confuso, Renji desmaiou na mesma hora e em seguida a menina desapareceu.

- Rukia, acho melhor você descansar amanhã nós resolvemos isso.. - Ele diz fazendo menção de sair do quarto.

- Tudo bem mas.. Dorme comigo Ichigo? - Claro que eu não vou admitir que estou com medo - Você está aqui para me proteger não é? - Ele fez um sim com a cabeça e deitou Renji na cama, depois se deitando ao meu lado.

Flashback off

- Então foi assim que você veio parar na minha cama! - Ichigo engasga com o café e Renji coloca a mão no coração.

- Você é doida! - Grita Renji - Do nada estava sonsando no café igual aquele pessoal que vê o futuro na borra de café e depois da um grito.. Quer me matar só pode..- Ichigo começa a engasgar e rir me levanto desesperada, não sei nada sobre primeiros socorros.

- Ajuda ele Renji! - Grito enquanto o ruivo começa a ficar vermelho.

- aah deixa ele morrer Kia - Uma voz sedutora e suave fala ao meu ouvido. Renji arregala ainda mais os olhos quase entrando dentro da bancada da cozinha e Ichigo fica fazendo sinal de negação com a cabeça. Ignoro a voz e levanto os braços do Ichigo que aos poucos vai desengasgando - Não quer olhar pra mim? Você tem medo Kia? - Meus olhos se abrem levemente, respiro fundo me viro lentamente e dou de cara com um homem incrivelmente sedutor e ao mesmo tempo amedrontador.

- Qual o seu nome? - Questiono friamente como uma Kuchiki.

- Grimmjow Jaggerjack .. Mas você Rukiruki pode me chamar de Grim.

- Ei, ei, ei .. Mas que intimidade é essa? - Intervem Ichigo, sério? Um espirito na minha casa e ele está preocupado com a "intimidade" reviro os olhos, mas antes que eu pudesse dizer algo a outra aparece.

- Aaah tio Grim não vai faça nada com o Itsugo não.. - Tio?

- Você é a menininha desaparecida?

- Qual a sua relação com o Itsugo?

- An? - Esse papo com espiritual ta muito estranho, cadê o Renji? Antes que eu saia atrás dele ele aparece segurando um crucifixo e uma vela acesa.

- Oh espíritos, vão para a luz! Deixem essa casa e vão para a luz.. Não terei medo de usar o poder de Deus contra vocês!

- Qual o problema dele? - Questiona Grimmjow

- Eu me pergunto a mesma coisa sempre.. - Digo sem humor, até que o interfone toca e Renji sai correndo gritando derrubando a vela que por pouco não caiu na cortina.

- Alô..

- Senhorita Kuchiki uma mulher identificada como Yoruichi está pedindo para subir.

- Merda! .. Deixa subir - Desligo o interfone

- Adoro quando ela fica brava assim - Comenta Grimmjow e recebendo um olhar reprovador do Ichigo.

E agora o que fazer? Dois espíritos na minha sala, um amigo medroso, um ruivo delicia com ciumes de um dos espíritos e agora para finalizar Yoruichi vindo me visitar.. Merda! O que ela quer?


Notas Finais


Espero que estejam gostando, até o próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...