História The hour of the heart - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Chandler Riggs
Personagens Chandler Riggs, Personagens Originais
Visualizações 17
Palavras 971
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi Bitches estou de volta com um novo capítulo! Eu esqueci de avisar que vou postar terça sim, terça não... Espero que gostem do capítulo bjs bjs

Capítulo 6 - Eu precisava...


Fanfic / Fanfiction The hour of the heart - Capítulo 6 - Eu precisava...

POV AMANDA

Com um pouco de receio de olhar pra trás  por causa das lagrimas, penso quem poderia ser... Quem poderia estar ali? ... será o Chandler? Será a Katelyn? Olho para trás  e me deparo com a coisa que eu menos queria ver naquele momento... É conhecidencia  ou isso é azar? Me pergunto mentalmente

-P...Paulo?- Falo com a voz falha por estar chorando muito...

-Sim...- No mesmo momento levanto lhe dou um tapa bem dado na cara... tento  correr mas ele puxa o meu braço.- Mana me perdoa por favor, eu fui um idiota de ter ido embora; Eu fui um idiota por ter de dado um tapa e ter afastado o abraço... E principalmente fui um idiota por te chamar de drogada depressiva. Você sabe quantos problemas eu passo, e acabo descontando em cima das outras pessoas. Eu sei que não deveria ser assim... Só me desculpa?- Eu não  posso negar, o Paulo foi a pessoa que  mais me ajudou depois que o Gustavo resolveu ir embora da minha vida... Ele estava sempre ali quando eu precisava de um ombro amigo, ele estava ali sempre quando eu chorava era ele que falava "Quem vai ser o  desgraçado que vai levar porrada dessa vez?"... Mas oque ele fez foi errado e me magoou!  Sabe eu acho que todos merecem uma segunda chance, mesmo assim eu não podia perdoa-lo...

-Paulo...-falo no mesmo momento com uma voz de choro, e ele levanta a sua cabeça na qual antes estava abaixada.-  Você me abandou, sabe, eu estava precisando de você naquele momento, meu pai havia me abandonado eu havia perdido meu melhor amigo a algum tempo, e você  e a katelyn eram tudo que eu tinha.-Falo o olhando com um olhar reprovador por ele ter ido embora e ter me deixado em um momento tão difícil da minha vida.- Sabia que eu me corto?- Falo e estendo o meu pulso que no momento estava coberto por vairas pulseiras com a intenção de esconder as cicatrizes. Tiro todas as pulseiras e as coloco no meu bolso. O encaro e percebo sua expressão de tristeza; Ele levanta a mão para limpar uma lágrima que havia no meu rosto, mas sua tentativa era inválida pois eu peguei sua mão e a distanciei do meu rosto o encarando com um certo desprezo. Minhas lágrimas aumentavam cada vez mais, mas eu não ia parar de jogar tudo que ele fez  comigo em sua cara.- Sabia que você  e meu pai foram os maiores motivos para eu tentar me matar 3 vezes e acabar parando no hospital?- Ele agora me olha com uma certa surpresa, pois a Amanda na qual ele conhecia era boba, era inocente nunca iria tentar se matar, mesmo se cortando várias vezes quando algo estava lhe fazendo mal. Mas essa Amanda não existe mais e ele vai ver isso.- Você foi um babaca comigo, um completo idiota sem coração. Eu precisava de cada palavra amorosa que saia pela sua boca, eu precisava daquele abraço que faz esquecer tudo aquilo que há em volta. Eu apenas precisava e graças a suas atitudes inadimiciveis eu não conseguir ter oque precisava, eu não tive compreensão eu não tive amor.. Graças a você.- Uma lágrima escorreu pelo o meu rosto e ele tentou limpar novamente, eu afastei sua mão de mim e o empurrei e comecei a correr, mas logo senti um empacto e cai no chão. Cara esse garoto é um completo PALERMA.

-Mana, não adianta fugir de mim, eu te amo, eu te amo muito e vou até  o inferno por você.- Continuo o olhando sério. Vejo sua cara de pensativo mas logo se forma em um sorriso. - Eu te pago comida por um mês e ainda te levo pra conhecer o Mingus Reedus e o Graysson Riggs. - Droga ele atingiu meu ponto fraco, comida, já que o Gray eu já conhecia e o Mingus  eu conheceria amanhã... Mas mesmo assim, é comida cara. Abro um sorriso e ele entende o recado, logo me dá um abraço que eu retribuo.

- Te amo nunca mais faz isso comigo por favor...-Falo e vejo seu sorriso meio de lado, retribuo o sorriso mas continuo chorando, e ele me da um beijo em minha testa ... Já havia me esquecido como era bom ter meu corpo en contato ao dele. Estava um silêncio bom até  que ele o quebra se desfazendo do abraço.

-Quem é o idiota que vai apanhar dessa vez?- Ele fala se referindo a eu estar chorando quando me encontrou, dou uma risada e encaro meus dedos e começo a brincar com meus anéis.


-É você  o idiota.- Ele faz uma cara de desentendido e eu lhe conto toda história, ele até  que ficou surpreso e me abraçou saindo de sua boca as seguintes palavras.
" Você não  é água nem comida mas não  vivo sem você... Eu te amo Amanda Campbell." Depois disso eu tenho um ataque de risos com a super declaração de Paulo...  Ele estende a mão para que eu segure-a, seguro a mesma entrelaçando nossos dedos e falho na tentativa de não mostrar minha felicidade, pois um maldito sorriso aparece em meus lábios mostrando exatamente oque eu sentia naquele momento... Felicidade. Ele pede um táxi, pois estava começando a chover e dá como destino a minha casa... Como ele lembrava o endereço?era a pergunta que me perturbava naquele momento... Mas sou tirada dos meus pensamentos com ele  ms puxando para o seu colo e me dando um beijo no topo da cabeça.

ELE AINDA ACHA QUE EU O PERDOEI COMPLETAMENTE, MAS ELE ESTÁ BASTANTE ENGANADO
.

sorrio com seu ato de começar a fazer carinho em mim...  Olho para o lado e vejo que ainda falta muito lara chegar em minha casa, pois eu tinha corrido bastante... Acabo adormecendo em seu colo.

Notas Finais


Gente eu odeio o Paulo mas amo ao mesmo tempo kkkkk. Socorro me ajudem a decidir kkkkk. Sei que algumas pessoas tem ódio por ele também, mas fazer oque? Endim até o proximo capítulo, que sem ser nessa terça é na outra. bjs bjs

Espero que tenham gostado, desculpa os erros


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...