História The House of Dreams. - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, JR, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae, Got7, Jackbam, Jackbum, Jinjae, Jinyeom, Markjin, Markson, Yaoi, Yugjin, Yuri
Exibições 116
Palavras 2.311
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Fluffy, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bom... Chega de enrolações e vamos logo para o último capítulo T-T

Bjs do Klei

Boa Leitura.

Capítulo 18 - Last Chapter - Will you marry me?


Fanfic / Fanfiction The House of Dreams. - Capítulo 18 - Last Chapter - Will you marry me?


Last Chapter - Will you marry me?
 


Três anos se passaram. Três anos, desde que nos separamos. Três longos anos. Muitas coisas aconteceram nesse período de tempo... Realmente muitas coisas.
 
Yugyeom e Jinyoung se casaram. Bom, não exatamente se casaram. Tipo, só no cartório mesmo, mas sei que eles estão felizes. Todas as vezes que conversamos pelo skype ou por telefone mesmo, consigo ouvir e sentir a felicidade deles. Em suas vozes. Em suas expressões, todas as vezes que se olham ou falam um do outro. Estou realmente feliz por eles dois. Eles merecem serem felizes, muito, mas muito felizes.
 
Conheço Yugyeom. Mais do que qualquer um. Sei tudo que ele sente por Jinyoung, sei como ele sofria por ele, pensando que ele nunca sentiria o mesmo. Teve até uma vez que eles dois apareceram em minha casa, desesperados. Disseram que o pai de Yugyeom viu os dois na cama, quase fazendo outras coisas. Falaram que o pai de Yugyeom quase estrangula o Jinyoung. Eu fiquei extremamente irritado com o pai dele, mas não conseguir conter minha felicidade quando disseram que ficaram juntos.
 
Yugyeom, com certeza, sofreu. Sua infância foi horrível, seus pais o machucavam todos os dias, pois ele mesmo sempre foi rebelde. Todos os dias, quando nos falamos, eu via marcas em seu corpo, marcas roxas e várias vezes feridas com cortes profundos.
 
Jinyoung, também, não teve uma infância boa. Não que ele apanhava frequentemente, mas sofria. Por ódio de seus pais. Quantas vezes eu o vi chorando e o mesmo me dizia que seus pais o odiavam... E realmente o odiavam... Quantas vezes eu os ouvi falando que ele era um lixo? Quanta vez viu os mesmo olhando com nojo para Jinyoung, o próprio filho deles? Sei como é difícil sentir que nem mesmo sua própria família, seus próprios pais sentiam nada por si.
 
Bambam, pelo que entendi, conheceu um rapaz Tailandês e eles estão namorando agora. Parece que, finalmente, alguém conseguiu o coração de Bambam. Bambam sempre fora apaixonado por Mark, sofria por ele, então fiquei feliz por saber que ele estava com alguém que realmente o ama. Fiquei surpreso quando o mesmo me disse que estavam pensando em se casarem. Bom, para mim é cedo demais, para pensarem nisso, mas, se eles se amam, para que esperar.
 
Bambam não era do tipo que sofria por causa dos pais. Sempre foi sorridente e alegre, nunca deixara os mesmos afetarem seus dias. Ele sempre foi uma pessoa cheia de si e com uma autoestima que ninguém derrubava, quando ele esta por perto, ninguém consegue ficar sem se alegrar por causa no menor... Mas sei que ele sentia falta do amor e carinho dos pais e também entendo ele, mas ele nunca deixava transparecer isso.
 
Hyojung, porém, voltou para Coreia, pois conheceu uma garota pela qual se apaixonou. Seu nome era Yewon, pelo que me lembro. As poucas vezes que conversamos, percebi que, mesmo ainda de menor e ingênua, ela era uma garota muito inteligente e sábia. Fico feliz por Hyojung encontrar alguém que a ame de verdade. Ela nunca foi desse fetil, sempre quis ficar comigo só para irritar Youngjae, pois desde cedo ela percebeu os sentimentos do mesmo por mim... Coisa que nem eu percebi.
 
Mark e Jackson estão mais bem do que nunca, pelo menos é o que eles dizem para nós. Eles estão morando juntos em Los Angeles. Mark estabeleceu sua empresa na Califórnia e decidiu não voltar mais para o Brasil, pois não tinha mais nada o que fazer lá. Jackson continua com sua cede em Hong Kong, mas tem várias pessoas competentes e de confiança que podem cuidar de tudo por ele. Eles com Markson formam uma família perfeita, realmente perfeita. Mark disse que quase Jackson morre de tanta felicidade quando Markson passou a chama-lo de Appa.
 
Jackson nuca foi de se expressar, mas com certeza, foi o que mais sofreu de todos nós, mas já que sua personalidade parecida com a de Bambam, ele nunca deixou abalar por isso. Mas Jackson era meu melhor amigo, sabia que chorava todas as noites por sofrer nas mãos de seu pai. Sua mãe nunca o procurou, foi embora e o abandonou depois que o mesmo nasceu e, desde então, sua vida fora um inferno nas mãos de seu pai e sua madrasta maldita. Ele quase morreu quando tentou suicídio, ele havia tomado duas cartelas inteiras de aspirinas. Os médicos disseram que por um pouquinho ele não haveria suportado. Mas seu pai nem mesmo se importou, se não fosse eu entrar em seu quarto e o ver jogado no chão do banheiro ele com certeza estaria morto.
 
Mark era outro suicida, mas não de realmente querer se matar, mas os cortes profundos que o mesmo escondia por debaixo de suas mangas compridas quase o levaram a morte também. Estranhamos que ele passou a usar essas camisas e nunca mais o vimos sem elas. De repente e passou a adoecer e ter problemas de saúde. Até que eu fui a sua casa e o vi sem camisa e vi seus pulsos. Cortes que chegavam a mostras os ossos, cortes do começo do pulso até o fim do antebraço, todos infectados. Levei o mesmo para o hospital e ele teve que ficar interado por semanas para poder melhorar do tétano que quase o levara ao tumulo e por ter perdido tanto sangue.
 
E saber que os dois estão felizes, com um filho e em uma casa grande e bonita. Finalmente estavam juntos e se amando cada dia mais. Seu relacionamento conturbado e impossível, finalmente se concretizou e agora, finalmente, felizes e ninguém poderá tirar mais isso deles.
 
Eu e Youngjae ainda não nos casamos, pois decidimos esperar os cinco anos para podermos estarmos todos juntos nesse dia tão especial. Mas uma coisa especial aconteceu conosco. E seu nome era Yoo Shiah e tinha apenas dez anos de idade. Ela era a coisa mais linda do mundo. Quando decidimos que queríamos adotar um filho homem fomos até o orfanato de Londres e procuramos algum, mas encontramos Yoo Shiah, uma garotinha Coreana que foi abandonada em Londres e que não se sabia o paradeiro de seus progenitores. Foi quase impossível não se apaixonar pela garota esperta e extrovertida. Mudamos a ideia de adotar um menino e decidimos adota-la.
 
Foi difícil no começo. A adoção foi complicada. Demorou quase um ano para conseguirmos a guarda provisória da Yooa, um apelido que colocamos na mesma. Depois que conseguimos a guarda total dela, ficamos extremamente felizes e animados. Finalmente Yooa seria nossa filha. Foi difícil também para ele se adaptar na nova casa, estava sempre em modo de defesa, mas aos poucos foi se soltando e agora nos chama a mim de Appa e Youngjae de Omma. Confesso que é engraçado como Youngjae fica quando o chama de Omma, mas já nos acostumamos a isso.
 
Yooa – Appa? – Ele chama me tirando de meus devaneios – Você está bem?
 
Eu – Sim, meu amor – Eu digo a sentando ao meu lado no sofá – Só estava pensando...
 
Yooa – Em quê, Appa? – Ele joga a cabeça para o lado para me olhar
 
Eu – No passado filha... – Eu digo em meio a um suspiro – Em tudo que aconteceu... Desde o começo até aqui.
 
Yooa – Deve ser muita coisa não? –Ela diz olhando para frente com um olhar de dúvida
 
Eu – Por quê?
 
Yooa – Porque você é velho Appa! – Ela sorrir – Então deve ser muita coisa que esteja lembrando se for desde o começo mesmo.
 
Eu – Ah é? Eu sou velho? Então você vai ver o velho – A carrego e fico jogando a mesma para o alto enquanto a mesma gritava e ria.
 
Youngjae – O que está acontecendo aqui? – Jae pergunta entrando em casa
 
Eu – Estávamos brincando, ué! – Coloco Yooa no chão – Aí, minhas costas – Digo me jogando no sofá.
 
Youngjae – Esta vendo só! – Ele diz convencido – Quem manda fazer coisas que não pode mais, seu velho – Youngjae e Yooa começam a rir de minha cara de dor.
 
Eu – Aish! Parem de rir de mim... Eu estou com dor – Digo fingindo indignação
 
Youngjae – Quem manda não fazer exercícios? Bem feito – Ele rir mais alto acompanhado de Yooa
 
Yooa – Appa, você é velho.
 
Eu – Vocês vão ver – Eu corro atrás de Yooa e Youngjae e os mesmos saem em disparada para o segundo andar da casa e se trancam no quarto de Yooa – Abram essa porta!
 
– NÃÃÃO – Gritam em coro
 
Eu – Okay. Eu me rendo! – Minto e Yooa abre a porta – PEGUEI! – Falo pegando Yooa e correndo para o meu quarto a de Youngjae
 
Yooa – Omma... Ajude-me – Ela rir enquanto faço cócegas na mesma.
 
Youngjae entra no quarto e começa a fazer cócegas em mim me fazendo parar de fazer a mesma coisa em Yooa que logo se junta a ele e me fazer cócegas.
 
Eu – Okay... Parem... Ahh... Por favor, eu me... eu me rendo – As cócegas cessam me fazendo voltar a respirar normalmente – Não vale, dois contra um.
 
Yooa e Youngjae fazem um Hi Five e começam a rir de novo.
 
Yooa – Mas nós te amamos Appa. – Ela fala e me beija na bochecha
 
Youngjae – Sim, nós amamos muito – Ele me beija.
 
Yooa – Argh... Que nojo – Ela diz e nós fazemos cócegas nela
 
Eu – Eu também amo vocês, meus amores – Falo abraçando forte os meus amores da minha vida – Muito!
 
JB (OFF) // Mark (ON)
 
Faz alguns dias que não falo com nenhum dos garotos e não tenho nenhuma noticia e isso me deixa aflito, mas sei que eles estão bem. Consigo sentir isso.
 
Depois que Youngjae me contou que JB pediu o mesmo em casamento eu quase surtei de felicidade. Ficamos horas e mais horas conversando e fazendo preparativos para a festa e a cerimônia. Até já fizemos uma lista de convidados.
 
Logo no começo, não fazíamos ideia de quem convidar, pois não tínhamos muitos amigos, mas nesses últimos três anos, nós conhecemos várias pessoas. Pessoas que só deram passagens em nossas vidas e outras que realmente fazem parte dela agora.
 
Aqui em Los Angeles, conhecemos Sandra, a médica que cuidou do Markson quando o mesmo quebrou o braço quando caiu do balanço do parquinho. Ela realmente se prestou a ajudar meu filho e passou a visitá-lo... Conclusão: Criamos laços de amizade muito grande e agora ela, com certeza, ela faz parte da nossa vida.
 
Também teve Robin, um Frances que cuidamos, pois o achamos espancado na frente de nossa casa. Cuidamos dele e deixamos o mesmo ficar um tempo em casa até conseguir achar uma estadia que possa paga, sei que era perigoso, mas Jackie me disse que não podíamos deixa-lo ali para morrer... Conclusão: Ele se tornou nosso melhor amigo aqui em LA.
 
Conhecemos outras pessoas, mas Sandra e Robin foram as mais importantes de todas as outras que passaram pela nossa vida.
 
Sei que Youngjae e JB conseguiram vários amigos importantes também.
 
Falaram-me de um rapaz que tentou invadir a casa dos mesmos para roubar comida, Youngjae queria chamar a policia e mandar prender o ladrão juvenil, mas, em vez disso, Jaebum deu comida para o mesmo e desde esse dia criaram um laço de amizade. Eu realmente me surpreendo com a bondade de Jaebum, eu com certeza, não nos tornaríamos amigos de alguém que invade a minha casa.
 
Eu estou realmente ansioso para esse casamento, vai ser maravilhoso. Finalmente JB será feliz. Jaebum e Jinyoung são meus melhores amigos, de todos os outros eles são os que eu mais confio... Não que eu não confie neles, pelo contrário. Eu amo todos e confio minha vida a todos eles, mas Jinyoung e Jaebum me conhecem mais do que a mim mesmo, Jinyoung sabe todos meus segredos e Jaebum cuidou de mim como meu pai nunca o fizera.  Se não fosse Jaebum eu estaria morto agora. E agora ele irá casar com a pessoa que ele mais ama na vida. E fico feliz por eles dois.
 
Jackson – Markie? – Jackie entra no quarto me fazendo sair de meus pensamentos. – Podemos conversar?
 
Eu – Claro meu amor! – Eu fico aflito pela seriedade de Jackie quando o mesmo se senta ao meu lado – Algum problema?
 
Jackson – Markie, eu te amo...
 
Eu – Também te amo Jackie!
 
Jackson – Não me interrompa, por favor. – Ele diz – Eu te amo... Desde quando nos conhecemos... Sei que é loucura dizer isso, pois éramos crianças e não tínhamos ainda capacidade de nos apaixonar, mas eu sim... Markie, eu me apaixonei desde quando eu te vi pela primeira vez... Desde quando você entrou na sala da aula no primário... Desde esse dia eu soube que ficaríamos juntos para sempre... Eu pensei muito sobre isso e... Markie? Aceita casar comigo?
 
Eu já me encontrava com o rosto molhado de lágrimas e Jackie não diferente de mim, estava emocionado demais para conseguir falar alguma coisa, só conseguir dizer um “Aceito” baixo demais para qualquer pessoa ouvir.
 
Jackson – O que disse?
 
Eu – Aceito! – Eu sorrio e o mesmo me abraça – Eu te amo Jackie, sempre irei te amar... Quero estar com você até o fim.
 
Jackson – E estará! – Ele abre a gaveta do criado-mudo dele que ficava trancado e retirou uma caixa preta de veludo e por dentro um veludo vinho escuro com duas alianças de prata gravadas: “Que seja eterno enquanto dure... E que dure para sempre! M.J”.
 
Eu – O que significa M.J? – Digo limpando as lágrimas que não paravam de cair. – Michael Jordan?
 
Jackson – Palhaço! – Ele rir e me beija – São as iniciais dos nossos nomes.
 
Eu – Eu sei, só queria brincar com sua cara, meu amor. – Eu volto a beija-lo mais intensamente – Eu te amo, Jackie!
 
Jackson – Eu te amo Markie...
 
Markson – E eu? – Markson, que já estava com cinco aninhos entra no quarto.
 
Jackson – Nós te amos, filho. – Jackson chama Markson para se juntar no abraço.
 
Markson – Eu amo vocês Appas.
 
Sabia que a partir de agora, eu seria feliz... Extremamente feliz... E ninguém estragaria isso!
 


Notas Finais


Gente esse é oficialmente o fim de tudo... Mas ainda haverá um epílogo que será o casamento de 2Jae e Markson... Eu poderia deixar por aqui, mas já como vocês queriam o especial eu farei para vocês s2
Bom... Foi isso ^^
E eu fiz uma oneshot 2Jae se vocês quiserem ler o link está aí
https://spiritfanfics.com/historia/daily-secrets-of-a-forbidden-love-7127428
E eu não vou mais fazer aquela fic com oneshots, pq sim... Mas estou fazendo uma Fic e postarei quando puder... Espero que vocês leiam e dêem amor a ela como fizeram com essa ^^
Byebye
bjs do Klei pt2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...