História The House of Dreams. - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, JR, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae, Got7, Jackbam, Jackbum, Jinjae, Jinyeom, Markjin, Markson, Yaoi, Yugjin, Yuri
Exibições 93
Palavras 1.876
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Fluffy, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Nada para dizer aqui!

Bjs do Klei *-*

Boa Leitura.

Capítulo 19 - Epilogue.


Fanfic / Fanfiction The House of Dreams. - Capítulo 19 - Epilogue.


Epilogue.


 
*Dois anos depois*
 
Estava tudo mais que perfeito. Mal podia acreditar que finalmente chegou o dia em que eu e Jackie iríamos nos casar, pelo menos oficialmente. Youngjae deu a ideia de fazermos um casamento duplo, pois seria mais pratico, econômico e romântico.
 
Nós estávamos planejando esse casamento há muito tempo, anos para ser sincero. Então tudo deveria ser perfeito. Estava em na casa de Jaebum e Youngjae. Eu e ele estávamos nos arrumando para o grande momento, sei que é clichê, ainda mais por sermos homens, mas não queríamos que Jackie e JB nos vissem antes da cerimônia, pois não queríamos que desse azar.
 
Já faz mais de duas semanas que viemos para Londres para o casamento e encontramos os garotos depois de mais cinco anos. Seria mentira de minha parte dizer que não foi um encontro emocionante para ambos, principalmente Bambam que, mesmo sendo o mais animado e cheio de si, ainda era o mais sentimental. Quando chegamos a primeira pessoa que encontramos foram os dois anfitriões. Im e Choi estavam nos esperando no aeroporto com uma plaquinha escrita: “Bem vindos famílias Wang Tuan”. Foram inevitáveis as lágrimas de saudades pelo tempo e felicidade pelo reencontro. Logo depois, depois de três dias admito, chegaram Yugyeom e Jinyoung junto a Bambam que chegaram, por coincidência, no mesmo dia de voo. Choros e declarações de saudades e felicidades, contos de acontecimentos recentes que, por sua vez não foram contados, fora um momento bem emocionante e necessário. Matamos a saudades que sentíamos um do outro.
 
Estávamos juntos, eu e Youngjae, sentados em frente a um espelho, enquanto maquiadoras faziam seu trabalho em nossos rostos pálidos pelo nervosismo. Eu estava vestindo uma camisa social branca e uma calça da mesma cor e o menor estava igual a mim. Nossos smokings e paletós ainda estavam pendurados em cabides e protegidos por um plástico para não sujar os mesmos.
 
Depois de as maquiadoras terminarem seus trabalhos em nossos rostos, que para variar foi impecável, estávamos realmente lindos com aquela maquiagem básica, mas marcante, fomos terminar de nos arrumar. Vestimos nossos respectivos trajes de noivos e, depois que estávamos prontos vimos que estávamos lindos, sem querer nos gabar, mas era verdade.
 
Estava usando um smoking branco, mas com detalhes em um tom claro do cinza, quase um branco manchado, mas que dava um detalhe perfeito na peça, a gravata que estava por baixo da peça descrita era do mesmo estilo que o smoking. O paletó em si também era todo branco com detalhes de pedras brilhosas nas barras, mangas e no bolso.
 
Youngjae, porém, estava usando um blazer e uma gravata totalmente brancos, mas sua gravata era bem texturizada dando uma profundidade sensual à mesma. Seu paletó era estilo indiano, com dois botões brancos envoltos de um tecido platinado que dava um charme a mais, também tinha umas marcas que pareciam pequenos arranhões, também para dar profundidade e sensualidade à peça.
 
Eu – Nós estamos muito belos. – Digo olhando para ambos através do espelho – Você está preparado?
 
Youngjae – Sim, estamos muito belos – Ele sorrir para mim – E sim, estou mais que preparado. E você?
 
Eu – Nunca tive tanta certeza na minha vida quanto a isso! – Eu retribuir o sorriso sincero que recebi do menor – Então? Vamos?
 
A cerimônia seria feita no jardim da casa de JB e Youngjae, pois eu e o menor sempre quisemos ter um casamento assim e o jardim da casa era perfeito para realizar esse sonho, então decidimos fazer no jardim. Seria uma cerimônia com poucos convidados, não passaria de duzentos.
 
Youngjae – Vamos! – Suspiramos pesadamente quase que no mesmo momento e sorrimos por causa disso.
 


***
 


Estávamos em frente à porta dupla que dava para o jardim de Im e era somente isso que nos separava dos dois que nos esperava tão ansiosos quanto nós dois.
 
A porta foi aberta por dois empregados de Jaebum, estavam todos vestidos de branco, menos JB e Jackie que estavam com ternos formais pretos normais e sem detalhes. Markson entrara na frente com Yooa, carregando Markson os dois pares de alianças e Yooa um buquê de rosas e uma cesta com pétalas de rosas que eram levemente derrubadas no chão por onde passava.
 
Meus olhos estavam marejados pela emoção de finalmente esta me casando com Jackie e com Youngjae não era diferente, as lágrimas lutavam para cair, mas estragaria toda a maquiagem e isso era inaceitável. Mas fora só chegar ao altar e pegar nas mãos de Jackie que as lágrimas caíram constantes assim como caiam dos olhos do Jackie e dos outros dois noivos presentes.
 
O casório foi feito por uma juíza, bem bonita, aliás, rapidamente e antes mesmo que eu percebesse estava na hora de trocar alianças e dizer os votos matrimoniais. Primeiro fora a vez de JB e Youngjae falarem, depois eu e Jackie.
 
JB – Bom... Eu tinha visualizado várias formas perfeitas para dizer o que sinto por você, mas sempre nessa hora, a hora de colocar tudo para fora, meio que tudo some – todos riram. JB sempre fora humorado até em momentos importantes como esse – Mas, agora a única coisa que consigo dizer é: Choi Youngjae, meu lindo e amado Jae, eu te amo e não existe a menor possibilidade de eu não te amar. Não existe a menor possibilidade de eu não te fazer feliz. Porque eu nasci pra te amar. E farei isso enquanto puder e enquanto tiver forças. – Colocou a aliança no dedo anelar esquerdo de Choi e por fim disse – Eu vou te amar até o fim, até que a morte nos separe.
 
Foi inevitável não se emocionar com as palavras de JB, foi palavras tão simples, mas tão lindas e fascinantes, Choi se encontrava com o rosto molhado e JB não estava diferente, mas agora era vez de Choi dizer tudo que sente.
 
Youngjae – Desde que te conheci Im Jaebum, eu fiquei fascinado, não só pela sua beleza, mas por sua personalidade e fidelidade aos seus amigos. Nunca fui de interagir com outros garotos e, por Deus, você sabe o quanto foi difícil me adaptar a vocês – Risos – Mas, você foi paciente e isso foi o fator principal de eu ter me apaixonado por você, sua gentileza e paciência à minha pessoa. – JB estava com um sorriso bobo nos lábios – Você agora faz parte de mim, meu coração bate em sintonia ao seu e quando esta longe... Ele simplesmente cessa e aguarda sua chegada… E é por isso que eu tenho certeza que nunca houve dois corações mais abertos, nem gostos mais semelhantes ou sentimentos mais em sintonia quanto o nosso... É por isso que eu te amo Im Jaebum, simplesmente por te amar. – Ele coloca a aliança no dedo anelar esquerdo do Im e continua – É por isso que eu acredito que nada será capaz de nos separar, nem mesmo a morte.
 
Eu sorria feito um bobo, estava tão feliz pelos dois. Depois de tudo que passaram juntos, finalmente estarão unidos e nada mais poderá separa-los. Os dois trocaram olhares cúmplices e sorriram para ambos e voltaram sua atenção para a juíza que olhou para nós e fez menção para Jackie começar.
 
Jackson – Markie... Você foi como a luz que iluminou a minha alma das trevas... Você é como a água que limpa as impurezas de meu coração e deixa apenas meu amor por você... Você é como a flor que desabrochou em meu jardim e acalentou meu desespero... Você é como o Google, tudo que eu procuro eu encontro em você – Não deu para segurar os risos depois desse comentário – Mas, enfim... Eu tenho certeza, quase certeza para ser sincero, que nossos caminhos se cruzaram não só por circunstâncias da vida, mas por algo muito além disso, algo que vai além de nós... Sei que estou sendo um pouco presunçoso quanto a isso, mas sei que é verdade... Na verdade não sei... A única coisa que sei é que eu te amo, e tenho certeza que te amarei onde estiver e em qualquer lugar ou circunstância... Pois você é a luz que ilumina meu caminho – Pausou para colocar a aliança em meu dedo anelar esquerdo beijando o local para logo continuar – E você me guiará para a eternidade... E essa eternidade... Viverei com você e nada, nem mesmo a morte impedirá isso!
 
Não sabia mais o que fazer ou dizer, apenas lágrimas saiam de meus olhos constantemente e certeza que não cessariam tão cedo, olho para o anel dourado em meus dedos para, logo depois, olhar em seus olhos e sorrir emocionado.
 
Eu - Odeio o modo como você fala comigo e como corta o cabelo. Odeio como dirige meu carro e odeio seu desmazelo. Odeio suas botas de combate e como consegue ler minha mente. Eu odeio tanto isso em você que até me sinto doente. Eu odeio como está sempre certo e odeio quando você mente. Eu odeio quando me faz rir muito, mais quando me faz chorar. Eu odeio quando não está por perto e o fato de não me ligar. Mas eu odeio principalmente não conseguir te odiar, nem um pouco, nem mesmo só por um segundo, nem mesmo só por te odiar. – Falo sorrindo sem cortar o contato visual – Mas, mesmo assim, não imagino minha vida se não for ao seu lado... Não imagino continuar vivendo se não for para viver com você e com “nosso” filho – Sorrio para Markson para logo voltar minha atenção para a aliança em suas mãos e repetir o mesmo ato que fizera em mim – Essa aliança só será para provar que temos um laço maior que isso tudo – falo mencionando tudo ao nosso redor – nossas vidas serão eternizadas pelo nosso amor... Até a morte e até após a morte.
 
Juíza – Bom... Depois de seus votos e declarações... – Pausou para limpar pequenas gotas que se formavam em seus olhos – Eu vos declaro casados... Podem beijar seus respectivos noivos – Ela sorrir para todos e selamos um beijo calmo e sereno e assim também Choi e Im.
 


***
 


Estávamos na festa na casa de JB comemorando o casamento e o reencontro. Finalmente estávamos juntos. Finalmente estávamos felizes. Finalmente estávamos amando.
 
Eu e Jackie, Youngjae e Jaebum, Yugyeom e Jinyoung, Bambam e seu namorado e Hyojung e a pequena Yewon. Estávamos todos felizes e, principalmente, estávamos todos juntos. E nada e nem ninguém poderia mudar isso.
 
Mark (OFF) // NARRADOR (ON)
 

Finalmente estavam juntos de novo. Finalmente poderiam desfrutar de sua liberdade que tanto queriam, desde o começo. Finalmente estavam livres de opressores como seus pais. Finalmente estavam livres de seus demônios e suas maldições.
 
Estavam livres para viver e serem felizes juntos e nada mais os atrapalharia.
 
Apenas o destino...
 
Numa coisa Mark estava certo, estariam todos juntos até e após a morte... Pois a união deles, essa sim vai além de só amizade... Muito além do amor... Muito além de qualquer sentimento que um ser humano fosse capaz de sentir.
 
A união deles é um plano... Não o de destruição... Nem muito menos de salvação...
 
Um plano que vai muito além do que nossas sanidades serão capazes de aguentar... Mas, por ora... A felicidade que esta sendo sentida basta!
 
Eles merecem descanso... Merecem desfrutar de seus bens preciosos que são, definitivamente, uns aos outros...
 
... Merecem a felicidade...
 
Por ora...
 


Fim?


Notas Finais


Gente esse foi o epílogo da "The House of Dreams" (nem tinha comentado sobre colocar o nome da fic e inglêm, mas enfim...)

Como podem ver que ainda não coloquei a fic como "Terminada", pois farei um capítulo de agradecimentos...

Sei que poderia fazer aqui, mas ficaria grande demais e eu não ia gostar disso... Daqui a algumas horinhas eu posto os agradecimentos... Bye

Bjs do Klei pt2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...