História The Howl - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 3
Palavras 815
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Calma, calma, eu sei que o primeiro capítulo foi curto DEMAIS, mas prometo escrever mais a partir desse.

Capítulo 2 - A Procura de Comida


Fanfic / Fanfiction The Howl - Capítulo 2 - A Procura de Comida

São 5:00 da manhã, Green se levanta e começa a arrumar as mochilas dos dois, pois hoje o dia será longo e cansativo, enquanto isso, Hart acende a fogueira novamente para preparar comida, mas algo inesperado acontece.

-Oque!? Acabou a comida Green – Hart fala assustado.

-Impossível, trouxemos muita comida – Questiona Green.

-Será que... fomos roubados? – Hart fala preocupado.

-Mas por quem? – Green questiona.

-Você não disse que era uma lenda? – Indaga Hart.

-Disse! E digo de novo! Deve ter sido algum animal qualquer. – Insiste Green.

-Bom, de qualquer jeito, precisamos de comida, vamos ter que caçar. – Afirma Hart.

Com tudo pronto, os dois partem em busca de um servo ou algo do tipo para se alimentar, eles estavam distraídos caminhando, quando ouviram um barulho de folhas e galhos, rapidamente olharam para os lados preocupados. Estava um silêncio mortal nesse momento, no breu da floresta, pois ainda não havia amanhecido. Nesse momento o medo toma conta de suas almas, os deixando paralisados sem saber como agir, então, Hart saca a pistola que o mesmo havia trazido em sua mochila, e coloca o pente de balas lentamente, fazendo o mínimo de barulho possível. De repente ouve-se outro barulho alguns metros à frente, então, Green toma a atitude mais idiota que alguém poderia tomar em uma situação como essa, ele acende sua lanterna e aponta em direção ao lugar do último barulho, e a luz foca no que provavelmente é o “Uivo”, os olhos dos dois estavam um pouco embaçados, por isso não conseguiram ver quase nada, quando eles perceberam que realmente tinha algum ser à sua frente, era tarde demais, ele já havia sumido e restava apenas uma névoa no lugar onde ele se encontrava.

Assustados eles olham um para o outro, ambos com uma expressão horrorizada, o sol já está nascendo, e o alívio dos dois é nítido.

Eles saem do meio dos arbustos e continuam caminhando em busca de alimento. Finalmente avistam um javali.

*Hart aponta rapidamente sua pistola para o animal e atira*

Uma bala foi suficiente para abater o javali.

-Green me ajuda a escalpelar ele. – Ordena Hart.

-Está bem. – Exclama Green.

Alguns minutos depois eles terminam de coletar a carne do animal. E continuam caminhando, eles precisam encontrar algum lugar seguro para acampar essa noite.

De longe veem uma caverna, e vão em direção a mesma. Parece seguro, eles soltam as mochilas e começam a arrumar as camas.

Hart sai à procura de madeira para fazer a fogueira, bem próximo a caverna ele encontra alguns gravetos que devem servir.

Ele retorna à caverna e começa a fazer a fogueira, terminada, ele coloca a carne de javali para assar.

O sol está se pondo novamente.

-Mas que droga, como o dia passou tão rápido, eu nem percebi! – Murmurou Hart.

-Ouvi falar que o dia aqui é curto, e a noite é longa. – Indaga Green.

A carne está no ponto, os dois começam a comer desesperadamente, eles não haviam se alimentado o dia inteiro. Após terminar a refeição, eles se preparam para dormir.

-Pode dormir, eu ficarei acordado essa noite. – Afirma Hart.

-Está bem, qualquer coisa me chame. – Exclama Green com uma voz sonolenta.

Green pega no sono, e Hart fica de vigia.

Passaram-se umas 2 horas, Hart estava quase dormindo sentado, quando percebe uma movimentação fora da caverna, ouve passos na neve. Então ele se aproxima lentamente da entrada da caverna, a fim de descobrir o que está em volta da caverna.

Ele faz um movimento brusco e saí para fora da caverna, então ele se vê cercado por uma alcateia de lobos, ele não sabe o que fazer, afinal, ele agora está sozinho, cercado por mais de 7 lobos, que pelo que parece estão com muita fome.

*Ele se atira para trás, caindo dentro da caverna, e atira em um dos lobos*

Os lobos rapidamente correm na sua direção, ele rasteja até a fogueira, na qual ele retira um dos gravetos pegando fogo e impede os lobos de chegarem mais perto. Green acorda assustado, sem saber o que está acontecendo.

-Que merda é essa Hart? – Fala Green apavorado.

-Eu explico depois, apenas pegue sua arma e me ajude com esses lobos. – Ordena Hart.

*Green num movimento rápido pega sua espingarda e atira contra os lobos*

O tiro acerta 3 deles, sobrando apenas 3. Hart consegue matar mais um, ele arremessa o graveto pegando fogo contra os outros dois, um deles consegue escapar, já o outro, começa a pegar fogo e grunhir até a morte.

Hart nem percebe a aproximação do último lobo, que morde sua perna, e puxa com muita força, arrancando quase metade do seu pé esquerdo.

*Green rapidamente atira no lobo*

Hart agoniza de dor, enquanto isso Green pega curativos para tampar o ferimento e evitar que Hart morra de hemorragia.

Hart desmaia e Green o coloca em sua cama, e se deita na dele.

Finalmente eles vão poder descansar.


Notas Finais


Novamente eu peço que deixem críticas construtivas para me ajudar a melhorar a fic.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...