História The idea of falling in love. billdip - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gravity Falls, O Segredo Além do Jardim (Over the Garden Wall)
Personagens Bill Cipher, Dipper Pines, Mabel Pines, Wirt
Tags Bill Cipher, Billdip, Crossover, Dipper Pines, Gravity Falls, Mabel, O Segredo Além Do Jardim, Over The Garden Wall, Yaoi
Visualizações 93
Palavras 791
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Lemon, Magia, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Slash, Suspense, Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi, oi, leitores.
Espero que gostem; e tenham paciência comigo, eu tinha que colocar uma introdução antes de realmente iniciar os acontecimentos. sz
Boa leitura...

Capítulo 2 - Sadness


Fanfic / Fanfiction The idea of falling in love. billdip - Capítulo 2 - Sadness

── chapter written while listening: last words / edoby (instrumental)♫

┋ chapter one ❏

Dipper泥棒 + ❪ ponto de vista: 

Um dia após a mensagem de Mabel; eu me encontrava em meu quarto, pensativo. Minha vontade de ir era gigantesca; eu quase não conseguia suportar meus pés, que queriam imediatamente se levantar dali e ir correndo até Gravity Falls. Porém, eu estava hesitante; quer dizer, eu sentia um medo crescer em mim; medo que minha saudê mental piorasse se fosse para aquela cidade que havia me resultado em anos de culpa, e pesadelos.

Permaneci pensativo por mais uns trinta minutos; e por fim, decidi ir. Eu não iria fugir eternamente daquele lugar; eu precisava encarar aquela cidade frente a frente, e encontrar nela um motivo para não me culpar todos os dias. Talvez após isso, eu finalmente conseguiria seguir em frente com meu futuro; talvez, mas só talvez, eu até conseguisse ser feliz.

Decidido, me levantei daquela cama que me prendeu por todo esse tempo. Ao colocar meus pés no chão; senti meu coração acelerar e minhas mãos suarem, um nervosismo me invadiu, mas permaneci de pé; eu não desistiria tão facilmente.  Poderia ser um exagero. Afinal era apenas uma cama; mas para mim, aquilo representava bem mais que apenas uma cama; ao me levantar, me senti livre, não completamente, porém pelo menos 1% livre; e isso me deixava nervoso.

Suspirei profundamente, e caminhei até meu guarda-roupa; com as mãos pesadas, o abri; revelando uma diversidade de roupas, que mal me lembrava a ultima vez que havia usado.

Me despi, ficando apenas com minha cueca; olhei para meu corpo e notei que eu estava muito magro. Mabel vai se preocupar assim. Procurei alguma blusa de manga comprida, preta e larga; achando uma no canto da gaveta; vesti ela, tornando meus braços magros em algo imperceptível. Coloquei uma calça jeans azul escuro; e uma botina preta. Ainda meio preocupado; acabei colocando um suéter bege sobre a blusa; assim então, ficando 100% um garoto com aparência saudável. Claro, se não fosse por minhas olheiras e minha pele que agora estava exageradamente pálida.

"Droga..." Resmusguei; procurando alguma coisa para consertar isso. Eu não tinha maquiagem. Obviamente. E acho que deve ser impossível conseguir um bronzeado em menos de 30 minutos, que era o tempo que faltava para meu ônibus chegar. Procurei meus óculos, desesperadamente, pela comoda do quarto; por fim achando-o; coloquei ele e me olhei no espelho. "Olheiras consertadas." Falei para mim mesmo, em um tom satisfeito. "Bom em relação á pele; uso alguma desculpa esfarrapada."

Conclui minha mala, olhando o remédio á cada segundo. Faltava exatamente 20 minutos; por sorte eu morava perto da rodoviária; então se eu pegasse um ônibus, eu chegava lá em 10 minutos tava lá. Apressadamente, peguei meu celular, meu fone, e minha mala; saindo rapidamente de casa. Murmurei um breve. "Adeus". Antes de fechar a porta atrás de mim.

Por sorte, o ônibus que me levaria para a rodoviária havia recém chegado; apressei o passo, adentrando o veiculo. Sentei em um banco com duas vagas livres; deixei minha mala em uma e me sentei na outra; coloquei meus fones, e liguei em "Cold Cold Cold- Cage The Elephant"; fechei meus olhos, me acalmando aos poucos enquanto escutava calmamente a musica; encarei o lado de fora da janela, pensativo. 

Eu estou finalmente saindo desse lugar, isso é incrível; eu vou ver Mabel após tanto tempo e isso é mais incrível ainda. 

Em meio esses pensamentos que quase me arrancaram um sorriso; lembrei que eu estava indo para lá porque eles precisavam de ajuda com algo; me perguntei o que poderia ter acontecido.

Será que é algo sobrenatural? Seria bem legal que fosse, eu sinto saudades daquelas férias, mesmo que ainda desejasse que nós nunca tivéssemos ido para Gravity Falls; porém tirando isso, aquelas foram tipo as melhores ferias que já tive; cheia de mistérios, aventuras e até salvamos o mundo de um certo demônio; e esse é o sonho de qualquer criança curiosa.

"Rodoviária" O motorista anunciou; me levantei apressado, notando que falta 4 minutos para o ônibus chegar.  

Quando alcancei o ônibus, entreguei minha passagem para o motorista e entrei no veiculo; guardei minha mala e me sentei em minha poltrona. O ônibus estava praticamente deserto; o que fazia sentido, pois o destino era Gravity Falls; tinha algumas pessoas aparentemente exploradoras, pois carregavam malas cheias, e tinham câmeras em seus pescoços, estavam agitados; provavelmente na esperança de achar naquela cidade um grande mistério que renderia milhões. Suspirei lembrando quando havia ido para Gravity Falls; para mim era apenas um local deserto e sem graça; porém quem imaginaria que na verdade era um buraco de mistério

Fechei meus olhos cansado. Pensando no que me aguardava quando chegasse lá...

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado, - apesar de não ter tido nada demais.
Logo iniciarei as interações, então não desistam da fanfic ainda. sz
E me perdoem se acabar demorando, mas acontece que estou cheia de trabalhos escolares e provas.

Until the next chapter...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...