História The impossible is possible 2 e 3 Temporada. (Camren) - Capítulo 71


Escrita por: ~

Visualizações 155
Palavras 1.161
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 71 - 3 Temp. Cap 14


Lauren Pov

Acordo ainda com um pouco de dor, mas vejo que todos os ferimentos já curaram, Camila está deitada de costas para mim, abraço ela.

Camila: - Bom dia amor.

Lauren: - Bom dia Camz. Beijo sua bochecha.

Camila: - Como está?

Lauren: - Melhor. Continuamos abraçadas em silencio. – Amor.

Camila: - Oi.

Lauren: - Nada, só queria te chamar assim. Ela sorri. – Eu te amo muito Camz. Ela vira de frente para mim.

Camila: - Eu te amo muito Lo. Ela segura meu rosto e me beija, aah essa boca, quando o ar se faz ausente ela morde meu lábio inferior e solta devagar.

Lauren: - Como senti falta da sua boca. Seguro sua cintura e a puxo mais para mim, começo a beijar seu pescoço. – Senti falta do seu cheiro. Desço minha mão até sua bunda e aperto. – Do seu corpo. Ela arfa e joga sua cabeça um pouco para trás, aperto sua na bunda com mais força e vejo ela se arrepiar. – Senti falta em como seu corpo reage aos meus toques. Ela sobe no meu colo, me sento ficando cara a cara com ela, Camila joga seu cabelo para um lado só e começa a beijar e morder meu pescoço, então alguém bate na porta.

Camila: - Quem é?

Lucy: - É que os pestinhas já acordaram, só queria avisar.

Camila: - Já vamos descer.

Lucy: - Andem logo que não tô sendo paga para cuidar dos filhos de vocês.

Camila: - Ok ok. Ela levanta do meu colo. – Melhor irmos né.

Lauren: - Ou ela volta aqui e nos arrasta. Fizemos nossa higiene matinal. – As crianças não sabem que voltei.

Camila: - Não, falando em crianças melhor ir ver se aquelas doidas não mataram nossa filha e temos que ver o Austin também.

Lauren: - Verdade, vai na frente eu vou passar alguma coisa na minha costela.

Camila: - Quer que eu ajude?

Lauren: - Não precisa amor.

Camila: - Tudo bem então. Ela me dá um selinho e sai, volto para o banheiro e levanto a blusa na frente do espelho, minha costela tá um pouco roxa, passo uma pomada e saio do quarto, vou para cozinha.

Lauren: - Sentiram minha falta?

Bea e Mason: -  MAMAAAA. Eles vêm correndo e me abraçam.

Lauren: - Oi pequenos.

Mason: - Você tá bem mama?

Lauren: - Tô sim filho, como vocês estão?

Bea e Mason: - Beem.

Taylor: - Mama. Me levanto, Camila está com Taylor no colo e a mesma está com os braços estendidos, pego ela no colo.

Lauren: - Oi bebê. Beijo suas bochechas, ela me abraça e fica assim.

Normani: - Tá com alguma coisa quebrada Lauren?

Lauren: - Não.

Normani: - Dor?

Lauren: - Costela.

Normani: - Pomada?

Lauren: - Passei.

Normani: - Acho bom, o Austin deve ter acordado.

Lauren: - Vou ver ele. Vou para enfermaria, com Taylor no meu colo, Austin está sentado na cama. – Como tá sua cabeça?

Austin: - Melhor, na verdade MUITO melhor.

Lauren: - Normani é boa com essas coisas.

Austin: - Oq vamos fazer agora Lauren? Eles vão nos procurar.

Lauren: - Vamos dá um jeito, mas agora vamos comer alguma coisa que eu tô com fome.

Austin: - Opa, comida cadê. Fomos para cozinha.

Camila: - Está melhor Aus?

Austin: - Tô sim, nem parece que Lauren me fez pular um penhasco.

Ally: - Pular um oq?

Austin: - Penhasco.

Ally: - Lauren você é doida né.

Lauren: - Só um pouquinho, já pulei penhascos maiores.

Austin: - Mas eu não.

Camila: - Verdade, ele mal pulava a cerca para chegarmos nos cavalos.

Austin: - Isso aí, me entrega.

Camila: - É verdade, você era todo fresco.

Austin: - Tá partindo pro lado pessoal agora. Acabo rindo da cara que ele faz, depois todos nos sentamos e tomamos café, agora estamos na sala.

Lauren: - Então oq descobriram? 

Camila: - Taylor tá aí?

Taylor: - Aqui senhora, senhora Lauren bem-vinda de volta.

Lauren: - Obrigada Taylor.

Camila: - Taylor diga para Lauren tudo que sabemos até agora.

Taylor: - Sim senhora. Ela começa a explicar tudo que elas descobriram até agora. – É isso.

Lauren: - Isso é ruim, muito ruim.

Lucy: - Sinceramente, acho que isso é só a ponta do iceberg.

Taylor: - Senhoras tem agentes da S.H.I.E.L.D vindo para cá.

Normani: - Quanto tempo vão levar?

Taylor: - Estão saindo da base agora, eu meio que entrei no sistema deles.

Lucy: - Quando entrou no sistema deles?

Taylor: - Ontem, para não ter surpresa quando chegassem aqui novamente.

Ally: - Isso foi uma boa ideia.

Taylor: - Seus pais chegaram senhora Lauren. Meus pais entram em casa.

Wanda: - Temos um problema, aliás oi filha.

Lauren: - Oi mãe, oi pai.

Pietro: - Oi filha, como você tá?

Lauren: - Bem, então qual o problema?

Pietro: - Recebemos uma ligação do Peter, parece que tentaram pegar alguns dos equipamentos dele, por sorte não passaram do sistema de segurança dele.

Taylor: - Chegaram. Batem na porta.

Lauren e Wanda: - Tem coisa a mais.

Lucy: - Ok quando vocês duas dizem isso é problema sério. Os agentes entram na casa.

Filipes: - Bingo. Ouço o barulho de avião, olho para o quintal.

Lauren: - Aí merda. Jogo no sofá na frente da porta. – TODOS PRO CHÃO.  Então um avião começa a atirar dentro de casa, os agentes se abaixam também.

Pietro: - Lauren aquilo ali não vai aguentar muito.

Lauren: - Vamos tirar todos daqui. Tiramos todos da casa, o mesmo avião que estava atirando levanta voo.

- Espero que não goste muito da casa Maximoff. Então jogam alguma coisa dentro e logo saem, a casa simplesmente explode.

Bea: - Mama. Me abaixo perto dela e Mason, Camila faz o mesmo. Eles começam a chorar.

Lauren: - Vai ficar tudo bem pequenos. Eles se acalmam, olho para Lucy.

Lucy: - Ei pequenos, venham aqui, quero mostrar uma coisa. Eles vão até ela, me levanto e vou até Filipes, seguro pela gola.

Lauren: - Foi você?

Filipes: - N-não.

Lauren: - Quem fez isso com minha casa?

Filipe: - Eu não sei.

Lauren: - Ainda acha que sou eu?

Filipe: - Não sei.

Lauren: - Não sabe? QUAL A PORRA DO SEU PROBLEMA. Jogo ele no chão. – Minha casa foi destruída, minha esposa e meus filhos ficaram na mira de armas, MINHA FAMILIA, e você ainda tem a coragem de me dizer isso.

Camila Pov

Camila: - Lauren calma. Vou até ela e seguro seu braço, ela me encara, seus olhos estão vermelhos. – Amor fica calma. Ela respira fundo e fecha os olhos, depois abre e já estão normais.

Lauren: - Acho que me exaltei.

Camila: - Tudo bem amor.

Filipes: - Acho que nós já vamos, sinto muito pela confusão, vamos dá um jeito nisso.

Camila: - Não, vocês não vão, nós vamos dá um jeito, os Vingadores vão cuidar disso agora.

Lucy: - Parece que os adultos vão trabalhar.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...