História The Inevitable (Camren) - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Austin Mahone, Demi Lovato, Fifth Harmony, Shawn Mendes, Shelley Hennig
Tags Camren
Visualizações 155
Palavras 1.021
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 38 - Cap 37


Lauren Pov

Fomos para sala.

Perrie: - Laur, como você tá?

Lauren: - Melhor. Olho para Malia, a mesma está abraçada com Lydia. – Ma. Ela me encara e vem até mim, abraço ela. – Oq aconteceu?

Malia: - Eu não lembro Laur, eu não lembro.

Lauren: - Somos duas, alguém se habitua a explicar, começando por como ela saiu do quarto.

Lydia: - Opa, eu falo, então estávamos de boas lá, aí os olhos dela começaram a intercalar entre o normal e azul, então ela levantou e tentou sair, mas não conseguiu, então começou a bater na porta, quando me aproximei ela me encarou e digamos que eu preferi não mexer com ela, parecia com muita raiva, MUITA, era como se tivesse necessidade de sair, então ela conseguiu derrubar a porta.

Camila: - Foi quando chegou aqui em baixo, ela empurrou o escudo de Tramazeira e conseguiu desfazer.

Lauren: - Malia se lembra como se sentiu?

Malia: - Eu queria sair, eu precisava sair.

Lauren: - Eu queria te encontrar, eu precisava.

Camila: - Oq?

Lauren: - Necessidade, querer, fazer.

Perrie: - Lauren?

Lauren: - Já ouvi isso em algum lugar. Solto Malia.

Lucy: - Lá vai ela começar a falar e ouvir ninguém.

Lauren: - Pensa, pensa, onde ouviu isso.

Ally: - Jauregui comunicação é legal.

Camila Pov

Lauren está andando de um lado para outro e sinceramente isso tá começando a me irritar.

Perrie: - Lauren minha querida sossega. Ela ignora.

Camila: - Lauren para. Ela parece não ouvir. – MICHELLE. Ela me encara. – Você está começando a me irritar fazendo isso.

Lauren: - Nossa, desculpa se eu andar tá te irritando.

Vero: - Péssima ideia.

Lucy: - Da Camila né.

Dinah: - Da Lauren.

Camila: - Tá irritando mesmo, sossega, fala conosco, que coisa.

Lauren: - Eu tô tentando pensar.

Camila: - Pensa parada.

Lauren: - Não tô afim.

Camila: - Não sou obrigada.

Lauren: - Nem eu.

Camila: - Jauregui apenas sossega o rabo por favor.

Ally: - Eitaa.

Lauren: - Não obrigada.

Camila: - Lauren Jauregui.

Lauren: - Camila Cabello. Bufo.

Camila: - Aaarg, idiota. Ela ri.

Lauren: - Que você ama. Ela vem até mim, cruzo os braços, ela me abraça mesmo assim. – Desculpa.

Camila: - Tudo bem.

Lauren: - Certeza?

Camila: - Tenho Lauren. 

Lauren: - Amor. Encaro ela. – Eu te amo, muito. Ela beija minha bochecha. – Camz.

Camila: - Eu. Ela descruza meus braços.

Lauren: - Eu te amo amor, muito, muitoooo. Ela beija fala contra meu pescoço, acabo rindo.

Camila: - Também te amo sua boba. Seguro seu rosto e dou um selinho.

Dinah: - Eu achando que ia rolar DR, já tava preparando a pipoca aqui.

Lauren: - Ela me ama demais para ficar brava. Ela volta sua cabeça para a curva do meu pescoço, seguro com uma mão seu rosto e faço carinho.

Camila: - E ela é idiota demais para conseguir me deixar com raiva.

Vero: - Meu deus, vocês são fofas demais, parem.

Camila: - Nos deixa Veronica. Lauren me abraça. – Sério gente não tem como fica com raiva da Lauren, que agonia. Ela beija meu pescoço.

Lucy: - Ela sempre dá um jeito de mudar isso. Ela revira os olhos.

Camila: - Exato. Sinto Lauren sorri contra meu pescoço, ela levanta.

Lauren: - Ma, eu vou com a Camila na casa da vó dela e vejo se lá tem algum livro que me ajude com nosso caso.

Malia: - Tá bem então. Malia está abraçada com Lydia.

Lauren: - Alias pode desgrudando as duas, que coisa. Elas se separam.

Camila: - Tadinhas amor.

Lauren: - Tadinhas nada, Lydia é safadona.

Lydia: - Oxiiii.

Lucy: - Mas é mermo.

Malia: - Ok né.

Lauren: - Ma.

Malia: - Oi.

Lauren: - Deixa, depois eu falo. Ela acinte. – Gente, eu, Camila, quarto estamos, não incomode porque quero dormir, obrigada, de nada.

Dinah: - Não façam nada que eu não faria.

Camila: - Então pode fazer tudo né.

Dinah: - Eita, verdade.

Lauren: - Fiquem à vontade, mas não quebrem tudo. Ela segura minha mão e vamos para o quarto. – Por favor que nada mais aconteça hoje. Ela se joga na cama, rio da mesma. – Vem cá amor. Subo no seu colo. – Como tá seu ferimento?

Camila: - Bem melhor.

Lauren: - Que bom. Fico com a cabeça na curva do seu pescoço. – Amor, você me desculpa mesmo?

Camila: - Claro que sim Lo.

Lauren: - Tá bem então. Ela começa a acariciar minhas costas. – Amor.

Camila: - Oi Lo.

Lauren: - Nada, só gosto de te chamar assim.

Camila: - Boba. Beijo seu pescoço, fico fazendo carinho em seu rosto, ela me encara e sorri. – Te amo.

Lauren: - Também te amo, assim Camz, tá sem energia então tá sem o ar ligado.

Camila: - Você tá com calor.

Lauren: - Talvez. Me sento ainda no seu colo, ela faz o mesmo. – Não precisa sair. Ela tira sua blusa, impressão minha ou ficou mais calor ainda agora, passo a mão por suas cicatrizes e todo seu abdômen, ela apoia suas mãos atrás.

Camila: - Imagino o trabalho que deu para deixar definido.

Lauren: - Nah, treino desde criança.

Camila: - Eu treino desde criança e a minha não é assim. Ela ergue a sobrancelha. – É sério.

Lauren: - Amor. Antes que ela termine de falar tiro minha blusa.

Camila: - Viu, nada de gominhos. Ela fica encarando meu abdômen, ela morde o lábio inferior, ok acabou de ficar MUITO mais quente aqui, ela me encara.

Lauren: - Isso é tentador.

Camila: - Por que? Artes sínicas é comigo mesmo.

Lauren: - Olhar sem poder tocar, isso é tentador. Sorrio, me aproximo do seu ouvido.

Camila: - E quem disse que não pode tocar? Não sei oq acabei de fazer, mas acendeu alguma coisa nela, ela simplesmente seguro minhas pernas, ficou de joelho e trocou nossas posições me deixando deitada na cama e ela em cima de mim.

Lauren: - Ótimo, não sei se ia aguentar mais.

Camila: - Então faz logo oq quer. Seus olhos ficam um tom de verde mais escuro, ela me beija, com desejo e tesão, meu deus. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...