História The Inside ( Imagine RapMonster) - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Chanyeol, J-hope, Kai, Rap Monster, Suga, Suho
Tags Hentai, Namjoon, Rapmonster
Exibições 68
Palavras 772
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oioi gente!
Tudo bem?
Desculpa a demora para postar a net é uma bosta...sorry kkkk
Aqui vai mmais capítulo espero que gostem

Capítulo 5 - Visita inesperada


Fanfic / Fanfiction The Inside ( Imagine RapMonster) - Capítulo 5 - Visita inesperada

P.O.V. (S/N)

- Mãe?- disse entreabrindo a porta de seu quarto, a mesma me olhou de uma forma triste  e secou as lágrimas rápidamente na esperança de que eu não percebesse.

 - Sim, amor?- ela se acomoda em sua cama, triste era o que ela estava naquele momento. Será que ela sabia? Talvez não. Eu deveria contá-la e deixá-la mais triste mesmo que essa tristeza que ela esteja não fosse pelo mesmo motivo? Acho que não. Pensava enquanto andava rm direção à sua cama e me sentava na mesma - O que foi querida?- e agora eu teria que inventar algo.

- É que...Hoje o Hoseok vai dar uma festa e...- falei lentamente tentando processar as palavras que saíam de minha boca, que não eram mentira afinal, mas eu não estava fazendo questão de ir já que meu dia não havia sido um dos melhores, respirei fundo e continuei - Então...- eu parei quando percebi que ela estava sorrindo.

Aquele sorriso fútil de quem só estava fazendo aquilo para disfarsar sua mágua, só me deixou com uma raíva inexplicável daquele que um dia chamei de pai, eu poderia não saber o motivo de suas lágrimas, mas eu sabia que era esse o motivo, então em um movimento inesperado ela me abraça, o que era pra ser um abraço amoroso e afetivo se tornou um abraço reconfortante, não consegui me segurar e acabei por deixar algumas lágrimas caírem de meu rosto mesmo não querendo, mesmo sendo "indícios de fraqueza" meu pai dizia e sinceramente naquele momento eu só estava com ódio, ódio por ele ter a magoado. Ninguém gosta de ver sua própria mãe chorar.

Ela se separou do abraço quando sentiu algo molhar seu pescoço onde eu estava afundada.

- Não chora, amor...o que eu menos quero é ver minha filha ficando triste por causa da própria mãe, não é?- ela deu um sorriso, retribui, secou minhas lágrimas com seu polegar e acariciou meu cabelo- Então...você quer que eu te ajude a te arrumar

- Sim, por favor- soltei um risada, pois ela sabia que eu era muito desleixada para me arrumar. Na última vez em que fui a um casamento ela não estava em casa, eu coloquei apenas uma calça jeans, um tênis e um moletom , pois estava frio, quando minha mãe colocou os olhos em mim ela teve um surto e falou que nunca mais deixaria eu me arrumar sosinha, eu ri muito desse dia.

Saí de seu quarto e fui logo para o banheiro. Liguei o chuveiro e senti aquele peso em minhas costas se esvair um pouco, depois de um banho super demorado, saí e fui direto para meu quarto e ao entrar me deparei com uma caixa, mas minha mãe não estava lá.
Abri a caixa e lá estava um cartão abri o cartão e li.
"Querida, dei uma saída para esfriar um pouco a cabeça...espero que goste desse presente e não se preocupe, procure se divertir mais ok? 
Beijos Mamãe"

Dei um sorriso e retirei o presente da caixa (link 1), minha mãe realmente tinha se superado desta vez, ela adora me vestir de princesinha, mas esse era um pouco mais meu estilo.

Me vesti, passei uma make leve, um simples rímel e batom, eu não gosto de nada muito exagerado...só o rímel mesmo. Peguei minha bolsinha e já estava saíndo quando ouço batidas na porta. Abri a porta era...

- Y-Yoongi?!- gaguejei sem querer

Não, não pode ser...o que esse garoto está fazendo aqui? Pensei e já iria fechar a porta quando ele impede e com o sorriso mais careta e fofo fala:

- Não vai convidar um velho amigo para entrar?- ele deu um passo a feente nos deixando muito próximos

- Por que está aqui Yoongi?- perguntei secamente

- Ah, não seja grossa...seu Suguinha está aqui- ele falava com aquele sorrisinho ridículo o que me fez revirar os olhos de sua cara de pau.

- Meu Suguinha? Não era da minha prima? Me poupe Yoongi.

- Eu sempre serei seu...- revirei os olhos novamente. 

Vou resumir essa história para vocês, Yoongi: 1-ex-namorado por ser completamente preguiçoso, indelicado e traíra... me traiu com minha prima e depois disso eu nunca tive minha confiança desperdiçada com ninguém, pois eu me entreguei básicamente de bandeija à ele e o mesmo não respeitou e nem cuidou.

Fechei a porta atrás de mim e comecei a andar.

- Ei! Ei! Você não pode me deixar aqui assim, não pode fazer isso!- ele gritava enquanto vinha atrás de mim.

Virei para o mesmo e levantei meu dedo indicador

- Miane...já fiz!- saí andando o deixando escorado ali mesmo.


Notas Finais


Look:(https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/736x/d7/4f/b7/d74fb757db24daf1802ed35ad980512c.jpg)
Meu Deus!!! O que é que o Yoongi tá fazendo aí minha gente?
Sei que foi um cap pequeno, mas é só pra por mais coisa mesmo :p
Espero que tenham gostado
Eu tava um pouco na bad então meio que resolvi deixar vcs assim também...desculpe
Até o próximo cap :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...