História The Invitation - Park Jimin - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Personagens Originais
Tags Bangtan Boys, Bts, Jimin, Park Jimin
Visualizações 6
Palavras 1.036
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Bom... Eu não espero muito de mim, neste capitulo porque também é meu primeiro então, se ficar ruim me desculpe mesmo

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction The Invitation - Park Jimin - Capítulo 1 - Prólogo

A garota nova chegava em Seul, preparada para sua nova vida, Alice caminhava com o amigo de seu pai, Ed, que já morava por lá, faz alguns anos, ele estava mostrando alguns pontos fortes da cidade, como o Rio Han, o lugar era realmente grande, comparado o tamanho dele no mapa mundi, como de esperado, não era bons dias para passeio, já que estava começando o inverno de fevereiro, da Coréia do Sul.

Alice e Ed, finalmente após alguns passeios voltaram para suas casas, onde ela, estava jogada em seu sofá pensando o que poderia fazer no dia seguinte, quando estava passando canais em canais, até parar em um noticiário, mostrando uma estreia que haveria a noite do dia seguinte, era um planetário, pelas imagens, enorme.

De repente a garota escutou batidas na porta e rapidamente foi atende-la era Ed com dois convites.

— Olha Alice recebi dois convites para o planetário — Disse muito animado.

— Oh, Sério? — perguntou surpresa.

— Sim... Veja — Ele entrega o convite para ela — Mais agora eu terei que ir preciso arrumar minhas coisas, sabe... eu vou voltar para o Japão.

— Está bem Ed... Mais amanhã, você vem me buscar?

— Sim.

Os dois se despedem e Alice começa a procurar mais coisas por Seul, pelo Google, afinal não teria um guia para sempre.

                                                                (...)

Na manhã seguinte, Alice foi a mouse rabbit coffe uma cafeteria, ela era uma das mais baratas da cidade, então ela, sem nenhum café da manhã, aproveitou para pagar um pronto, se sentou na mesa, fez seu pedido e ficou escrevendo mandando mensagens para seus amigos, quando viu alguém se sentar na sua frente era Ed.

— Oi Alice, hoje a noite eu irei te buscar, para irmos ao planetário.

— Certo... Eu estarei pronta, até lá.

Ed então fez seu pedido, ficaram ali conversando, enquanto ele dava algumas dicas de lugares como a cafeteria, se tivesse algum problema, em conta dos lugares que haviam, onde ficava cada lugar

Perto da noite Alice e Ed estavam prontos para ir ao planetário, mais ao olhar pela janela do carro, ela ficava pensando em seus amigos, Eodun o seu melhor amigo, que ela teve que deixar no Japão.

— Ed... Você vai voltar para o Japão?

— Sim.

— Se você ver o Eodun, diz que sinto saudades

— Certo...

Ainda olhando a janela do carro Alice, ficava querendo muito voltar para o Japão enfim cresceu lá com Eodun, o seu melhor amigo de infância os dois cresceram juntos desde pequenos, seus pais eram amigos, antes mesmo de terem eles, então os dois juntos nunca foi uma coincidência.

— Chegamos Alice... — Disse Ed estacionando o carro.

Os dois desceram do carro em direção da entrada do planetário, onde estavam os proprietários, com uma tesoura para cortar a faixa de inauguração.

— Bem-vindo a todos, ao mais novo planetário de Seul!  As portas estarão aberta daqui alguns minutos, enquanto isso, aproveitem as lojinhas e lanchonetes.

Alice e Ed, então compraram algumas coisas, como bonés, um livro, um tigre-siberiano de pelúcia, o “mascote” do planetário, até começarem a tocar os tambores, o dono, arrancou a faixa e junto com isso saíram muitos fogos e confetes, deixando muitas pessoas ‘’hipnotizadas’’ com o forte brilho das luzes, dos fogos, e as grandes explosões.

Alice, sem grande humor para admirar fogos, queria logo entrar, então compraram seus ingressos e entraram, estava tudo bem estruturado, organizado mais o centro de tudo era o grande telescópio que havia ali, realmente era o centro das atenções do planetário.

Mesmo sem acreditar muito em astronomia, ela estava adorando o lugar, por muito conteúdo que havia ali, mais a cada “estrela” que via, pensava em Eodun ela sentia muita falta dele, ele ficava lembrando dos doces momentos que passavam juntos, olhando as nuvens de dia e as estrelas a noite.

“Estava a noite, Alice e Eodun, estavam deitados na grama quente, mesmo com os ventos frios, as estrelas começaram a brilhar no céu.

— É muito lindo mesmo, Eodun... — O garoto apenas ficava em silêncio. “

Lembrando dos velhos momentos, Alice subiu até o terraço, que havia, não era tão confortável quanto a grama, mais ajudava e era do jeito que gostava, de fato aquele grande telescópio era muito difícil de se usar sem uma ajuda técnica ou uma grande parte de estudo astronômico, então observar a olho nu era mais fácil.

Até levar um susto quando escutou a porta abrir, ela se levantou rapidamente.

— quem está ai? — Perguntou já assustada.

A porta novamente fez barulho, mais desta vez se fechando, a deixando mais preocupada, com seus olhos arregalados.

— Buu! – Gritou um garoto estranho.

Alice, caiu para trás com um grande susto que levou, começou a ficar um pouco brava, não imaginaria que qualquer um lhe assustaria.

— Ah me desculpe! Eu confundi — O garoto estendeu a mão

Ela indignada, nem olhou para a sua mão, ignorando-o.

— Eu posso me levantar sozinha... Obrigada.

Alice se levantou, dando leves tapinhas em sua roupa, depois voltou a se deitar, para voltar a olhar as estrelas, que tirava a atenção do que havia ao seu redor, principalmente do garoto que a assustou, até ela perceber que o garoto, estava ao seu lado, pensando se o que ele observava.

— Estou te observando... — Ao falar a garota fica em silêncio.

A garota enfim se levanta, indo em direção da porta, mais o garoto segurou seu braço a puxando para perto de seu corpo quente, encostando os seus lábios, mais não se passava de um selinho, mas a porta rapidamente se abriu, aparecendo uma garota furiosa.

— O que está fazendo Jimin?! — Ela o empurra — E você? — Então a garota desfere um forte tapa em Alice, que não compreendia nada — Jimin!

Ele então caminhou até a garota, beijando-a, enquanto Alice apenas observava, mais olhava que a garota sedia ao beijo, mesmo ainda com raiva.

— Não faça mais isso! Ladra de Namorados! — Os dois finalmente saiam do terraço, mais Jimin não parava de encarar Alice.

Alice continuava ali, pensando no que acabou de acontecer, sentindo sua bochecha avermelhada queimar, caída no chão quando Ed apareceu.


Notas Finais


Muito Obrigada por ler, por favor, se você poder me ajudar com dicas... Eu estou aberta para isso <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...