História Baby now you do - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol
Tags Baekyeol, Chanbaek
Exibições 14
Palavras 666
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá, está é uma das primeiras fics q eu fiz então sejam bonzinhos!

Boa Leitura <3

Capítulo 1 - The New Begin


Fanfic / Fanfiction Baby now you do - Capítulo 1 - The New Begin

Chanyeol On

  Queria estar morto. Minha omma me despejou de sua própria casa pela má relação que tenho com o provedor de alimento,bens materiais e prazer sexual dela, o Hyuk, um belo de um filho da puta. Ela me obrigou a fazer o 3° ano do ensino médio na nossa cidade natal e morar na residência de meus avôs que de agora em diante chamarei de appas pois nunca tive uma imagem paterna em minha vida, trágico;

  Havia chegado o grande dia do tão esperado despejo, onde Hyuk parecia mais feliz que o costumeiro. Minha omma não disse uma palavra fez tudo em um vazio e mórbido silêncio me abandonado na rodoviária e de despedida um beijo em minha testa, segui o caminho do carro com os olhos até não poder vê-lo mais e esperei o ônibus chegar.

  17:58 PM

   
   Faz um bom tempo que estou neste ônibus que cheira a carro fúnebre ao lado de uma garota esquisita que fica me encarando enquanto "durmo", não vejo a hora de pisar em terra firme. Morei em Island até os meus 8 anos de idade, tenho lembranças inesquecíveis e um grande amigo que presumo que esteja com a mesma idade, não quero o ver. Byun Baekhyun, nome normal para um pequeno satanás, nome do meu primeiro amor, isso soa tão cafona, mas sempre quis dar uns amassos naquele nanico, não posso pensar nisso!

  18:20 PM

  Chegamos na rodoviária onde avisto os meus avôs me esperando com algumas sacolas plásticas e prevejo que seja comida, desço antes que a garota me dê passagem e vou correndo pegar minhas malas e vou em suas direções com um sorriso falso, porém não estava nenhum pouco feliz por estar lá, os abracei:

  - Seja bem vindo meu neto! Como você está crescido e bonito! Nem parece que é filho daquele pilantra de seu pai. - Ele deu uma leve cutucada em meu avô que estava distraído. - Perdão, é a idade.

  - Seja bem vindo! Que as palavras de seu avô se tornem as minhas. - Ele sorriu e o retribui.

  - Estou muito grato por me receberem tão bem.

Fomos para o carro onde um silêncio constrangedor ocupava o local, e lembro que não sei os seus "belos" nomes:

  - Ei! não me recordo de seus nomes poderiam falar pra mim, por favor - eles me olharam surpresos e fiquei um pouco constrangido.

  - Meu nome é Kim SeokJin e o seu outro avô se chama Kim Namjoon, mas pode nos chamar de Jin e Namjoon, como quiser.

- Vou chama-los de appas. - Os dois automaticamente trocaram olhares e sorrisos e senti meu coração aquecido.

  Sou uma pessoa insensível, o que vivi fez o homem que sou.

   Chegamos a  uma bela casa localizada em uma vila pesqueira o bairro em si era bonito, entramos e levei as bagagens para o meu novo quarto, os larguei em cima da cama e abri as cortinas que tinha uma vista privilegiada de uma bela piscina onde estava uma bela moça: pálida, dos cabelos louros levemente cacheados e encharcados pela água da piscina, rosto angelical... Desviei o olhar para não ter a fama de pervetido quando um garoto que me parecia um pouco familiar a agarrava como se fossem íntimos, havia me encantado visualmente mas depois de tal cena não tenho chances, o cara era lindo comparado a mim que tinha as maiores orelhas da família, um mérito digno para uma vida tão miserável.
     Corri para o banheiro, tomei uma ducha rápida e coloquei roupas largas e desci atraído pelo cheiro que vinha da cozinha, estou faminto. Quando sentei a mesa o avô Jin me abordou:

  - Chan?

  - Oi Appa Jin.

  - Gostas de peixe?

  - Sim.

  - Ok.

  Comemos e fomos direto aos quartos pois ambos estávamos muito cansados e fomos dormir, acho que fizeram os mesmo.
  Daqui dois dias será o meu primeiro dia de aula, merda, poderia demorar alguns anos luz, não estou entusiasmado e que aluno novato está?


Notas Finais


Espero que tenham gostado rs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...