História The Joker & Harley Quinn - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Batman, Esquadrão Suicida
Personagens Bruce Wayne (Batman), Coringa (Jack Napier), Harleen Frances Quinzel / Harley Quinn (Arlequina)
Tags Ação, Amor, Arlequina, Batman, Catwoman, Coringa, Damon, Dc Comics, Deadshot, Drama, Esquadrão Suicida, Harleen, Harley Quinn, Hera Venenosa, Heróis, Hot, Incesto, Joker, Lucy, Morte, Mulher Gato, Naiper, Original, Pistoleiro, Poison Ivy, Psicopata, Quinzel, Romance, Sexo, Tortura, Vilões, Violencia
Exibições 466
Palavras 3.263
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


200 favoritos e 312 comentários, assim terminamos a primeira temporada
Nunca imaginei que a Fic fosse crescer assim, obrigado a todos que acompanham, e comentam não sabe o quanto isso me deixa feliz ❤
Amo muito vocês meu puddin's

Um big capítulo pra vocês, preparem o coraçãozinho e boa leitura 😊

Capítulo 30 - 30


Fanfic / Fanfiction The Joker & Harley Quinn - Capítulo 30 - 30

Harley Quinn

Eu e Pudim estávamos muito felizes não conseguíamos desfazer o sorriso do rosto, cheguei em casa e fui ligar para Ivy

[chamada iniciada]

- Amiga?

- Oii, e aí é menina?

- Só vou contar quando chegar aqui

- Você e essas suas chantagens

- Chame Dead também, e não demore

[chamada finalizada]

Pudim estava sentado no sofá, me sentei ao seu lado, e ele passo a mão na minha barriga sorrindo bobo

- Nossa princesinha - meus olhos lacrimejaram, foi a cena mais linda que já vi selei nossos lábios e ele voltou sua atenção a minha barriga fazendo carinho

- Ivy e Dead estão vindo, o que acha deles serem os padrinhos

- Acho ótimo - Me deu um sorriso e o segurança da casa nos atrapalhou

- Ivy e Dead estão no portão, posso permitir a entrada?

- Já deveria ter feito isso - pudim o responde e no mesmo segundo o homem some dali

Minutos depois Ivy e Dead adentram a sala, Ivy veio me abraçar e Dead deu um toque de mão com Pudim

- Me conta logo, estou enlouquecendo

- É menina - disse já emocionada de novo

- Ah, eu sabia - Ivy disse toda animada

- E aí Mr J, como está sabendo que vai ter uma pestinha

- Já estou preparando as armas - Pudim disse e todos riram menos ele, mostrando que estava falando sério - ninguém encosta na minha filha - abriu um sorriso prateado

- Então - disse chamando a atenção de todos a mim - Eu sei que nem precisa convidar por que vocês já sabem que serão os padrinhos

- É bom mesmo - Ivy disse com um sorriso no rosto

- Vou mimar muito essa criança - Dead falou com sorriso no rosto também

Ficamos conversando e acabou ficando tarde e eles jantaram com a gente, eu e Pudim estávamos cansados e amanhã queria levantar cedo preparar as coisas pra nossa menininha, eu estou tão empolgada que assim que deitei na cama apaguei abraçada com Pudim

Acordei e como de costume Pudim já havia levantado, tomei um banho rápido e coloquei uma roupa pentiei meus cabelos e desci, Pudim estava sentado e as empregadas estavam arrumando a mesa com café da manhã. Me sentei ao seu lado

- Bom dia

- Bom dia amor - selou nossos lábios

- Tem algo pra fazer hoje? - Negou - então vamos às compras - disse animada

- Então coma bem pra não passar mal - acenti e comi bem mesmo, não via a hora de sair um pouco de casa ainda mais pra gastar

Pudim colocou roupas mais casuais sem seus ternos e camisas sociais como de costume, geralmente só usava roupa casual em casa, colocou um chapéu a idéia era ele não ser reconhecido não queríamos chamar a atenção

Fomos ao shopping de Gotham e entrei em uma loja infantil

Era tudo muito fofo, eu estava enlouquecendo na loja

Pode parecer bobeira mas comprei tudo rosa e azul, é minha filha eu visto do jeito que eu quiser. Só abri exceções pra cores neutras como preto, branco e cinza e comprei umas peças roxas que achei muito bonitinho

Uma loja já foi, agora falta o resto

Fui até Pudim que encarava na vitrine um terninho social minúsculo, os olhos dele brilhavam e eu no momento que vi a cena queria dar um menininho a ele. Mas era impossível agora

- Vamos Pudim? - Ele acentiu e fomos a outra loja

[...]

Fomos em todas as lojas infantis encontrada no shop, eu acabei cedendo e comprando outras cores mas a maioria era rosa e azul, a combinação era perfeita. Já havia decidido que seria a cor da decoração do quarto. Não via a hora de por cor naquela casa, tudo era branco, e as únicas cores que se encontravam em alguns ponto da casa era preto, vermelho e dourado

Já estavamos voltando pra casa

- Não acha que comprou muita coisa?

- Que nada, minha filha vai ser uma princesa. Nem repetir roupa vai - ele riu pelo nariz

- Vai sim - sorrimos e logo chegamos em casa

O dia foi corrido, então tomamos banho e desmaiado na cama

[...]

1 mês depois, foi o mês mais corrido da minha vida.

Fiz compras pra bebê, fui atrás de uma decoradora pro seu quarto, e também atrás do vestido pro casamento de Ivy que aliás era hoje

Terminava de me arrumar e Pudim já estava pronto com uma calça social preta, camisa social vinho e um blazer prata, estava lindo

Eu estava com um vestido azul marinho, que era bem solto, tinha um decote bem aberto, minha costa ficava inteira nua, tinha uma fenda no vestido que conforme eu andava aparecia minha perna, o vestido soltinho disfarçava minha barriguinha já de 5 meses

O casamento será na casa deles mesmo, no jardim.

Prontos fomos ao carro rumo a casa deles, éramos padrinhos tínhamos que chegar mais cedo, só estava Dead e umas pessoas terminando de arrumar a decoração, cumprimentamos ele

- Cadê Ivy?  - Perguntei ao Dead

- Está lá dentro se arrumando - ele explicou onde ficava o quarto e fui até ele batendo na porta

- Posso entrar? - A porta se abriu

- Vem amiga - entrei no quarto

- Você está linda - o vestido dela era feito de Folhas em um verde vivo lindo, a parte da frente era mais curta e a de trás chegava a seus pés, era super colado deixando suas curvas bem visíveis, seu cabelo estava solto e ondulado e algumas folhas os decoravam também

- Você também está linda - ajudei ela terminar de se arrumar e já ouvíamos uma movimentação no jardim, provavelmente os convidados chegando - Estou nervosa

- Se acalma, vai da tudo certo. Qualquer coisa eu estou aqui

Uma mulher bateu na porta dizendo pra descer pra começar a cerimônia, acentimos e fomos

Pudim estava na sala, fui ao encontro dele olhando pra fora todos os convidados sentados em seus lugares e estava tudo lindo, decorado com flores

- Nossa vez de entrar - Peguei no seu braço e fomos

Dead estava no altar e eu e Pudim chegamos ao tapete que nos direcionava ao altar também, todos nos olhavam haviam muitos convidados, não achei que seriam tantos

Logo chegamos ao final do tapete ocupando nosso lugar, todos se levantaram a espera de Ivy e logo ela apareceu seguindo calmamente e com um sorriso no rosto, estava linda

Chegou ao altar e a cerimônia começou

[...]

Já estava na festa do casamento, a música alta tomava conta do lugar estávamos em dançando, me virei pra ele e perguntei o que estava me perturbado

- Pudim?

- Oi

- Tem muitas Afiliações aqui, já identifiquei Sociedade Secreta dos supervilões, Gangue da Injustiça e sérias de Gotham. Você conhece todos esses criminoso?

- Todos

- Por que nunca me apresentou? - Deu de ombros - de que afiliação você é? - Riu peço Nariz

- Não tenho afiliação, eu trabalho sozinho

- Não mais - ele me olhou confuso - Agora tem eu - sorriu e me beijou

[...]

6 meses de gravidez, e meus hormônios estão mais sensíveis que nunca, meu humor muda constantemente e eu não consigo me controlar, eu tenho plena consciência do meu temperamento mas quando Pudim me falou isso não gostei e acabei chorando

- Amor, desculpa - Eu ainda me debulhava em lágrimas - Ei vem cá - Me aninhou a ele - Não chora, nossa filha vai ficar triste assim - engoli o choro e ele sorriu vitorioso

- Amor?

- Sim

- O que acha de Lucy?

- Quem é Lucy? - Ele perguntou não entendendo e acariciei minha barriga como resposta - Eu acho perfeito

Tinha um sorriso nos lábios que logo o desmanchei com um beijo

[...]

7 meses de gravidez minha barriga já estava enorme, não tinham mais roupas que conseguiam disfarçar, Ivy e Dead vieram me visitar, Pudim estava na cozinha preparando batatas fritas com queijo, era algo simples nada fora do normal mas a exceção era que tinha ele preparar, eu queria comer batatas fritas dele e de mais ninguém, não me pergunte o por que

- Já está gordinha hein - Dead disse brincalhão mas aquilo me fez cair em lágrimas

- Dead olha o que você fez - Ivy o repreendeu

- Eu não sabia - disse deseperado

- Você que que me acalmar, como Pudim faz - disse ainda chorando

Antes que ele tentasse Pudim foi até o sofá, sentou ao meu lado me abraçando e fazendo carinho em meus cabelos me fazer parar de chorar aos poucos

- Você está mimando demais ela - Dead disse rindo

[...]

15 dias depois, meus hormônios já estavam melhores e eu conseguia controlar minhas emoções, Pudim está de mal humor por não podermos transar, então evitava contato comigo o que me matava mas eu tentava o entender, sempre que ia manhosa ele não conseguia segurar e retribuía todo o carinho

Estávamos sentados na beira da piscina

- Pudim, tô com vontade.

- De novo - Me interrompeu, lancei um olhar matador pra ele e continuei

- Estou com vontade de comer Pudim

- Estou estou aqui amor - Me lançou um olhar safado seguido de um sorrido - todinho pra você - ele me beijou quente, ele estava com vontade por conta dos dias que ficou sem, e deixava bem isso transmitir pelo beijo me esquentando toda, passou a mão pelo meu corpo e minha intimidade começou a melar e então nos separei

- Não podemos - ele revirou os olhos e saiu de perto

[...]

Hoje estou completando o oitavo mês de gravidez, Ivy me ligou toda animada dizendo que tinha novidades. Já que Pudim não queria muito me ver então falei a ela pra darmos uma volta queria tomar um ar, logo me avisaram que ela havia chego e fui até ela

- Me conta logo - seus olhos brilhavam

- Eu estou grávida - abracei com força

- Vou ser titia

- Madrinha - ela me corrigiu e apertei ela mais ainda

- Amiga, tô tão feliz por você

Continuamos andando sem rumo, apenas pra tomar um ar e conversar

- Harley? - Escuto uma voz conhecida me chamar olho pra trás vendo Batman

- Oi - disse sem graça até por que dá última vez ele levou uma surra do meu marido

- Está grávida? - olhou minha barriga

- Preciso mesmo responder? - Era óbvia a resposta, seus olhos emitiram tristeza e por um momento me arrependi de ter sido grossa

- Vamos amor - Talia apareceu atrás dele

- adeus Harley - se despediu e saiu, Talia foi junto mas antes me deu uma encarada nada boa, se não estivesse grávida daria um chute na cara da vagabunda

- Eu hein - Falei pra Ivy e continuamos andando agora voltando pra casa, e conversando

Me despedi dela, entrei em casa e tudo estava quieto, Pudim não estava lá em baixo subi indo pro quarto e não o encontrei também, me aproximei do nosso banheiro e pude ouvir alguns gemidos vindo de lá

Será que Pudim está se tocando?

Abri a porta lentamente e ele não percebeu minha presença, pude responder minha pergunta vendo ele em baixo do chuveiro de costas se tocando. Me despi rapidamente e entrei no box o abraçando por trás e tocando seu membro começando eu a fazer os movimentos

- Hay.. - Disse parecendo um gemido

Me virei de frente pra ele e me agachei a sua frente engolindo seu membro, ele jogou a cabeça pra trás gemendo baixo enquanto eu o chupava por completo, era grande mas o colocava inteiro na boca fazendo tocar minha garganta

Seus gemidos ficaram mais altos e mais contínuos e aumentei a velocidade, ainda o colocando por completo e passando minha língua pela sua glande

- Amor.. Eu vou gozar - terminou de falar e o coloquei inteiro na boca ele soltou um gemido rouco gozando me fazendo sentir os jatos quentes na minha garganta

Me levantei e nos beijamos, ele ainda estava ofegante se recuperando do orgasmo. Tomamos banho e dormimos

[...]

Último mês de gravidez, Pudim não me deixa nem andar sozinha, Lucy não para quieta um segundo, fica o tempo todo agitada me dando vários chutes

- Amor, fica com ela - disse reclamando de mais um chute que ela deu ele sorriu acariciando minha barriga

- Calma filha, papai ta aqui - deu um selinho na minha barriga e ela se acalmou no mesmo instante

- Como consegue?

- Ela ama o papai, né filha? - Disse me fazer rir, toda vez que Lucy se agitava Pudim a acalmava

Estava admirando a cena e demorei a perceber algo molhado, e logo senti uma pontada no abdômen

- Pudim - disse num fio de voz e ele me olhou preocupado - Me leva ao hospital

Ele viu a poça de água e me pegou desesperado no colo e me colocou dentro do carro, acelerando e em questão de minutos estávamos no hospital

- Vai nascer - Pudim gritou no hospital e vieram me socorrer

Me trocaram colocaram aquele vestido feio de hospital, e viram a dilatação e estava boa então iria ser parto normal

The Joker

Liguei a Dead e Jonny avisando e eles que já estavam a caminho do hospital com suas esposas. Me troquei e e Harley já estava no quarto se preparando pro Parto, eu iria acompanhá-la

Entrei e ela estava deitada na cama, cheguei do seu lado e segurei sua mão ela me deu um sorriso nervoso e tentei tranquiliza-la mas eu também estava muito nervoso

- Preparada? - A médica disse, fiz questão de ser uma mulher, não vou deixar outro homem ver a minha mulher - 1.. 2.. 3 força

Harley fez uma força incrível esmagando minha mão

- Mais uma vez, 1.. 2.. 3 força - novamente fez força, provavelmente ela iria quebrar meus dedos - Estou vendo a cabeça

- Vai amor, força - incentivei ela

- 1.. 2.. 3 força - e um choro tomou conta do local

Meu coração disparou em uma felicidade inexplicável, não sei descrever só sei que a senti, olhei pra Harley que estava com os olhos marejados

Terminaram de à enrolar e me entregaram

- Deixa eu pegar ela - Harley pediu e deixei ela cuidadosamente nos seus braços

Ela era tão pequenininha e linda, seus cabelos eram quase brancos de tão claros

- Ela é linda - disse fazendo carinho na bochecha de Lucy

- Igual a mãe

- Eu te amo

- Eu amo vocês duas

[...]

2 meses depois

Lucy já havia abertos os olhos mostrando ser azuis claros, lindos

Não querendo me gabar, mas sou um ótimo pai, a única coisa que não faço é dar banho por que tenho medo ela ainda é muito pequenininha e frágil

Eu nunca pensei que essa coisa fofa pudesse nos dar tanta felicidade, eu a amo demais

Dead e Ivy estavam encantados com ela, sempre que vinham traziam presentes, ela vai ser muito mimada e não vou mudar isso, ela é filha de Mr J óbvio que vai ter tudo que quer

[...]

5 meses que a pequenininha nasceu, Harley estava me observando a dar mama a ela

Logo Ivy e Dead chegariam da consulta que saberiam o sexo do bebê

- os amores da minha vida - Harley disse baixinho mas pude ouvir e dei um sorriso a ela

Pegando Lucy pra arrotar, logo ela fez e Lucy a pegou no colo pra fazê-la dormir

Ivy e Dead chegaram

- Sem suspense - Harley disse curiosa

- Menina - Ivy disse e Harley a abraço

- Agora entendo o que disse sobre armas - Dead disse me fazendo rir pelo nariz

Só de imaginar um moleque perto da minha filha quero matar, ela é a minha princesa

[...]

Hoje é o aniversário de um ano de Lucy, ela já está enorme já até fala algumas coisas "papa, mamae, mama, toto, titi" mas a primeira delas foi papa o que fez Harley morrer de ciúmes ela disse que só foi papai por que faço todos os mimos dela e faço mesmo, ela é tão fofa só de olhar meu coração derrete

Ivy já estava com um barrigao prestes a ganhar, escolheram o nome Katarina pra filha deles

[...]

3 meses depois

Ivy já tinha ganhado o bebê, era uma moreninha ruiva linda, Dead estava todo babão e ele ainda falava de mim

Lucy é muito esperta, já está mais crescida e sempre que tô em casa pede pra brincar comigo já que faço suas vontades sempre aceito

No momento ela estava brincando de casinha com Harley, ou pelo menos tentando

- Mamae quelo binca com papa - disse fazendo bico

Harley fez cara feia pra mim morrendo de ciúmes, eu e Lucy somos muito apegados

- A Monstrinha do papai que brinca de lutinha?  - Disse ela fico toda animada

- Pudim já falei pra não ficar com essas brincadeiras violentas

- Só estou ensinando ela a se defender

Lucy adorava brincar de lutinha, puxou o pai

[...]

Harley e Lucy estavam na piscina quando ouvi um choro e fui correndo

- O que você fez pra minha monstrinha?

- Ela não quer sair da piscina

- Vamos filha, papai vai fazer cookie pra você

- Ebaaa - ela disse toda animada

- Mas tem que sair da piscina - ela acentiu concordando e saiu da piscina

- Tadinha, acha que é você que faz os cookies - Harley disse rindo, e beijei ela

- Te amo tortinha

- Te amo mais pudinzinho - selei nossos lábios - vo tomar um banho, da conta dela? - acenti

Cheguei na sala e Lucy estava sentada no chão e sua caixa de brinquedos espalhados pela sala inteira

- Monstrinha - ela me olhou - ainda bem que a mamãe não viu se não estaríamos encrencados - ela riu - Vem vamos pegar os cookies - ela pulou no meu colo - arrumem essa bagunça antes que Harley veja - ordenei as empregadas

[...]

Lucy já estava com dois aninhos, a cada dia fica mais linda e parecida com a mãe

Katarina também já está com um ano, eu e Harley também mimamos muito ela já que somos seus padrinhos é nosso dever

Harley acordou mal hoje, não quis tocar na comida fiquei preocupado

- Amor, você está bem?

- Sim amor - sorriu fraco

- Não parece

- Me dá um beijo? - Beijei ela calmamente - pega Lucy e me leva ao hospital - acenti pegando Lucy na sala assistindo desenho

Comprei outro carro, uma BMW pra caber a cadeirinha de Lucy, seguimos até o hospital

Fiquei com Lucy esperando Harvey

- A mamae ta bem papai?

- Ta sim Monstrinha, não se preocupa - disse a abraçando mas eu estava mais preocupado que ela

A médica nos chamou e fui até o quarto com ela e Lucy

Harley Quinn

Eu já suspeitava, quando se tem o primeiro filho você já fica mais atenta e percebe os sintomas. E se realmente for eu vou explodir de felicidade

- Está melhor? - Pudim disse entrando o quarto com Lucy em seu colo

- Estou sim amor - Beijou minha testa

- O que aconteceu com ela Dra?

- Parabéns, vocês estão grávidos

Beijei ele, o sorriso era única expressão presente naquele quarto

Eu sou a mulher mais feliz do mundo


Notas Finais


Se tiver mais que 21 comentários (record da Fic) posto o prólogo da segunda temporada ainda hoje ❤

Vontade de comer Pudim foi uma leitora que falou e eu gostei da idéia 😂😂💙 (Titia_katy)

Mais uma ver obrigado por tudo 😘

Bjs bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...