História The Key to The Diaries - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Colegial, Depressão, Diários, Misterios, Naruto, Problemas, Viagens No Tempo
Visualizações 3
Palavras 954
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Harem, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mecha, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Orange, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Sobrenatural, Steampunk, Super Power, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem.

Capítulo 2 - Uma História de Amor - Parte 1


Fanfic / Fanfiction The Key to The Diaries - Capítulo 2 - Uma História de Amor - Parte 1

Olá, me chamo Hyuuga Hinata, sou mestiça, filha de Hyuuga Chantal, uma francesa que também é mestiça, descendente de japoneses, minha mãe era a futura herdeira da empresa Jacques e do templo Ootsutsuki, minha mãe era muito linda, todos falam que eu me pareço muito com ela, tirando os meus olhos que são estranhamente na cor lavanda pálida, mas isso é genética Hyuuga, e também sou filha de Hyuuga Hiashi, dono da maior empresa de petróleo do mundo, como ele se casou com a minha mãe e minha avó faleceu e meu avô se aposentou, então ele também tem o controle da empresa Jacques e do templo Ootsutsuki, que no qual eu vou herdar quando eu encerrar a universidade, meu pai é um homem muito ausente e frio. Bem, eu vou começar a contar a história de meu pai e minha mãe, ela vivia me contando essa história, eu estou com o livro especial que minha mãe fez, cheio de fotos e muito amor, eu vou ler ele para vocês.

Tudo começou quando uma bela jovem de 19 anos estava sentada na varanda de seu quarto desenhando a paisagem maravilhosa que estava a sua vista, "A cidade de Paris é tão bonita", pensou enquanto desenhava, até que ouve alguém bater na porta de seu quarto.

- Entre. - Disse ela com uma certa doçura em sua voz.

- Senhorita Jacques, seu pai esta chamando para fazer um aviso importante.

- Ah, claro, mas eu já falei para você me chamar de Chantal-nee, Natsu-chan.

- S... Sim, desculpe senhori... Quer dizer... Chantal-nee.

- Isso mesmo, somos amigas, não precisa de formalidade comigo. Certo?

- Sim... Chantal-nee.

As duas deram um enorme sorriso, logo depois, a bela jovem desceu ao encontro de seu pai, ao descer percebeu que tinha mais duas pessoas com ele e começou a estranhar.

- O que ouve papa-chan? - Perguntou confusa.

- C... Chantal, já falei para você me chamar apenas de pai na frente das visitas. - Sussurrou em seu ouvido.

- Ah, me desculpa... Pai.

- O que vocês estão cochichando aí? - Disse a mãe de Chantal.

- Nada não mamãe, então.... O que vocês querem falar comigo?

- Bem... - Disse seu pai, um pouco tenso - Vocês sabe que vai herdar o templo Ootsutsuki, certo?

- Sim. Eu sei, mas, Por que esses homem estão aqui.?

- Ah sim, filha, esse é Hyuuga Seishirou e esse é seu filho, Hyuuga Hiashi.

- Hyuuga? - "Aí te coisa" pensou desconfiada.

- Sim, você sabe que a empresa Hyuuga é uma das mais importantes do mundo, certo? Então decidimos fundir tudo. Quer dizer... As duas empresas serão parceiras, então, também teremos propriedades lá, e os Hyuugas também terão na nossa.

- Sério? Que ótimo! Prazer em conhece-los, eu sou a Chantal.

- O prazer é meu. - Seichirou em um tom calmo.

- Prazer. - Dessa vez Hiashi, um pouco frio.

- "Humm, o que foi isso?"

- Mas para isso se oficializar, teremos que juntar nossas famílias. - Falou o pai de Chantal.

- A onde o senhor quer chegar?

- Ei Chantal, que falta de educação. - Disse dua mãe.

- Desculpe mamãe.

- Chantal. Você sabe que a empresa e o templo são bastante importantes para o mundo. Então você terá que ter a responsabilidade de assumir o templo, e com a fusão da empresa Hyuuga será melhor ainda. Então eu pedi para que Hyuuga Hiashi viesse aqui para lhe apresentar como seu futuro noivo.

- O que? Como assim?! Papa-chan como pode tomar essa decisão sem me consultar primeiro?!

- Eu já disse para não me ch...

- Você é cruel. - Disse com a voz chorosa - Eu já tinha meus planos, eu não vou me casar com esse babaca. EU NÃO QUERO HERDAR ESSA POCARIA DE TEMPLO!! - Assim que finalizou, ela saiu correndo e chorando para seu quarto.

- Espere, Chantal-nee! - Disse Natsu indo atrás de Chantal.

- Sinto muito pela falta de senso de minha filha, ela só está confusa. - Disse a mãe de Chantal.

- Não se preocupe, outro dia conversaremos sobre isso. 

- Sim. Me desculpem mas eu vou sair agora, tenho um compromisso importante.

- Tudo bem,eu também já vou. Hiashi, você vem comigo?

- Eu vou dar uma volta primeiro. Quero conhecer mais Paris.

- Tudo bem então. Até mais Tarou. - Disse Seichirou.

- Sim, prometo me resolver com ela. - Disse levando Seichirou, Hiashi e sua esposa para a porta.

- Eu espero. - Finalizou Seichirou.

No quarto de Chantal.

Chantal se jogou na cama chorando e logo depois Natsu chegou.

- Chantal-nee.

- N... Natsu-chan.... Eu que... eu quero sair daqui. 

- Eu sei que é difícil, mas, você é a futura Herdeira do Temp....

- EU NÃO QUERO SABER DESTE TEMPLO MALDITO!! NEM DAS EMPRESAS, NEM de nada.

- Ah Chantal-nee. Eu queria poder ajudar, mas não posso.

- Quantos anos você tem Natsu-chan?

- 6 anos.

- Natsu-chan, Você é muito nova, e precisa viver a sua vida dignamente e saborosamente.

- Sim.

- Quando tiver minha idade, não deixe que ninguém escolha o seu futuro.

- Sim.

Logo depois a Natsu foi para seu quarto. Chantal então saiu pela janela e levou com ela uma bolsa. Ela estava caminhando para refrescar sua mente e acabou parando em uma casa abandonada, curiosa entrou nela sem que ninguém percebesse, a casa estava cheia de poeira, teias de aranha e muito escura.

- Que medo! 

Ela subiu em uma escada.

- Aqui tem muitos quartos e escadas escada. 

Continuou a explorar a enorme casa, até que ouve um barulho e começa a ficar com medo.

- T... Tem alguém aí?

Continua...


Notas Finais


Obrigada por lerem. <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...