História The Kid ( SasuSaku ) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Hinata Hyuuga, Itachi Uchiha, Karin, Mikoto Uchiha, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Naruto, Romance, Sakura Haruno, Sasuke Uchiba, Sasusaku
Visualizações 279
Palavras 1.317
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


É a minha primeira vez fazendo uma fanfic de SasuSaku. Então me desculpem se tiver algum erro, mas espero que gostem.

Capítulo 1 - O Aniversário


Fanfic / Fanfiction The Kid ( SasuSaku ) - Capítulo 1 - O Aniversário

                            Sasuke On

- Filho, poderíamos fazer meio que uma aliança não achas? - diz a minha mãe dando-me vários papéis, com vários orfanatos

- TSC... Não acho isso necessário. - vejo a Karin a entrar, o que me deixa logo em alerta

- Tsc? Meu deus filho, assim a tua reputação sobe mais. E tenho saudades de ver crianças FOFAS!

- A tua mãe tem razão, até porque eu gosto bastante de crianças. - esta é que eu não esperava desde quando a Karin gosta de crianças? Me poupe, Nos poupe

- Ta, ta. Eu escolho o orfanato Friend. - não aguento mais ouvi-las pela amor da santa

- Vamos quando? - pergunta Karin

- Que tal hoje filhinho?

- Sim, estou livre á tarde.

Não é que eu não goste de crianças, mas algumas são muito choronas e dão muito trabalho. Eu quero ser pai e já dei essa ideia á Karin. Mas  será ela a mulher certo para engravidar do meu filho?

...

- Filho, esta é a Maria, a dona do orfanato e a que dirige tudo.

- Prazer em a conhecer. Deve ter sido avisada sobre a nossa vinda, certo?

- Claro que sim, nunca esperava que a empresa Uchiha decidi-se fazer parceria com um orfanato pequeno como o nosso.

- Onde estão as crianças? - pergunta Karin, interrompendo a minha conversa

- As crianças, estão neste momento a festejar um aniversário. - sorri gentil, e de um momento para o outro ouço uma salva de palmas

...

                                        Sakura On

Hoje, é o dia que o meu pequeno amigo Taro vai fazer 4 aninhos.

- O que será que devo levar? Um vestido branco... Não! Iria se sujar rápido... Hm... - fico pensativa, eu não sei o que ei de levar - Ah já sei o meu vestido vermelho, com pequenas pétalas de Sakura!

Procuro o tal vestido e encontro-o no meio de muitos outros vestidos. Pergunto-me onde raio saiu tantos vestidos? Bem acho que a culpa deve ser de uma rapariga chamada Sakura, minha não é. 

- Bolo OK, vestido OK, presente de aniversário... Irá demorar um pouco ,mas OK!

Saio de casa e decido pegar um táxi, não estava com paciência para dirigir. É cansativo e eu estou com muito preguiça.

- Senhorita onde deseja ir? - pergunta o taxista

- Orfanato Friend.

Olho para o lado de fora e começo a pensar na vida. Estou muito nervosa, ainda vou cair para o lado. Taro... Taro... É o nome que não para de vir á minha cabeça. É o nome da criança que eu vi crescer e cuidei até hoje. Mas apartir de hoje, algo vai mudar na nossa relação. Isso faz-me ficar com um sorriso parvo, digno de uma idiota. Os meus pensamentos são interrompidos pelo uma voz.

- Já chegamos senhorita. - entrego o dinheiro e saio do táxi, indo em direção á porta do refeitório

Entro e vejo as crianças e as mais adultas a acabar de almoçar.

- Eu pensava que vinhas comer connosco Sakura. - diz Taro, a olhar para mim com uma cara de desiludido

- Desculpa, mas em troca trouxe um bolo magnífico. - essa criança fala melhor português do que eu, porra!

- Não precisava fazer isso. -diz Maria sorrindo com os seus olhos azuis marinhos

- Eu gosto de cumprir as minhas promessas. Taro feliz aniversário! - digo abraçando-o e ele retribui - Sabes, o teu presente vai ser um pouco diferente este ano.

- O que é? - faz uma cara típica de uma criança. Seria meu sonho?

- Surpresa! - coloco o bolo no meio da mesa

- Sakura, eu vou ter com o Senhor Sasuke, ele quer fazer uma parceria com o nosso orfanato. Estarei lá fora, cantem os parabéns sem mim.

- Pera é aquele GrandeUchib grande empresa?! - quase grito ao falar

- Sim - olha a janela - Eles chegaram. Volto já.

- Meu deus, isso é bom demais. - pego nas velas e coloco-as no bolo. Quem diria 4 anos, podem se passar assim tão rápido

- Sakura, vai me dar o presente depois de eu apagar as velas? - olha para mim com um olhar de matar

- Sim. Gente vamos cantar os parabéns! - grito para toda a gente ouvir e ao mesmo tempo pego no Taro, deixando-o no meu colo

- Parabéns para você, nesta data querida... - continuamos, até que toda a gente grita " Ehh " e o Taro apaga as velas.

- Pediste um desejo? - pergunta uma das adultas lá presentes

- Óbvio, é o meu aniversário. - agorrante e fofo o que mais poderia pedir? - Sakura o meu presente?

- Pera... Taro queres ser meu filho a partir de agora? - meu coração ta nas mãos, neste momento

- O quê? - o menino parece feliz e confuso ao mesmo tempo. Todos á sua volta pareciam confusos

- Já á muito tempo queria isso, mas decidi deixar esta proposta para o teu aniversário. Por favor da-me uma resposta. - Porra! Merda! Meu cu

- Eu... Eu quero que a Sakura seja a minha mãe! - abraço-o para não chorar, neste exato momento eu ganhei um filho

O Taro solta-se e corro para o jardim dá parte de fora. Olho para onde ele corre, e está indo em direção á Maria. O que me chama atenção foi o lindo e musculoso moreno que está a falar com ela. De repente ouço a voz do mais novo.

- A Sakura vai ser a minha mamã. Ela vai ser a minha mãe.

- Eh? Como assim Taro? - parece confusa, não que a culpa seja minha

- A S-A-K-U-R-A é a minha mãe.

- Como? Ela é tão nova.- decido interferir na conversa deles

- Eu sei que sou nova, mas eu quero cuidar e amar este miúdo, como se fosse a mãe dele. - dou um sorriso tímido, não ligando ao resto das pessoas lá presentes

- Realmente tens coragem. - Maria parece fascinada. Porque?

- Não se trata de coragem e sim de amor. E isso é o que não me falta.

- Olá! - Nossa que senhora bonita, cabelo pretos e sedosos, olho negros e secretos. Aprovada!

- Ola! Pera... Não me diga que eu estou a interromper algo?

- Não, esta tudo bem. Devemos saber como é que pessoas que visitam as crianças, as tratam. E vejo aqui uma mãe fantástica. O meu nome é Mikoto, Mikoto Uchiha. - Morri, significa que a pessoa ao seu lado é Sasuke e a sua namorada...

- O meu nome é Sakura, Sakura Haruno. Prazer em conhecê-la!

- Já agora eu sou Sasuke Uchiha, dono da empresa Uchiha. Vai adotar esse menino?

- Claro! - pego no Taro - Estou completamente em Love com ele.

- Parabéns Taro! - diz o moreno, para o mais pequeno, que agradece com um sorriso meigo

- Senhor Sasuke, por mim esta tudo bem. Desejam comer um fatia de bolo, feito pela Sakura?

- Por que não. - diz Sasuke encarando-me, com um olhar que sinceramente...

Sigo-os e fico todo esse tempo com o Taro nos meu braços. Eu não o quero deixar por mais que eu necessite.

- Como está o bolo? - olho para os Uchihas

- Magnífico! - diz a Uchiha mais velha

- Ainda bem! 

- Uma pergunta Sakura... Tu trabalhas no momento?

- Não, porquê?

- Não é que cozinhas muito bem, e eu preciso de alguém assim em minha casa.

- Não me diga que estás a pensar em empregá-la? - pergunta a ruiva, com uma cara de raiva

- Sim. Eu depois gostaria de falar a sós consigo menina Haruno. - faz uma cara totalmente séria. Eu acho isso extremamente sexy

Aceno com a cabeça, espero que todos acabem de comer e vou ter com o Sasuke. Deixando Taro a arrumar as sua coisas. Pois já podia vir comigo. Tratei da papelada e tudo mais.

- Haruno eu sei que é pedir demais. Mas eu gostaria de que se tornasse uma cozinheira, quer dizer o meu braço direito. 

- Porque eu?

- Simplesmente quero que sejas tu. Aceitas? - primeiro tem como dizer não?

- Sim... Mas

- Não se preocupe eu tenho um quarto para si e para o Taro. Pois começara a viver na minha humilde casa.


Notas Finais


Continuação


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...