História The Kids Are Alright - AU Drarry mpreg


Escrita por: ~


Sinopse:
3 filhos, recém-viúvo e pra completar, Harry resolveu ir morar em uma fazenda.

Eu cheguei a comentar que Draco Malfoy é o seu vizinho de cerca?

Oh, me desculpem... Harry vai ter que lidar com isso também.

Iniciado
Atualizada
Idioma Português
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Potter, Draco Malfoy, Harry Potter, Lílian L. Potter, Scorpius Malfoy, Ted Lupin, Tiago S. Potter
Tags Draco, Drarry, Harry, Kidfic, Kids, Longfic, Nextgeneration
Exibições 8.106
Comentários 258
Palavras 37.072
Terminada Não

Fanfic / Fanfiction The Kids Are Alright - AU Drarry mpreg
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Lista de Capítulos

Capítulo
Palavras
1.
New Beginnings
20
971
2.577
 
2.
The Other Side of the Fence
23
826
3.259
 
3.
The "Quiet" Day
20
799
3.533
 
4.
You're my James Dean, you make me feel like i'm seventeen
21
794
2.598
 
5.
This time I'm not leaving without you
30
826
3.760
 
6.
Every Malfoy Needs a Potter
28
704
3.451
 
7.
Never Too Old for Chickenpox
26
693
4.540
 
8.
Give Him a Chance
27
694
3.458
 
9.
His mom calls me love, his dad calls me son
20
677
3.124
 
10.
Just a simple touch and it can set you free
20
594
3.980
 
11.
Mommy's gone and daddy's doing his best
23
528
2.792

Gostou da História? Compartilhe!

Comentários em Destaque

Postado por ~NatsuNoHomo
Capítulo 4 - You're my James Dean, you make me feel like i'm seventeen
Usuário: ~NatsuNoHomo
Usuário
Tá, onde é que eu aperto para ser você quando crescer? Esse botão tem existir para já, para hoje, para ontem, para 2.000 a.c!

Eu não sei o que me deu hoje, mas quando me sentei para ler esse capítulo, eu vi a mágica que você faz com palavras singelas que nada de diferente têm com as de outros escritores. Me diz aí, pessoa, você tá só se fazendo de trouxa, não é? Tem um feitiçozinho aí que eu sei, pelo menos uma macumba ou uma galinha morta tem que ter. No começo do capítulo, no primeiro flashback, a cena foi desenvolvida de forma tão natural e detalhada e não detalhada ao mesmo tempo, que eu pude imaginar perfeitamente o mais leve movimento, a passagem do tempo, as piscadas, os sentimentos, a vergonha do Draco de uma forma tão clara, que me pareceu ser uma daquelas comédias românicas que eu tanto desprezo. E por incrível que pareça, isso não foi ruim em aspecto algum, porque no primeiro parágrafo eu já estava completamente entregue e descreditada em tamanha coisa prazerosa de ler. Esse primeiro flashback, com muita certeza, vai ser a minha cena favorita para todo o sempre, casaremos e teremos dois bruguelinhos (Welington e Lyzaura) e viveremos juntos para todo sempre nas terras do rei unicórnio Glitter Horn.

Outra coisa que me deixa maravilhada é que você faz parecer a coisa mais fácil do mundo desenvolver um diálogo. Fica tão natural, é como se o Harry e o Draco vivessem em seu quarto e você apenas ficasse de cócoras com um caderninho na mão, anotando tudo o que eles falam. Tá que eles realmente vivem no seu quarto (no quarto da sua imaginação, mais precisamente) mas, mesmo assim, eu fico boba com toda essa sua desenvoltura até mesmo com as crianças; cada uma tem sua personalidade, seu destaque, aparece no tempo certo, fala a coisa certa, como se elas realmente existissem, e é isso o que eu mais valorizo em uma fanfic ou um livro, sabe? Essa sensação de que eu posso facilmente trombar com a Lily fazendo birra por um soverte com o Harry no centro da minha cidade. Me enche de esperança ver que você transforma o bicho de sete cabeças que é um diálogo para mim, em apenas uma lagartixa com uma anomalia rara.

Queria destacar uma parte aqui: "... e os óculos com várias gotículas". Eu quero fazer uma apelo aqui, irmãos, para que todos se conscientizem com a situação dos usuários de dro-, de óculos desse Brasil e mundo afora. Nós, míopes, além de poeira e mancha de dedos, temos que aguentar o fato de ficarmos mais cegos ainda quando estamos na chuva. Com tantos cientistas e invetores neste mundo, será que nenhum deles tem tempo o suficiente para criar algo tão importante quanto um para-brisa para lentes? E eu os deixo hoje com essa reflexão, irmãos, pensem onde esta sociedade em que vivemos irá nos levar. #reflitao

Eu não tenho muita coisa para falar, só queria que soubesse o quão boa e talentosa você é.

Estou realmente muito feliz agora.

Até qualquer dia desses!

p.s: onde é que compra uma Lily? A fantasia de fada e o pijaminha de unicórnio estão inclusos?