História The Killer Swag (Min Yoongi) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 10
Palavras 1.080
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura, meus lindos bolinhos!

Capítulo 3 - Ele é perigoso ele


Pela sua expressão podia ver o quanto sofria. Não gosto de ver qualquer pessoa sofrendo. Aquilo tocou meu coração. 

Jimin continuou a gritar meu nome. Ele encontrou a sala em que estou e abriu a porta. 

- Min-Jung, encontrei o Taehyung. Ele está perdendo muito sangue

- Pode ir. Leve-o

- Mas, enquanto à senhorita? 

- Depois voltarei para a delegacia em segurança. Confie em mim! 

Mesmo com uma expressão preocupada, Jimin foi embora com Taehyung. Deixando-me sozinha naquele armazém. 

- Ei, qual o seu nome? 

Pergunto ao loiro a minha frente. 

- Quando souberes meu nome, irá embora! 

- Não irei. Quero ajudá-lo 

- Eu sou perigoso. Volte com seu colega! 

- Você não pode ficar sozinho aqui, irá morrer. 

Ele mostrou uma expressão supresa. Eu realmente estava disposta a ajudá-lo. 

Rasguei um pedaço da minha calça e amarrei em seu ferimento. Ele olhava para mim. Não importava quem ele era, ainda é um ser humano, e irei fazer o possível pra ajudar as pessoas. 

- Você é médica também? 

- Não, concluí um curso de enfermagem, só depois descobri a paixão pela polícia. 

Ele tocou em meu rosto, pôs uma mecha de cabelo atrás da orelha. 

- Não pude ver seu rosto no escuro

Concentrei-me em cuidar do ferimento do rapaz. Encontrei algumas ferramentas e retirei a bala. 

- Pronto. Você precisará ficar de repouso por um tempo

Assustei-me com um barulho vindo do exterior do armazém. 

- Que barulho foi esse? 

- Aish! 

Ele se levantou mancando até um outro cômodo. 

- Aonde está indo, precisa repousar. Escute-me... 

- Há uma bomba naquela sala e está prestes a explodir! 

- O que? Como assim... 

De repente ele me puxou e apenas escutei um barulho enorme. Fiquei com tanto medo. 

Abro meus olhos e deparo-me abraçada com ele. Por conta da explosão ele quis me proteger, para que eu não me machucasse. 

- Min Yoongi

Ele Disse com um sorriso. 

- Do que está falando... 

- Meu nome. Você me salvou e eu te salvei, não lhe devo nenhum favor. 

Ele sorriu e levantou-se. 

Lembrei-me do que Jungkook havia me dito há alguns dias. 

" O criminoso mais temido de todo o sul da Coréia. Min Yoogi. Seu apelido seria Suga. Apesar do rosto bonito e doce, não pode ser julgado pela aparência "

Eu estava em um armazém sozinha com o criminoso mais perigoso do país. Só consegui ficar parada e quieta, não esboçei nenhuma reação. 

- Aqui não é seguro, acho melhor voltar para sua casa.  — Disse 

Segui Yoongi até os portões da frente. 

- Eu já sabia... 

- Sobre o que? 

- Sobre meu nome. Ninguém quer ficar perto de um criminoso como eu. 

Sua expressão tornou-se triste. 

- Estou indo... 

Yoongi segura em meu braço e diz:

- Diga aos seus amigos policiais que estou de olho em tudo! 

- Você nos perseguirá mesmo eu tendo salvo a sua vida? 

- Como dizem por aí, não sou muito grato

Ele falou a útima frase como um sussuro seguido de um sorriso rápido e uma piscadela. Yoongi entrou no armazém, deixando-me a sós com meus pensamentos. 

[Quebra de tempo]

Chego em casa encharcada. Chovia muito durante aquela noite. 

- Min-Jung. Onde esteve? 

A expressão de Jin é de preocupação. Observou que cheguei em casa molhada. 

- Troque estas roupas, ficará doente! 

- Calma oppa, estou cansada. Quero dormir! 

- Dormirá. Mas após trocar estas roupas molhadas. 

Sento no sofá, completamente exausta. 

- Ah Jung, senti tanto a tua falta! 

Jin abraça-me forte. Correspondo o abraço. SeokJin é o melhor irmão que alguém poderia ter, e eu sou a sortuda em tê-lo aqui comigo. 

- Espere um pouco. Farei uma refeição para você! 

Sorrio ao escutá-lo. 

Após um demorado banho. Deito-me no sofá, assistindo ao jornal, comendo a refeição feita por Jin.

Não prestava muita atenção à televisão. Até que escutei o nome de Min Yoongi. 

"Este criminoso está foragido. Ele é acusado de sequestro seguido de  morte e furto. Avistou este homem? Procurar com urgência a delegacia mais próxima e recorrer à um superior"

- Faz nove meses e este sujeito ainda não foi preso. É completamente perigoso para a sociedade! — Jin falou da cozinha 

"Há suspeitas de que veio a matar um policial recentemente. O trabalhador se encontra em estado grave, e passou por uma cirurgia"

Após escutar isto. Liguei imediatamente para Jungkook. Quem seria o policial que viera à estar hospitalizado? 

- Boa noite, Sr. Jeon Jungkook? 

- Min-Jung, qual o motivo da sua ligação? 

- Desculpe-me. Liguei para o número errado. Sinto muito, apenas se cuide! 

Por sorte ele estava bem. Não suportaria se meu Jungkook estivesse machucado. 

- Quem era? 

- Meu chefe

- Andei percebendo. Você fala muito do seu chefe ultimamente — Engoli em seco. Será que ele percebeu? 

- Ah, não é o que tanto falo. Este é o Sr. Hoseok

- E este outro, é uma boa pessoa? 

Uma pessoa incrível. Na qual amaria lhe apresentar algum dia, não como chefe, mas sim como meu namorado. 

- Sim. É um bom homem! 

Acabei lembrando-me de Taehyung. Como ele está? Decidi ligar para Jimin. 

- Park Jimin? 

- Min-Jung... 

- Como está você e o Taehyung? 

- Eu estou bem mas ele está passando por uma cirurgia 

- Ai minha santa Sehuna! Em qual hospital vocês estão? 

Corri para o hospital. Deparo-me com Jimin na porta. 

- Jimin, como ele está? 

- Recuperando-se. A cirurgia correu bem

- Ah, ótimo! — Suspiro aliviada

Nos sentamos em um dos bancos do hospital. 

- A senhorita voltou bem? 

- Sim, estou aqui não é mesmo? 

- Tem notícias do Sr. Jungkook ? 

- Não. Liguei para ele mas não entendo porque deixou o Tae no armazém. 

[Na delegacia]

Jungkook estava muito irritado. Papéis voavam de sua mesa. 

- Espero que aquele criminoso não dê mais trabalho. Sua morte não foi tão dolorosa quanto a de meus pais. Mas ele irá pagar por tudo, sofrendo. Pelas minhas mãos! 

O policial pega o celular e escuta uma gravação de áudio, feita por Min Yoongi. No esconderijo do mesmo. 

"Você não é completamente nada! Carrega esse diploma de delegado, mas não conseguiu nada sem mim!"

"Nunca teria tido fama. O Hoseok nunca teria o feito o que é hoje, sem mim! Seja grato, agradeça-me!"

- Maldito, psicopata! Que tenha morrido com a bala em seu intestino! 

O homem sai irritado, deixando a delegacia. 

 

#BiscoitoRevoltz

Ele é revoltado ele

A Min Jung conheceu o Suga. Huum... 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...