História The Kingdom - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jeonjungkook, Junghoseok, Kimnamjoon, Kimseokjin, Kimtaehyung, Magic, Minyoongi, Parkjimin
Visualizações 13
Palavras 1.223
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá denovo ❤
No último capítulo, teve muitas poucas visualizações. As coisas vão começar a ficar mais interessantes nos capítulos 2 e 3 (principalmente o 3)
Espero que gostem desse capítulo!
Boa leitura

Capítulo 2 - Capítulo 2 - Semana das Desgraças


Fanfic / Fanfiction The Kingdom - Capítulo 2 - Capítulo 2 - Semana das Desgraças


  Uma semana depois daquele triste dia...

    O dia amanheceu e meu celular vibrou. Fazia mais de uma semana que não ouvia meu celular vibrar. Vazia mais de uma semana que eu não me conectava com o mundo, que eu não mechia naquela porcaria eletrônica
    Liguei, e lá estava essa estranha mensagem, escrita desta forma:


Quer descobrir os motivos, os motivos de tudo estar mudando? De coisas estranhas estarem acontecendo? Se encontre nesse endereço as exatamente duas horas da tarde: 
Rua Marechal Hermes, número 244

 Diversas coisas estranhas estão acontecendo em minha vida, e essa mensagem me chamou bastante atenção. O coro da igreja não é mas o mesmo, as pessoas mudaram e tudo está diferente. Falta menos de uma semana para o baile e eu ainda não me decidi. Meus pais quase não falam comigo e isso está estranho
Já estou mais de uma semana assim, apenas vivendo. Não sou mais feliz, não sinto mais alegria. Sinto saudade da minha antiga vida, da qual ia para a escola todos os dias e vivia animada para ir ao coro. Encontrava Helena e meus colegas, conversavamos no recreio, mas agora, estou muito sozinha
  Parece que estou mudando, me sinto uma pessoa totalmente diferente.
  Agora a pergunta que não quer calar, de quem será esse endereço? Quem é a pessoa que mandou isso? Precisarei investigar para ver.
 Concerteza neste endereço estara as respostas para tudo
   Levantei da cama pensativa e caminhei até a sala. Estava vazia. Meus pais começaram a trabalhar mais. Meu pai está trabalhando em 3 empregos diferentes e minha mãe arranjou um trabalho como faxineira. Eles praticamente não param em casa. Parece que fazem isso para me evitar, como se eu estivesse me tornando uma pessoa ruim
E Nayara? Meus pais a colocaram em um período integral e eu praticamente não á conheço mais
    Sinto saudades da época que toda família comia junta na mesa, da qual havia diversas comidas e doces e todos conversavamos sobre coisas diversas
 Sem perceber, caiu uma lágrima e eu continuei o caminho. Fui até a cozinha para pegar algum lanche
  Atropecei na cabeceira no canto da sala e cai no chão. Quando fui ver, meu machucado que havia feito lá na floresta estava inflamado. O curativo todo remelento sobre minha canela, ainda estava lá. Só de lembrar que aquele dia foi o início da semana das desgraças, onde tudo na minha vida começou dar errado.
  Levantei triste e continuei até a cozinha. Peguei um copo de leite e bebi totalmente, com uma grande satisfação e fui para o meu quarto trocar de roupa. Nem tomei banho. Pus minha roupa da escola e logo sai de casa

                                    •°•°•

       Sai do ônibus apressada e corri para a sala de aula, eu não entendo porquê eu sempre chego atrasada nas aulas. Corri pelos corredores e fui até a sala. Entrei ofegante e lá estava Helena, conversado com Thiago, seu namorado
    Além do Thiago, ela estava conversando com muitos outros garotos, como se fosse um grupinho de amigos. Como se fosse uma área privada, uma conversa da qual eu não pudesse entrar. Não sei se é a timidez, mas uma coisa eu tenho certeza, a Helena passou a me odiar. Algumas de suas novas amigas falsas, disseram que eu estava mudando e estava virando uma pessoa ruim e agora eu não tenho amigos. De início, eu não acreditei que Helena acreditou naquelas pessoas, mas agora já estou acostumada. Afinal, já estou assim á mais de uma semana
  Sentei na minha cadeira e esperei a aula começar
  Demorou alguns minutos, pois a professora estava atrasada. Assim, pude observar Helena me ignorando com sucesso

  Depois de umas 5 horas de aula de química, sai da escola desanimada. A professora havia se atrasado alguns minutos então diminuiu um pouco daquela aula chata, mas ainda foram 4 horas e meia! Aturando Helena! E química!
  Eu durmi alguns minutos, então isso ajudou um pouco

  Sai da escola e sentei na cadeira do ponto de ônibus, da qual esperava o motorista
-Ah, a mensagem...
 Minhas memórias se consolidaram e efim consegui lembrar daquela mensagem que havia chegado hoje de manhã lá em casa, a "resposta para tudo" e assim descobrir oque estava acontecendo
 Estava com um pouco de medo que acontecer algo ruim, mas é sempre bom arriscar as vezes. Como minha mãe sempre disse: "As vezes, algumas oportunidades são barcos que você precisa escolher ficar em terra ou se arriscar em alto mar"
  E eu queria ir para o alto mar. Mesmo que eu tenha medo, as minhas orações devem ter servido para alguma coisa

   Mas ainda eram 12:40
  O horário de encontro era apenas as 14:00, então decidi ir a um restaurante ali perto, pois estava morrendo de fome.
 O restaurante do qual eu gosto se localiza perto da escola, então muitos alunos vão para lá. Espero que esteja vazio, porquê eu prefiro ficar sozinha.
 Estava sem dinheiro para pegar um ônibus, então eu fui a pé mesmo.

   Chegando lá, tinha um monte de gente. De todas as 35 pessoas da minha sala, lá deveriam ter umas 29 pessoas, sendo que Helena estava lá
  Ignorei todos e fui em direção a minha mesa, esperando o garçom, para que pudesse pedir algo
  Como estava passando por uma fase difícil, e minha família quase não parava em casa. Gostaria de pedir uma coisa bem gostosa, para recompor minhas energias da semana
Quando derrepente, alguém chegou na minha mesa. Pensei que era o garçom, mas adivinha? Era a capeta da Helena
  Aquela menina que havia me ignorado e me trocado por um grupo de falsas, além de se tornar uma metida e pura mimada, igual as outras
  Ela se sentou do outro lado da minha mesa, e tentou puxar algum assunto, que eu estava pouco me importando
-Oi (disse sem graça)
-Oque você está fazendo aqui? A gente não é mais amigas, vai procurar outro lugar pra sentar. (disse eu)
-Não tem (disse sincera) -Olhe a sua volta (repetiu)
Estava tão desligada que nem notei. Olhei em volta e vi muitas pessoas, parecia que a quantidade de pessoas tinha dobrado, fiquei impressionada com a rapidez do movimento entre as pessoas do restaurante
A Helena disse:
-Eu preciso falar com você
Respirei fundo, e disse:
-Diz logo
-Eu sinto falta da nossa amizade, eu sei que você mudou...
-Eu não mudei, aquelas suas amigas falsianes que disseram isso. Elas disseram isso para você deixar de ser minha amiga. Você nunca percebeu isso?
-Ok, mas, nós não podemos voltar a ser amigas?
-Não (disse grosseiramente) -Coisas desse tipo... eu não posso deixar passar! (repeti)

  Perdi o apetite, e sai do restaurante. Quando fui olhar, o relógio estava marcando 13:59 e eu precisava correr
 Procurei no Waze e vi que o endereço da mensagem estava bem perto
 Arrumei minha bolsa e corri, na mesma velocidade da floresta. Tomei cuidado para não rasgar minha canela novamente, e não me causar nostalgia

 Quando cheguei no local...
  Não era uma casa, não era uma praça, era uma esquina. Uma esquina vazia sem nada. O endereço da mensagem me levava para uma esquina
-Porquê sera que o homem iria querer se encontrar comigo em uma esquina? (disse curiosa)
   Olhei no relógio e deu exatamente 14:00 e no mesmo instante, um carro preto, estiloso e brilhoso estacionou bem em minha frente 

Pra onde ele me levaria?



Notas Finais


E ae? Gostou?
Me desculpe se ficou um pouco pequeno, estou preparando muitas interações para o próximo capítulo
Se você chegou até aqui, espero que tenha gostado
Até o próximo capítulo amores ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...