História The Last Chance - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 10
Palavras 1.136
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Yoongi, Min Yoongi.


Quando tinha uns três anos, tinha um melhor amigo, chamado Min Yoongi. E ele, de um dia para o outro, sumiu. Nunca entendi o motivo, pois ele não me avisou, nem sequer se despediu. Fiquei bem triste na época, pois eu estava com uns oito anos já, e nessa idade, bem, comecei a gostar dele. Infelizmente com esse desaparecimento, nunca pude dizer nada para ele, e nunca mais vi ele. Detalhe, eu moro no Brasil, e pelo que ele havia me dito logo que nos conhecemos, ele havia se mudado da coréia para cá por motivos de família.

Agora, tenho meus dezenove aninhos, e continuo no Brasil, em São Paulo, mais especificamente. Eu vim para um show que iria ter de minha banda favorita... De K-pop... Yoongi que me apresentou quando éramos pequenos. Seu sonho era ser um K-Idol, mas suspeito que ele não tenha conseguido, ou até tenha mudado a opinião.

Eu estava na fila do show, para entrar, e como cheguei cedo, não haviam muitas pessoas. A banda treinou um pouco antes do show oficial, então podíamos escolher uma música. Eu pude, na verdade. Pois um dos integrantes se aproximou.

- Qual vai ser a música? – ele falou em português perfeito. COMO?

- Eu? Escolher? – ele balançou a cabeça – B-bem, eu gosto de Save-Me.

- Vai ser Save-Me então – o Suga que tinha me perguntado, se aproximou de Namjoon e cochichou algo. Logo começaram a cantar.

Enfim, o local logo lotou, e o show oficial começou. Foi legal, tirando o fato de eu me sentir observada todo ele. Ainda iria no meet e teria que conversar com eles. Fiquei nervosa. Esse aquelas aulinhas de coreano do meu amigo não servissem para nada? Faz tanto tempo... Estou com medo, e suando frio. Os meninos desceram do palco e eu nem percebi. Então fui logo no meet para acabar com isso tudo rapidamente. Fui primeiro no Namjoon.

- O-Oi – entrego o meu caderninho para ele. – Sou Emilly. – ele da um sorriso e escreve. Vou logo no próximo

- Olá...? –  Jimin me incentiva a falar o meu nome

- Sou Emilly, tu- tudo bem? – entrego o mesmo caderninho para ele e ele dá o autógrafo

- Melhor agora – SAFRAADO! – Bem, obrigada por comparecer Emilly – AI ME DEUS! ELE LEMBROU O MEU NOME E ME ELOGIOU

- É meu dever  como Army ajudar vocês – passo e chego em Junkook. Entregando o bloquinho fechado para ele, que começa e folhear e para numa foto minha com meu amigo. Ele vê e cora

- Perdão, nã- não foi minha intenção – ele continua folheando até achar um espaço em branco, logo autografando – Desculpe novamente.

- Não faz mal! Isso poderia acontecer com qualquer um! – ele fica melhor, e vou ao próximo. J-Hope. Nós tivemos um mini diálogo, mas nada importante. Então vou até V – V! – dou um gritinho fazendo ele e suga que estava ao seu lado se assustarem – Desculpe, me empolguei demais com a ideia de ver meu Bias de perto – Suga fica vermelho

- Não foi nada! Ficaria assim também se visse uma das minhas bias! – ele dá o sorriso matador e assina no caderninho

- Posso tirar uma foto com você? – pergunto e ele concorda. Tiramos uma selfie muito linda

-Pshiiu – ele começa a sussurrar – Meu número ta aí, depois me manda a foto por favor. – logo Suga puxa o bloco de minha mão bruscamente

- Vamos logo? – ele pega o bloco fechado e para na mesma página de Jungkook – Você... Ainda tem a foto? – ele fala em português

- Do que está falando? – ele coloca a foto ao lado do seu rosto para que possa comparar a aí percebo – YOONGI! – dou uma pulo por cima da mesa e o abraço

- Depois, me espere na saída do meet ok? – concordo e sigo até a frente do local do meet. Esperei uma hora, até que eles apareceram. – Acho que já conhece eles né? – ele aponta para cada um deles e eu assinto.

- Yoongi! Por que não me falou disso? – eu apontei para eles, que ficaram ali parados sem interromper o início de uma futura discussão.

- E como eu te avisaria? Não nos vemos a mais de DEZ anos! Sabe, não tenho culpa de ter sido forçado a ir. – esse idiota.

- Mas, oque!? Você nem sequer me disse o motivo de ir embora. Sabe... Eu gostava de você na época, e fiquei muito magoada, pensando que você se foi para se afastar de mim! – falei a última frase em português para que só ele entendesse, e então ele paralisou – enfim, Yoongi, foi bom te encontrar, e meninos, adorei conhecer vocês – Abracei cada um deles, menos Yoongi, e fui embora.

Só pra saber esmo, SERÁ QUE TENHO DEMÊNCIA? DEIXEI O BANGTAN BOYYS ALI PARADOS! Mas... Agora não tem volta, e igual, tenho o número do Tae. Enfim, fui para casa, e pensei nas coisas que aconteceram hoje. Tipo, como o Yoongi, o cara que levava porrada de menina, virou essa isso!? Passei a noite acordada, mas a noite toda mesmo, e me perguntei como iria voltar para casa amanhã, ou hoje, já que meu voou era ás seis da manhã.

Comecei a arrumar as coisas, pois já eram quatro da manhã, e fui para o aero porto. Me senti desconfortável, pois as pessoas faziam uma rodinha em minha volta, e mais adiante também faziam rodinha, só que não em minha volta. Não entendi muito bem, mas sei que em um momento fui puxada para fora do circulo, tamparam minha boca, e me jogaram em um carro, logo um homem de máscara senta ao meu lado, e fecha a porta, pedindo para o motorista acelerar. Morri de medo. O que iriam fazer comigo? Para onde iria?

O homem tira a máscara, se revelando um dos integrantes do BTS. Logo soquei seu ombro e gritei em português porque sou barraqueira mesmo.

- VOCÊ TEM DEMÊNCIA!? ASSIM, EU TENHO UM VOOU AGORA PARA O RIO GRANDE DO SUL! SERÁ QUE DA PRA ME LEVAR DE VOLTA PRA LÁ? – ele me ignora – ISSO É SEQUESTRO! VOU TE PROCESSAR! SEU IDIOTA! EU TE ODEIO! – ele ri – TENHO CARA DE PALHAÇO? A NÃO, ESQUECI QUE VOCÊ RI DE TUDO! NÃO LEVA NADA! NADA A SÉRIO! – ele fica com um cara séria – Até parece que é assim na vida real! HAHA quando você for assim, me liga porque e- fui interrompida por algo.

Seus lábios estavam nos meus, e eu percebendo o que acontecia, logo o empurrei, o fazendo bater a cabeça na porcaria do vidro!

- AI! – ele resmunga esfregando a cabeça – Será que você não podia fazer menos barulho? Tive que te beijar pra você calar a boca. Aliás, você vai voltar. Mas não pra lá.  Porque quero que vá comigo pra coréia. Não aceito não como resposta, e você sabe disso.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...