História The last chanche to love you - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Grey's Anatomy
Personagens Alexander "Alex" Karev, April Kepner, Arizona Robbins, Benjamin "Ben" Warren, Calliope "Callie" Torres, Cristina Yang, Derek Shepherd, Jackson Avery, Jo Wilson, Leah Murphy, Margaret "Maggie" Pierce, Meredith Grey, Miranda Bailey, Nathan Riggs, Owen Hunt, Personagens Originais, Richard Webber
Tags Briga, Calzona, Sofia, Traição
Visualizações 65
Palavras 1.016
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Trauma


Já havia se passado um mês desde a briga.

Eliza estava com ódio,e disse que se Arizona ficasse comigo,bem ela vária a vida de todos um inferno.

Ela proibiu e vigiava cada passo da loira, Arizona não vinha mais no meu apartamento e fazia 1 mês que eu não a beijava, ou tocava ela e aquilo me doía, pois eu a via, sem poder tocar, e ela não podia fazer nada pois, Eliza estava na cola dela.

Bom dia! - digo pras enfermeiras que estão na recepção.

Bom dia, Dr.Torres. - elas respondem

Torres. - Owen me chama.

Sim? - pergunto

Está ocupada? - ele pergunta.

Não cheguei agora. - digo.

Pode ficar de telefonista na emergência por favor.- ele diz.

Posso sim - respondo.

Saio dali e sento na emergência, e mentalmente desejo que tenha um caso bom, quando o telefone não toca na emergência geralmente era sinal de que algo estava errado.

Quase que no mesmo instante ele toca.

Grey Sloan Memorial, Dr.Torres falando.- atendo o telefone.

Uma criança de 5 anos caiu no 3° andar fraturas múltiplas,chegaremos em 2 minutos. - o socorrista do outro lado avisa.

Desligo o telefone e bipo a pediatria.

Qual o caso Torres? - Arizona me olha, e sorri fraco.

Menino 5 anos, queda 3 andar. - digo desanimada.

Robbins. - Kepner berra avisando que o garoto chegou.

Vou atrás da Robbins e a Eliza chega.

Hey,Dr.Torres?

Sim, Minnick?

Quero você em outro caso longe desse caso, porque...

Callie me ajuda. -Robbins avisa

Preciso da Dr.Torres, ele tem fraturas e ela é a única que cinsrgue lidar. -Robbins avisa.

Ok.- Minnick concorda e sai dali

Obrigada. - sussurro pra Arizona

Sinto sua falta. - ela afirma enquanto vamos pra SO.

Nós lavamos em silêncio e entramos. auxílio ela na cirurgia, que demorou 2 horas e saio dali, indo pra sala de plantão fecho a porta.

Sinto uma mão me puxar de costas e alguém, respirar em minha orelha, me viro e dou de cara com um par de olhos azuis.

Arizona não podemos você sabe que..

Não consigo terminar a frase, pois ela me beija e interrompe.

Você não pode fazer isso, você faz uma cirurgia comigo e, mal me olha e depois sai de lá como se eu fosse uma qualquer.

Sabe que não é isso, a Eliza está vingativa. -respondo

Eu não ligo,porque eu te amo.

Arizona me encosta na parede e me beija, eu tranco a porta e retribuo, ela era um fruto proibido mas, eu não conseguia ficar sem.

Beijo ela intensamente, ela vai beijando meu ombro, tirando minhas roupas e eu deito com ela na cama enquanto tiro sua roupa também, e relembramos os velhos tempos no início do hospital.

Ari. - beijo ela acorda.

Oi.- ela ri.

Vamos, faz 1 hora que estamos aqui.- rio.

Callie, eu não quero voltar pra Eliza e não vou, irei terminar com ela. - Arizona levanta determinada e sai correndo e eu corro atrás, ela para e eu esbarro nela sem cair e olho para o que a fez parar.

Bailey estava berrando com a Eliza, dizendo que queria ela fora do hospital, porque ela quase matou um paciente com seus métodos.

Ela enche os olhos de lágrimas e vai até Arizona.

Fui despedida. - ela diz

Tudo bem. - Arizona afirma vira de lado e me dá um beijo.

Eliza se irrita com isso e parte pra cima da Arizona, as duas rolam no chão.

Eu puxo a Arizona, pra mim e não satisfeita Eliza levanta e empurra a Arizona, que se desequilibra e cai da escada.

Corro escada abaixo atrás dela, e Eliza vem logo atrás.

Arizona estava desacordada e machucada.

Ari por favor, fale comigo. - digo em pânico.

Eliza chega ali do lado.

Desculpa eu não queria machucar.-ela afirma e vai perto dá Arizona.

Eu me irrito e empurro ela,sai daqui não toque nela nunca mais, dou um soco nela e a Meredith,o Karev e a Bailey descem e me seguram, enquanto o Karev pega uma maca e coloca a Arizona.

Vejo que ele está desesperado também, afinal ele convive o dia inteiro com ela.

Eu fico desesperada e choro.

Webber vem e me abraça.

Torres ela vai sair dessa ok.

Concordo e eles aplicam soro nela e fazem um raio-x, que deu resultado normal e esperam ela acordar.

Sento ao seu lado e adormeço ali na cadeira.

Acordo 2 horas depois, com uma voz fraca me chamando.

Callie.- ela me chama.

Arizona. - levanto da cadeira num pulo e beijo sua bochecha.

Eu não consegui te segurar. - digo desanimada

Não foi culpa sua. - ela diz.

Você ficará em repouso. - aviso ela.

Aqui? - ela questiona

Não, daqui 3 horas está liberada, pode fazer repouso em casa. - sorrio e dou um selinho nela.

Ainda bem, porque ninguém merece ficar aqui- ela ri pega o celular e olha pra mim

Você fez isso mesmo? - ela pergunta e mostra o video do celular.

Quem filmou isso, eu fiz isso mais não era pra filmar eu batendo nela. - afirmo.

A Bailey filmou você. - Arizona ri.

Vou deixar passar, a Bailey está voltando ao normal, isso já é ótimo. - digo e rio

Arizona concorda e eu sento na sua maca e acaricio seus cabelos.

Callie não aguento mais ficar plantada aqui. - Arizona afirma.

Tem que ficar mais 2 horas. - eu digo.

Ah.. não, dá alta, falsifica a assinatura da Bailey ou eu posso dizer que você me sequestrou. - ela ri.

Mas sabe que...

Por favor. - ela me implora 

Eu falsifico a assinatura da Bailey, coloco ela na cadeira de rodas e saio com ela e dou de cara com a Bailey.

Ei.

Ela não teve alta.- Bailey afirma

Antes de eu conseguir, Bailey pega o prontuário e vê a assinatura dela falsificada.

Callie. - ela ri.

Se eu não lembrasse,diria que eu tinha dado alta pra ela.

Por favor deixa eu ir Bailey, quero passar um tempo com a Sofia e com a Callie, quero fazer coisas a mais sabe. - Arizona diz

Tá vai, some dá minha vista e eu,não estou nem um pouco interessada em saber como será sua noite. - Bailey diz.

Eu saio andando com a Arizona rindo.

A Nazista voltou. - eu afirmo e ela concorda

Acho que aos poucos tudo voltará ao normal. - Arizona afirma

Eu espero que sim.- eu concordo

Amanhã a Zola ficará em casa com o Bailey, a Ellis e a Harriet. - Arizona diz

Nossa casa virou uma creche não? -rio

Será ótimo Arizona, o Mark amaria isso.-digo colocando ela no carro e entrando.









Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...