História The Last Survivors. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony, One Direction
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Harry Styles, Lauren Jauregui, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camren, Fifth Harmony, Larry, Norminah, One Direction
Exibições 21
Palavras 1.072
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, FemmeSlash, Orange, Romance e Novela, Survival, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Cheguei, bom vou fazer algumas observações
- Essa fanfic vai ter Camren e Larry.
- Todos os personagens são importantes aqui
- Deu um trabalho do caralho pra fazer então comentem, nem demora tanto, sério.
Boa leitura

Capítulo 1 - Bem vindos ao processo.


Camila olhava para a chama da única vela que iluminava seu apartamento miserável em Inland.

Vermelha e pequena, quase sendo apagada. 

Era assim que ela se sentia a maioria das vezes, mais um ser insignificante de Inland, uma Zé ninguém. 

Mais agora ela tinha uma chance de mudar aquilo, e ela iria mudar, só precisava de mais algumas faíscas para ficar brilhante novamente. 

"Camila Cabello, as portas do processo estão se abrindo, sua caminhada até lá é de 25 minutos"

Uma voz em seu ouvido a tirou de seus devaneios, aquilo era um aparelho que todos os jovens de 20 anos de Inland recebiam para "auxiliar" em todo o processo.

Ouviu um baque seco em sua janela e viu seu melhor amigo, Harry, que também faria o processo naquele ano, o que significava menos uma chance pra ela, mas uma chance a mais de ter um grande amigo por Inland.

- Ei! - Harry sorriu, usava uma blusa que algum dia já foi vermelha, mas agora estava desbotada e caindo para um marrom, um jeans surrado que ele mesmo havia rasgado para parecer mais estilosa e um chinelo

E ela sabia que aquela era a melhor roupa que ele tinha, por que Camila também estava usando sua melhor roupa.

E se ela estivesse certa, Harry estava usando a cueca verde da sorte também. 

- Ei! - Camila o abraçou rindo - Vamos?

e não eles não namoram, eles eram muito amigos, e esse era outro motivo que Harry queria ir para Offshore. 

O garoto era homossexual, e aquilo não era permitido ali, por lei, todos deviam ter ao menos um herdeiro, já em Offshore, as pessoas eram livres, aquilo era sua válvula de escape e Camila sabia disso.

Então juntos, Caminharam rumo a talvez seu grande futuro, ou sua grande tragédia. 

Já Liam tinha uma visão diferente das coisas, bem, não era exatamente uma visão diferente, e sim uma missão diferente.

- Boa sorte - Sua mãe sussurrou a ele o abraçando forte - A causa conta com você

Liam assentiu firmemente saindo de casa e caminhando o mais rápido possível para lá

ele tinha seus próprios ideiais e não via a hora de por em prática.

Ally fazia sua última oração em sua igreja onde seu pai era pastor, a ultima pois ela iria embora, e talvez nunca voltaria, se tivesse sorte.

- Amém.. - Sussurou Ally olhando para a imagem da Santa em sua frente.

- Nós vamos conseguir, Ally.. - Sua melhor amiga Dinah disse segurando sua mão e levantando com ela

- Eu nem estou nervosa - Ally disse com as mãos tremendo e Dinah riu

- Claro que está, mas nos vamos conseguir - Rodou a pequena Ally e ela sorriu agradecida

Louis seguia seu caminho em silêncio com sua irmã Lauren, com as mãos no bolso, sua familia era conhecida por todos os membros passarem no processo, ser perdedor não era uma opção, ele faria tudo que fosse necessário para passar, até mesmo passar por sua irmã. 

Mal sabe ele que ela pensava da mesma maneira.

Normani era uma garota normalmente e inconscientemente carismática e amigável, não conseguia acreditar que alguém de lá pudesse fazer realmente mal a ela somente para passar no processo, confiava no bom senso normalmente extinto no instinto humano.

Quando chegaram, olharam para a grande fila de pessoas que aguardavam pelo menos uma chance de uma vida melhor, mesmo que aquilo botasse em risco suas próprias vidas, engraçado e trágico ao mesmo tempo.

- Bem vindos ao processo - O homem grisalho e com pequenas rugas ao redor dos olhos disse numa enorme tela na frente da multidão - no processo, existe apenas uma coisa que importa e que queremos passar aos 20 vencedores.

Você é o criador de seu próprio merito e esse é o seu momento - Uma salva de palmas foi ouvida por todo o grande salão - Primeiro temos um exame médico completo de todos vocês, para sabermos se são aptos ao processo, então pedimos que todos, em ordem alfabética, se dirijam as 20 salas para um exame completo. E lembrem-se, criem seu próprio mérito. 

O rosto do homem foi substituído por uma lista com 20 nomes que começavam com A, entre eles o de Ally.

Ela entrou na sala depois de um beijo de boa sorte de Dinah e esfregou as mãos grudentas de suor nas coxas antes de sentar no grande divã que havia ali no aposento branco, ali não havia ninguém. 

- Olá? - Olhou ao redor, pensando que talvez o médico podia estar ocupado, quando ele finalmente entrou, estava com um sorriso estranho no rosto e carregava um bisturi na mão, que prontamente largou no balcão

- Ally Brooke, Certo? - Perguntou e ela assentiu freneticamente, não queria admitir o quanto estava assustada - Nem preciso fazer o exame para notar que não é apta para o processo, vou ter de eliminar você. 

E então, tão rapido que Ally não conseguiu acompanhar os movimentos, o médico se pos em cima dela e apertou seu pescoço magro e pequeno com as mãos enquanto Ally se debatia freneticamente embaixo dele

Começou a dar engasgadas e grunhidos finos pela falta de ar, olhando ao redor para procurar alguma coisa para se defender, uma coisa, qualquer coisa!

Olhou o abajur de porcelana a metros de sua mão e o quebrou, enfiando um dos cacos dele o mais fundo que podia no braço do médico, que caiu pra trás.

Sem tempo para recuperar o ar, correu para a porta que havia no fundo da sala, encontrando uma sala completamente preta e mais oito pessoas ali, que se olhavam curiosamente enquanto Ally tentava recuperar o ar.

- Bem vindos ao processo, grupo 5 - Uma voz vinda do nada tomou conta do ambiente e todos adotaram uma feição confusa - Vocês passaram no primeiro teste.

E então o quarto ficou completamente mudo, só se ouvia a respiração dos que estavam ali.

- Bom.. - A meniba adorável que enrolava a ponta dos cabelos disse - Sou Camila, e esse o Harry, quem são vocês? 

- Liam. - Um disse e logo todos se animaram a falar seus nomes

- Niall. - Um loiro disse

- Louis.

- Dinah.

- Ally.

- Normani.

- Lauren.

- Bom, parece que somos um grupo, e vamos ser o melhor - a garota chamada Camila sorriu - Quantos será que já foram?

- Cerca de 1 a 2 mil..e nós passamos. - Lauren disse, ela tinha uma marca de mordida no ombro e sua mão estava coberta de sangue, provavelmente do médico. 

Nós passamos.

Eles vão precisar de mais para nos derrubar



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...