História The Law Of Senses - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~Siye

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Hopemin, Jihope, Jinyoon, Namjin, Taekook, Vkook, Yoonjin
Exibições 37
Palavras 691
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oee~
Novamente obrigada por chegar aqui Sz
Já vou avisar aqui que os caps vão lançar todas as quintas ou sextas ok?
Espero que estejam gostando Sz Desculpem os erros e boa leitura Sz Até as Notas finais~

Capítulo 2 - Até Onde Me Lembro.


Fanfic / Fanfiction The Law Of Senses - Capítulo 2 - Até Onde Me Lembro.

           ----------------------------------
              Jung      Hoseok.
       --------------------------------------

      Um grandioso trauma.
    Minha mãe insiste em dizer que isso é a causa de todos os meus medos e problemas, principalmente em andar de carro. Ela conta que quando tinha uns 6 para 7 anos sofremos um acidente de carro bem sério, e isso fez eu me esquecer de boa parte da minha infância e passar a ter essa Amnésia.
    Ela dizia que estávamos a caminho  de casa, pois tínhamos passado o final de semana com meus avós.
    É bem duro não lembrar da melhor parte da sua vida, mas, havia algo que não me esquecia, era a voz de o que aparentava ser um garoto, eu não sei quem é, e não me lembro de seu rosto, mas sua voz... Ela está sempre em minha mente.
   Ele dizia coisas desconexas, eu não entendia, era como conversar com um espelho, como as conversas que você se responde em sua mente, eram frases sem rumo nem pontos e nem mesmo finais.
   Raramente me vinham flashbacks de quando era pequeno, como sei que são coisas que nunca iria relembrar, costumo escrever, ou simplesmente desenhar. Vários desses curtos flashbacks a voz do garoto está presente, mas nada de sua aparência, nome, ou quaisquer pista de sua identidade.
   Não que eu devesse me importar, até porque nem devo conhecê-lo mais. Só que sei que era importante, sinto que é.
   Isso deve ser um tanto bobo para quem ouve minha história, mas, apenas eu sou o vivente dela. Somente eu sei como é horrível querer saber seu passado, querer contar pra todos aquelas histórias de "quando eu era criança", quanto ruim é ver um carro e se desesperar completamente.
   Não julgo ninguém, sei que pode parecer bobo.
   Mas o pior mesmo, é saber que alguém que foi tão importante para você na infância, foi apagado da sua memória de um modo tão simples.  

          ---------------------------------
              Kim       SeokJin.
       ---------------------------------------

   Ver.
   Quando eu era pequeno, eu podia ver. Era minha melhor capacidade, além do fato de eu amar fotografar tudo.
   As imagens eram minhas amigas, criava contos com elas, as vezes admirava a foto de uma flor, colorida e alegre. As vezes avistava um casal. Imaginava se eles seriam como meus pais. Se iriam casar e ter filhos, se iriam abandonar eles em casa com uma câmera fotográfica e uma babá que mesmo irritante, podia ser legal e boa pessoa.
   Eu guardo bem minhas lembranças de imagens, fotografias, cores.
   Lembro que sempre gostei de rosa, meu pai odiava isso, com aquela conversa de "rosa é para garotas", mas nunca dei atenção, afinal, ele também não me dava.

    Lembro do meu primeiro amor, era uma garota linda, mas nunca fui corajoso o bastante para perguntar seu nome.

    Lembro da sorveteria na esquina da rua de casa.

    Lembro-me das flores, da primavera, das folhas caídas no outono, e até mesmo da fria neve do inverno e do brilhante e quente sol do verão.

   Também me lembro de meu melhor amigo, branco como neve, e, como a mesma, era bem frio. Crescemos juntos. Um dos garotos da escola chamavam ele de "Suga". Nunca entendi muito o por quê, e até mesmo Suga preferia outros nomes como "Agust D", criado pelo mesmo. Porém, o apelido do mesmo realmente pegou, até hoje chamo-o assim. Mas, seu nome verdadeiro me parece mais bonito, Min Yoongi. Sempre foi um garoto legal, sincero, e bem preguiçoso, boa parte em que me lembro de vê-lo era dormindo.
   Admirava muito ele, e ainda admiro. O garoto pálido sempre fora meu companheiro. Ele ajudou todos a compreender que o fato de eu ter ficado cego não iria me mudar, não completamente. Ele sempre estava por perto e posso me lembrar perfeitamente da ultima vez que pude vê-lo realmente. Embora eu ainda sinta falta de rever seu rosto...
   Ou rever as cores...
   Ver os casais apaixonados novamente, e me questionar se teria aquilo um dia...
  
    Saber o dono do perfume masculino que me perseguia por toda a parte.
   
Sabia que era ele quem tirava fotos minhas.
   



               - Gosto de fotografias.

     - Sabe explicar o por quê?

              - Elas guardam histórias que vou querer lembrar antes de partir.


Notas Finais


Iaiii,estão gostando??
Bem,estou feliz com o resultado,espero que vocês também Sz
Juro que estive me esforçando mais na escrita e pontuação,mas realmente não sou muito avançada em português ,então minha amiga (~Siye minha amora ,muito obg dnv Sz) vai estar cuidando dessa parte como "beta"
Nos vemos no próximo cap,obrigada por ler szszsz
Beijossss sz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...