História The legend: The City of Shadows and the keeper of the portal - Capítulo 6


Escrita por: ~ e ~Luella32

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Personagens Originais
Tags Gastina, Luetteo, Nijim, Yamiro
Visualizações 22
Palavras 962
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Festa, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Pessoal o capítulo era para ser bem maior, mas aconteceu algumas coisas.... uma delas seria o fato delas querer ir paara o papel do um jeito legal, mas estar sendo impossivel.... Mas semana que vem devo atualizar histórias normalmente...
beijos!

Capítulo 6 - Uma vida que nunca foi real...


The legend

 

Luna

 

Droga! Como pude prometer um dar um beijo em um estranho a Nina? Logo ela que começou a dar uma de doida justo hoje que aconteceu tanta coisa maluca que já estou perdendo as contas!

 

Primeiro: ficou chateada ao ver o Gastón com a delfina, o que achei normal no começo, mas do nada ela se levantou e falou alguma coisa com alguém no telefone antes de sairmos escondidas do Blake e ainda desmaiei do nada, o que eu já posso considerar fora do normal

 

Segunda: coisa bem estranha, sendo que ela me fez queimar as nossas roupas todas no meio da estrada além de trocarmos de carro.

 

E a terceira e mais malucas de todas ela me disse que sou uma bruxa descendende de Anissa que por a caso é o mesmo nome da minha avó e quarto é que eu sou estou acompanhando a loucura dela até a Itália ao invés de correr e procurar o telefone e ligar para os meus pais!

 

 

Nada disso é real repeti isso mentalmente várias vezes e nenhuma uma vez eu acreditei que tanto a ficha só caiu quando eu estava dentro de um de um voo para á Italia… E DETALHE NA PRIMEIRA CLASSE!!!!

 

Nina – Já escolheu a pessoa? - Me perguntou sorridente que até me assustou.

 

Luna - Ahhh… Nina?

 

Nina - Carolina! - Falou.

 

Luna – O que? - Perguntei confusa.

 

Nina – Meu nome na verdade é Carolina! - Falou e retirou os óculos e finalmente pude ver que ela estava com maquiagem.

 

Luna – Uou! - Eu disse ao vêla melhor e reparar agora o quanto ela estava arrumada.

 

Nina – Eu não sabia como eu devia me aproximar de você… - Falou e olhou longe – Esperei por você no Blake por dois anos….

 

Por que ela estava me esperando no Blake por dois anos? E que histórian é essa que ela não sabia como se aproximar de mim?

 

Luna – por que você estava me esperando no Blake?

 

Nina /Carlina – È uma história muito longa…

 

Luna – Nós duas temos tempo… afinal estamos num avião por 3 horas, ainda temos 8 horas para você me contar tudo isso… È muito confuso pra mim! - Expliquei.

 

Nina – Na verdade são 13 horas ao todo sendo que ainda não mencionei as nossas escalas!

 

Luna – Eu não quero saber quanta horas eu vou ter que ficar aqui, eu quero entender o que isso representa!

 

Nina – Há muitos anos…

 

Luna – Quantos?

 

Nina - 149 anos…

 

Luna – O que!?

 

 

Nina – Vem comigo! - Pediu e se levantou atravessando o corredor e assim que chegou a porta de um dos banheiros, ela disse algo em latim e depois me puxou para dentro e entrou em seguida.

 

Luna que lugar é esse? - falei ao olhar lugar todo branco, as paredes e o teto.

 

Nina – O limbo! - Falou.

 

Luna – Eu só queria conversar com você, e não era para você me matar! - Falei chocada.

 

AI MEU DEUS! OS MEU PAIS VÃO ME MATAR! DROGA! LUNA, VOCÊ ESTAR MORTA COMO ELES VÃO TE MATAR? Eu já to até vendo como a minha mãe vão surtar… E eu nunca me despedir deles

 

Nina - Acabou o drama? - Perguntou fria, de braços cruzados e encostada na parede. - E a propósito… Eles não eram seus pais!

 

Luna - O que?

 

Nina – a Mônica e Miguel não são seus pais biologicos…

 

Luna – Eles…

 

Nina – Sempre souberam disso! Afinal eles somente estavam cumprindo sua missão, cuidar de você!

 

Luna – O que aconteceu com os meus verdadeiros?

 

Nina – Eles estão presos em Darkeness!

 

Luna - Darkeness?

 

Nina – É como o mundo das sombras é conhecido como cidade, não é muito criativo! Eu sei!

 

Luna – Como eu fui parar no México com a Mônica e o Miguel!

 

Nina – você era a Luz de Darkeness! Por isso seu nome é Sol! Sol Benson!

 

Luna – Sol benson, eu me lembro que eu vi alguma coisa com esse nome?

 

Nina – Você sonhou com a Lily e tinha você uns 3 anos. Isso era uma lembrança e não um sonho!

Luna – Lily? Ela conversava comigo… - falei lembrando da mulher que falava comigo.

 

Nina – Então a Lily tentou ficar perto de você enquanto você dormia, genial!

 

Luna – Mas como?

 

Nina – Ela é uma bruxa que cuida dos sonhos! Ela faz você ver o que quer, mas também faz você ver a verdade diante dos seus olhos…

 

Luna – No caso aquele que estou em meio a escuridão e tem um garoto atrás de mim correndo para me pegar e eu não entendo!

 

Nina – Não se preocupe ela deve ter mostrar algo!

 

Luna – Mas o que?

 

Nina – Não sei, a única coisa que tenho certeza é que tenho que te levar até a Itália. Lá você terá respostas! Agustin disse para mim!

 

Luna – quem é agustin/

 

Nina – O Gastón!

 

Luna – Ah agora tudo faz sentido! - Falei me recordando de como ela reagiu ao ver Gastón ajudando Delfina.

 

Nina – No que faz sentido?

 

Luna - A Nina gosta do Gaston, então a Carolina sei lá! Gosta do Agustin!

 

Nina – È mas não podemos ficar juntos! - Falou triste se abraçando.

 

Luna – Por que?

 

Nina – È complicado demais de falar! E além do mais o agustin nunca aceitaria isso! - explicou.

Luna – Ainda não entendo!

 

Nina – Um Mago não pode ficar com uma….

 

Luna – Bruxa?

 

Nina – Anja! - Completou chateada. -É estranho, eu sei! Mas a única que me faz estar aqui na terra é por conta de você luna!

 

 

 eu encarei Nina chocada com aquela revelação, mas como pode? Ela é tão doce e ás vezes maluca e surta... Então se ela é um anjo eu sou uma bruxa surtando nesse exato momento,

Fiquei de costas para ela tentando absorver tudo, mas dúvido que faça algum sentido real.

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Bjos e uma boa semana!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...