História The Letter - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Jeon Jungkook, Jikook, Kookmin, Park Jimin, Yaoi
Visualizações 13
Palavras 833
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Fantasia, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - The Letter


Fanfic / Fanfiction The Letter - Capítulo 1 - The Letter

"Jeon Jungkook e Park Jimin. Park e Jeon. Jungkook e Jimin. Kookie e Chimchim. Jungkookie e Jiminie. Kookie-ah e Jiminie-hyung. 

Como nossos nomes podem combinar tanto?

Ambos nascidos em Busan. Ambos odeiam contar sobre sua vida pessoal. Ambos estudaram dança. Ambos viraram trainees na mesma empresa. Ambos entraram no mesmo grupo, BTS. Ambos começam com 'J'. Ambos são homens. 

Temos tanta coisa em comum!

Nossas mãos se encaixam perfeitamente, assim como nossos corpos. Nossas vozes juntas, fazendo melodia própria. O contraste de nossas dermes enquanto coladas. Nossas risadas em conjunto. 

Tem algo melhor que isso?

Às vezes eu me pego pensando em seus lábios. Será que eles são tão macios quanto parecem? Qual será o sabor de seus lábios? Será que eles tem gosto de morango - graças aos doces que você come escondido - ? Ou eles tem gosto de menta - pela sua mania de ir escovar os dentes à cada duas horas - ?

Será que nossos lábios se encaixam quando juntos?"

Escuto um estrondo e, em choque, solto o papel e engulo seco. Jeon estava com um sorriso enorme em seu rosto, sorriso que logo foi apagado quando viu o que eu estava segurando. 

- Jeon, eu... - desvio meu olhar, antes no chão, para seus olhos e me auto interrompo. Ele... Ele estava chorando? Me aproximo do moreno e passo meu dedão em suas bochechas, afim de secar suas lágrimas. - Não chore, Kookie... Hajima.

Seus olhos estavam vermelhos e seu corpo trêmulo quando resolvi abraça-lo. Meu coelhinho estava tão frágil que mal conseguia falar. Às vezes eu conseguia escutar alguns murmúrios embargados do tipo "Desculpa" e "Não me abandone também" e doía, doía saber que eu era o motivo de seu choro, doía não conseguir  fazer nada além de tentar conforta-lo. 

Pego o corpo trêmulo de Jungkook no colo e o coloco delicadamente em sua cama, me deitando e voltando a abraça-lo. 

- Está tudo bem Jungkookie... Você não tem que se desculpar por nada... - murmuro quando percebo o citado estar começando a se acalmar, ainda grudado a meu corpo. Sinto a respiração do moreno em meu pescoço e me arrepio. 

- Não era pra você ter lido aquilo, hyung. - escuto um sussurro do moreno e, mesmo não o vendo, conseguia imaginar o mesmo com um bico adorável em seus lábios. Rio nasalado e sinto ele se encolher ainda mais no abraço.

- Você realmente se sente assim, Kook? - solto a pergunta que está rondando a minha mente desde o momento que comecei a ler a escrita no papel. 

Logo um silêncio tenso nos envolveu. Sinto meu ombro molhado e mordo o lábio inferior, quase me socando por fazer meu coelhinho chorar novamente. 

- Si-sim. 

Fecho os olhos, aliviado, e sinto meus lábios fazerem o caminho de um sorriso. Aperto o abraço ainda mais, provavelmente quase sufocando garoto. 

- Então quer dizer que ambos estávamos sofrendo atoa?

Observo enquanto Jeon tira a cabeça entre vão de meu ombro e pescoço, e me encara com as sobrancelhas arqueadas. Seus olhos, ainda vermelhos, estavam brilhosos, caso que me fez sorrir ainda mais. 

- Sabe... Eu concordo com o que você disse. - solto um riso nasalado e vejo Kook tombar a cabeça levemente pro lado, confuso. Seguro sua mão, encaixando nossos dedos como um quebra cabeça. - Nossas mãos realmente se encaixam perfeitamente. 

Ouço a risada do maior soar pelas paredes do quarto e logo o acompanhei, notando que o moreno também estava certo sobre nossas risadas, talvez ele estivesse certo sobre tudo no final das contas. 

- Isso significa que...? - antes que ele pudesse terminar seu raciocínio, o interrompo. 

- Eu te amo, Jeon Jungkookie. - termino a frase por ele, vendo o mesmo abrir o sorriso de coelhinho que eu tanto amo e venero. 

Logo nossos lábios já estavam colados, em um inocente selinho. Um. Dois. Três. Quatro selinhos antes que eu segurasse seu rosto com ambas as mãos e pincelasse seus macios lábios com a minha língua. Aprofundamos o contato e percebi que ele tinha razão. De novo. O gosto do ósculo era uma mistura de menta e doce de morango, exatamente como meu coelhinho havia previsto. Bem... Mais ou menos isso na verdade, mas quem liga? Eu finalmente estou beijando Jeon Jungkook!

- Eu também te amo, hyung. - ouço Kookie-ah dizer assim que o ósculo foi quebrado por falta de ar. - Muito. E por isso... - sua face começa a ficar vermelha e rio debochado. Ele estava corando! - Você quer namorar comigo? - ele termina sua frase, fazendo meu sorriso aumentar a tal ponto que eu não conseguia ver mais nada. 

- Acho que a resposta é meio óbvia, não é mesmo? - pergunto antes de voltar a beija-lo. 

-

Horas haviam se passado desde o acontecido e o casal não conseguia tirar o sorriso do rosto. Quem diria que no final das contas, escrever uma carta sobre seus sentimentos fora a melhor ideia que Jungkook poderia ter?











 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...