História The life after the moon - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Morte
Exibições 7
Palavras 1.239
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Policial, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


gente minha primeira fic quis começar com piscicopatas afinal eu amo animes piscicopatas ...

Capítulo 1 - Primeiro dia..


Primeiro dia ....

Antes de tudo acontecer, eu era uma garota normal não era uma ... piscicopata mato pessoas por diversão tenho um irmão gêmeo que não é lá grandes coisas mais sei que ele faz de tudo para me azucrinar... Antes de descobrir a piscicopata que existe dentro de mim! Eu era uma menina normal.
Tudo começou quando a Max ela me chamou para um show onde havia álcool, drogas, e cigarros eu até fui mas não peguei nada... fui enganada pela Max ela queria que eu ficasse lá para me fuder na mão dela ... mas sinceramente eu não havia percebido eu havia ido até o show, mas eu depois de umas 3 horas eu saí daquele show pois aquele cheiro das drogas e do álcool estava me fazendo mal estava perto de um beco enquanto andava percebia a presnça de mais alguém atrás de mim entrei naquele beco com o coração nas mão logo um homem me preensa na  parede do beco com uma faca na mão repetindo palavras dizendo que ia me matar e ninguém ia ficar sabendo que havia sido ele tirou a faca de seu bolso e colocou em meu  pescoço   mas dei um chute em sua barriga, fazendo-o cair no chão  pela sua fraqueza e constantemente pela sua dor tirei a faca de suas mão e enfiei em seu peito ele começou a gritar até sua doce morte arrastei ele até um latão de lixo o jogando lá dentro vi minha blusa e minhas mãos ensanguentadas. Cheguei em casa fui correndo para o banheiro me despi inteira e tomei um banho quente , quando saí do banho Mikemeu irmão gêmeo estava encostado na porta do banheiro

-Sabe você precisa aprender  a guardar suas armas se quer ser psicopata tenta esconde- disse rodando a faca em seu dedo, eu simplesmente odeio quando ele fuça nas minhas coisas é simplesmente muito chato

-E você tem que aprender a não se intrometer  na minha vida – disse tirando a faca de suas mãos e entrando em meu quarto fui mexendo em meu baú e vi uma masca que era perfeita quando quisesse assassinar  alguém simplesmente ninguém ia perceber que era eu nunca pensei na vida em ser uma piscicopata doentia mas vi que matar é um ótimo jeito de me vingar de pessoas que queria me livrar já faz um tempinho  me vingar de Max mantendo-a em cativeiro tudo isso em uma tacada só!

-Emilly! desce aqui –disse Mike lá do primeiro andar da casa desci as escadas normalmente estava com  um vestido preto e uma jaqueta azul escura descalça – Emilly, sabe que um dia eu não vou estar mais presente do seu lado não é?

-Idai ,Mike ? assim como todo mundo você vai envelhecer e morrer

-Mas Emilly sei que vai seu difícil para você pois a realidade do mundo lá fora ! você concerteza não vai querer enfrentar ,pois você pode morrer- revirei os olhos com deboche –Não faz assim sei que pareço ser um chato mas só quero te previnir eu mesmo já passei por isso matar uma pessoa pela prineira vez! Tinha muitos plano em minha cabeça manter pessoas em cativeiro matar todos que via em minha frente , mas não foi isso que o destino separou para mim simplesmente sou um assassino piscicopata maluco mas se você quer seguir esse caminho não sei como te ajudar

-Já acabou com o MIMIMI?-falei debochando com a máscara em minhas mãos ele olhava desconfiado pra ela já havia usado aquela máscara eu usei ela no halloween  ele tira ela de minhas mãos tornando as coisas mais complicadas depois que nosso pai esta desaparecido ele mudou o seu jeito estavamos praticamente em uma guerra eu puxava a máscara da mão dele mas ele a segurava com a sua força mas não dava muito certo eu puxar de volta mas sei que isso tudo eu vou poder me livrar depois ...
Quando estava em meu quarto Mike estava na cama do lado já que temos que dividir o quarto para mim isso não é muito bom mas sei que um dia eu vou sair daqui vou ter minha vida no mundo lá fora a mascara estava na estante a peguei e fui no banheiro coloquei ela no meu rosto ficava perfeita já que tudo para mim se movia a partir da vingança por que não ter ela agora ? peguei uma bolsa não muito grande enfiei a máscara  La dentro coloquei meu material escolar e uma faca vesti meu uniforme e fui correndo para a cozinha tomar meu café já que minha mãe havia preparado ele e estava se arrumando para o trabalho  Mike desceu as escadas com um olhar meio desconfiado para mim pois deve ter percebido que a máscara não estava na estante mas com quem que eu ligo para isso  fomos andando até na escola e eu me distanciei de tudo e de todos não tinha o por que da razão de eu ficar com pessoas que não me querem por perto por me achar estranha mas sei vou me livrar deles, bem mais gtarde oque não me faz muito feliz pois queria matar todos de uma só vez a primeira que seria eliminada seria a  Max ela que me levou para aquele inferno de show a força 

-Emilly!- ela veio correndo até mim e me abraçou senti que era um abraço meio forçado sei não é fácil, aguentar alguém como eu! Eu sou uma pessoa inútil –Por que você saiu tão cedo do show? Só ficou 3 horinhas – ela fez uma carinha entristecida

-Eu simplesmente não gostei daquele show o cheirodas drogas, dos cigarros, e do álcool não estava me fazendo bem ... alias sei que você deve ter curtido muito pois te ligava e só dava caixa postal simplesmente deve ter enlouquecido de vez  

-Na verdade meu celular descarregou- ela falou com um sorrisinho fomos para a sala estávamos na aula de educação física eu estava me trocando e Max também só estávamos nós duas lá no vestiário não havia mas nenhuma menina lá dentro era o momento perfeito para um assassinato eu vesti o uniforme normal entraram mais 4 meninas no vestiário elas esntaram nas cabines eu coloquei a máscara em meu rosto apareci atrás de Max ela estava se olhando no espelho e levou um susto

-Q-quem é você ?- ela perguntou pálida mas não respondi nada –Q-quem é você- ela já estava em desespero a faca estava em minhas mãos ela se assustou mais segurei ela pelo pescoço sua voz soava baixa pela força que tinha usado em minhas mãos a força tinha se duplicado –por favor não faz nada comigo eu imploro –seus sussurros eram mais baixos peguei a faca e enfiei em sua barriga assistir sua morte era uma baita diverção para mim, ela se estremecia seu rosto ficava cada vez mais pálido tirei a faca de sua barriga e logo coloquei-a em seu peito seu sangue escorria diante a faca ela havia morrido em minha frente já havia pego um uniforme extra e deixei-o preparado me limpei e coloquei o uniforme de educação física pronta para a aula escondi o uniforme ensanguentado junto com a  faca coloquei tudo em meu armário já que meu armário e a cabine que uso era três corredores atrás do meu saí como se nada tivesse acontecido, fui para a aula e me sentei na arquibancada  da quadra...

Continua...


Notas Finais


espero que tenham gostado pois a fic não acaba por aqui


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...