História The light that illuminates my life - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Haikyuu!!
Personagens Akaashi Keiji, Asahi Azumane, Bokuto Koutarou, Chikara Ennoshita, Daichi Sawamura, Hajime Iwaizumi, Hisashi Kinoshita, Issei Matsukawa, Ittetsu Takeda, Kazuhito Narita, Kei Tsukishima, Kenma Kozume, Koushi Sugawara, Lev Haiba, Personagens Originais, Ryuunosuke Tanaka, Shouyou Hinata, Tadashi Yamaguchi, Tetsurou Kuroo, Tobio Kageyama, Tooru Oikawa, Yaku Morisuke, Yuu Nishinoya
Visualizações 655
Palavras 2.471
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Esporte, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eta que não demorou pra chegar o segundo capítulo, né? ( se não minha editora ia arrancar meu toba)

Espero que gostem ^^

Capítulo 2 - Ir no banheiro? Só com você? Modo Uke cu doce on


Fanfic / Fanfiction The light that illuminates my life - Capítulo 2 - Ir no banheiro? Só com você? Modo Uke cu doce on

Kenma on 

Acordei sendo balançado por Shouyou.

- Shouyou...

- Vamos se arrume ou vamos chegar atrasados. - Disse ele.

Fui praticamente arrancado do meu momento de prazer. Dormir é tão bom, queria dormir o dia todo.

Me levantei e fui tomar um banho rápido. Coloquei meu uniforme de treino e um casaco. Fui até a cozinha e vi Shouyou tomando café.

- Onde estão o Suga e o Daichi?

Me sentei a sua frente e peguei uma torrada.

- Ele mandou uma mensagem avisando que foi ao médico, acho que o Daichi foi junto. - Disse Hinata.

Depois do café terminamos de nos arrumar e saímos da casa do Suga. Tóquio é bem mais agitada do que eu lembrava, me faz ficar cansado só de olhar.

- Como vamos ir?

- De metrô. - Disse Hinata.

Entramos na estação. Está lotada, odeio lotações.

- Vamos nos perder assim.

Shouyou segurou minha mão.

- Pronto, não vamos mais nos perder. - Disse Hinata.

- Ok.

Ficamos esperando o trem um tempinho. Quando ele chegou fomos empurrados para dentro pelo mar de gente.

Quando saímos do trem respirei fundo. Finalmente sai daquele inferno.

- Ainda bem que é perto. - Disse Hinata.

- É.

Quando saímos da estação demos de cara com Kuroo, Kageyama e Lev. O meio russo grisalho se aproximou alegremente.

- Estou tão animado. - Disse Lev.

- Onde está o Yaku? - Perguntou Hinata.

- Ele foi pro ginásio. Me disse para vir esperar vocês na estação de trem para que não se percam. - Explicou Lev.

Senti que Kageyama e Kuroo estão nos fuzilando com o olhar. Foi quando percebi que ainda estou de mãos dadas com Hinata. Soltei minha mão, ele não se importou. Encarei Kuroo por um instante, nesse instante me senti vulnerável e triste, por ter ido embora sem ter dito nada a ele, muito menos sem ter tentado. Odeio ser assim.

- Vamos ir então. - Disse Hinata.

Lev foi andando na frente mostrando o caminho. Kageyama e Kuroo estão atrás de Lev e nós estamos atrás deles. Lev quis dar uma de sabe tudo, mas acabou quase errando caminho, três vezes. Sempre que pode, Kageyama da uma olhada para Hinata, até que ele disfarça muito bem, pois o ruivo não percebeu.

Chegamos ao centro esportivo, Yaku a frente do portão. Lev correu até ele, tentou impressionar o menor dizendo que ele já havia decorado o caminho.

- Se nos perdermos na volta para casa, você vai nos levar pra jantar, e vai pagar. - Disse Yaku.

Lev suspirou e beijou a testa de Yaku, o fazendo ficar totalmente corado.

- Idiota. - Disse Yaku.

Entramos no centro, depois nos dirigimos para o nosso ginásio. Ao chegarmos lá vi o treinador Taki e sua filha, junto aos demais jogadores.

- Agora que todos estão aqui. - Disse Taki. - Essa vai ser a ajudante do time. Minha filha, Shura Taki.

- Podem me chamar de Shura. - Disse ela.

A garota tem dezoito anos, cabelos pintados de rosa e olhos verdes, ela é um pouco mais alta que eu e o Hinata.

- SHOUYOU-CHAN - gritou Shura e se jogou em cima do ruivo.

Todos ficaram sem reação, mesmo com preguiça, resolvi explicar.

- Conhecemos a Shura quando fomos para o exterior, ela nos ajudava nos treinos. Ela é apaixonada pelo Shouyou.

- Garanhão. - Disse Tanaka.

Kageyama cravou os olhos na garota. Ela está se esfregando no ruivo. O Shouyou e o Kageyama deveriam se resolver, acho que eles fariam um casal bonito, quero ver o Shouyou feliz.

- Bom, garotos vou deixar a Shura treinando vocês hoje. - Disse Taki.

Ele saiu do ginásio e Shura deu as instruções.

- Vou avaliar vocês. - Disse Shura.

Então começamos os testes dela.

.

.

.

- Kageyama você está bem atrasado em comparação ao Hinata. Soube que no passado vocês eram uma boa dupla, se você quer que isso aconteça novamente, você terá que treinar muito. - Disse Shura.

Ele não disse nada, apenas assentiu com a cabeça.

Depois da Shura terminar de nós dizer o que fazer fomos descansar.

- Kenma, vou dar umas orientações pros garotos. Você pode comprar bebidas do outro lado da rua? - Perguntou Shura.

- Tá

Ela me deu dinheiro e eu saí. Atravessei a rua, parei em frente a loja e algo me chamou atenção. Um gato preto perto na frente de um beco. Talvez eu vá​ me ferrar? Provavelmente, mas é um gatinho, gatinhos fazem tudo valer a pena.

Fui até o gatinho e o segui para dentro do beco. Foi quando uns caras muito estranhos apareceram.

- E aí, gracinha. Vamos nos divertir. - Disse um deles.

Não respondi, apenas me virei para fugir quando outro surgiu na minha frente. Agora fodeu.

Kenma off

Kuroo on

A volta de Kenma foi uma surpresa. Nunca pensei que ele sairia do meu lado, afinal crescemos juntos. Quando o vi ao lado de Hinata, agarrado a ele daquele jeito... Meu coração se partiu em mil pedaços. Pois ele sempre se apoiou em mim, agora se apoia no Hinata. Depois de ver os dois juntos de mãos dadas não sei o que pensar, se estão juntos ou não.

Na época que Kenma foi embora, eu estava saindo com uma garota para tentar esquecer meus sentimentos por ele. Mas foi tudo em vão. Nunca deixei de pensar nele ou de sentir sua falta.

Agora estamos no mesmo time novamente, mas é como se fôssemos dois estranhos.

- Kuroo, Kuroo. - Chamou Yaku dando tapas em minhas costas.

- Hm?

- Onde você está com a cabeça? - Perguntou ele.

- Não importa. O que foi?

- Vai ajudar o Kenma a trazer as bebidas. - Disse ele.

- Tá.

Sai do ginásio e procurei por Kenma. Não estou vendo ele em lugar nenhum. Quando atravessei a loja, ouvi gritos abafados.

- K-kenma.

Estão vindo de um beco ao lado da loja. Corri até lá e vi Kenma contra uma parede sua testa está sangrando. Cinco homens estão a sua volta, um deles está prendendo sua boca com a mão.

- O que vocês fizeram com ele?

Eles riram e um deles começou a puxar o short de Kenma.

- Vá embora. - Disse o mais alto.

- Só temos interesse em garotos fofinhos, e meninas peitudas (Bem contraditório, não é mesmo?). - Disse outro.

- Esse aqui é bem bonito, vamos levar ele pro chefe depois. - Disse outro.

Avancei em direção a eles, acertei um soco na cara de um deles o fazendo cair desmaiado, quem segurava Kenma o soltou imediatamente o deixando cair de joelhos no chão. Depois de arrebentar com a fuça daqueles malditos, eles acabaram fugindo. Minhas mãos estão doendo e sangrando, mas não posso me concentrar nisso agora. Me abaixei ao lado de Kenma e coloquei a mão em sua cabeça. Ele me encarou, seus olhos estão vermelhos, limpei suas lágrimas com a manga da minha camisa. Ele segurou minha mão e seus olhos se sobressaíram ao ver os machucados.

- Kuroo... Você se machucou. - Disse ele.

- Não é nada, o que importa é que você está bem.

Fechei os olhos e sorri, foi quando senti um peso sobre o meu corpo. Abri os olhos e vi Kenma me abraçando, há quanto tempo isso não acontece? Não sei dizer.

- Você está machucado?

- Só bateram a minha cabeça algumas vezes na parede, nada de mais. - Disse ele.

Nos levantamos e voltamos ao ginásio. Quando chegamos lá todos vieram correndo até nós. Kenma se jogou em cima de Hinata que o consolou. Fomos levados ao hospital, enquanto contávamos o ocorrido. Kenma acabou dormindo com a cabeça no ombro de Hinata, que parece bem preocupado com o amigo, ou namorado... não sei.

.

.

.

Estou ao lado de Kenma, ele está dormindo. Ele apenas acordou na hora de colocar os curativos. Shura entrou no quarto e disse que já estamos liberados. Depois de cinco minutos consegui acordar o loiro, saímos lado a lado do quarto.

- O-obrigado por tudo. - Disse Kenma.

Ele está corado, tão fofo.

- Não foi nada.

- Tem... Algo que eu possa fazer para te agradecer? - Peguntou ele.

Normalmente eu diria que não. Mas acho que devo me aproveitar disso.

- Saia comigo, o treinador disse que vamos ficar três dias sem treinar. Então saia comigo amanhã, o dia todo.

Ele pareceu surpreso com o pedido. Ele respirou fundo.

- Tudo bem, você escolhe o lugar. - disse ele.

Entreguei meu celular a ele, que anotou rapidamente o número. Quando ele me devolveu o celular, nossos dedos se tocaram e pude sentir seu calor, mesmo que tenha sido por segundos.

Kuroo off

Kenma on

Quando chegamos em casa fomos recebidos por Suga. Ele começou a avaliar o meu corpo.

Minha testa está enfaixada por conta do machucado, mas de resto estou bem.

- Kenma-chan, fiquei tão preocupado. - Disse Suga me abraçando.

- Todos ficamos. - Disse Daichi.

Sorri para eles, depois fui para ao quarto me deitar um pouco. Shouyou veio comigo e se deitou ao meu lado. Contei a ele sobre o que Kuroo pediu, e como eu estou nervoso com isso.

- Não sei se eu vou mesmo...

- Mas é claro que você vai, Kenma. - Disse Hinata. - Você mesmo me disse que não ia fugir mais de nada. Você ainda gosta dele?

Assenti com a cabeça.

- Então você vai. - Disse o ruivo.

- Tá...

No dia seguinte...

Estou esperando Kuroo a frente da estação, como ele pediu. Estou um pouco nervoso, acho que isso é quase um encontro.

Estou vestindo uma calça preta, um moletom branco, meu cabelo está preso em um rabo de cavalo.

- Kenma!! - Chamou Kuroo se aproximando.

Meu coração disparou ao vê-lo. Seu cabelo está como sempre, está vestindo uma calça jeans azul escuro, uma camisa xadrez vermelha por cima de uma camiseta vermelha.

- O-oi.

- Vamos. - Disse Kuroo.

Ele me puxou levemente pelo braço como sempre fazia. Chegamos a frente de um café.

- Achei que você gostaria de vir a um maid café. - Disse Kuroo.

Nunca tinha tido a curiosidade de ir em um.

- Vamos entrar então.

Entramos e uma garota com roupa de empregada, se curvou a nossa frente.

- Bem-vindos, mestres. - Disse ela.

Aquilo foi o suficiente para me fazer querer ir embora. Mas pelo Kuroo eu teria que ficar. Fomos guiados até nossas mesas. Pedi uma torta de maçã e o Kuroo um café.

- Gostou? - Perguntou ele.

- Não muito, garotas me chamando de mestre faz com que eu me sinta desconfortável.

- E se... Eu te chama-se de mestre? - Perguntou Kuroo.

Aquilo me fez corar completamente.

- Q-q-q-que?

Ele começou a rir descontroladamente, todos no café nos encararam. Eu quero morrer.

- Estou brincando. - Disse Kuroo.

Aquela brincadeira me deixou bem nervoso, mas foi bom ver ele rindo. Talvez eu devesse contar a ele como me sinto... Mas acho esperar um pouco, não sei quase nada sobre ele agora, eu conhecia o Kuroo de dois anos atrás, esse pode ser um outro totalmente diferente.

- Você... e o Hinata estão juntos, não estão? - Perguntou Kuroo.

Quase me engasguei com a torta.

- Não! Somos amigos.

A expressão de Kuroo mudou totalmente, de aborrecido para super contente. Confesso que estou com medo.

- Ei Kenma... quero que você saiba uma coisa. - Disse Kuroo.

- O que?

Perguntei enquanto verificava a mensagem que Shouyou me mandou.

" Tem previsão de tempestade, não demore pra voltar. Não faça coisas impróprias na rua, nem vá pra casa dele no primeiro encontro, muito menos ao banheiro com ele. Se cuide. "

Fiquei cinquenta tons de vermelho, como assim Shouyou? Você falando essas coisas pra mim? Você me zuando? Que maldade.

- Kenma? - Disse Kuroo. - Você esta bem? Parece com febre.

- T-to ótimo, o que você quer dizer?

- Depois eu falo, acho que agora não é a hora. - Disse ele.

Ele pagou a conta e (Finalmente) saímos do maid café. E depois de dez minutos andando, trovões ecoaram pelo céu e começou a chover. Kuroo me encarou e começou a rir.

- Você parece um gatinho molhado. - Disse Kuroo.

Inflei minhas bochechas e virei o rosto.

- Vamos para a minha casa, é perto daqui. - Disse Kuroo.

Apenas o segui até lá. Quando entrei em seu apartamento dois gatos vieram até nós, me abaixei ao lado deles e os acariciei.

- Vou pegar umas roupas, venha para o banheiro, vamos nos trocar. - Disse Kuroo.

Foi neste momento que caiu a ficha. Eu tô na casa do Kuroo, molhado e irei entrar no banheiro com ele? Não mesmo. É nessas horas que meu lado Uke cu doce fala mais alto.

Conversa por SMS on.

Kenma: Shouyou me ajuda, tomei chuva e agora tô na casa do Kuroo, e ele quer que eu vá no banheiro com ele, me ajuda.

Hinata: VOCÊ FEZ DUAS COISAS QUE EU TE ADVERTI! calma o Suga vai ir te buscar, me manda o endereço.

Conversa por SMS off:

Mandei o endereço, agora só preciso esperar.

- Kenma? Não vem? - perguntou Kuroo.

- Eu estou indo embora. Obrigada pelo passeio e tudo mais, tchau.

Sai correndo do apartamento dele. Em cinco minutos Suga parou a frente do prédio. Eu entrei no carro ele e Hinata estão me encarando com um olhar malicioso.

- NÃO ME OLHEM ASSIM!!

Eles começaram a rir e fomos embora.

.

.

Finalmente em casa, de banho tomado e jogando vídeo game. Infelizmente não consigo me concentrar, só consigo pensar no Kuroo... Que droga. Estou apaixonado por ele.. totalmente apaixonado.

Kenma off

Kuroo on

Acho que eu assustei o Kenma. O trouxe para minha casa depois o chamei para o banheiro... sendo que estamos sozinhos, eu sou um idiota.

Estou feliz em saber que ele não está com Hinata, então o caminho está livre para mim, mas... e se ele estiver com outro? eu não perguntei isso... Que droga!

Resolvi mandar uma mensagem para Kenma, para saber como ele está e me desculpar.

Sms on:

Kuroo: Desculpe te trazer até aqui, e depois pedir para vir para o banheiro comigo. Foi super estranho... Não queria assustar você.

Kenma: Você não me assustou, eu só estava cansado.

Kuroo: Mentiroso.

Kuroo: Sabe... Domingo vai inaugurar uma balada bem legal. E como não passamos o dia todo juntos como era o meu pedido. Vamos lá, se você quiser.

Kenma: Balada...

Kuroo: Vou chamar todos do time e tudo mais.

Kenma: Pode ser... Eu acho.

Kuroo: Te garanto que não vai se arrepender. Lá eu vou te contar o que eu queria dizer.

Kenma: Eu também vou te dizer, algo que eu deveria ter dito a dois anos

Kuroo: Que?

Kenma: Vou trocar os curativos e dormir. Boa noite.

Kuroo: Boa noite.

SMS off

O que aquele baixinho quer falar? Maldito, vai me deixar curioso até domingo, pra no máximo falar de algum jogo que me disse que ia dar pra ele e não dei. Estou decidido, domingo eu vou me declarar, mesmo que ele me rejeite eu vou.

- Eu... o amo?

Sorri ao lembrar dele comendo a torta de maçã, ele sempre gostou de torta, principalmente de maçã. Agora ele gosta de usar roupas femininas também... Como será que ele fica com roupa de empregada? Acho melhor eu não pensar muito nisso... Ou não conseguirei dormir... Mas espero sonhar com ele assim, seria um ótimo sonho.

Kuroo off


Notas Finais


E aí gostaram? De qual personagem vocês gostaram mais da narração até agora?
Obrigada por lerem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...