História The little cat boy - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Chenle, Doyoung, Haechan, Jaehyun, Jisung, Johnny, Mark, Personagens Originais, RenJun, Taeil, Taeyong, Ten, Yuta
Tags Doeil, Doil, Jaeyong, Jhonten, Markchan, Markhyuck, Renchensung
Visualizações 165
Palavras 1.187
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Cross-dresser, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Heyooo, cá estou eu

Obrigada novamente pelos os favs e comentários, se eu não responder algum comentário é pq ou eu não tenho tempo ou pq não sei o que responder ;-;

Bom, boa leitura

Capítulo 5 - Ciúmes? Jamais


Ciúmes? Jamais. 



 Jisung sumiu já fazia umas três horas, Taeyong que havia gritado com o mesmo por causa de um pote de iogurte se sentia culpado enquanto ouvia milhares de tipos de ameaças de Chittaphon.

 – Eu to falando sério, seu ridículo. Eu vou meter o meu pé na tua bunda se tu não achar ele! – Ameaçou novamente com o olhar felino sobre o mais velho. 

Chenle e Doyoung estavam lá já que iram dormir lá, pois de manhã cedo iriam no shopping. Taeil não pôde ficar, estava bastante ocupado.

 Mark respirou fundo, seu nariz estava vermelho assim como os seus olhos. Nas bochechas as lágrimas ainda escorriam rápidas enquanto o gato fungava e murmura pedindo para que Donghyuck fosse atrás de seu dongsaeng lobinho. Donghyuck estava com o coração em pedaços ao ver a cena mas porque estava tão incomodado por Mark estar chorando por outro? 

 "Não seja burro dos Hyuck, eles são só amigos...certo?

 Mas porque estava se importando com isso afinal? 

 – Hyuck vamos atrás do Jisung – Taeyong falou chamando a atenção do mais novo que assentiu mas logo a campainha tocou e o mesmo foi atender 

Ao abrir a porta, se deparou com Jisung e um outro garoto que para si, já era bastante conhecido

 – Jisung!! – Mark não se importou com o outro garoto e correu até seu dongsaeng logo o abraçando e deixando vários beijinhos pelo o rosto do mesmo Donghyuck que sorria para Renjun - o garoto que estava com Jisung - fechou a cara ao presenciar a cena, não era do seu tipo sentir isso. Se sentia incomodado demais. 

 – Yah! Nunca mais faça isso! Nos deixou tão preocupado, me deixou preocupado seu idiota! – Mark falava embargado, Donghyuck saiu de lá se sentando no sofá da sala. 

Chittaphon que percebeu a cara irritada do humano franziu o cenho logo percebendo o que estava acontecendo e sorriu A pantera caminhou até os outros dois híbridos e abraçou Jisung. Donghyuck olhava um ponto fixo do sofá quando percebeu que Chenle também não tinha uma cara muito amigável  para mark. Donghyuck ficara confuso mas não ligou. 

Depois de todos os híbridos - exceto chenle por pura birra - abraçarem e brigarem com Jisung, Renjun explicava como foi que achou o híbrido no meio da rua 

 – enquanto eu vinha para cá, eu encontrei ele e o mesmo estava chorando e pedindo para que eu o ajudasse, então eu perguntei a onde ele queria ir tentando ao máximo ignorar as orelhas de lobo e o mesmo me disse que queria ir para a casa de "Donghyuck". – Renjun resumiu – coincidência, eu acho. De qualquer forma, vocês todos são híbridos....como?

 Donghyuck explicou para Renjun, esse que não desfocava os olhos do híbrido de urso que possuía as bochechas vermelhas e estava prestes a brigar com o garoto.

 – da onde vocês se conhecem? – Agora quem perguntou foi Mark percebendo com os dois humanos eram realmente próximos 

 – Ahnn – As bochechas de Donghyuck ficaram vermelhas e esse sorriu bobo – Renjun é o meu...Ex, além de ser um dos meus melhores amigos, é melhor amigo de Jeno. 

 – entendi. – Mark fuzilou Renjun mas ninguém percebera mesmo, não gostou de saber que aquele garoto de dentes meio tortinhos tinha namorado o seu Donghyuck.

 – vocês estão vendo esse raio lazer que mark está soltando pelos os olhos? calma amigo você não é o ciclope não. – Jisung soltou arrancando uma risada baixa de Chittaphon e Chenle. Donghyuck não entendeu e preferiu não saber. 

RenJun fora para o quarto de Jeno, Taeyong passou o dia trancado em seu quarto enquanto os demais assistiam alguma série do Netflix





 No dia seguinte todos saíram cedo de casa, Taeyong fora para a faculdade, Jeno para a escola. Os híbridos estavam de chapéus e toucas na cabeça, Doyoung fora realmente difícil colocar já que suas orelhas de Coelho dificultavam mas conseguiram no final

quando passaram pelos os guardas do shopping tiveram que lidar com os olhares descodifiados dos mesmos, Chenle também não ajudava já que usava uma mascara de urso. Fica fofo, pra constar. 

E fora aí que Donghyuck descobriu que o híbrido ursinho e a pantera tinham uma leve tara por roupas femininas, não que fosse problemas claro. Mas fora constrangedor para o humano ter que explicar que aquelas meias rosas e saias não eram para sua namorada, para a atendente que sorria sugestivo. 

 Comprar roupas para Jisung também fora ruim já que o mesmo não gostava de roupas coladas, e para ele, qualquer roupa daquelas lojas eram apertadas demais

 – ah vamos! É só vestir direito! Nem é apertado, você que é chato mesmo – resmungou Doyoung mais uma vez. Os únicos que realmente não se importava com as roupas ali era o coelho e o gato, para eles, qualquer roupa já estava ótima. Mas se tinha algo que Doyoung gostava, era blusão e casacos grandes, mas nada fora isso.

 Mark se gabava toda hora dizendo que qualquer roupa ficava bonito em si, e Donghyuck apenas revirava os olhos. Compraram bastante bonés também, quase chegaram ao limite do cartão de crédito de Taeyong.

 Depois do tour entre as lojas foram para o fliperama do shopping, não tinha tantas máquinas assim mas dava para o gasto. Donghyuck se sentia excluído entre eles, cada um estava se divertindo um com o outro. Donghyuck fora até uma daquelas máquinas de atirar super rápidas, e o mesmo não chegava nem perto de ser rápido perto daqueles bonecos. Estava triste e com ciúmes, Mark passou a passeada toda apenas com Jisung, o mimando e beijando as bochechas do mesmo.

 Nem ao menos percebeu que atirava com raiva naqueles bonequinhos, uma menina que passava por ali ficara meio assustada. 

 – cuidado, assim vai quebrar o jogo – ouviu a voz rouca de Mark – está com raiva? 

 – não, porque eu estaria? – Donghyuck colocou mais uma ficha no jogo. – aliás porque não vai perturbar o Jisung, uh?! 

 Mark arregalou os olhos pelo o modo bruto do mais novo, porém, logo sorriu ao perceber que o mesmo estava sentindo ciúmes de si. 

 – ciúmes? 

 – Ciúmes? Jamais. Porque eu sentiria ciúmes de você? – voltou a atirar no bonecos 

 – não sei, mas não precisa se preocupar – Mark abraçou o humano por trás deixando um beijo estalado no pescoço do mesmo, Donghyuck arrepiou-se e errou um tiro ouvindo a risada dos bonecos – Jisung é como o meu irmãozinho, eu só tenho olhos pra você, bebê. 

 Donghyuck corou e terminou o jogo, se virou para mark e resmungou baixo

 – Idiota. –  Empurrou o mais velho emburrado e caminhou até o restante do grupo ouvindo a risada de mark logo atrás de si.  

Mark achava adorável quando o mais novo ficava com raiva, e faria aquilo mais vezes. Ah com certeza faria.

 – Depois vocês namoram, agora vamos comer –Chittaphon reclamou e recebeu um tapa de Doyoung

 – tu só pensa em comer – Doyoung disse 

 – óbvio, comida é essencial para nós. – Respondeu a pantera 

 Donghyuck ainda corado sorriu minimamente, era engraçado ver a forma com os mais velhos eram diferentes. Mas logo seu sorriso mudou ao sentir a mão macia de Mark segurar a sua e ver um sorriso sugestivo no lábios do mesmo 

 – você é bem saidinho, hein – Donghyuck falou 

 – Sempre fui, amor   








Notas Finais


Até, bebês :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...