História The Little Secret - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Vampire Diaries
Personagens Caroline Forbes, Damon Salvatore, Elena Gilbert, Elijah Mikaelson, Hope Mikaelson, Klaus Mikaelson, Rebekah Mikaelson, Stefan Salvatore
Tags Caroline Forbes, Klaroline, Klaus Mikaelson
Visualizações 83
Palavras 1.029
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


HEY HEY, como prometido, eu voltei...
Boa leitura!!💕
(Passaram-se alguns meses do capítulo anterior para esse)

Capítulo 16 - Capítulo 15


Fanfic / Fanfiction The Little Secret - Capítulo 16 - Capítulo 15

Pov Klaus

A Bad Girl ainda postava coisas, isso cada vez me fez cada vez mais querer saber quem ela era. Elijah havia descoberto um dos meios para falar com a pessoa que escrevia essas notícias sobre nós.

Eu chego na empresa e lá estava Caroline já sentada em sua mesa, eu sorrio, vou até sua mesa e beijo seus lábios.

Klaus: Olá amor.

Caroline: Oi. -Ela caminha até a porta.- Eu já volto, Elijah pediu para mim organizar umas coisas, agora irei entregar a ele.

Klaus: Não sabia que Elijah estava pedindo serviços a minha secretária.- Falo "minha" com ênfase.

Caroline: São apenas algumas coisas

Klaus: Tudo bem.

Quando Caroline sai da sala, eu ando até minha mesa e desbloqueio o meu celular, disco o número que Elijah havia me passado e fico esperando alguém atender.

Um celular na mesa de Caroline começa a tocar.

Não, isso não é verdade.

Penso e ando devagar até a mesa de Caroline, olho o celular e meu número aparecia na tela, eu rapidamente desligo e coloco meu celular na mesa com força.

Ando de um lado para o outro, pensando em Caroline.

Tudo faz sentido, Caroline era a que mais sabia sobre minha vida, ela entrou em minha casa... Era como se tivessem tirado uma venda de meus olhos, eu via tudo com clareza, Caroline era a dona do maldito blog.

Como ela pode? Se aproximou de mim, me fez ama-la, e agora eu descubro quem ela era realmente. Caroline não era a doce mulher que eu amava e sim UMA VADIA MENTIROSA.

Eu respiro fundo contendo as lágrimas que viriam a escorrer pela meu rosto, sento novamente na mesa esperando por ela.

Assim que Caroline entra na sala eu a olho.

Levanto de minha mesa e ando até ela.

Klaus: Nós temos que conversar Caroline ou devo dizer Bad Girl?

Caroline: Klaus... Do que está falando?

Klaus: Não se faça de desentendida, é você caroline você faz as notícias sobre mim, você que quer derrubar minha empresa, você que quer me ver no chão... Você teve a coragem de se aproximar de mim só por informações.- Falo alto.

Me aproximo e ela vai indo para trás, quando ela encosta na parede eu a olho nos olhos, a raiva tomava conta de mim, eu soco a parede ao seu lado com força, ela pareceu assustada com essa ação, mas eu não me importei; me Afasto dela e vou para o meio da sala.

Caroline: Klaus... Eu... O que eu sinto por você é verdadeiro, não tem nada haver com o blog.

Klaus: Eu não me importo, eu não quero ver você, muito menos aqui nesse lugar.

Caroline: Você tem que acreditar em mim, mesmo que esteja com raiva...- Ela se aproxima e eu a olho com desprezo.- Eu acho que...

Klaus: Eu já disse que não me importo Caroline.- Digo aos gritos.

Caroline: MAS VOCÊ VAI ME ESCUTAR... EU TE ODEIO, TUDO NÃO PASSOU DE UMA FARÇA, VOCÊ É FRACO, FRIO, EGOÍSTA, NOJENTO, E TUDO O QUE EU FIZ, FOI PELO MEU BLOG, A ÚNICA COISA QUE EU SINTO POR VOCÊ É PENA KLAUS, APENAS PENA.

Ela diz isso e sai da minha sala batendo a porta, eu pego minha caneca e jogo contra a parede com força.

Todos deviam ter escutado essa gritaria, mas eu não me importava, eu só queria que Caroline sumisse do mundo, todo meu amor está sendo transformando em raiva. E a grande parte disso não era raiva da Caroline, não se consegue odiar alguém que se amou muito, mas sim por tudo, todos, até mesmo quem não estava envolvido com isso.

Elijah entra em minha sala.

Elijah: O que aconteceu aqui Niklaus?

Klaus: Nada.- Falo saindo da sala, mas Elijah segura meu braço.

Elijah: Diga logo.- Eu empurro meu irmão e olho para ele.

Klaus: Eu já disse que nada.

Saio em passos grandes da empresa.


Pov Caroline

As lágrimas rolavam pelo meu rosto, o que eu temia aconteceu, Klaus descobriu tudo, e em vez de tentar melhorar, eu piorei tudo.

Chego em casa e pego minhas malas, começo a tirar todas as roupas de meu armário e guardar na mala.

Eu vou embora daqui, eu não vou viver na mesma cidade que Klaus, eu não conseguirei.

Começo a sentir um enjôo muito forte, corro até o banheiro e vômito.

Eu estava assim há algumas semanas, passando mal frequentemente.

Eu sento no chão do banheiro abraçando minhas pernas

Eu sabia o que era isso, eu estava grávida. Lembrar que eu carregava em meu ventre um filho da pessoa que mais me odiava só me faz chorar mais.

Elena entra no banheiro e me vê naquele estado, logo a mesma me ajuda a levantar.

Elena: O que houve Caroline?

Caroline: Ele sabe de tudo...- Digo isso soluçando.

Elena: Klaus gosta de você, dê um tempo e você vai ver, tudo será perdoado.

Caroline: Mas você não entende, ele nunca esteve tão bravo... Eu estou grávida Elena, grávida do Klaus

Elena parecia estar sem reação, isso não me surpreendia.

Caroline: Eu vou embora da cidade, eu não quero olhar ele, meu filho não merece ter pais que se odeiam.

Elena: Caroline, isso não é o melhor a se fazer, converse com ele.

Caroline: Está decidido, Elena... Eu irei, ainda hoje.

Vou até o quarto e termino a minha mala, assim que eu fecho o zíper, eu suspiro e arrasto a mala de rodinhas até a porta do apartamento.

Ligo para comprar uma passagem até Mystic Falls, minha cidade natal e me despeço de Elena

Caroline: Eu te amo, obrigada por tudo

Elena: Quando precisar voltar, estarei de portas abertas.

Eu sorrio e abraço a morena.

Eu havia pedido para Elena manter segredo de minha gravidez.

Chego no aeroporto, sento na cadeira de lá e começo a passar a mão em minha barriga esperando meu vôo ser chamado.

Eu sorrio e corro para abraça-lo, seus reconfortantes braços me envolviam, fazendo eu me sentir melhor. Eu olho para ele assim que encerramos o abraço.

Caroline: Me perdoe, eu te amo... No começo eu queria apenas notícias, mas você me fez querer desistir de tudo e...- Ele coloca seu dedo sobre meu lábio.

Klaus: Eu não me importo com isso, amor. Fique, não me deixe.

Eu concordo com a cabeça e o beijo.

Uma voz alta começa a chamar os passageiros com destino a Mystic Falls... Eu abro meus olhos devagar e olho em volta, tudo isso não passou de um sonho.

Pego minha mala e entro no avião, olhando as pessoas lá fora.


Notas Finais


Eu espero que tenham gostado.❤
Eu sei que esse não é meu melhor capítulo, mas ok.
E ai? O que vocês acham que vai acontecer?🤔
Beijinhos das trevas!😘🔥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...