História The Lost Empire. - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Atlantis: O Reino Perdido, Bangtan Boys (BTS), Lendas Urbanas
Personagens Chen, D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Milo James Thatch, Personagens Originais, Rap Monster, Rei, Suga, V, Xiumin
Tags Bts, Fluffy, Jeon, Jungkook, Kim, Kooktae, Kookv, Lemon, Long-fic, Taehyung, Taekook, Universe, Vkook, Yaoi
Visualizações 93
Palavras 2.319
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Fantasia, Ficção, Fluffy, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Adivinha quem voltou??? AGORA NA JANTA???
meu conceito é, leia o cap enquanto faça alguma coisa...

de manhã era o café, agora a janta...
e por ai vai KKKKKKKKKKKKK

deixei em aberto a att dupla, mas estou aqui by popular demand...
e vontade mesmo.

desculpem qualquer errinho, erro, errão... ainda estou aprendendo.
amo vocês, boa leitura e nos vemos nas notas finais. <33

Capítulo 26 - Especialista em Atlântida.


Fanfic / Fanfiction The Lost Empire. - Capítulo 26 - Especialista em Atlântida.

Fomos direto para o salão, Taehyung pediu gentilmente para que fizessem os melhores pratos; não era sempre que recebíamos visitas e já fazia algum tempo desde que nossos amigos estiveram aqui. A comida agora, de certo modo refinada estava ao agrado de todos, principalmente de Jin que não comia conosco à algum tempo.

– Hm... É tão bom... – Hoseok exclamou enquanto sacudia seu corpo como se pudesse expressar o sabor da comida através dos movimentos. Yoongi cobriu o rosto instantaneamente enquanto mastigava, ele evitava olhar namorado nessas situações.

– Você precisa experimentar isso aqui. – Taehyung disse enquanto passava uma travessa de escargot, outro também que comia de boca cheia. Sowon também entrava na lista, e o velho Choi também, com certeza! – Você vai gostar...

– Isso é uma delícia mas, – Yuju enfiou as mãos em uma bolsa logo tirando um frasco de pimenta vermelha. A garota abriu o frasco enquanto observava seu prato de ramen. – Nunca saia de casa sem isso, esquenta qualquer refeição.

A garota despejou um pouco mais do que o necessário; espirrando em Yoongi e Sowon.

– Ah... Além de ser um ótimo solvente.

Completou.

– Eh... Huh, Hoseok... – A garota encarava o seu prato a algum tempo, suspeitava de que a comida orgânica estivesse tão viva quando as pimentas fujonas de Yuju. – Eu to achando que a comida se mexeu.

– Então coma rápido, antes que fuja! – O outro respondeu simplista enquanto pegava o que parecia ser um inseto, grande, e se deliciando com ele. Hoseok era médico militar então já passou por situações demasiadas de desconforto, para ele comidas do tipo eram mais do que normais. Ele riu.  – Quando está vivo não é difícil engolir, é só botar a cabeça primeiro para ela saber por onde andar.

– Eww. – A garota sentia um desconforto, talvez até nojo. Não iria comer aquilo nunca.

Yoongi por sua vez tinha a cabeça enterrada na mesa de vergonha, as vezes se perguntava quando foi que seu amor superou seu lado racional, pois saber que o namorado comia tais coisas com facilidade deixava seu estomago embrulhado de certa forma. E talvez até sentia se mesmo daquele jeito.

– Seu avô ficaria orgulhoso Jeon. Não só você descobriu o reino perdido como também salvou seu povo dos planos de DO Kyungsoo para o cristal. – O velho sorriu amarelo enquanto se deliciava com mais uma daquelas lagostas gigantes, ele continuou mastigando até não ter mais nada sobrando em sua boca; eu encarava aquele falatório sorrindo. Eu quase nem pensava mais no meu avô, talvez o velho avô estivesse finalmente ficando em paz. – E agora está ajudando Atlântida a voltar aos seus dias de glória... É um bom currículo para um cartógrafo.

– Queria que ele estivesse aqui para ouvir isso. – Suspirei dentre um riso, não fazia muito do meu gosto falar assim, nesse termo utópico. Mas realmente desejava que meu avô pudesse comemorar a realização de seus sonhos. – E para conhecer Taehyung...

O mais velho sorriu enquanto suas mãos alcançaram a minha.

Olhei a mesa.

Isso tudo ainda era estranho.

– É bom ver todos juntos de novo, mas, algo me diz que não foi uma visita de cortesia. – Me recompus e voltei ao tom sério de novo. Pude ver no mesmo segundo em que minha fala saiu dentre os lábios Hoseok e o Senhor Choi suspirarem.

– Ah, receio que esteja certo! – O velho coçava a parte de trás do pescoço. Ele suspirou pesarosamente e voltou seu olhar para mim e Taehyung. Apoiou seus braços na mesa pondo suas mãos em conjunto, apertando-as. – Temos problemas na superfície.

Aquela fala atingiu eu e Taehyung como um relâmpago.

– Já tenho meu médico, escavador, especialista em explosivos, detetive e mecânica. Todos os melhores em suas áreas, por isso vim aqui atrás do que me falta. – Minho falava com afinco enquanto observava os membros que compunham sua equipe; Hoseok o médico, Yoseob o escavador, Yoongi o atirador, Sowon a mecânica, e Yuju a detetive.  O velho me encarou mais uma vez. – Um especialista em Atlântida.

– Pra que precisaria de...

– Vários cargueiros afundaram na costa leste da Ilha de Pascoa. – Me interrompeu já respondendo minha pergunta. – Quem sobreviveu disse que foi um monstro marinho.

– Não poderia ser o seu cão de guarda da porta da frente? – Hoseok pontuou nos fazendo lembrar da Lagosta marinha que guarda a porta submarina para Atlântida.

– O Leviatã? – Taehyung se pronunciou preocupado com assunto em que estávamos entrando.

– Isso. – Yoseob concordou. – Na água é a última coisa que se quer ver... Além de talvez minha tia rosa de maio, doce pessoa, mas morto gordinha...

Continuou balbuciando.

– Que bom que ele sabia que éramos amigos. – Sowon pontuou enquanto movia seu cristal entre os dedos, os portadores do cristal de Atlântida não seriam atacados, mas possivelmente todos os que passassem pelo raio de alcance do Leviatã seriam.  

– Mas podem haver mais outros por ai... Meu pai tinha criado tantas armas... – Taehyung se levantou encarando os demais na mesa. – Ele usou a ciência e a magia do cristal para expandir os limites de Atlântida em uma guerra que quase destruiu o mundo.

Taehyung tinha um peso de experiencia em sua voz.

– Bem, parece que essa guerra ainda não acabou. – Choi disse com pesar.

– Então nós iremos a superfície dar um fim a isso! – Os olhos de Taehyung estavam decididos, e eu sabia que no momento em que disse isso; não haveria mais volta.

– Tae, você não pode porque você é o rei...

– A reconstrução de Atlântida está bem encaminhada Seokjin e os conselheiros podem cuidar dos assuntos do dia-a-dia. – Taehyung tocou meu ombro enquanto organizava sua linha de raciocino, ele realmente estava preparado e iria subir conosco. – E eu, me sinto responsável pelo o que meu pai fez. Quero entender sua decisão de ter ficado aqui, e receio que as respostas não estejam em Atlântida...

...

 

Entramos naqueles aviões que nos levarão até um Navio Cargueiro que tinha curso até A Ilha de Pascoa. Taehyung parecia inquieto, não falava nada mas também não parava de se movimentar, e sua língua não deixava os lábios nem por 5 segundos; sempre umedecendo aquela região.

 

– É mesmo uma pena Tae, você finalmente tem a chance de vir ‘pra cima e não tem nada para ver. – Disse enquanto caminhávamos pelo convés naquela estranha neblina. Estávamos observando o tempo, a calmaria, quando entramos nessa neblina que agora se fazia cada vez mais densa.

– Isso ainda é meio novo pra mim. – Suspirou enquanto caminhávamos, o mais velho parou estático para as paredes metálicas daquele navio. Ele apontou para a boia de salvamento. – O que é isto?

– Ah, isso é um salva vidas. – Ri com a careta fofa que o mais velho fazia em situações assim, seus olhos exalavam curiosidade sobre a boia de plástico que estava agora em sua mão.

– Então você o usa, e ele salva suas vidas? – Disse colocando aquilo no meu pescoço, inocente, e totalmente fofo. – Como os nossos cristais?

– Huh, não desse jeito. Você tem que jogar para alguém na água. – Simulei como se fosse jogar enquanto o par de olhos acastanhados ainda me observava.

– Ah, então é um jogo. – Disse confiante caminhando logo atrás de mim. Peguei aquela maçaneta de metal a nossa frente, destravando a tranca.

– Não Tae.... Você só deve jogar se alguém estiver se afogando. – Disse enquanto esperava que o moreno passasse pela porta que dava rumo ao interior do navio, o garoto riu.

– Mas assim não fica difícil para jogar esse jogo? – Pontuou enquanto fechava a porta, girei a tranca de metal e caminhamos aquele corredor.

– Não é bem assim...

 

...

 

– Por duas semanas vasculhamos a região e não achamos nada. Nem lula, nem água viva, nem a lagosta de Atlantis. – Yoongi disse enquanto segurava uma dinamite que sempre carregava consigo, diferente da última vez agora ele vestia um traje com algumas armas de fácil carregue.

– Temos que ter certeza hyung. – Confirmei enquanto ajudava Sowon com os preparativos dos submarinos. A garota e Yuju estavam empenhadíssimas em aprimorar o armamento daqueles misseis submarinos. Em caso de precisarmos usa-los, eles seriam mais eficientes.

– E se a elevação do cristal deu vida a esse Leviatã. – Taehyung se encolheu no pequeno sofá de metal, ele suspirou e então se levantou caminhando até nós. – Tudo pode ser culpa de Atlântida.

– Eu ficaria mais feliz em saber como enfrenta-lo do que saber de quem é a culpa... – Sowon disse enquanto batia com a chave no local onde os misseis estavam. – Dá última vez que atiramos naquele troço com isso aqui, não fizemos nem cocegas.

– Ah, Sowon. De uma coisa eu sei; se continuar a bater desse jeito “nesse troço” – Sinalizou aspas com as mãos enquanto usava da ironia, Sowon parou para encarar Yoongi enquanto ele destilava seu veneno. – Vamos acabar sujando essas paredes todas e Hoseok não está aqui embaixo para colar a gente.

– Atá, como se eu não soubesse. – Revirou os olhos e deu mais algumas batidas naquilo de novo.

– Bom, cuidado. – Advertiu Yoongi com um sorriso pretensioso nos lábios. Ele se aproximou e deslizou a destra pelos misseis. – Dessa vez a receita dessa belezinha é minha; começo com uma mistura pequena de nitroglicerina gelatinosa colocada numa carga de tnt e coberta com um pouco de pólvora e orégano. – Yoongi riu – Não dá para fazer uma bomba sem orégano porque eles fazem um belo BUM... deixa só a lagosta morder isso.

– Olha.... Eu não acredito que seja um Leviatã. – Retirei um jornal que havia pego mais cedo e o foleei. – O sobrevivente o chamou de Kraken!

– Sim, também ouvi.... Eu estava lá. – Yoongi disse se voltando para nós, ele caminhou um pouco e então desistiu. – Tinha grandes tentáculos, eu e Hoseok conseguimos escapar facilmente através de um dos barcos no fundo do cargueiro. Mas nem todos escaparam, foi tudo tão rápido...  

– Então, é um lendário monstro marinho norueguês com tentáculos de centenas de metros... – Disse enquanto analisava o retrato do polvo no jornal. – Nada parecido com o que vimos em Atlântida.

– Mas os inventores de Atlântida sempre baseavam seus projetos em animais reais, como a lagosta e a lula gigante. – O rei pontuou enquanto pegava o jornal para si e o observava de todos os ângulos. Ele caminhou até perto de Sowon com as mãos em seu queixo pensativo, e então voltou. – Pode não ser um Leviatã, mas ainda assim pode ser uma máquina de guerra de Atlântida.

– Ela está certa! – Yuju pontuou. – Nenhuma criatura de carne e osso pode afundar supostamente um cargueiro de aço.

Yuju se juntou ao círculo de pessoas que residiam neste lugar.  Mas ela talvez estivesse erradas, caímos todos pelo chão de metal quando o cargueiro sacudiu de repente.

– Alguma coisa pegou o navio!

Sowon gritou enquanto se arrastava por aquele chão.

– Esta rasgando as portas de lançamento!

Yoongi disse logo atrás indo em direção aos submarinos.

Estávamos nos arrastando até os mini subs quando um tentáculo adentrou o cargueiro. Aquela coisa bloqueou nosso acesso aos submarinos ao outro lado.

– Pai! – A voz do outro lado ecoou no metal, Taehyung hesitou por um momento, mas logo saiu correndo em direção ao tentáculo. – Pai!

– Minghao? – Sua resposta se comprovou quando a figura pequena dentro de um submarino surgiu para Taehyung, o ruivo correu contra o tentáculo que se esgueirava dentro do salão, Taehyung com toda habilidade de escalada que tinha passou por aquilo sem problemas.

– Yoongi, precisamos tirar aquela coisa do caminho! – Yuju disse enquanto se levantava.

– Aqui vai um com muito orégano. – O baixinho disse tirando o pino de uma granada e a arremessando. Com a explosão o tentáculo recuou e tivemos tempo suficiente para entrar naqueles submarinos. Me dirigi as pressas no que Taehyung estava. Entrei com rapidez avistando Minghao e Taehyung dentro do local.

– Como você chegou aqui!? – Foi a única coisa que consegui dizer.

– Eu segui vocês, eu fugi do tio SeokJin, meu deus, eu vocês não podem me deixar naquele buraco. – A prole gritava conosco de maneira desajeitava e assustava. – O que é isso meu deus!?

Minghao se escondeu no fundo do submarino.

– Preparar para lançar! – Sowon deu a ordem enquanto os submarinos eram erguidos por uma espécie de pista de submersão.

– Ah meu deus, não vai dar certo! – A voz de Sowon ecoou enquanto víamos seu mini sub afundar na água. – Gente, acho que temos um problema.

Os próximos mini subs a serem jogados na água foram os meus e de Yoongi.

– O que foi garota? – Yoongi disse enquanto procurava os outros submarinos. Estávamos rodando aqueles tentáculos.

– Rapido! As baterias de apoio. Estou afundando sem propulsão e tem algumas rachaduras no vidro frontal... – O radio chiava enquanto procurávamos pelo submarino de Sowon e Yuju. – Precisamos de apoio!

– Cuida desse troço enquanto eu procuro a Sowon! – Yoongi do outro lado. – Se os lastros não estiverem bloqueados, dá pra jogar a agua fora redirecionando a...

– Seu miseravelzinho de cabelo esverdeado estamos afundando rápido demais para pensar nessa teoria. – Contornamos uma rocha quando víamos ao fundo do cenário azul o submarino da garota afundar. – Yoongi, estamos nos afogando!

– Estamos indo! – Taehyung disse mesmo sem saber muito bem como estávamos nos comunicando. Ele apontou a direção do submarino.

– Então é melhor se apressarem, porque vamos cair numa fenda. – Disse a garota, logo depois outro grito veio do seu submarino. – Gente não é uma fenda...

– To te cobrindo garota! – Yoongi disse antes de disparar diversos misseis naquela coisa, aquela fenda era algo mais; uma espécie de boca.

A onda da explosão jogou o minisub para mais longe do polvo e mais perto da gente, nos permitindo acoplarem um de cada lado e “guinchar” aquilo dentro do mar.

– Cadê o polvo? – Taehyung disse enquanto colocava a cara perto do vidro para conseguir enxergar.

– Desapareceu. (?) – Yuju disse em resposta.  

– Pelo menos não era de Atlântida... – Comentou Tae de maneira mais aliviada.

– Ainda assim não dá para ficar tranquilo...

 

Eu e Yoongi levamos os submarinos de volta para superfície, embora sem sucesso foi como uma missão de reconhecimento. Voltamos ao navio para consertos nos submarinos.

 

Mas isso ainda estava longe de acabar. 


Notas Finais


Gostaram? Se sim, comentem! Se não, comentem também!
Duvidas sobre alguma coisa eu explicarei, ou tentarei, ou corrigirei.
Criticas construtivas ou não são sempre bem vindas.
Aqui embaixo ó \|/

Prazo de entrega do proximo é de até 10 dias... podendo ocorrer mudanças. ♥
Eu to me desdobrando pra viver, estudar, escrever e trabalhar.
Mas estou muito feliz e espero retribuir isso com bons caps. :3
Saranghae-o! ♥ Boa noite >...<


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...