História The love awakens - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Star Wars
Personagens Finn, Leia Organa, Luke Skywalker, Personagens Originais, Poe Dameron, Rey
Tags Despertar Da Força, Finn X Poe, Poe Dameron, Poe X Finn, Spaceboyfriends, Spacehusbands, Star Wars, Stormpilot, Theforceawakens
Exibições 21
Palavras 1.435
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Ficção Científica, Lemon, Romance e Novela, Sci-Fi, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá, pessoal.
Está aí um novo capítulo fresquinho para vocês. <3
Espero que gostem e aproveitem a leitura!

Capítulo 2 - A Resistência Não Pode Parar


Fanfic / Fanfiction The love awakens - Capítulo 2 - A Resistência Não Pode Parar

Não houveram comemorações naquele dia, assim como não pude dormir, assim que sentei em minha cama fui chamado a comparecer a sala de reuniões, temendo que fosse para alguma missão urgente vesti meu traje sobressalente. Todos estavam lá quando cheguei, General Organa, Chewie, Rey e... R2-D2? Ele não estava estragado? De qualquer forma C3-PO se dirigiu à Leia.

 - General, ArtooDeetoo talvez tenha as notícias de que precisa.

 Ela estava um tanto quanto distraída, mas seu olhar mudou ao ouvir as palavras do dróide.

 - Diga-me.                                

 O dróide azul projetou o mapa recuperado dos arquivos do Império, faltava apenas uma parte, a parte que BB-8 carregou por tanto tempo. Meu dróide se dirigiu até mim pedindo o drive que o continha para que pudessem unir as projeções, lembro-me de ter respondido algo como “Certo, amigo. Espera aí”. Eu lhe entreguei o mapa e eles se juntaram, havia uma rota perfeita traçada, uma rota que levava até Luke Skywalker, o último jedi vivo.

 - O mapa está completo! – exclamou C3-PO.

 - Luke... – a General suspirou, por um momento ela era apenas Leia e não a General Organa.

 - Meu querido amigo, como senti sua falta – ouvi o dróide de protocolo se dirigindo a R2-D2.

Leia e Rey se entreolharam, olhares que eu não consegui decifrar, eu estava esperando as instruções da General.

- Rey, apronte a Millennium Falcon, você deve partir imediatamente.

Eu olhei confuso.

- Ela? Achei que fosse querer um piloto mais experiente para essa missão. Sem ofensas, garota – acrescentei, antes que ela achasse que eu estava duvidando de sua capacidade – essa missão precisa ter o máximo de chance de sucesso, Luke é nossa última esperança, a senhora mesmo me disse isso, General.

- Eu preciso de você aqui, Poe Dameron – Leia respondeu e pediu para que os demais que estavam na sala saíssem, ficamos apenas eu, Rey, a General, Chewbacca e os dróides – Ela precisa encontrar o Luke.

Eu não respondi nada, ainda estava confuso, até então todas as missões relacionadas a Skywalker haviam sido designadas a mim e ao Esquadrão Negro*. Olhei para aquela garota miúda, ela estava suja e maltrapilha, seu olhar era de uma pessoa perdida e senti pena. Fiquei imaginando o tipo de vida difícil que ela levou em Jakku.

- Ela é sensitiva à força, Poe – a General continuou, tais notícias me pegaram de surpresa – lutou frente a frente com Be... Kylo Ren. Essa é uma missão que ela precisa fazer, assim como Luke precisou há tantos anos atrás.

Chewbacca começou a grunhir dizendo que iria junto, que ela ia precisar de um co-piloto.

- Você tem que partir imediatamente, Rey. Leve o Artoo com você, ele está ansioso para ver Luke.

Rey concordou com tudo, mas eu não tinha certeza se ela realmente queria isso... mais uma jovem arrastada sem motivo para essa guerra. Realmente, eles não mereciam fazer parte dela.

- General, os arquivos que o Artoo conseguiu devem ser passados para o nosso banco de dados – sugeri – tenho certeza que em algum momento nos será útil.

- Bem lembrado, Dameron. Estão dispensados.

Eu caminhei um pouco pelos arredores da Resistência, por algum motivo a esperança da galáxia estava nas mãos de uma garota que até uns dias atrás era uma catadora de lixo e de um homem que simplesmente se afastou de tudo e de todos, anos atrás. Vivíamos tempos loucos, com certeza.

            ---

Acordei cedo no dia seguinte, eu havia perguntado a Chewie se ele queria alguma ajuda com a manutenção da nave e ele havia aceitado, pois Rey tinha coisas importantes a fazer de manhã. Passei a manhã toda com o wookie e com R2-D2 cuidando da Falcon, aquela nave realmente aguentava o tranco, não haviam muitos reparos a serem feitos.

Voltei aos meus aposentos, descansei por ali durante um tempo, apanhei a jaqueta de Finn e a levei para Jess, ela sempre estava reparando as próprias roupas, tinha certeza de que conseguiria arrumá-la.  Finn já podia receber visitas, rumei até à ala médica e até seu quarto, mas não entrei, percebi que tinha alguém lá – Rey.

- Vamos nos ver outra vez – ouvi ela falar – eu acredito nisso.

Sua voz era triste, ela não parecia querer partir e deixá-lo ali inconsciente. Vi-a beijando a testa de Finn, um gesto fraternal.

- Obrigada, meu amigo – ela disse por fim, antes de deixar o quarto.

Ela passou por mim, eu a cumprimentei.

- Por favor, Sr. Dameron – havia um tom de respeito em sua voz – cuide dele. Ele não conhece ninguém aqui e sei que são amigos.

- Eu cuidarei, Rey – prometi.

Sentei-me ao lado de Finn, no mesmo lugar em que Rey estivera momentos antes, seu rosto era sereno, ele estava com um roupão de linho, alguns méd-dróides estavam ali por perto, perguntei qual era a situação e eles me disseram que ele estava fora de risco, que esperavam que acordasse a qualquer momento.

- E aí, amigão – falei me dirigindo a Finn, sem saber direito o porquê de estar fazendo isso, já que ele não estava me ouvindo – hoje a Rey vai partir para encontrar o Luke Skywalker, consegue acreditar? Você alguma vez imaginou que ela iria se tornar uma jedi?

O rosto dele continuava inalterado, mas eu continuei.

- Precisamos de você aqui, cara. Você foi simplesmente incrível em Starkiller e será muito bem-vindo à Resistência, se quiser ficar – acrescentei. 

Pousei minha mão em sua cabeça, eu realmente me sentia responsável por ele, não era justo que ficasse nessa situação.

- Apenas, fique bem, ok? Não demore muito para acordar.

Rey e os outros partiriam em breve, eu me dirigi até o hangar em que estava a Millennium Falcon, havia uma pequena multidão lá perto, todos esperançosos com a partida de Rey e eles nem sabiam direito o porquê dela estar partindo, de longe vi que BB-8 falava com ela e ela acenava positivamente com a cabeça. Ela estava bonita com roupas da resistência, seu olhar era decidido. E minutos depois, ela já não estava mais ali.

            --

Eu estava esgotado mentalmente, a partida de Rey encheu a todos de esperança, inclusive a mim, mas havia tanta coisa a ser feita e ainda tinha a situação de Finn. Os dias na Resistência simplesmente não paravam, eram agitados e sempre havia alguma missão urgente, mas não ultimamente.

A Primeira Ordem estava demasiada quieta. Isso certamente era um problema, pois eles sabiam nossa localização: D’Qar, sistema Illenium. E só não nos destruíram porquê conseguimos detê-los antes, mas eles iriam tentar em breve. Com a destruição do Senado estávamos de mãos atadas, poucos queriam se aliar a nós por medo e por temência à Primeira Ordem. E quem podia culpá-los?

Foquei-me na porra dos relatórios das missões, milhões e milhões de coisas a serem preenchidas, até que, finalmente, fui convocado à presença da General. Ao chegar a sala de reuniões me surpreendi de estar apenas a General ali e seu inseparável dróide de protocolo, C3PO.

- General – cumprimentei-a.

- Olá, Poe – ela começou – tenho uma missão para você.

Eu suspirei aliviado, estava há dias de mais no chão.

- Claro, general.

- Fui informada de que há alguns TIE Fighters rodeando nosso sistema, quero que você faça um reconhecimento e, se for necessário, extermine-os.

 Como quiser.

- Poe, essa é uma missão apenas para você e para o Esquadrão Negro**. Não podemos fazer alarde, as pessoas já estão apavoradas demais. Estou pedindo a você porque preciso de alguém que seja discreto, sei que consegue controlar seus homens também.

- Entendido, General.

Ela pousou a mão em meu ombro como todas as vezes que fazia ao me mandar em missões das quais eu poderia não voltar vivo. Eu já estava acostumado, se não voltasse vivo, ao menos morreria lutando pela Causa.

Aprontei-me, vesti meu traje de vôo, verifiquei a X-wing, estava tudo certo para partir. Comuniquei L'ulo e Karé, Jess e Snap da situação e pedi para que se aprontassem. Lembrei-me de Finn preso àquela cama e resolvi falar com a Doutora Kalonia, caso ele acordasse quando eu estivesse fora, para ela lhe dizer que eu logo estaria de volta.

Avisei-a que iria sair em missão, e que era para ela continuar me mantendo informado sobre Finn, qualquer progresso deveria me enviar uma mensagem imediatamente. Ela concordou. Antes de sair passei no quarto de Finn, vi-o deitado lá, sereno. Sentei-me no mesmo lugar de sempre.

- E aí, amigão. Está aguentando bem? – perguntei – Eu estou saindo em missão hoje, mas logo estarei de volta. Você poderia aproveitar esse tempo para acordar, não é? Temos tantas coisas a fazer e seria ótimo se você estivesse aqui.


Notas Finais


* No romance "Antes do Despertar", Poe é incumbido de uma missão de assalto a uma nave em busca de informações, é aí que descobrem que a Primeira Ordem está a procura de Luke Skywalker.
Em Poe Dameron #1, Leia Organa designa uma nova missão a Poe e ao seu esquadrão, o Esquadrão Negro (ou Black Squadron), encontrar Lor San Tekka antes que a Ordem o faça e recuperar o fragmento do mapa que levaria até Luke Skywalker.
** O Esquadrão Negro (ou Black Squadron) é o esquadrão comandado por Poe Dameron, foi criado especificamente para a série de quadrinhos "Poe Dameron" que ainda está sendo lançada. Seus componentes são: Poe Dameron, Karé Kun, L'ulo, Jessika Pava, Temmin "Snap" Wexley e Oddy Muva (que não chegou a entrar em ação junto ao esquadrão ainda)

Link para a capa do capítulo (os créditos estão na própria imagem): https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/736x/b9/e2/dd/b9e2ddc5373ce6d472633a50e6f6899f.jpg

No próximo capítulo Finn irá, finalmente, despertar.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...