História The Love Between Opposite Worlds - Capítulo 79


Escrita por: ~ e ~mribeirosantana

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Jiraiya, Kabuto, Kakashi Hatake, Kizashi Haruno, Mebuki Haruno, Mikoto Uchiha, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Orochimaru, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasori, Sasuke Uchiha, Shizune, TenTen Mitsashi
Tags Medieval, Naruhina, Naruto, Nejiten, Sasusaku
Visualizações 331
Palavras 3.502
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Famí­lia, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Adancn18: Olá queridos e queridas, mais um capitulo para vocês, esperamos que gostem e nos perdoem pela demora

Mribeirosantana: Olá queridas (os), esse capítulo poderemos ver toda a "potência" de Sasuke para agradar uma mulher (que rei maravilhoso rsrsrs) espero que gostem porque escrevemos com carinho cada palavra >< Abraços!


BOA LEITURA!!!

Capítulo 79 - Dores


Naquela noite, na cidade de Heinz, uma brisa soprava com ternura e uma leve neblina cobria um pouco as montanhas ao redor do reino, disputando a beleza de paisagem com o céu imerso em negritude com seus pontos luminosos presentes nas estrelas e uma lua cheia, encoberta por algumas nuvens.

A cidade encontrava-se em total silêncio naquele momento da madrugada, ouvindo em uníssono apenas os sons dos grilos e das árvores quando o vento soprava, prevalecer nas ruas. No castelo, nos aposentos reais, a fresca brisa que volta e meia soprava lá fora, adentrava o local pela janela, fazendo as grossas cortinas balançarem levemente.

Os belos olhos esmeraldinos da rainha se mantinham constante ao balançar dos tecidos de veludo vermelho escuro a certo tempo, todavia, seus pensamentos estavam bem distantes daquele local e com certeza aquele momento não existia mais, pelo menos não como lembrava.

Já não sabia quanto tempo estava acordada, só sabia que não conseguia mais dormir porque algo lhe incomodava, pensava ela que fosse a situação atual de Ravenna, o que lhe abalou muito, o que a fazia sempre pensar mais e mais nisso com veemência.

Perturbada pela intensidade de seus sentimentos e seu corpo que não ficava imóvel, revirou-se mais uma vez na imensa cama tirando a manta em pele de urso que cobria seu corpo, virando as costas para a janela e ficando de frente para seu rei e marido que dormia profundamente ao seu lado.  

O encarando, ela fechou os olhos sutilmente mais sorriu quando percebeu que o braço de seu amado estava em sua cintura. Desceu seu olhar, admirando o corpo forte e malhado dele, vendo alguns arranhões avermelhados em seu peito e ombro, o que a fez sorrir com um expressão de desejo e um pouco corada por lembrar-se dos momentos excitantes e suores de prazer por ter aquele homem dentro de si, como esteve naquela mesma noite.

Soltou ela um suspiro levemente mexendo os lábios, desistindo de dormir, porque não conseguiria chegar a tal ato. Se virou novamente na cama, tirando totalmente a manta que a cobria jogando-o abaixo de seus pés. Tentou se levantar, mais o braço de Sasuke a puxou de volta para a cama, a prendendo na mesma de uma maneira possessiva.

_ Onde minha rainha pensa que vai? ( perguntou Sasuke com a voz baixa e grossa, afetada pelo sono que ainda sentia, mantendo seus olhos fechados)

_ Perdão, não era minha intenção acordá-lo, meu rei ( respondeu Sakura com um pequeno sorriso nos lábios, levando uma de suas mãos ao rosto dele, acariciando levemente)_ Não estou conseguindo dormir, então, vou dar uma volta no jardim

_ Não deixei minha rainha esgotada o bastante? ( perguntou ele sorrindo de canto, enquanto se mexia na cama, ficando por cima dela, distribuindo beijos  por seu queixo, que logo desceram para o pescoço)

_ Hmmm, nunca… Você sempre me esgota, meu rei ( falou Sakura entre um gemido, fechando seus olhos, para aproveitar mais daquelas carícias)_ Mas,  meus pensamentos que não me deixam descansar

_ Deixe-me fazê-la pensar em outras coisas então ( falou ele tomando os lábios dela em um beijo intenso, que foi correspondido na mesma intensidade)

Suas línguas pareciam dançar em perfeita sincronia, enquanto as mãos dela lhe arranhava suas costas e ombros, as mãos dele apertava ,com certa força, seu corpo nu, ficando entre as pernas dela, ele apertava sua cintura, e sua coxa, deixando avermelhada a pele clara do local.

Ele esfregou seu membro, já duro, na intimidade dela, a fazendo soltar um gemido por entre o beijo.

_ Não… Estás cansado, meu rei? ( perguntou ela soltando mais um gemido quando sentiu ele apertar um de seus seios)

_ Não para minha rainha ( respondeu ele a penetrando de uma vez)

Um gemido mais alto foi solto por ambos, Sasuke logo começou a se mover, dando estocadas fortes, mas de uma maneira mais lenta e prazerosa, diferente das outras vezes  mais cedo naquela noite, quanto ele a possuiu com mais intensidade, com mais urgência.

Os gemidos dela o excitava ainda mais, o fazia ir mais fundo com uma força controlada em cada estocada, sentia seu corpo amolecer, afinal, era a quarta vez que a tomava para si, mas não seria o cansaço das outras vezes que o iria derrubá-lo ou impedi-lo de possuí-la mais uma vez, de estar dentro dela mais uma vez, de tê-la gemendo por seu nome totalmente entregue, totalmente sua.

Ele a encarava enquanto a estocava, vendo ela revirar seus olhos de puro prazer, mas logo voltava a lhe encarar, com um olhar de puro prazer e malícia, enquanto por seus lábios entreabertos, gemidos eram soltos, o deixando mais louco.

Sentiu seu membro ser pressionado, e o interior dela ficar mais apertado, o que o fez aumentar a velocidade. Agora, a estocava com rapidamente, indo fundo e com força, levando seus lábios ao seios dela, passando sua língua pelo mamilo, para logo o abocanha-lo. Foi o bastante para a rainha se entregar ao forte orgasmo, que a fez gemer alto, e cravar suas unhas nas costas dele.

Sentiu ele dar mais quatro estocadas, para logo sentir seu liquido quente lhe preencher por dentro.

Suas respirações eram rápidas e fortes, o cansaço agora tinha dobrado.

Saindo de dentro dela, Sasuke se deitou na cama, e a puxou para seu peito, sentindo ela se aconchegar em si. Ficou um bom tempo assim, deitado com ela em seu peito, Acariciando suas costas e cabelo, sentindo sua respiração mais calma

_ Conseguirá dormir agora, minha rainha? ( perguntou ele sorrindo de canto)

Estranhou, ele, quanto não houve resposta dela. Olhou para ela e a viu dormindo em seu peito de uma maneira serena, o que fez ele sorrir ainda mais.

Se ajeitou melhor naquela posição, e apertou levemente seu braço envolta da cintura dela subindo a manta para seus corpos nus, logo sentindo seus olhos pesarem, dormindo logo em seguida.



 

(...)


 

O céu em Heinz começava a clarear, anunciando que não tardaria para os primeiros raios do sol surgirem no Horizonte.

Nos aposentos reais , a rainha acordou de repente, arqueando sua cabeça, com seus olhos levemente arregalados.  Levou suas mãos aos seus olhos, vendo que agora que lhe acordou foi um pesadelo.

Olhou para a janela, vendo o céu mais claro, olhou para seu lado, vendo Sasuke dormindo profundamente. Se levantou com cuidado para não acordá-lo, enquanto um pequeno sorriso estava em seus lábios, seu rei precisava descansar e ela também, pois sentiu um leve cansaço em suas pernas assim que ficou de pé, mas não iria voltar para a cama agora, sabia que não iria conseguir dormir, e , iria acabar acordando seu marido, e já sabia o que ele iria querer fazer se caso isso acontecesse, o que o ia deixar mais cansado.

Andou até o armário, o abrindo com cuidado para não fazer muito barulho, e pegou um vestido simples, sabia que o castelo estava mais vazio naquele momento, poucos eram os servos que acordava tão cedo assim, então, não teria problema.

Vestiu-se calmamente e saiu de seus aposentos, vendo apenas um guarda ali no corredor.

Andou por toda extensão do corredor com tranquilidade, enquanto sua mente era mais uma vez invadida por pensamentos pelo estado atual de Ravenna, sentindo uma grande raiva de Kabuto, por quê ele tinha feito isso junto com usa terra? Ela se perguntava.

Os sentimentos de dor e tristeza estavam bem presentes, mas ela não podia e nem queria demonstrá-los, ela era a rainha dos bárbaros, não podia demonstra suas fraquezas… Mas… Era Ravenna, seu povo, sua terra também, como não se sentir entristecido por saber que sangue inocente sujou o chão, a terra de Ravenna? Como engoliu aqueles sentimentos, aquela vontade de chora? Já era difícil manter seu rosto sério e sua mente concentrada.

Chegou em seu jardim, e logo andou até um dos bancos de madeira ali, se sentando nele, manteve seu olhar nas belas plantas e flores que ali tinha. A brisa fresca que soprava sacudia seus cabelos e lhe fez sorrir minimamente, até os pensamentos voltarem novamente, tirando seu momento de paz.

_ Senhora

A voz grossa e repentina perto de ti a fez tomar um susto, fazendo ela se levantar do banco com rapidez, com sua mão no peito.

_ Itachi… Nossa… Que susto ( disse Sakura soltando o ar pela boca rapidamente)

_ Perdão minha rainha, não foi minha intenção ( falou ele curvando sua cabeça)

_ Não, tudo bem, eu estava distraída ( disse ela sorrindo, se sentando novamente no banco)_ Deseja alguma coisa?

_ Eu vim perguntar se a senhora está bem? Não é costume minha rainha está de pé neste momento da manhã, quando ainda tem servos dormindo, e não há nem mesmo raios do sol no céu ( disse ele preocupado, a olhando)

_ Eu… Eu não consigo dormir ( respondeu ela desmanchando seu sorriso)

_ Por causa de Ravenna? ( perguntou ele vendo-a assentir)_ Permite-me?

Ela o olhou, vendo ele apontar para o espaço vago no banco ao seu lado.

_ Claro ( respondeu vendo ele colocar uma taça na pequena mesa próxima, e se sentar ao seu lado)_ … Sei que não devia ficar assim, sou a rainha dos bárbaros, não devo demonstrar fraqueza, mas... És minha terra… Posso ter passado toda a minha infância e adolescência no templo do deus Dís , mas, foi onde eu nasci… E, mesmo estando no templo, eu sempre ouvia sobre como o povo de Ravenna eram devotos, honrados e fiéis aos deuses, que por mais que não tivessem tantas riquezas, eram felizes e fiéis, e… Saber que o sangue deles está naquele chão… Espalhado por toda Ravenna

_ Não vou dizer que entendo a dor da senhora, minha rainha, pois eu estaria mentindo ( disse Itachi)_ Eu nunca experimentei tal coisa

_ Sim, eu sei

_ Mas, se pode ser comparado a perder alguém importante, então… Eu entendo bem

_ Refere-se ao seu pai?

_ … Sim

_ Li sobre ele em um dos livros na biblioteca ( disse Sakura o olhando)

_ Eu não o via como o livro e as pessoas falam que ele era… Ele era meu pai, e, apesar de muitas vezes está ausente, quando estava comigo… Eu não o via como um péssimo líder ( disse Itachi desviando o olhar)

_ Sente falta dele?

_ Não sei se o que sinto pode se dizer que é saudade… Talvez seja palavras que não foram ditas por não ter tido tempo ( respondeu ele olhando para as plantas do jardim)_ As vezes me pego lembrando dele… Era um bom pai, apesar da ausência

_ E sua mãe?... Nunca ouvi nada sobre ela, nem mesmo nos livros á alguma informação sobre ela

_… Eu não sei… Meu pai evitava falar dela, não sei porque ( respondeu ele franzindo suas sobrancelhas levemente)_ Só espero que não seja uma puta

_ Não diga isso Itachi, você não sabe

_ Ninguém sabe minha rainha ( disse ele seriamente)_ Pergunto-me agora se teria feito alguma diferença se ela estivesse presente… Será que eu seria diferente?... Será que tudo seria diferente?

Sakura percebeu que ele não perguntava para ela, mas sim para si mesmo, tentando achar as respostas daquelas perguntas dentro de si mesmo, que acabou o fazendo se afundar em seus pensamentos cheios de perguntas e quase nenhuma resposta concreta.

_ Itachi?... Itachi ( chamou ela vendo ele sair de seus devaneios)

_ Perdão minha rainha ( falou ele passando sua mão em seu rosto, a encarando logo em seguida)_ Acabei fugindo do assunto, que era Ravenna

_ Não tens problema, foi até bom ( disse ela com um pequeno sorriso nos lábios)

_ Posso dizer que Ravenna será vingada ( disse ele seriamente)

_ É o que eu quero Itachi… Quero que o sangue dele pague por isso, para que eu possa dormir em paz ( falou ela seriamente)

Desviando o olhar novamente, Itachi ficou um pouco pensativo, mas logo levou sua mão a pequena mesa ao lado, pegando a taça ali.

_ Enquanto o dia da vingança não chega, minha rainha precisa descansar, ainda não és dia e minha rainha terá um dia cheio quando o sol nascer  ( disse ele lhe entregando a taça)

_ O que é isso? ( perguntou ela olhando para a cor amarronzada do possuí o líquido)

_ É um preparado para relaxar os músculos, bom, foi o que o mercador disse ( respondeu ele olhando para a taça)_ Ia tomar para relaxar um pouco, os treinos estão bem puxados, até mesmo para mim que estou acostumado, mas, minha rainha precisa mais do que eu

_ Obrigada Itachi ( falou ela sorrindo para ele)

Viu ela levar a taça a boca, e tomar um gole do líquido, fazendo uma careta logo em seguida.

_ Nossa… I-isso está bem forte ( disse ela levando sua mão ao peito, sentindo o líquido esquentar por dentro, deixando um gosto amargo em sua boca)

_ Acho que és para ser assim mesmo ( disse ele a analisando)_ Preparados tem um gosto ruim

_ É...Cof… Tem razão ( disse ela sentindo seu corpo amolecer)_ Acho melhor ir me deitar

Ela se levantou com certa dificuldade, sentindo sua visão ficar turva. Itachi se levantou e a segurou quando a viu tombar pro lado.

_ Senhora? ( chamou por ela, vendo seus olhos se fecharem pouco a pouco)

_ Acho que o Efe...ito do  prepra… ( dizia ela mas caiu no sono antes de terminar)

Rapidamente Itachi a pegou no colo e andou com rapidez pelo jardim, indo para o corredor do outro lado, tomando cuidado para não ser visto .  Andou por caminhos que ele sabia que estariam vazios naquele momento. Saindo pelo castelo por uma passagem ao Sul do mesmo, viu seu cavalo ali, amarrado em uma árvore, exatamente como o deixou.

Com a rainha em seus braços, ele subiu no cavalo, a deitando em seu colo, e a cobriu com uma capa preta, para escondê-la melhor, ele cavalgou para dentro da floresta ali ao lado.




 

(...)



 

Na floresta, em um local afastado do castelo e de qualquer área que os moradores de Heinz circulava, Orochimaru se encontrava sentado em uma pedra, enquanto  olhava para o horizonte, já vendo os primeiros vestígios dos raios de sol iluminarem o céu no horizonte.

Se levantou rapidamente quando ouviu barulho de cavalo, mas soltou o ar pela boca quando viu que se tratava de Itachi, que surgiu ali.

_ Então? ( perguntou ele se aproximando do Uchiha)

Itachi o olhou seriamente, descobrindo Sakura, deixando que Orochimaru a visse, e , viu os olhos dele se arregalar.

_ Você… Você a pegou? ( perguntou ele não conseguindo desviar seus olhos do rosto da rainha bárbara)

_ Eu irei me aliar a Kabuto, mas tenho minhas condições ( falou Itachi seriamente)

_ Irá tratar disso com Kabuto pessoalmente ( falou ele se aproximando dele)_ Posso pegá-la?

_ NÃO!! Ninguém toca nela ( respondeu Itachi a segurando firme em seus braços)

_ O que és isso Itachi? Vai me dizer que nutre sentimentos por essa puta? ( perguntou Orochimaru o encarando)

_ Como ousa chamá-la disso? ( perguntou ele com raiva)

_ Como ousa você protegê-la depois do que conversamos? ( perguntou Orochimaru se afastando, andando até seu cavalo)

_ Ela não tens culpa…

_ Mas faz parte do plano ( respondeu ele o interrompendo, subindo em seu cavalo)_ Agora vamos, temos um longo caminho até o Norte, e logo os soldados do rei estarão aqui a procurando como loucos.





 

(...)



 

Finalmente os raios de sol surgiram no céu, iluminando toda Heinz, trazendo um novo dia para aquele povo, para aquela cidade.

Tais raios adentraram pela janela do aposento real, incomodando o rei, que se remexeu na cama, e, abriu seus olhos lentamente quando notou o vazio ao seu lado.

Se sentou na cama, passando suas mãos em seu rosto e cabelo, logo olhando por todo o quarto, encontrando o mesmo vazio que estava na cama.

_ Sakura? ( chamou ele mas não obteve resposta)

Se sentou, ele , na beira da cama, e alongou seus braços, estalando o pescoço, ele se levantou e caminhou pelo quarto, até uma porta ali, a abriu e foi logo em direção a bacia de água em cima de uma mesa.

Pegou a água com ambas as mãos e jogou em seu rosto, repetiu o processo jogando a água em seu corpo, ele se olhou no espelho a sua frente, preso na parede, vendo leves arranhões em seu peito e ombro, o que o fez sorrir de canto.

Não demorou muito, e logo ele já estava com suas roupa e já saia pela porta de seu aposento, ainda estranhando um pouco a ausência de sua esposa e rainha ao seu lado na cama, mas tentou ignorar tal coisa, mas, não pode fazer isso, quando viu a serva de sua rainha no corredor, franziu logo suas sobrancelhas.

_ O que faz aqui? ( perguntou ele se aproximando de Ino)

_ Estou esperando a rainha, meu rei ( respondeu Ino curvando sua cabeça, e a mantendo assim)

_ Como assim? Ela não está com você?

_ Não meu rei

Franziu mais ainda suas sobrancelhas, estranhando muito tudo aquilo, sentindo algo em seu peito, algo que ele não queria acreditar, e iria ignorar.

_ Quanto tempo está aqui? ( perguntou ele seriamente)

_ Desde os primeiros raios de sol, meu rei ( respondeu ela)

Sasuke, então, olhou pela janela ali, vendo que o sol já estava para ser visto no horizonte.

_ Procure por Sakura no castelo, e diga que eu estou a procurando ( falou Sasuke seriamente, voltando a andar pelo corredor)

_ Sim meu rei



Seu peito ardia, sua mente só lhe dizia uma coisa, mas não iria acreditar nisso, não iria aceitar, mas, a raiva já lhe tomava, ou melhor, o ódio já era visto em seus olhos negros.

Andou a passos pesados e apressados até a sala do conselho, vendo apenas Jiraya ali, com um livro nas mãos, enquanto fazia algo no grande mapa em cima da mesa.

_ Meu rei, bom di…

_ Você viu Sakura? ( perguntou Sasuke o interrompendo)

_ A rainha? Não meu rei, geralmente só a vejo mais tarde ( respondeu Jiraya arqueando uma sobrancelha)

Tal resposta fez o coração do rei se apertar, enquanto ele fechava suas mãos em punho.

_ Meu rei ( disse Hinata adentrando a sala do conselho)

_ Hinata, onde a Sakura está? ( perguntou ele entredentes)_ Procure ela, veja sua alma e me diga onde ela est…

_ Foi exatamente sobre isso que vim meu rei ( disse ela o interrompendo)_ Eu não sinto a alma da rainha… E nem do general

Os olhos do rei se arregalaram no instante seguinte, enquanto seu corpo ficava imóvel, o silêncio tomou conta da sala.

_ C-como assim? ( perguntou ele quebrando o silêncio)

_ Eu não os sinto em lugar nenhum em Heinz. Boruto também não os sente ( respondeu ela seriamente)_ Eu… Eu estou bloqueada

_ Bloqueada? Como assim? ( perguntou Jiraya se aproximando)

_ És o mesmo bloqueio? ( perguntou Sasuke já respirando rapidamente)

_ Sim

A resposta dela foi o bastante para aquilo em seu peito, aquilo que tentava ignorar, mais aquele sentimento crescia e lhe dava a certeza do que estava acontecendo, já constatando a maldade presente.

Andou até a mesa um pouco desorientado, apoiando suas mãos sobre a mesma, para logo depois, em um ataque de fúria inesperado pega a enorme mesa de madeira rústica e levanta sobre os braços apertando-a e jogando com força para longe. Quando cai, aquele é visível que ela despedaçou fazendo o rei soltar um grito alto de puro ódio.

Seus dentes eram apertados com força e seus olhos vermelhos como o sangue, enquanto o vazio e o medo de perdê-la, de vê-la morrer, dela morrer por sua causa, crescia dentro de si, assim como a fúria.

_ GUARDAS!! ( gritou ele com toda a força dos pulmões, vendo um guarda aparece na porta da sala do conselho)

_ Meu rei ( respondeu ele curvando a cabeça)

Sasuke se virou para ele e avançou nele, o jogando na parede com força, ouvindo ele soltar um grunhido de dor. Ele se aproximou dele e o prensou na parede, o enforcando com uma mão, enquanto o encarava nos olhos com ódio.

_ Como pode deixar sua rainha sair do castelo?... ONDE VOCÊ ESTAVA?!!!... ONDE ESTAVA?!! ( perguntou Sasuke aos gritos, apertando mais sua mão no pescoço do guarda, o vendo ficar mais vermelho)

_ Meu rei.. eu ( disse o guarda com dificuldade pela respiração prensada e a roxidão de sua pele)

_ Reúna os soldados, todos eles, tire eles de suas casas, de suas famílias, de dentro de uma puta se for preciso, mas quero que reúna  todos eles, OUVIU?!! ( disse Sasuke cerrando os dentes)_  Saiam agora mesmo em todas as direções, procurem por sua rainha... E se não há encontrarem… Alguém ou muitos irão morrer pelas minhas mãos!

 

 

 

 


Notas Finais


O que acharam??? Sakura foi levada, Sasuke ficou doidão, se não achou ele doido o suficiente, espere e verás ( ͡° ͜ʖ ͡°)
Peço perdão a vocês pela demora, era para o capitulo ter sido postado ontem, quinta-feira, seu dia de postagem, mas ouve contra tempos e atrasamos ele, mil desculpas mesmo, não foi falta de criatividade ou nada parecido, foi a nossas corridas vidas pessoais, desculpem :/
Enfim, esperamos mesmo que tenham gostado, e digo uma coisa, a guerra esta mais próxima do que imaginam, e digo outra coisa... A fanfic vai acabar depois da guerra... Sim meus queridos leitores e leitoras, TLBOW vai acabar depois da guerra, vai rolar mais um dois ou três capítulos depois da guerra e pronto... Encerrada '-'
Bjs^^

SAKURA=>https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/564x/da/92/0f/da920f52b3602f6cc215d5814ece42ba.jpg

ITACHI=>https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/564x/cb/61/0d/cb610d466e1be5da77ba791ca5b52e95.jpg

OROCHIMARU=>https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/564x/c9/8d/2e/c98d2e4be2bcf63a31f0daf77c5e4dc9.jpg

SASUKE=>https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/564x/70/e2/52/70e252e33bbfd19a73ebd4f6e1cf77a0.jpg

HINATA=>https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/564x/31/2b/d0/312bd06db788eff8489272d8bb65be12.jpg

<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...