História The Love Is More Strong - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Luna Valente, Matteo
Tags Lutteo
Visualizações 80
Palavras 1.089
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Eu li os comentários de desespero. E fiz esse capítulo. So nao sei se ta legal.

Capítulo 11 - Capítulo 11


Segunda de manhã

Nico: - Muito bem.. belas fotos. - Tira algumas fotos de um envelope.

Xxx: - Segui eles por muitos lugares senhor. Desde a volta pela cidade até terminarem em um parque de diversões.

Nico: - Aqui está seu pagamento - entrega dinheiro para o outro homem - Que essa história nao saia daqui me entendeu?

Xxx: - Claro. Saiba que eu vou está sempre à disposição.

Nico: - Creio que vamos trabalhar bastante juntos. Agora pode ir. - o homem se levanta e sai. - Aquele infeliz me paga. Eu vou atingir Matteo Balsano em seu ponto Fraco - pega uma foto em que estão Matteo e Luna - e eu acho que ja descobri qual é...

                         LUNA & NINA

Nina: - Luna vamos logo. Senão vamos nos atrasar - Grita da cozinha. Em seguida luna chega e se junta à mesa.

Luna: - Minha vida é um atraso. Estou sempre atrasada.

Nina: - Nao sei como você sempre consegue fazer isso.

Luna: - O pior é que nem eu sei.

Nina: - Pensa pelo lado bom. Pelo menos no seu casamento vai ter aquele típico atraso da noiva KKKK

Luna: - Isso eu nao duvido nada. Kkk mas daqui até lá tem muito tempo.

Nina: - Ja me imagino de Madrinha do seu casamento com o Matteo.

Luna: - Bora descer do mundo dos sonhos e aterrissar na terra? Você as vezes fala muita coisa nada a ver.

Nina: - Sonhar nao custa nada. Nao atrapalhe meus sonhos .

Luna: - A gente nao tava atrasadas? - tenta mudar de assunto.

Nina: - Espertinha. Vamos então.

Luna e Nina saem do apartamento e pegam um táxi. Ao chegarem Âmbar estava a espera delas na recepção:

Âmbar: - Olá meninas! Olha só fiquei responsável por vocês.

Luna: - Mas é claro. Eu vou ter que aprender a fazer a mesma coisa que você.

Âmbar: - Exatamente. Vamos lá. Primeiro Nina.

Nina: - Mãos a obra então.

Elas entram no elevador e sobem até o 3º andar, no caminho dentro do elevador ambar passa algumas instruções para Nina.

Âmbar: - O senhor Perida ja está a sua espera. Você como futura jornalista investigativa vai acompanhar cada passo dele dentro e fora desde prédio. - o elevador abre - chegamos, espero que se torne tao boa quanto ele.

Nina: - Obrigada. Ate mais tarde meninas. - sai do elevador e vai de encontro a Gastón.

Luna: - Boa sorte amiga. - a porta do elevador fecha.

Âmbar: - Agora é a gente. Preparada?

Luna: - Sempre.

Âmbar: - Nós temos, praticamente, nossa sala. É  bom poder dividir com alguem legal. Muitas das outras ex "estagiária" - sinaliza aspas com as mãos - eram chatas, gananciosas e so queriam o chefão.

Luna: - Pelo menos dessa vez você teve sorte.

Âmbar: - me considero sortuda mesmo. Creio que poderemos nos torna boas amigas. Nao tanto quanto você e a Nina claro.

Luna: - Eu e Nina praticamente crescemos juntas. Somos como irmãs. Mas quem sabe essa dupla nao vira um trio.

Âmbar: - Eu espero. Nao Tenho muitos amigos por aqui. Digamos que me considero um tanto, solitária. - chegam ao último andar e saem do elevador se direcionando a sala. - essa é sua mesa

Luna: - O que exatamente vou fazer aqui?

Âmbar: - Nao sei se ele ja te falou mas em breve vou tirar minhas férias.

Luna: - Ele mencionou.

Âmbar: - Então, nao é exatamente meu trabalho que você vai fazer aqui e sim vai ser um auxílio temporário. Você vai fazer o meu e o seu trabalho.

Luna: - Como Assim?

Âmbar: - Você vai aprender um pouco do que eu faço pra poder auxiliar o chefinho. E, vai tambem, aprender o seu ofício, a editoria. Claro que aos poucos.

Luna: - Acho que dou conta de tudo.

Âmbar: - Então acho bom começarmos logo. - pega uns papeis e os entrega a luna - Esses são alguns nomes e telefones de pessoas e empresas que futuramente voce vai prescisar ligar ou receber ligações. Alem de marcar reuniões e etc... nosso horário de almoço é ao mesmo tempo que ele tambem almoça. Recomendo nao nos distanciarmos muito porque nunca sabemos a hora exata da sua volta. No máximo 1 hora e meia de almoço.

Luna: - Tempo mais do que suficiente.

Âmbar: - Na sua mesa tem algumas planilhas  com informações sobre algumas áreas do jornal.

Luna: - Tipo alguma avaliação.

Âmbar: - Temos que passar os relatórios depois.

Luna: - No caso você.

Âmbar: - E depois você. Ah e você tambem recebe alguns dos manuscritos de algumas partes dos jornais. Claro que as mais importantes vão para o editor chefe da redação.

Luna: - Matteo.

Âmbar: - Inclusive ja tem alguns na sua mesa. Acho melhor começar logo se quiser terminar cedo.

Luna: - Que horas nosso turno acaba?

Âmbar: - Dependendo da quantidade de trabalho e das reuniões que ocorrem de vez em quando com certa frequência, podemos dá o fora daqui entre a Quatro e seis da tarde.

Luna: - Até que horas você ja ficou aqui? - Ambas sentam cada qual em sua cadeira.

Âmbar: - Acho que o mais tarde que ja fiquei foi até as 20:00h da noite. Reunião de lucros do final de mês. Tivemos que avaliar pauta por pauta.

Luna: - Acho que nao quero ficar aqui até esse mesmo horário. Então mãos a obra.

As horas passavam, as meninas trabalharam bastante. Âmbar recebia ligações, passava para Luna que passava para os outros empregados como nina por exemplo. O almoço veio e as três foram almoçar juntas, Nina tem seu horário de almoço  hora antes das meninas, por isso acabou saindo meia hora mais cedo do que luna e âmbar que, demorando pouco tempo voltaram ao trabalho e ficaram conversado la ate a hora de voltar ao serviço. Com o passar do tempo, De vez em quando Âmbar era chamada pelo Chefe para a sala dele para resolver alguns problemas. De vez em quando Luna tambem ia participar de reuniões com Âmbar e Matteo; as vezes ia sozinha o que muitas vezes nao dava certo pois os dois ficavam sempre se olhando. Um nao conseguia pensar no trabalho direito na presença do outro. Ambas as cabeças ficavam bagunçadas, mas nenhum perdeu o controle. Decidiram evitar aquilo mais vezes. Mas cada um sempre carregava o outro nos pensamentos. Matteo sempre tinha Luna em seus Sonhos e Luna sempre passava horas pensando em Matteo.

         O TEMPO PASSOU....


Notas Finais


Ta ai. Quando der eu continuo. Aviso desde ja que acho que essa vai ser uma história pequena. Nao sei ainda. 😊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...