História The love of my life - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Candice Accola, Chris Wood, Ian Somerhalder, Nikki Reed, Nina Dobrev, Paul Wesley, Phoebe Tonkin
Personagens Candice Accola, Chris Wood, Ian Somerhalder, Nikki Reed, Nina Dobrev, Paul Wesley, Phoebe Tonkin
Tags Delena, Nian, Tvd, Weskin
Exibições 109
Palavras 2.256
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


gente eu gostaria de lembrar que eu posto essa mesma fic no wattpad, então não pensem que estou plagiando, nem nada, meu nome é Leila Darlana mesmo, crazyindelena é meu novo user do Twitter, que está desativado no momento por problemas pessoais.

sobre a fic, me perdoem pelo ultimo cap, a Nina não merece sofrer tanto né?
esse capitulo, vai ter uma unica parte narrada pela Nina e o resto todo vai ser pelo Ian, vocês vão entender o porque no final dele.

p.s tentei fazer um mini hot, mas não sei se ficou bom, mas torço para que gostem do capitulo mesmo assim sz

enfim leiam.

Capítulo 8 - A entrevista


Fanfic / Fanfiction The love of my life - Capítulo 8 - A entrevista

NINA

O porteiro me olhou confuso ao me ver somente de roupa intima, mas ao notar que eu estava aos prantos ele tirou os olhos do meu decote e me encarou preocupado.

- tudo bem Nina? - ele perguntou

- não. - eu disse soluçando e já indo e direção ao elevador, mas antes disso ele me alcançou e me deu seu casaco, e então eu me dei conta da quantidade de roupa que eu usava. Eu o agradeci e apertei o botão do elevador, minha maquiagem tão caprichosa estava totalmente borrada, como eu fui idiota, meu Deus e Chris? ele saiu tão desolado, precisava ligar para ele, definitivamente eu iria falar com ele amanhã, agora precisava dormir e lidar com isso, Ian tinha sido tão idiota, eu tinha certeza absoluta que jamais o perdoaria, ele diz que me odeia, mas em um relacionamento precisa de duas pessoas para funcionar, e ele me culpa pelo fim do nosso, e não admite que tem culpa também, que covarde. Como eu pude amar alguém assim? eu me perguntei, então fechei os olhos e mais lagrimas caíram...como eu posso ainda amar ele? isso não está certo, eu definitivamente achei que tinha o esquecido, maldita hora que decidi voltar, ainda estaria com Chris e feliz, Ian seu idiota porque fez isso a mim? porque fez eu me jogar no precipício do amor e me deixou cair sozinha, porque não me salvou com suas magnificas asas? tantas perguntas sem resposta, porque ele fez isso? porque? porque?, mas que idiota Nina, você já sabe, quando um amor acaba você encontra absolutamente tudo, exceto um porque.

Finalmente cheguei ao meu apartamento, a minha foto com o Chris na prateleira me fazia chorar ainda mais, ele não merecia isso, eu não o merecia, eu joguei tudo fora, arrisquei tudo por ele. Ah ele com aqueles olhos azuis bem mais intensos que o próprio mar, era tão fácil me perder nele, era tão fácil eu esquecer do mundo só de ouvir a voz rouca dele falar o meu nome, e quando ele sorria para mim parecia uma explosão de estrelas ou um milhão de cometas passando sobre nós, era tão difícil acreditar que alguém assim só tinha um único proposito, destruir minha vida, foi o que ele me disse que tornaria minha vida um inferno, pois bem, eu não permitiria, ele não teria mais controle sobre mim, a partir de hoje eu e Ian teríamos uma relação estritamente profissional.

Ainda estava escuro quando eu acordei, olhei no relógio perto da minha cama e vi que eram 05h00min da manhã, levantei e tomei um banho quente, me olhei no espelho do banheiro, ele estava embaçado pela água quente, meus olhos estavam inchados, eu realmente chorei absurdos a noite passada, mas não iria chorar mais. Pus minha melhor roupa e fui até a casa de Chris, precisávamos conversar. Apertei a campainha de sua casa e consegui ouvir ele amaldiçoar quem o incomodaria tão cedo, eu sorri com isso, ele abriu a porta e me viu, ficou paralisado até finalmente falar:

- o que você quer? 

- você! - eu respondi simplesmente.

- apenas não minta para mim, eu vi você e Ian ontem, e bem você estava um pouco...

- nua ? - eu perguntei e ele balançou a cabeça em afirmativa, ali na porta mesmo eu comecei a contar para o Chris tudo que tinha acontecido a noite passada, toda a verdade.

- então você não sente nada por ele? - ele me perguntou.

- não, depois de ontem não mais. - eu respondi. - Chris então me puxou pela cintura e me deu um beijo, eu não tinha percebido o quanto eu amava o beijo dele, eu disse entre nossos beijos:

- eu amo seus beijos Chris.

- e eu amo você. - ele disse rindo e me puxando para dentro, estava frio lá fora eu Chris saberia uma ótima maneira de me aquecer.

IAN

finalmente cheguei em casa, estava cansado e arrependido, um nó surgia em minha garganta toda vez que fechava os olhos e lembrava das lagrimas escorrendo pelo rosto dela, eu fui um perfeito idiota e precisava concertar isso, mas ao mesmo tempo, se eu concertasse voltaríamos ao quase beijo e dessa vez nada impediria, qual é Ian você quer isso, apenas admita, eu disse a mim mesmo, entrei no quarto e vi a Nikki dormindo profundamente, aquele remédio era realmente poderoso, amanha teria mil fotos da Nina e eu na boate, eu estava sem sono então peguei uma  caneta e comecei a escrever:

'querida Nikki, eu amo a Nina.. - PAREI de escrever isso, foi tão automático que eu quase não notei, fui ate a cozinha e queimei o papel, depois voltei para o quarto e voltei a escrever.

'querida Nikki, eu fui na balada por causa de Nina, porque eu jurei a ela que iria tornar de sua vida um inferno e foi o que eu fiz, ela terminar com o namorado foi o passo um, agora quero deixar ela sem amigos, então não fique zangada comigo, você sabe que eu a odeio e amo você, com amor, Ian'

Isso é muita hipocrisia da minha parte, eu pensei, mas mantive esse bilhete, finalmente deitei na minha cama, peguei o celular, tinha uma mensagem da Julie dizendo que haveria uma entrevista, seria como um painel de comic con, mas sem ser con, eu confirmei que iria, e adormeci.

Na manha seguinte acordei com Nikki na minha frente segurando uma revista, estávamos na capa, eu e ela.

- deixei um bilhete - eu disse para ela esfregando os meus olhos.

- não justifica Ian, nada nunca vai justificar, você não me respeita? eu sou sua mulher. - ela estava realmente zangada, eu a puxei pelo braço e comecei a beijar ela delicadamente.

- sim VOCÊ é minha mulher, VOCÊ que eu escolhi - eu falei para ela frisando o você.

- para Ian - ela disse me empurrando - isso não significa nada se você ainda saindo para baladas com sua ex.

- eu já expliq...

- não tem explicação - ela me interrompeu cruzando os braços.

- o que eu posso fazer para me desculpar?

- convença a Julie a tirar ela da serie.

- o que? você é maluca?

- apenas convença, se realmente se importa com esse casamento você vai convencer.

eu a encarei incrédulo, mas por fim concordei, se ela não tivesse voltado eu estaria com a minha consciência limpa. Eu comecei a me arrumar para tal entrevista, cheguei rápido ao local, todos já estavam ao meu aguardo inclusive alguém a mais, quem era aque...Chris, que? 

- o que ele faz aqui? - eu já fui perguntando

- ele vai participar da serie. - disse Nina dando um risinho irônico e e beijando o Chris, foi um beijo totalmente desnecessário e que me fez querer quebrar cada  pedacinho de osso do rosto de Chris. Eu teria feito isso, mas graças a Deus Julie me chamou a atenção.

- Ian esta atrasado, algum problema?

- Nikki. - eu disse simplesmente.

- problemas no paraíso então? - perguntou Nina irônica, ela estava me irritando muito, eu suspirei e me acalmei até notar um colar, um colar que eu tinha dado de presente a ela no aniversario do nosso primeiro ano de namoro, e ele estava no pescoço de Chris, eu realmente não me aguentei e parti para cima dele o segurando pelo colarinho.

- o que faz com esse colar? - eu perguntei o jogando na parede.

- Ian pare. - eu ouvia muitas pessoas gritarem, mas foi a voz dela que me trouxe de volta do meu mundo de ódio.

- como você pôde? - eu perguntei a ela, a voz estava tremula, nem notei que tinha soltado Chris.

- as vezes as pessoas fazem coisas surpreendentes né Ian? - ela cuspia ironia, eu a encarei por uns 30 segundos até Julie chamar nossa atenção e dizer que já iriamos começar.

Começamos o painel, o clima estava tenso, a plateia sentia isso, mas graças a Deus ninguém perguntou nada demais, a unica pergunta que eu detestei foi uma garota perguntando para Nina sobre qual tipo de namorado é o Chris, na verdade não odiei a pergunta, odiei a resposta. "do tipo perfeito, o melhor namorado que já tive" ela respondeu, sem duvidas ela estava tentando me provocar e estava conseguindo, eu estava quase perdendo a linha de novo, mas por sorte a entrevista acabou. 

Fomos para o Meet e greet, muitos fãs loucos, uma garota entrou, ela tinha cabelos pintados em três cores e eu fiz força para não rir.

- eu amo você - ela disse emocionada ao me abraçar.

- e eu amo você - eu disse sorrindo. Tiramos a foto e eu dei tchau, mas antes dela alcançar a porta virou-se para mim e disse:

- se você não lutar por ela vai perde-la para sempre, e ambos sabemos que não vai ser feliz se isso acontecer. 

eu me fiz de desentendido e ela sorriu e saiu, eu sabia exatamente de quem ela estava falando. Depois das fotos fomos para uma sala cheia de repórteres frenéticos, chatissimo, então eu notei Nina indo em direção aos corredores, pedi licença e a repórter que estava me entrevistando e a segui. Ela estava indo em direção ao banheiro, eu fui até o banheiro masculino que ficava ao lado do feminino, por sorte não tinha ninguém no masculino, já o feminino, mulher e banheiro definitivamente é um casamento, eu fiquei meio escondido esperando ela sair, demorou décadas até ela passar em  frente do banheiro masculino, eu a puxei pelo braço, ela quase deu um grito de susto, mas ele morreu quando ela notou que eu que a havia puxado.

- o que pensa que esta fazendo trazendo esse cara pra cá? - eu perguntei a segurando pelo braço

- esta me machucando Ian - ela disse sem me dar atenção.

- responde a minha pergunta! - eu disse em tom ameaçador e ela gargalhou.

- você esta rindo de mim? - eu soltei seu braço.

- estou.

-você é uma imbecil. - ela parou de sorrir.

-eu sou uma imbecil? eu? você faz planos para destruir minha vida e eu sou a imbecil, quem sabe isso aqui não é mais um de seus planos.

- não é um plano - eu disse rapidamente.

- quem me garante isso? - ela perguntou com a voz tremula.

- eu garanto! 

- eu não acredito em você Ian. - ela disse dando um passo para sair mais eu tomei sua frente - o que quer de mim Ian?

eu sabia responder essa pergunta, mas eu não queria responder,  eu queria mostrar, não me importava, Nikki ou Chris, ou se estávamos num banheiro onde qualquer pessoa poderia entrar a qualquer instante, eu olhei para a Nina e no ato mais impulsivo de minha vida selei nossos lábios em um beijo, ela demorou um pouco a notar o que estava havendo e quando percebeu, começou a se debater em meus braços  tentando escapar, mas eu a segurava firme, e ela foi cedendo, até corresponder meu beijo, nossas línguas faziam o beijo extremamente intenso e tudo ficou mais apressado, eu segurei os cabelos da nina com uma mão e com a outra a segurei em meu colo, ela abraçou as pernas na minha cintura, o desejo transbordava de nós dois. Eu a levei até a pia do banheiro e a sentei lá, ela usava as pernas para aproximar ainda mais nossos quadris, eu estava gritando de tanta excitação, desci minha mão até o seu seio e ela soltou um gemido, ela segurou minhas nádegas e apertou.

- eu quero você Ian - ela disse gemendo em meu ouvido e eu voltei a beija-la com fúria, minhas mãos percorriam cada parte de seu corpo, eu fastei as pernas dela de minha cintura para poder toca-la, eu toquei a parte interna de sua coxa, e ela parou de me beijar para soltar mais um gemido e eu levei minha boca ate seus seios, ela usou as mãos para desabotoar a blusa, o sutiã tinha abertura na frente deixando tudo mais fácil, eu o abri com a boca e enfim consegui sugar seus seios.

- oh Ian - ela gemeu baixinho - e eu finalmente toquei em sua intimidade por cima da calça jeans, ela deu um impulso para trás e sem querer ligou a torneira, molhando a calça jeans, deu um grito de susto e pulou da pia muito rápido, ambos rimos.

- agora você está literalmente molhada -eu disse para ela num tom extremamente sedutor, puxei ela para perto de mim e voltei a sugar seus seios e fazer movimentos circulares com meus dedos na intimidade dela por cima da calça, ela gemia e me pedia para não parar, estávamos delirando.

- atrapalho? - era Chris, Nina olhou para ele atônica se escondendo atras de mim e abotoando rápido a blusa. Chris chegou mais perto e me deu um soco forte na cara.

Eu abri meus olhos, estava suado, muito suado, estava tudo escuro, virei de lado e vi Nikki dormir tranquila, na cabeceira da cama ainda estava o bilhete que eu escrevi, tinha sido um sonho, um estupido sonho, eu fechei meus olhos e suspirei, peguei meu celular e vi a mensagem da Julie, pelo menos a entrevista ainda iria acontecer e quem sabe eu não tive uma visão? eu ri de mim mesmo, era inacreditável o  quão desesperado eu estava para tornar aquele sonho real.

 


Notas Finais


vocês me odeiam? kkkkkk me perdoem, mas não podia facilitar nada pro Ian depois do que ele fez pra neens podia? então sobre o hot, me perdoem, eu realmente não sei escrever hots, mas vou tentar melhor ja que os próximos capítulos eles serão necessários haha.

recomendações são sempre bem vindas, beijos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...