História The Love Song - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, One Direction, Taylor Swift
Personagens Harry Styles, Justin Bieber, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Taylor Swift, Zayn Malik
Tags Harry Styles, Justin Bieber, Niall Horan, One Direction, Romance, Taylor Swift
Exibições 10
Palavras 1.258
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aqui está mais um Capítulo, agora as coisas começam a ficar um pouco mais interessantes...nos vemos nas notas finas??

Capítulo 2 - O início de tudo


Fanfic / Fanfiction The Love Song - Capítulo 2 - O início de tudo

Era noite ainda, a cidade inteira deveria estar dormindo. Poucos os carros que vi do caminho da minha casa até o aeroporto, afinal era cedo e as lágrimas atrapalharam um pouco. Desci do carro olhando e respirando uma última vez o ar brasileiro, meu sonho sempre foi sair da cidade, ir para o exterior mas a despedida nunca é  fácil. Despachei  minha mala, peguei meus papéis para entrar no avião mas ainda teria duas horas antes do meu horário de partida. Várias e várias voltas pelas lojas do aeroporto, bebi meu café, qualquer um que me olhasse perceberia que eu não  estava bem inclusive um garoto loiro e muito fofo por sinal sentado sozinho na mesa a minha frente que não parava de me encarar ele sentou na minha frente e me perguntou:

- Oi? Está  tudo bem com você? - ele segurou minha mão  e me olhou com um curiosidade e talvez um pouco de piedade pelo estado deplorável  que eu me encontrava por ter chorado muito. 

-Sim,  acho que sim. - disse tentando conter as lágrimas porque todas as  vezes que me lembrava do quanto minha família faria falta me dava vontade de voltar para trás mas felizmente meu sonho sempre falou mais alto. 

- Será que eu poderia te ajudar? - ele sorriu. 

-Desculpa mas acho que não. - tentei ser o menos grossa  possível. 

- Tudo bem,  mas vou te fazer companhia então. - ele se sentou na cadeira ao meu lado e ficou acariciando minha mão  fiquei com um pouco de receio porque nem o conhecia mas ele parecia confiável e eu realmente precisava de alguém do meu lado. - Meu nome é  Niall e o seu? 

Anna - tentei sorrir mas acho que não deu muito certo. Minha sorte era que eu falo inglês porque quando ele foi pronunciar meu nome não disse muito bem então provavelmente nao fala português. 

-E  será que posso saber porque a Anna está tão triste assim?

- Não  sei se posso contar é  um segredo.- ele balançou a cabeça como se concordasse comigo e nesse exato momento ouço uma mulher falando no auto falante que o voo 3719 partiria  em 20 minutos e era meu voo precisava ir - Me desculpe mas esse é  meu voo preciso ir. 

- Que ótimo é  o meu também. Se importa se eu ficar junto com você? - eu não sabia se aceitava porque queria ficar sozinha mas aquele garoto estava sendo tão gentil. Por fim acabei concordando. 

Fomos conversando do café até o avião, ele falava mais que eu, eu não estava afim de conversar mas ele parecia fazer questão de me animar e até que ter alguém junto a mim foi bom me reconfortou um pouco. Como não tinha escolhido um acento acabei sentando ao lado dele e por incrível que pareça ele deixou eu me sentar na janela. 

- Você está indo para Los  Angeles  não acho que deveria ficar tão triste como você está. Isso tudo é  medo de avião? - ele riu e isso fez que eu risse um pouco  também a risada dele é  contagiante. 

-Nunca andei de avião então posso dizer que talvez seja um pouco de medo também. 

- Se quiser segurar minha mão tudo bem - ele me ofereceu a mão- Eu entendo. 

Eu segurei a mão dele e fiquei observando todas aquelas instruções na tela de uma mini TV a Minha frente. 13 horas de avião seria longas 13 horas mas melhor assim teria tempo o suficiente para chorar. E foi quando o avião decolou que eu não  aguentei e aquela lágrima de saudades misturada com medo desceu pelo meu rosto. Niall olhou para mim preocupado. 

-Anna?  Porque está chorando? Eu estou aqui me deixa te ajudar. - ele secou minha lagrima,  eu ainda não acreditava que uma pessoa como ele pode existir e esta me ajudando mesmo eu sendo sem coração e indo para Los Angeles deixando minha família apenas pelo sonho de ser cantora que poderia nem ser possível,  mas ele não sabia ainda. 

- Tudo bem. -respirei fundo- eu vou te explicar  mas já aviso que talvez você me ache louca. 

- Não se preocupe pessoas assim são minhas preferidas.  - ele se ajeitou na poltrona para me ouvir. 

-  Bom,  tudo começou quando eu tinha uns 13 ou 14 anos que eu comecei a me apaixonar por música ja tinha feito aula de violão mas nada muito sério. Foi só com essa idade que percebi o que eu queria e como tudo isso estava bem na Minha frente só  eu não tinha percebido. Quando contei para minha mãe tudo isso arrisco a dizer que foi a pior noite de todas porque ela disse que seria uma vontade passageira de adolescente e aquilo só me deixou mais triste entretando eu sempre fui persistente e não desisti. Fiz aulas de canto escondido da minha mãe,  meu pai que pagava mas é  claro que como toda mentira logo ela descobriu e ficou por isso mesmo. Meu pai o único que acreditava em mim nem lembrava mais disso mas eu não tinha esquecido. Toda semana que ele ou qualquer outra pessoa me dava dinheiro eu guardava em um cofrinho e com esse dinheiro agora paguei minha passagem e estou indo para outra cidade tentar a sorte e como sempre foi, totalmente em segredo de todo mundo. 

Ele olhou para mim com cara de espanto talvez não acreditando na loucura que eu estava prestes a fazer. Até eu não estava acreditando,  mas realmente agora não tinha volta afinal o dinheiro que eu estava levanto não daria para pagar uma passagem para poder voltar para o Brasil. 

- Parabéns Você é  muito corajosa eu mesmo acho que não faria isso. Admiro você por isso e  Quando você se tornar uma cantora famosa espero que todas essas pessoas que duvidaram de você fiquem surpresas assim como eu estou agora. 

- Obrigada mas não estou indo pra me tornar uma cantora famosa- ele fez  uma expressão duvidosa- quer dizer para isso tambem mas principalmente para mostrar para as pessoas o que eu realmente  gosto e sei fazer afinal no Brasil não temos muitas chances para mostrar nosso talento. 

-Bom se depender da sua determinação e coragem você vai conseguir rapidinho. - ele sorriu. 

[...]

Durante o voo inteiro agente ficou conversando e ele me disse que estava indo morar com seu tio e que estava indo estudar em uma ótima  faculdade de lá. Ele estava no Brasil apenas a passeio mesmo e também me disse que gostava de música e que adorava tocar guitarra e também um pouco de violão. Me passou o endereço do apartamento que ele estava morando e disse que quando precisasse eu poderia ir lá. 

Tentei dormir um pouco depois de comer e ver um filme junto com Niall afinal não tinha dormido bem nenhum dia dessa semana e é  claro que dessa vez não foi diferente mas deu para descansar. 

- Então é  Isso. -suspirei e dei um abraço nele na despedida na porta do aeroporto. - Nos vemos por aí? 

- Claro Anna! Sempre vou mandar mensagem e estarei esperando uma visita sua. - sabia que aquilo não era uma despedida e sabia que tinha ganhado um novo colega, talvez até amigo. 

Ele entrou no táxi e foi embora.Já eu não sabia o que faria eu não tinha para onde ir,  não tinha aonde dormir  e tinha pouco dinheiro então peguei minha mala meu violão e sai observando aquela enorme cidade e procurando a proxima oportunidade que a música me daria. 




Notas Finais


E entao? O que acharam? A Anna é bem corajosa vocês não acham? Espero de verdade que tenham gostado e espero ver vocês nos comentários porque quero saber sua opinião e o que acham que deve melhorar. Sintam se a vontade o comentário é de vocês. Nos vemos novamente em uma semana, beijos!! ☆


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...