História The Love Survive - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~Gabyihh

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony, Harry Styles, Zayn Malik
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Allyson Brooke, Apocalipse, Camila Cabello, Camren, Dinah Jane, Fifth Harmony, Lauren Jauregui, Lgbt, Normani Kordei, Norminah, The Walking Dead, Zumbi
Visualizações 115
Palavras 1.606
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Fantasia, Ficção, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Canibalismo, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um capítulo... 😊
Espero que estejam gostando dessa Fic, ela ainda está no começo, mas prometo que ser ótima 😄
Boa leitura 🤗

Capítulo 3 - She Sent Me A Message


Camila´s POV

Acordei meio grogue, sabe aquele sono da tarde que te deixa mais cansado do que você já estava. Continuou deitada na cama, não estou nem um pouco afim de levantar, pego meu celular e olho as notificações, algumas mensagens no WhatsApp, vídeos do YouTube e uma mensagem no aplicativo e... Puta que pariu a Lauren Jauregui me mandou mensagem.

- Puta que pariu... Caralho... A Lauren Jauregui me mandou mensagem – Levanto da cama de repente com o celular na mão, começo a dar pulinhos pelo quarto, acho que gritei, pois Normani jogou um travesseiro em mim, o que me fez cair sentada na cama, ela é mais forte do que parece, aquilo doeu.

- Cala a boca Cabello! Me deixa dormir, vai dar chilique em outro canto. – ela gritou comigo. A Mani costuma ser um amor de pessoa, mas não deixe ela sem dormir.

- Nossa Mani... Garota agressiva.... Para que tudo isso? – falo com cara de indignada – Mas tudo bem, desculpa.

Sento em minha cama e olho aquela notificação de novo, eu não acreditava naquilo, depois de uma semana querendo falar com ela, ela finalmente me chamou, meu coração dava pulinhos de alegria. Sabe aquela sensação estranha, mas boa que você sente, como se muitas coisas fossem começar a acontecer a partir daquele momento. Eu me senti assim naquela hora. O mais engraçado é que eu iria chamá-la assim que acordasse, mas ela acabou me chamando primeiro. Parecia que... Sei lá... Estávamos conectadas... Ok, ok ,ok. Eu devo parecer aquelas adolescentes idiotas e totalmente apaixonadas, eu não sou tão assim, só um pouco, não é que sou trouxa, é mais que acredito que coisas boas possam acontecer, acredito no amor, mas não se preocupem, não estou apaixonada, a final ainda nem conversamos, fora que sapatão leva uma semana mais ou menos para se apaixonar.

Não conseguia parar de sorrir, mas tentei me acalmar e entrei no aplicativo. Tinha algumas notificações, mas fui direto para as mensagens, vi a foto dela e um “ Oiie ”. Nossa aquela mulher era de tirar o juízo de qualquer um, tinha um rosto tão lindo.

Lhe mandei “ Oii. Tudo bem? “. Parecia bem calma nas mensagens, mas pode acreditar que eu não estava. Ainda sorria olhando para aquela mensagem.

Desliguei a tela do celular e fui até a cama da Mani e pulei em cima dela.

- Ela me mandou uma mensagem... Ela me mandou uma mensagem Mani – falei em cima dela enquanto pulava.

- Camila saí de cima de mim... Eu quero dormir! – elas disse – Mas já que sei que você não vai deixar... Quem te mandou mensagem criatura?

- A Lauren. - respondi

- Quem diabos é Lauren, Camila? – ela perguntou quase de olhos fechados.

- Uma menina do aplicativo. Ela é linda e tem uns olhos incríveis. – falei, lembrando de suas fotos.

- Finalmente! Camila Cabello desencalhou! - ela brincou levantando as mãos para o céu como se agradecesse a Deus e começou a rir.

- Lógico que não Mani, a gente ainda nem conversou... Ela só me mandou um “Oiie”.

- Ah tá... Entendi – ela aceitou – Sabe o que você deveria fazer agora Mila?

- O que Mani? – Perguntei achando que ela me daria alguma dica ou coisa do tipo.

- Sair de cima de mim e me deixar dormir logo de uma vez! – ela gritou, foi um pouco grossa, mas nada podia me deixar com raiva naquela hora.

Então sai de cima dela e fui para minha cama. Respondi algumas mensagens no Whatsapp e fui tomar um banho, relaxar um pouco. Entrei na banheira e fiquei por lá espairecendo.

Vinte minutos depois quando saí do banheiro, que ficava no quarto. Percebi que que Mani ainda dormia, então me troquei e sentei novamente na cama, peguei meu celular, mas ela ainda não havia me respondido, por isso resolvi estudar. Sempre agradecia a Deus por Mani não roncar, isso facilitava muito meus estudos, se bem que as vezes ela fazia uns barulhinhos estranhos, mas ela jura por tudo que existe que nunca roncou e nem vai.

Passei a tarde estudando, principalmente anatomia. Porque eu tive que dormir naquela aula? Perdi muita coisa, mas eu conseguiria recuperar a matéria. Pesquisei um pouco sobre o hospital em que iria me voluntariar. O nome dele era Hospital Mercy, ele era enorme e sua ala pediátrica era incrível, eu estava muito animada, queria começar logo.

À noite, pouco depois 18:00 horas peguei o celular e vi que Lauren havia me respondido. Começamos a conversar pelo chat do aplicativo, ela parecia ser bem legal e era muito engraçada, além de linda é claro. Descobri que Lauren era de Atlanta, mas havia se mudado para Boston para seguir a carreira policial. Assim como eu, ela morava longe de seus pais. Contei que era de Cuba, mas morava em Miami, tinha vindo para cá para cursar medicina, ela disse que seus pais também eram de Cuba, mas se mudaram para os Estados Unidos antes dela nascer, pelo jeito tínhamos muitas coisas em comum. Enfim, falamos um pouco de tudo, sobre a vida longe da família, sobre como as coisas eram agora. Foi uma conversa ótima, tudo fluía, não era aquele tipo em que você se sente forçada a encontrar algum assunto para que a conversa continue.

Algum tempo depois de começarmos a conversar, lhe disse que há uma semana queria lhe mandar mensagem, mas era tímida demais para isso, então esperei que ela falasse comigo primeiro, ela riu e disse que também queria me chamar logo, mas sua semana havia sido muito corrida e ela também não tinha muito assunto para puxar, por isso só falou comigo hoje. Em algum momento durante nossa conversa ela disse que odiava o chat daquele aplicativo e concordei, era realmente muito ruim, então pedi seu WhatsApp, que ela logo me deu. Brinquei que havido entendido sua indireta, ela havia falado mal do chat para que eu pedisse seu número e ela concordou. Disse que já que havia me chamado eu deveria pedir seu número.

Ri muito daquilo, na verdade, ri quase durante toda nossa conversa, ela era muito engraçada, gostei de seu jeito, era fofa. Rimos sobre nossa demora para se falar e as duas acabaram confessando que entravam no perfil uma da outra quase todos os dias para curtir as postagens e olhar nossas fotos. Fiquei um pouco, ok.... Bastante surpresa que uma mulher como ela fizesse isso, ainda mais comigo, afinal ela poderia ter quem quisesse.

Nossa conversa estava muito boa, mas infelizmente ela iria sair com uma amiga, por isso nos despedimos e ela disse que me chamaria quando chegasse.

Nesse tempo Mani já havia acordado, tomado um banho e agora estava comendo um pacote de Doritos. Ela levantou foi até uma gaveta, depois na sua escrivaninha, depois na minha.

- O que foi Mani? – perguntei

- Meu bolinho.... Eu não estou encontrando ele. – ela respondeu

Não falei nada apenas olhei para o lado e fiquei quietinha. Mas sabia que ela ia perceber.

- Karla Camila Cabello Estrabão... Você comeu bolinho?! – ele perguntou já vindo para cima de mim.

- Desculpa Mani, é que eu estava com fome e já estava atrasada. – fiz bico.

- Era meu bolinho favorito Camila! – ela já estava com as mãos no meu pescoço – Você come muito garota! Como que ainda não saiu rolando por aí? Você é um buraco negro, só pode. Eu não posso deixar nenhuma comida espalhada pelo quarto que você devora.

- Desculpinha Mani, prometo que não vou mais fazer isso – falei fazendo ainda mais bico e tento tirar suas mãos do meu pescoço.

- Nos duas sabemos muito bem que você vai sim fazer isso, várias vezes na verdade – dei um sorriso amarelo quando ela disse isso, é verdade... Eu comeria suas coisas de novo, mas a culpa não era minha, eu só tinha uma fome insaciável.

- Te Amo Mani – falei para ela.

- Também Te Amo Mila, mas tenta se controlar erro das minhas comidas – concordei com a cabeça, então ela deu um beijo em minha testa e saiu de cima de mim.

- Mani – a chamei.

- Que foi Mila?

- Vamos assistir um filme, por favor – pedi.

- Mas você não já passou a noite e madrugada inteira de ontem assistindo coisa?

- Sim, mas era série, quero assistir um filme hoje.

- Certo, vai ser terror. – ela disse, pois sabia que eu tinha muito medo.

- Ah não Mani, terror não. Eu tenho medo.

- Eu sei disso, mas você roubou meu bolinho, então vai ter que assistir o que quiser.

- Certo. – concordei de cabeça baixa.

Coloquei meu pijama de banana, não tinha forma de banana, ele era rosa e cheio de bananas amarelas espalhadas, era meu pijama favorito. Sentei do lado da Mani na cama e ela colocou o filme.

- Você nunca vai conseguir pegar ninguém com esse pijama Mila. – ela disse me olhando dos pés a cabeça.

- E porque não? Eu fico ótima nele. – disse pois ele era extremamente confortável.

- Você fica ótima nele para uma criança de 8 anos, não uma mulher de vinte e três.

- Ah... Larga de ser estraga prazer Mani e coloca logo esse filme. – reclamei.

- Tá bom... Tá bom – ela concordou rindo.

E eu estava completamente certa, morri de medo daquele filme, me encolhia cada vez que aquela musiquinha de terror começava e a Mani morria de rir de mim ao meu lado.

O filme terminou e Lauren ainda não havia chegado, já passavam das dez e eu estava com sono, por isso mandei mensagem de boa noite para ela e fui dormir.


Notas Finais


Então... Gostaram do capítulo?
Por favor comentem e favoritem a Fic se estiverem gostando 🙏
Obrigada por lerem 💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...