História The love that erode me. (Imagine Bts) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 48
Palavras 684
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Foto do bias maravilhoso para promover a leitura. 💟😂

Capítulo 2 - 0.2- Going to São Paulo.


Fanfic / Fanfiction The love that erode me. (Imagine Bts) - Capítulo 2 - 0.2- Going to São Paulo.

A luz do sol já batia em meu rosto, isso denunciava o fato da persiana já estar aberta. Normalmente, minha mãe acordava às cinco horas da manhã e fazia faxina pela casa, agradeço à Deus por ela não fazer barulho como a maioria faz. E agradeço por ela não me acordar, para arrumar a casa. 

— Bom dia, (S/N) — disse minha mãe, com um xícara em sua mão. Encostada na batente da porta. 

— Bom dia. Quantas horas são? —bocejei, coçando os olhos. 

— Seis horas. — assoprou o líquido, que aposto ser café e deu uma breve olhada em seu relógio de pulso.—Perdão, seis e meia. 

Suspirei pesadamente e me levantei devagar. Ainda a olhando de rabo de olho, enquanto a mesma bebericava seu café, tranquilamente. 

— Está tudo bem? — disse ela, quebrando o silêncio antes instalado. 

— Está tudo ótimo, e com a senhora? — estiquei meus braços em um gesto rápido, começando a me espreguiçar. 

Assentiu sorrindo levemente de lado e saiu do quarto me deixando sozinha.  Voltei a suspirar e caminhei até o banheiro em passos lentos, liguei a torneira e molhei meu rosto que estava bastante pálido e amassado. Escovei os dentes e tomei um banho demorado, logo após tudo, desci as escadas sem pressa alguma e me direcionei a cozinha. Peguei uma maçã e meu celular que havia esquecido ontem em cima do balcão, fui até a sala e me joguei no sofá, enquanto observava meu irmão. 

— Ainda assistindo esses desenhos bestas? — disse entre risadas, mordendo um pedaço da fruta. 

— Ainda, iludida? Achando que vai conhecer o BTS? — disse com um sorriso irônico nos lábios. 

Revirei os olhos, me levantei e desliguei a televisão em provocação. Recebi um olhar de reprovação de minha mãe, e liberei risadas indo para fora de casa. 

Caminhei rapidamente até a casa de Jessie. Batuquei a porta em um ritmo da música Fun Boyz. Ela abriu a porta lentamente e me olhou surpresa. 

— O que te traz até minha casa, monte de estrume? — soltou risadas e logo deu espaço para que eu entrasse. 

— Não, não vou entrar não. — ri baixo e coloquei a mão no coração, fingindo estar ofendida. —Bem, vim confirmar a hora que vamos pro aeroporto. 

— Eu só vou te levar até o aeroporto, não poderei ir com você até o show. Infelizmente. — sorriu fraco. — Às cinco horas em ponto, esteja aqui. 

Balancei a cabeça negativamente e sorri fraco. Eu realmente queria sua companhia durante o show, mas como ela terá que resolver certas coisas, não perderei o show por tal motivo.

— certo.  — Sorrio minimamente, aceno dando as costas e voltando para casa, saltitante. 

[...] 

Já estava pronta, mas não hesitava em ficar parada em frente ao espelho, retocando a maquiagem. 

— Tá gatona em, (S/N) — disse para mim mesma e ao perceber a hora, corro imediatamente para o andar de baixo da casa. 

Me despeço de meus pais, e vou correndo até a casa de Jessie animadamente. Ao me ver, a mesma esbanje um sorriso. 

— Tá bonita. —Sorrio com seu elogio e ela balança a cabeça rindo. 

Ela me guia até seu carro e destrava as portas, possibilitando minha entrada. Me sento no banco, que vale ressaltar que é extremamente confortável. 

Passando alguns minutos, damos entrada no aeroporto. Ela me explica tudo que devo fazer ao chegar na cidade e me dá um beijo na testa, arrancando um sorriso de minha parte. 

— Dá um tapa na bunda, do Jimin oppa por mim. — diz com os olhos marejados, me apertando em seu abraço. 

— Pode deixar. — Sorrio, retribuindo o abraço. 

Nos afastamos e ela vira as costas indo embora, sigo indo fazer o check-up. Depois de fazer tudo que foi necessário, me sento no banco de espera e fico a fitar as placas brilhantes,  que mostrava a hora da partida de cada vôo. 

Depois de tanto esperar, é anunciado a partida do vôo à São Paulo. Sigo a filhinha até o avião e adentro admirando tudo. 

— São Paulo,  que me aguarde. 







Notas Finais


O próximo capitulo sai amanhã, espero que estejam gostando :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...