História The Lover - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Justin Bieber
Personagens Barbara Palvin, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette, Personagens Originais
Tags Barbara Palvin, Justin Bieber
Exibições 423
Palavras 1.270
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá babygirls

Capítulo 13 - Maybe him is the one


Fanfic / Fanfiction The Lover - Capítulo 13 - Maybe him is the one

Claire Donavam's Point of View. 

Eu permaneci enfurnada em meu apartamento durante o final de semana, recusei todas as chamadas de Antony e até pensei em ligar para Jared, talvez ele pudesse me fazer melhor, mas minha vergonha venceu, com que cara eu telefonaria para ele e pedisse para que repensasse a ideia do encontro, seria patético, mais do que minha vida no momento. 
Foi doloroso ver Justin me dar as costas, lembro dele ter conversado rapidamente com Morgana mãe de charlotte e sair em direção a multidão, provavelmente indo de encontro a noiva. Eu saí de lá correndo e eu tive que pensar em uma boa desculpa quando meu pai me interrompeu, falei a ele que estava com enjôo e fui embora. Não gostava de mentir para o meu pai, ele era ótimo e não merecia uma filha vagabunda.
Já se passavam das seis em quarenta e então eu resolvi me levantar, tomei um banho e sequei os cabelos, pus meu vestido tubinho da Lanvin e um relógio Cartier, eu havia ganho uma aliança de ouro da minha vó, ela era bem fininha e delicada eu a adorava, não faria mal eu a colocar mesmo não estando compromissada, não é?
Não comi nada e segui para o trabalho, dei bom dia à alguns colegas e entrei em minha sala. Eu teria uma reunião em poucos minutos e não estava com paciência para aturar sua petulância.  
Liguei meu computador e chequei minha agenda, o dia seria tranquilo hoje, observei a janela que eu tinha entre meio dia a uma e lembrei do convite de Jared, seria uma boa maneira de fazer as pazes, certo?
Peguei meu caderno de anotações e segui até a sala de reuniões quase todos estavam lá inclusive ele, Justin comprimentou a todos e sorriu para mim, fiz questão de virar a cara. Eu não o olhei pelo restante de tempo que se passou. Quando terminou corri sala a fora afim de encontrar o galã italiano que eu dei um bolo, encarei as costas largas e eu logo estava em sua frente, sorri para ele e quase perdi o fôlego quando ele retribuiu o ato. 
– Oi. — desde quando minha voz ficou tão fina? — Eu queria te convidar para almoçar comigo. — ele riu e se aproximou. 
– Eu não posso, já tenho um compromisso. — meu sorriso morreu, eu não esperava por isso. 
– Ah sim! — engoli a seco, eu realmente havia ficado chateada. — Eu entendo. — tentei sair de lá mas seu braço me impediu. 
– Só estou brincando. — ele riu. — Só queria que sentisse o que eu senti sexta à noite. 
– Isso não teve graça. — esbravejei. — Não deveria guardar rancor assim. — meu corpo esquentou quando ele se aproximou mais. 
– Ah teve graça sim. — engoli a seco.— Não se preocupe raio de sol, nenhum cara em sã consciência te deixaria. — sorriu e foi embora, me deixando refletindo com sua última frase. Jared estava errado, é claro que me deixariam, assim como ele me deixou. 
Segui para minha sala parando apenas pera pegar um café, a quentura da bebida atravessava o copo de papel esquentando a minha mão, sorri, adorava a sensação. Empurrei minha porta para fecha-lá mas diferente do que pensei o barulhinho do trinco não aconteceu. 
Eu sabia que ele estava atrás de mim, e não era por que eu tinha superpoderes, mas sim por conta do forte cheiro de seu Giorgio Armani. Respirei fundo e contei até dez, eu precisava ser a megera que ele ainda não conhecia. 
– Porque me tratou daquela forma. — ah deus! Ali estava ela, a linda e adorável carinha de filhote. Suas sombrancelhas se uniam fazendo uma pequena e quase i-notável ruga no meio de sua testa, sua boca fazia um pequeno montinho para frente e seus olhos estavam mais claros que o normal.
– De que forma? — me sentei e mexi no mouse apenas para apreciar a minha proteção de tela, era meu pai e eu quando mais jovens. 
– Você sabe do que eu estou falando. — seus passos foram cautelosos até a porta e assim trancou-a. — Você nem sequer olhou para mim. 
– O que você queria que eu fizesse, huh? — cuspi a resposta em sua cara. —Que eu chegasse e te agarrasse para mostrar para todos o quão vagabunda eu sou por ficar com um homem comprometido e o quão canalha você é por trair sua mulher. — sua face estava vermelha e parecia que ele explodiria a qualquer momento.— Você deveria ser menos carente. — debochei me sentando novamente, pequei um contrato ao canto da mesa e analisei-o.
– Por que está falando assim comigo? — se sentou em minha frente. — Foi por que eu te deixei naquela noite? Olha você sabe que Charlotte sempre seria minha prioridade sendo ela minha noiva e...
– Então porque está aqui? — lhe encarei.
– O que?
– Porque está aqui e não com Charlotte? 
– Eu queria conversar com você, meu deus! — se levantou e eu apenas me diverti com a situação. — Será que não consegue levar nada a sério? 
– Ah eu consigo ser séria mas é difícil quando se tem um palhaço na minha frente. — olhei novamente para a tela do computador checando todos meu e-mails. 
– Eu não irei tolerar esse seu comportamento, quem você pensa que é pra falar assim comigo? — ele estava certo, eu estava indo longe demais. Puta merda! Ela era a porra do meu chefe, um canalha fodido, mas ainda sim meu chefe e eu lhe devo respeito. 
– Você está certo senhor Bieber. — minha voz estava mansa e o olhar de Justin se esfriou. — Você é o chefe e eu a empregada, eu não deveria ter falado isso para o senhor. 
– Claire eu... Você sabe... Quer dizer, eu falei aquilo da boca pra for... 
– Não. — sorri. — Você está certo, me perdoe, foi uma atitude completamente infantil. — ele engoliu a seco. — Eu tenho muito trabalho a fazer, senhor. — dei a dica para ele sair. 
– Ah sim certo. — ele sorriu de canto e foi até a porta. — Me deixe me redimir com você. — o olhei. — Por aquela noite. — limpou a garganta. — Almoce comigo hoje, huh? Como naquela outra vez, nós nos divertimos não é? 
– Eu adoraria. — sorriu. — Mas hoje eu tenho um compromisso. 
– Ah sim, certo. Bom, eu tenho que ir. Até mais. — então ele saiu não me deixando respondê-lo.

Quando deu uma hora eu já esperava ansiosa Jared na recepção, nós iríamos ao Del Posto, um italiano de luxo que tinha a melhor agnolotti de Nova York.
Eu adorava sua conversa, inteligente e culto, ele era ótimo, até melhor que o canalha que assina meu cheque, mas isso não era uma comparação justa até porque que a maioria das vezes que eu e senhor Bieber estamos juntos nossas bocas estavam ocupadas. 
– Porque Robert nunca se casou de novo?— sua voz grave me chamou. 
– Uh essa eu não sei te responder. — ri.— Deve ser por que eu coloquei tinta no shampoo de todas as pretendentes do meu pai. 
– Sua demoniazinha. — jogou a cabeça para trás rindo, desde quando suas covinhas ficaram tão lindas? — Poxa Claire, não acha que seu pai merece uma segunda chance de ser feliz. 
– Eu sei disso e é por isso que eu me arrependo. — suspirei. — Ele está sozinho a tanto tempo, quer dizer, ele ficou ainda mais com a minha ida à faculdade. 
– Ele ainda tem tempo raio de sol, porque não ajuda ele? 
– Você tem razão, seria bom uma nova companhia para ele, mas eu irei escolher uma boa. — sorriu mas quando olhou através de meu ombro seu olhar se tornou seco. — Mas o que? — meu sorriso morreu igual o dele. 
Ele estava ali, Justin estava apenas há alguns metros de nós e com um humor nada bom.
 


Notas Finais


Trailer: https://youtu.be/WFuVyFVtSNc

Quem vai na purpose tour dia 2??? Gente tô muito animada pra essa tour!!
O próximo capítulo vai ser pelo ponto de vista de Justin, adoro escrever os pensamentos dele.
***PRECISO URGENTEMENTE DE UMA PESSOA QUE BETA CAPÍTULOS


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...